31.5.06

MATCHBOX


Imagine os carros mais cobiçados do mundo, modelos exclusivos, raridades, todos estacionados em sua garagem, quer dizer na sua estante. Milhares de pessoas no mundo inteiro gastam milhões de dólares para contar com essas preciosidades em sua frota. A marca MATCHBOX se transformou em sinônimo de carrinhos feitos de metal, conquistando, além dos meninos, marmanjos colecionadores dispostos a pagar o quanto for preciso para adquirir modelos raros e exclusivos em suas coleções. 

A história 
Tudo começou com Leslie Charlie Smith e Rodney Smith, que eram amigos desde os tempos de escola. Os dois amigos sempre tiveram a ambição de um dia fundarem sua própria fábrica e um sonho de quando a Segunda Guerra Mundial, período no qual serviam a Marinha Real Inglesa, terminasse trabalharem juntos neste propósito. Após o término do conflito eles fundaram no dia 19 de junho de 1947 a Lesney Products (nome derivado das três primeiras letras de Lesley mais as três últimas de Rodney). Na verdade os dois amigos nem sabiam ainda o que iriam produzir e isto explicava a palavra “Products” na razão social da nova empresa. Os dois conseguiram juntar £600, capital que permitiu a aquisição de um velho pub que tinha sido destruído pela guerra e máquinas de injeção de Zamac (uma liga que tem aproximadamente 95% de zinco), material com o qual a dupla tinha experiência, obtida quando ambos trabalhavam em metalúrgicas. Aos dois amigos se juntou John W. “Jack” Odell, conhecido como Jack, que com seus amplos conhecimentos na fabricação de moldes de injeção se tornou o principal técnico da linha de montagem. A ideia inicial dos três era prestar serviços a terceiros.


Com o desenrolar das atividades surgiu a grande ideia de estabelecer uma linha própria de montagem voltada à criação de brinquedos. Assim, em 1948, eles lançaram dois modelos com movimentos de corda: um elefantinho, batizado de “Jumbo, the elephant”, e um burrinho (conhecido como “Muffin, the mule”), cujas pernas articuladas podiam ser movidas através de anéis atados com barbantes, como se fosse uma simpática marionete. Estes brinquedos eram vendidos inicialmente em pequenas lojas na cidade de Londres. A empresa então percebeu que realmente havia um mercado para seus brinquedos, mas também que não tinha estrutura de vendas e marketing, o que a forçou a firmar acordos com empresas especializadas em vendas. Assim, estabeleceu parceria com a Moko Company, que sendo especializada em vendas de brinquedos supriu a necessidade da empresa em relação à distribuição e divulgação.


Com a Moko como distribuidora foi estabelecida a produção de carrinhos em miniatura na escala 1/75. Na realidade, inicialmente eram muito mais tratores e utilitários agrícolas. Estes modelos eram em número de 18 e tinham a marca Moko estampada. É desta época o Prime Mover, caminhão com carreta para transporte de trator de esteira. Em 1952 ocorreu um fato de suma importância que mudaria os rumos e a história da empresa. Neste ano ocorreu o coroamento da Rainha Elizabeth II e a empresa resolveu aproveitar um molde que tinha da “Carruagem da Coroação” e lançar a miniatura no mercado como uma homenagem à nova Rainha. O sucesso foi tamanho que foram vendidas mais de um milhão dessas pequenas carruagens. Apesar do feito, os lojistas não gostavam muito de vender estes brinquedos em miniatura porque, como eram baratinhos, não representavam grande acréscimo no faturamento da loja. As crianças, no entanto, adoravam e pediam mais aos lojistas e estes a empresa fabricante.


A produção regular de carros em miniatura iniciou quando a filha de John Odell precisou levar à escola um brinquedo que coubesse em uma pequena caixinha de fósforos. No lugar dos insetos que quase todas as crianças levavam, ele criou para a menina uma miniatura de um rolo compressor em bronze. O sucesso do brinquedo entre os coleguinhas foi tanto, que Odell resolveu criar um molde e fundir mais alguns exemplares, dando assim início à longa coleção de miniaturas. Surgia então o MATCHBOX. Ele registrou o nome e no ano seguinte produziu a primeira série, composta por três modelos diferentes: além do rolo compressor, um caminhão betoneira e um basculante. Pouco depois, em 1956, foi lançado no mercado o primeiro catálogo anual da marca, que apresentava miniaturas com rodas de metal e eixos rebitados. Esses primeiros modelos, em sua grande maioria de automóveis britânicos, não tinham vidros e nem interior.


Depois foram adotadas rodas em plástico rígido nas cores cinza, prata ou preto; e variações de rodas em metal ou plástico amarelo, vermelho ou verde, que se encaixavam em pneus também de plásticos. Nessa época a série passou a ser conhecida como 1-75, por ter 75 modelos diferentes no catálogo anual, incluindo alguns modelos de automóveis internacionais. Surgiram então a “regular wheels”, rodas maciças integrais, sempre em plástico preto. Em 1958, quando a empresa resolveu ingressar com seus produtos no mercado asiático, principalmente no Japão, a Moko não concordou, e os dois fundadores da empresa acabaram comprando a outra parte do negócio. De agora em diante a MATCHBOX teria vida própria.


