25.5.06

DUNLOP


Com ampla experiência em competições de automóveis e dona de um currículo impressionante de sucessos e vitórias, a DUNLOP transfere tecnologias inovadoras utilizadas nas pistas para os pneus concebidos para a condução dos carros de passeio. A DUNLOP se tornou uma grife em seu segmento, desfrutando de uma excelente reputação entre os apaixonados por automóveis e competições esportivas automobilísticas, equipando verdadeiras lendas no setor. 

A história 
Ideias simples podem mudar o mundo. E foi justamente o que aconteceu quando em 1887 o veterinário e engenheiro escocês John Boyd Dunlop desenvolveu e testou o primeiro pneu inflável moderno, que se resumia a um tubo oco de borracha, o qual prendeu na roda com uma embalagem de tela e encheu com uma bomba de ar para bolas de futebol. Fabricou os primeiros pneus deste tipo para substituir os feitos de borracha maciça do triciclo de seu filho preocupado em melhorar as vibrações das rodas (de madeira), para que este pudesse andar com mais conforto, especialmente em terrenos acidentados. Sua ideia deu tão certo que originou uma das mais famosas marcas de pneus do mundo, a DUNLOP TIRES. Seu invento surgia em uma época crucial para o desenvolvimento do transporte e das rodovias. Em 1888, ele oficialmente fundou a Dunlop Pneumatic Tyre Co. Ltd (que atualmente é a empresa de pneus mais antiga do mundo), obtendo a patente de seu primeiro pneu inflável para bicicleta no dia 7 de dezembro na Grã Bretanha, e inaugurando, em associação com William Harvey Du Cros, sua primeira fábrica em 1890 na cidade de Dublin na Irlanda, com capacidade para produzir 1.500 pneus por mês, que podiam ser usados em bicicletas, charretes e carroças. Pouco depois começou a produzir os pneus para automóveis.


Em 1893 a primeira fábrica fora do Reino Unido foi construída na Alemanha, na cidade de Hanau. Dois anos depois os pneus DUNLOP já eram vendidos na França e Canadá, e produzidos nos Estados Unidos e Austrália. Depois vieram as fábricas na Ásia. Quase no final da década, em 1898, a invenção de Dunlop havia substituído os pneus convencionais, que se tornaram obsoletos. Nesta época, a empresa tinha crescido para além da sua base em Dublin e a produção foi transferida, em primeiro lugar, para a cidade inglesa de Coventry e, em 1902, para instalações com 162 hectares em Birmingham, que mais tarde ficaria conhecida em todo o mundo como FORT DUNLOP. Ainda em 1902, a vitória na corrida Paris-Vienna deu a DUNLOP um enorme apetite para conquistar o sucesso em competições automobilísticas internacionais. Em 1913, a DUNLOP inaugurou a primeira fábrica de pneu do Japão na cidade de Kobe.


Durantes os primeiros anos da década de 1920, mais uma vez o espírito inovador da empresa ficou claro ao desenvolver pneus para automóveis capazes de suportarem altas velocidades. Esses pneus extremamente resistentes e seguros, capaz de suportarem velocidades acima dos 300 km/h, ajudaram Henry Segrave a estabelecer um novo recorde de limite de velocidade em terra com impressionantes 327 km/h em 1927. A primeira vitória da marca em Le Mans aconteceu três anos antes da quebra deste recorde. Nos anos seguintes seu envolvimento com as competições automobilísticas se tornou de vital importância para o desenvolvimento de tecnologias que foram transferidas para a produção de pneus para automóveis de passeio, o que permitia aos motoristas se beneficiarem da qualidade, durabilidade e resistência dos pneus desenhados para as pistas de competição. A DUNLOP foi uma das responsáveis por um novo recorde de velocidade em terra, alcançado por Sir Malcolm Campbell em 1935, com 848 km/h registrados no velocímetro.


