8.5.06

† Kolynos (1908-1997)

-
O creme dental Kolynos é um exemplo de como a construção de uma marca com sucesso, tem o poder de fixar na memória do consumidor um determinado produto. Todos que a conheceram lembram da sua clássica embalagem amarela e da propaganda na televisão, dos mershandisings em programas como Domingão do Faustão e nos intervalos comerciais de programas diversos. A Kolynos quebrou paradigmas, incorporou a refrescância com a expressão “Ah!...”, foi curta, direta e extremamente criativa, causando muita polêmica nos concorrentes.

A marca Kolynos, uma das mais célebres na área de cremes dentais no Brasil, surgiu nos Estados Unidos em 1908. Naquele ano, o dentista Neal Jenkins lançou sua fórmula, empregada em escala industrial pela Kolynos Company, baseada na cidade de New Haven, Connecticut. O produto chegou ao Brasil em 1917, importado, e mais tarde ganhou fábrica no país devido ao sucesso das vendas. Quanto ao nome Kolynos, que se tornou líder da categoria, tudo indica que tem origem latina, em que "collino" significa untar com, friccionar, esfregar. O primeiro anúncio do Kolynos no Brasil apareceu na revista Selecta, no mesmo ano de 1917, e trazia o slogan "limpa os dentes e a escovinha também". Tão tradicional quanto a marca é a embalagem de Kolynos, que sempre manteve fidelidade ao verde e ao amarelo - ora mais pálidos, ora vibrantes. Estaria aí o segredo do sucesso que a marca fez no Brasil, onde sempre manteve a liderança, até ser comprada pela concorrente Colgate-Palmolive e ser substituída pela marca Sorriso. A força desta marca era tão grande que apenas recentemente, em 2003, quando indagados por uma pesquisa, que tinha o objetivo de tabular as marcas mais lembradas na cabeça do consumidor (Top of Mind), a Kolynos perdeu a primeira posição para sua substituta, a Sorriso. Um fato incrível já que desde 1997 a marca havia sido extinta.

21 comentários:

Anônimo disse...

sou leigo no assunto, gostaria de saber se houve um motivo juridico para a extinção da marca kollynos

Anônimo disse...

Sim, houve. O CADE, que regulamenta a concorrência entre empresas no Brasil, determinou que a Colgate mantivesse a marca Kolynos fora do mercado pelo prazo mínimo de cinco anos. E, ao final do prazo, em 2002, a empresa optou por manter a marca Sorriso (sua substituta), extinguindo de vez Kolynos de seu portfólio.

Abenides disse...

A obrigatoriedade foi de 4 ou cinco anos?

Tem um livro que diz 4 eu tinha a informação que era 5

Anônimo disse...

Porque você acha que a colgate substituiu a kolynos.

CLÁUDIA disse...

Porque a kolynos foi vendida ´para a colgate? Estava falida?

claudinha disse...

acho que podemos comprovar a fixação de uma marca na cabeça do consumidor qdo ele se refere ao conteúdo do produto com o nome da marca.....bom, minha vó nunca deixou de pronunciar "kolinos" para pasta de dentes hehehe

Anônimo disse...

Acho um tremendo desreipeito, o que fizeram ao consumidor de Kolynos. Não é que a marca tinha ótimos merchandsings, o que acontecia é que o creme dental kolynos, éra exelente, limpava muinto bem os dentes sem causar danos, não deixava criar áftas, sarava quaisquer feridas na boca e em qualquer outro lugar do corpo. Eu ainda tenho uma bisnaga dele congelada. Não dá para comparar kolynos com Sorriso, o último é apenas um sabão.

Anônimo disse...

o cara de cima é doido ou o que? o.O

Gabriel disse...

Concerteza a marca Kolynos não deviria ter sido extinta pois é uma marcou o Brasil Por isso que é uma "marca". Minha mãe se lembra muito bem dela. Eu não sabia nem que a Kolynos existia até que achei no quintal do vizinho uma pasta Kolynos vazia olhei sua data de fabricação e era de 1996 fiquei assustado e decidi fazer uma pesquisa sobre essa marca.

Gustavio Morais disse...

