5.5.06

A GANGUE DA BARDAHL

Os famosos personagens BARDAHL, que formavam uma gangue de malfeitores responsáveis por acabar com o motor de qualquer automóvel, nasceram nos anos de 1950 criados pela produtora americana Miller, Mackay, Hoeck & Hartung. A gangue era formada por Black Carbon, Dirty Sludge, Gummy Rings e Sticky Valves. E para combater essa gangue barra-pesada (batizada de Grimer Gang) foi criado o famoso Detetive Bardahl. Segundo consta, o detetive Bardahl foi criado com base no personagem Joe Friday (interpretado por Jack Webb), detetive da série Dragnet (termo que indica batida policial) e que era muito popular nos Estados Unidos. Os personagens ganharam vida em desenhos animados e em branco e preto, já que a TV não tinha cores ainda. O conceito da campanha era bem simples e objetivo: o Detetive Bardahl protegia o motor do carro contra os terríveis ataques dessa gangue. Não demorou muito para ficarem conhecidos e populares entre o público americano e tornarem a marca BARDAHL ainda mais famosa.


No Brasil essa gangue chegou apenas em 1956, inicialmente com peças impressas e com o nome de Turminha Brava, formada por Chico Válvula Presa, Carvãozinho, Antônio Sujo e Zé dos Anéis Presos, e durante anos ficou conhecida por boa parte da população brasileira por tentar atacar os “desprotegidos” motores dos veículos. Os comerciais de TV só passaram a ser divulgados no Brasil a partir de 1957. Eram os mesmos que passavam no mercado americano, mas com uma dublagem brasileira. Os comerciais tinham inicialmente a assinatura “Com Bardahl tudo anda bem” e posteriormente “Tudo anda bem com Bardahl”. Em 1963 a turma ganhou uma aliada brasileira, a estonteante Clarimunda, capaz de desviar a atenção do Detetive Bardahl e também dos motoristas com seu corpo curvilíneo. Já na década de 1980, mais um novo mau elemento integrou a turma, o Kidsgaste, que atacava os motores a álcool. Uma grande mudança no jeito de utilizar a Turminha Brava na propaganda aconteceu no começo dos anos de 1990. O Detetive Bardahl, que também era desenho, ganhou vida e começou a aparecer em carne e osso na televisão e nas revistas.


De acordo com o estilo de moda dos anos de 1990, o detetive deixou de lado sua capa preta tradicional para vestir um amarelo vivo. Afinal, amarelo e preto são as cores oficiais da BARDAHL. O detetive e sua indefectível capa bem ao estilo Giorgio Armani, estrelou uma série de filmes onde aparecia sozinho. Mas Detetive Bardahl que se preza precisa de inimigos bem maus. E a velha turma voltou. Agora eles se chamavam Motor Gang, como nos Estados Unidos. Essa turma da pesada era composta por Motor Killer, Crazy Water, Drag Car, Kid Smoke e Bad Oil.


Para assistir essa turminha em ação clique no ícone abaixo.

    

Última atualização em 15/8/2018

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito legal!!!!!