Durante a década de 1950 a marca conquistou impressionantes 66 vitórias na Formula 1, ganhando 8 títulos mundiais, e mais 5 vitórias na tradicional corrida 24h de Le Mans (no total, 34 das 71 corridas da mais antiga competição automobilística do mundo foram ganhas com pneus DUNLOP até a década de 1980). Nas décadas seguintes a empresa continuou desenvolvendo e produzindo pneus inovadores como nos anos de 1960, quando pesquisadores da DUNLOP identificaram o fenômeno da aquaplanagem (quando ao passar sobre uma lâmina de água, os pneus perdem o contato com a pista), e a partir daí desenvolveram o pneu radial DUNLOP S 41, que continha ranhuras, proporcionando ao motorista mais aderência e total controle do veículo em terrenos molhados; e com o revolucionário DENOVO, lançado em 1973, que possibilitava ao motorista maior controle em alta velocidade e longa distância.


Em 1999, a DUNLOP tornou-se pivô central de uma joint venture global entre a americana Goodyear e a japonesa Sumitomo, empresas que hoje detém a marca em mercados diferentes no mundo. A DUNLOP chegou oficialmente ao Brasil em 2013, quando inaugurou uma moderna fábrica em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, no estado do Paraná. Antes os pneus da marca eram importados do Japão. Hoje em dia, com um método de produção inovador, batizado de SunSystem, a DUNLOP se reinventa todos os dias, trazendo benefícios específicos para cada pneu, como a tecnologia sustentável, que proporciona emissão zero de gás poluentes na fabricação dos modelos para veículos de passeio, SUV’s e picapes, vans, caminhões e ônibus.


Foi assim que a marca DUNLOP se tornou uma excelência em seu segmento, estando presente na maioria dos mercados mundiais, e sendo utilizada oficialmente por grandes e renomadas montadoras de automóveis como Alfa Romeo, Aston Martin, Audi, BMW, Jaguar, Mercedes-Benz, Lexus, Porsche, Toyota e Volkswagen. A DUNLOP também fabrica produtos originais para grandes marcas de motos como Aprilia, BMW, Buell, Ducati, Harley-Davidson, Honda, Husqvarna, Kawasaki, KTM, MV Agusta, Suzuki e Yamaha. A empresa ainda produz mais de 130 tipos diferentes de pneus para caminhões e ônibus.


A linha do tempo 
1922 
Desenvolvimento do primeiro pneu com pequenos fios de aço, aumentando assim sua durabilidade. Este pneu tinha vida útil até três vezes maior aos utilizados até então. 
1948 
Lançamento do pneu sem câmara de ar e com uma camada adesiva (autovedante) na superfície interna, que impedia a perda de ar em caso de furo. 
1959 
● Lançamento do pneu DUNLOP RS5, que incorporava um corte de faca e era revestido de náilon, proporcionando assim mais força e resistência. 
1972 
Inicia a fabricação de pneus radiais com carcaça de lona de metal. 
1994 
Lançamento do primeiro pneu ultraleve, que reduzia o peso do veículo em torno de 12 quilos. 
1997 
Lançamento do DUNLOP SP SPORT 9000, um pneu de alto desempenho com tecnologia avançada, mais durável, proporcionando maior segurança tanto na estrada quanto na cidade. Apesar de seu desenho esportivo o pneu era mais resistente à impactos e buracos. 
1999 
Introdução do sistema WAMAIR que rapidamente detecta a perda de pressão do pneu através de um sinal visual ou sonoro. 
2002 
Criação da tecnologia 3S DUNLOP, sistema inovador baseado no desenho assimétrico do piso resultando assim em redução de ruído, esportividade e segurança ao condutor do veículo.