Alguém sabe se a marca foi extinta apenas no Brasil ou em todo o mundo? Me admiro como nenhuma empresa comprou a marca da Colgate até hoje. Aliás, o registro da marca ainda pertence à Colgate?

Administrador disse...

A compra da Kolynos, feita pela Colgate-Palmolive, empresa norte-americana, envolveu uma transação de US$ 1,040 bilhão, em que US$ 760 milhões foram destinados ao mercado brasileiro.

Na época, protestos das concorrentes, principalmente Procter & Gamble (P&G), grande interessada na compra, trouxeram à mídia uma série de discussões a respeito da lei antitrust e sobre a atuação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), conselho responsável por defender, dentre outras coisas, a competitividade da economia no Brasil.

Anônimo disse...

Me lembro muito bem que na época da mudança foi dito na tv que a marca Sorriso só ficaria por um determinado tempo e que a marca kolynos voltaria.... e até hoje nada. Adorava a propaganda que dizia: Kolynos star gel,ah! .. rs

Anônimo disse...

A marca Kolynos ainda é encontrada ao longo da America do Sul. Já fui duas vezes a Bllivi/Peru e la se encontra facilemente. Sempre que algum conehcido vai a Macchu-Picchu encomendo um ou dois. também gosto da marca como alguns aqui do blog.

Anônimo disse...

Concordo com o cara que falou do desrespeito que a colgate teve com o consumidor !! Pois a o creme dental kolynos era bem assim mesmo , e eu tmbm adorava !!

Anônimo disse...

Hahaha, pensei o mesmo! Coisa de psicopata! Deve congelar restos mortais de algum ente tb...

Interação disse...

Após a compra pela Colgate-Palmolive, a Kolynos por determinação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica, teve que retirar a marca do mercado, sendo substituída pela atual Sorriso.

A marca Kolynos, foi uma das mais lembrada, nas mentes brasileira em sua época.

Deixa saudades!

Wanderley S. Marmmelo
Consultor de Marketing Digital
www.marcasepatentes.com.br

Adilson sardinha disse...

Me lembro de um cartaz que tinha ima menininha loura sentada no banquinho de frente pro espelho escovando os dentinhos com a bundinha de fora...gostaria muito de rever aquela foto do cartaz

Adilson sardinha disse...

Gostaria de rever uma foto do cartaz onde tinha uma menininha loura escovando os dentinhos de frente pro espelho de bundinha de fora

Unknown disse...

quero muito rever um comercial de creme dental que passou no ano de 1997 onde a família iria viajar e a irmã chamava o irmão para descer e ele dizia qe estava escavando os dentes o nome dele é Bruno ai ela pela segunda vez que chama ele diz assim:Bruno sabia que a gente vai viajar ele diz novamente que está escovando os dentes ai ela pergunta quantos dentes vc tem? ele responde só esses aqui mas olha quantos tem o Kiko (era um jacaré de pelucia)quero muito rever esse comercial pois através dele que escolhi o nome do meu filho na época eu estava grávida achei lindo o comercial e coloquei o nome do meu filho De Bruno

Luis Miguel Miranda da Silva disse...

Olha pessoal,aconteceu a mesma situação com o sabonete PHEBO,lembram do ALMA DE ROSAS? A questão não é só a interferência de grandes grupos de marcas variadas;Os criadores de marcas como a KOLYNOS,PHEBO e tantas outras,até na área de alimentos, após décadas e uma furta incauculavel,se cançam de administrar a marca,vendem a marca para um grupo e vão VIVER tranquilos só de ROYALTIES.
E assim os grandes grupos se fotalecem cada vez mais,algumas marcas pioram outras melhoram e a gente,consumidores,é que temos que nos adaptarmos ao BOM ou ao PIOR que ELES nos convence a aceitar e consumir
Lembram? BOMBRIL era só BOMBRIL e vejam só o que o BOMBRIL é hoje...
Com todo meu sentimento de NOSTALGIA
LUKAS-Lucelio Rocha.
status.lr73@gmail.com

Unknown disse...

eu penso nessas coisas que vivemos em nosa infância todo dia a kolinos me marcou também.