Em 1959 foi produzido o segundo catálogo da marca que incluía uma linha batizada de “Models of Yesteryear”, composta por miniaturas em escala maior, próxima de 1/50, com modelos de carros, caminhões e ônibus antigos (do período de 1904 a 1945). Nos anos de 1960, maiores avanços foram obtidos. Nesta década, além da criação de uma subsidiária americana, surgiram os primeiros Gift Sets, ou conjuntos que vinham com vários modelos de miniaturas e autódromo, trevo rodoviário de papelão, posto de gasolina com as bombas em metal, e até o posto do Corpo de Bombeiros. Além disso, as miniaturas ganharam vidros, interior e detalhes mais realistas, incluindo partes que se abriam como portas e capôs. Com isso, a MATCHBOX se consolidou definitivamente no segmento de die-cast, tornando-se a mais conhecida marca do mercado em 1968. Surgiram então novos catálogos e as vendas das miniaturas de automóveis ultrapassavam em muito as dos utilitários agrícolas. Em 1970 o nome da empresa mudou para Lesney Products Corporation, como resultado da expansão internacional para o Canadá e Austrália. Nos próximos anos a marca lançou no mercado novas linhas e coleções, como por exemplo, Battle Kings (veículos militares), Sea Kings (navios e embarcações) e Adventure 2000 (veículos ficcionais).


Quase uma década mais tarde, em 1979, a empresa já empregava 6.500 pessoas, tinha 14 fábricas e produzia 5.5 milhões de miniaturas por semana. Com o início dos anos de 1980, gradualmente a empresa começou a ter problemas financeiros oriundos principalmente do alto custo da mão-de-obra, e também da concorrência dos inúmeros fabricantes asiáticos que surgiram no mercado. Isto gerou a transferência e seu controle para seus principais credores, Universal Toys e a David Yeh. Com isto, na primavera de 1982, a Lesney deixou de existir e os novos proprietários mudaram o nome da empresa para MATCHBOX TOYS. Depois de uma reorganização, em 1986, a empresa abriu com sucesso seu capital na Bolsa de Valores. Foi nesta época que a marca iniciou o lançamento das séries limitadas direcionadas para colecionadores. No início da próxima década, em outubro de 1992, a empresa foi vendida para a americana Tyco Toys, que em maio de 1997 foi comprada pela poderosa Mattel, proprietária também da rival Hot Wheels. Nos anos seguintes a marca MATCHBOX foi completamente remodelada, principalmente nos quesitos qualidade e detalhes de suas miniaturas.


Mais recentemente a marca lançou no mercado a MATCHBOX BIG BOOTS, uma série de brinquedos pré-escolares formada por grandes veículos, aeronaves e figuras de ação (cujas características são as “Grandes Botas”, que fazem com que o centro de gravidade dos bonecos possibilite que as mesmas quando arremessadas sempre caiam de pé), como por exemplo, caminhão de bombeiro, esquadrão de polícia, equipe de resgate (com helicóptero e motos) e até aventura no mundo dos dinossauros.


A linha do tempo 
1956 
Lançamento da série MODELS OF YESTERYEAR, composta inicialmente por três modelos de miniaturas que reproduziam veículos antigos. 
1957 
Lançamento da série MAJOR PACKS, composta por veículos maiores (como caminhões) que os da série 1-75. 
1967 
Lançamento das embalagens BLISTER, uma espécie de cartela composta por uma parte de papel, onde os modelos eram inicialmente colocados para serem posteriormente envoltos por um plástico fechado à vácuo como proteção. 
1969 
Adotando a roda de baixa fricção com barra de torção usada nos modelos da Hot Wheels produzidos pela Mattel, a série 1-75 mudou seu nome para SUPERFAST. Essa linha era muito diversa, incluindo caminhões, tratores, motocicletas e trailers, assim como carros de passeio. 
1970 
A série King Size passou a se chamar SUPER KING e os modelos a terem rodas Superfast. Nessa época, havia modelos “Superfast Rolamatics”, dotados de pinos internos no perímetro das rodas, que moviam mecanismos dando movimento quando o carrinho era empurrado, como por exemplo, o Ford Mustang Boss 1973 Piston Poppers, com bloco do motor exposto e transparente, que tinha seus pistões movimentados pelas rodas dianteiras. 
1973 
Lançamento da série SKY BUSTERS, composta por 14 miniaturas de aviões, militares e comerciais. 
1975 
Produção do primeiro modelo com partes em plástico. 
1976 
A série 1-75 deixa de ter apenas 75 carros quando são lançados os modelos #76 e #77. 
1992 
Reintrodução de uma edição limitada batizada de MATCHBOX ORIGINALS
Aquisição dos direitos para produzir as miniaturas de motocicletas da Harley-Davidson. 
2002 
Lançamento da série MATCHBOX ACROSS AMERICA para comemorar os 50 anos da marca. Esta série era composta por 50 automóveis que representavam cada um dos 50 estados americanos com decoração de temas representativos de cada um. 
2003 
Lançamento da série ULTRA HEROES, composta por veículos que não existem no mundo real.