O rei das pistas 
São vitórias e mais vitórias, muitas delas históricas e inesquecíveis, eternizadas na história do automobilismo mundial. Por mais de 120 anos, a DUNLOP tem liderado o caminho rumo a performance superior e excelência em corridas ao redor do mundo. Do pneu TT100 da década de 1970 para o DIREZZA ZII de hoje em dia, sua crença em inovação e tecnologia de ponta têm ajudado motoristas tanto nas pistas como em ruas e estradas. Essa centenária tradição começou de forma modesta em 1889 quando Willie Humme venceu quatro corridas de bicicleta, equipada com pneus DUNLOP. Estas foram as primeiras conquistas da marca em competições. Na tradicional prova das 24 Horas de Le Mans conseguiu a primeira vitória em 1924. E hoje já são 34, feito não alcançado por nenhuma outra fabricante de pneus. Portanto, as pistas para a DUNLOP sempre foram seu mais importante campo de provas, onde desafia os limites, desenvolve tecnologias e constrói parcerias. Hoje em dia a divisão esportiva da marca, batizada de DUNLOP MOTORSPORT, fabrica mais de 300.000 pneus específicos para competições esportivas, na cidade de Birmingham na Inglaterra.


A ligação da marca com as competições automobilísticas é tamanha que nos circuitos de Nürburgring, Suzuka, Tsukuba, Fuji Speedway, Mondello Park e, claro, Le Mans, ao menos uma curva marcante é batizada como DUNLOP. Por exemplo, em Le Mans a Dunlop Curve é o local onde nasceram duas tradições da marca: a de batizar curvas em autódromos e a de construir os enormes arcos que simulam um pneu gigante enterrado, obras que acabam se tornando parte integrante da paisagem dos circuitos.


O tradicional logotipo 
Conhecido como Flying D (algo como o “D voador”) o inconfundível logotipo da marca pode ser aplicado de algumas maneiras diferentes (como mostra a imagem abaixo).


Os slogans 
The Arrival is as important as the Journey. (2014) 
Feel the Road. (2010) 
Accelerate your soul. (2009) 
Accelerate your road. (2008) 
Ride with Confidence. 
Driving to the future. 
Driving by precision. 
Handle it! 
Fit Dunlop and be satisfied. 
Quality costs no more. (1975) 
Drivers know. (Inglaterra) 
Make your Mark. (Canadá) 
É assim que o mundo gira. (Brasil)


Dados corporativos 
● Origem: Irlanda 
● Fundação: 1888 
● Fundador: John Boyd Dunlop 
● Sede mundial: Buffalo, New York, Estados Unidos/Kobe, Japão 
● Proprietário da marca: Goodyear Tire and Rubber Company e Sumitomo Rubber Industries 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Richard Kramer (Goodyear) e Ikuji Ikeda (Sumitomo) 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 100 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 4.000 
● Segmento: Automotivo 
● Principais produtos: Pneus 
● Concorrentes diretos: Bridgestone, Firestone, Pirelli, Michelin, Continental, BFGoodrich, Toyo e General 
● Ícones: O sucesso nas competições automobilísticas 
● Slogan: Feel the Road. 
● Website: www.dunloppneus.com.br 

A marca no mundo 
A DUNLOP, quinta maior produtora de pneus do mundo e que atualmente pertence a Goodyear Tire and Rubber Company (nos Estados Unidos, Europa e Austrália) e a Sumitomo Rubber Industries (Ásia, África e demais regiões, incluindo o Brasil), vende seus produtos (pneus para automóveis, caminhões, ônibus e motocicletas) em mais de 100 países ao redor do mundo. Os pneus DUNLOP hoje são produzidos em nove fábricas localizadas nos Estados Unidos, Japão, Indonésia, Tailândia, China, Eslovênia, Polônia e Brasil. 

Você sabia? 
A DUNLOP SPORT (que produz equipamentos esportivos), apesar de ter sido originada dentro da empresa e possuir logotipo igual, hoje não tem nem um vínculo com a fabricante de pneus. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo do Marketing), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 18/11/2014

Um comentário:

Marcelo disse...

E os materiais esportivos da marca Dunlop (raquetes e bolas de tênis e squash), qual a relação com a empresa de pneus?