As séries 
Os modelos MATCHBOX não obedecem a uma escala padrão. Carros e caminhões eram produzidos em um tamanho que coubesse dentro da caixa, essa sim padronizada. Os mais antigos modelos eram de escala menor e foram aumentando com o passar do tempo. Os modelos foram e são produzidos em diversas séries numeradas. Cada uma com características distintas. As mais importantes foram e são: 
1-75: modelos na escala aproximada 1:64, que compreendem a série original lançada pela empresa. 
Models of Yesteryear: série exclusiva de automóveis antigos, de 1904 a 1945, em escala aproximada 1:50. 
Super Kings: escala aproximada 1:43, constituída basicamente de veículos comerciais, de construção e transporte, e alguns automóveis, como Dodge Charger e Mercury Cougar. 
Premiere: também conhecida como “World Class”, é composta por modelos mais incrementados, com pintura especial, rodas cromadas e pneus de borracha. 
Major Packs: escala aproximada de 1:64, compatível com a série 1-75, que inclui maquinário agrícola, caminhão-cegonha, caminhões-tanque, caminhões de carga, etc. Foi extinta em 1967 e os modelos mais populares incorporados à série Super Kings. 
Mainline: linha principal da marca que recentemente passou a contar com 120 modelos divididos em 12 subcategorias com 10 modelos cada uma. 
Matchbox Collectibles: itens especificamente desenvolvidos e lançados no mercado para colecionadores. São miniaturas produzidas em séries limitadas, que possuem acabamento mais refinado, algumas banhadas a ouro ou cromadas, custando muito mais caro que os modelos normais.


A cada ano, para introduzir uma nova coleção, a MATCHBOX gasta aproximadamente 18 meses, começando com a aquisição de licenças, a criação dos moldes, a aprovação e os testes. Só então, os modelos são colocados à venda.


O nome 
A palavra MATCHBOX derivou da aparência similar da caixinha do seu produto original com a de uma caixa de fósforos inglesa. Porém, a ideia de utilizar uma caixa semelhante à de fósforos não era novidade, pois no começo do século brinquedos alemães já vinham embalados assim. Hoje em dia, algumas séries especiais para colecionadores e edições limitadas da MATCHBOX são vendidas nas tradicionais caixinhas originais da marca.


A evolução visual 
O logotipo da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos. Depois de uma experiência, não muito bem aceita pelos consumidores, de adotar um logotipo em formato oval e uma nova tipografia de letra, entre os anos de 2001 a 2008, a MATCHBOX voltou a utilizar o tradicional logo retangular, em uma versão atualizada e mais moderna. Mais recentemente a marca adotou um novo logotipo com ares futuristas e a cor prateada.


Os slogans 
Open for Adventure! 
Ready for action.


Dados corporativos 
● Origem: Inglaterra 
● Lançamento: 1953 
● Criador: Leslie Smith, Rodney Smith e Jack Odell 
● Sede mundial: El Segundo, Califórnia 
● Proprietário da marca: Mattel, Inc. 
● Capital aberto: Não 
● Chairman & CEO: Bryan Stockton 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 90 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Segmento: Brinquedos 
● Principais produtos: Miniaturas de carros, caminhões e aviões 
● Concorrentes diretos: Hot Wheels, Maisto, Johnny Lightning, Schuco e Corgi 
● Slogan: Open for Adventure! 
● Website: www.matchbox.com 

A marca no mundo 
Os produtos MATCHBOX são comercializados em mais de 90 países ao redor do mundo, vendendo milhões de miniaturas anualmente. A marca também conta com o licenciamento de produtos para outros segmentos como materiais escolares, roupas e jogos. A marca MATCHBOX lançou no mercado até hoje um impressionante número de 25.000 miniaturas diferentes. A maioria dos produtos da marca é produzida atualmente na China. 

Você sabia? 
As miniaturas da MATCHBOX começaram a serem importadas para o Brasil em 1967. Porém hoje não estão mais disponíveis no mercado. 
Existe na cidade de Newfield, localizada no estado de Nova Jersey, provavelmente o maior colecionador de MATCHBOX do mundo. Ele é o ex-prefeito local, o senhor Everett Marshall, que possui um museu com mais de 40.000 miniaturas da marca, que o homenageou produzindo um carro de bombeiros com o nome da cidade e uma miniatura com o seu nome. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), sites especializados (Mundo Matchbox), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 23/4/2014

3 comentários:

aldrin disse...

Bom dia,


Gostaria de compra os carrinho
para revender no interior de maranhão.

Grato,
Fábio Aldrin

Luis Amaral disse...

Olá amigos, você que também gosta muito de Matchbox, segue um link com várias miniaturas RW a venda.
http://lista.mercadolivre.com.br/vehiculos-miniatura/_CustId_134594_DisplayType_G
Abraços
Luis

Mundo Matchbox disse...

Caso você queira saber mais sobre essa marca desde já te convido a visitar o meu blog MUNDO MATCHBOX em : http://www.mundomatchbox.blogspot.com

Abraço.
Alex Bernardes