30.5.06

TAM

Inovações sempre baseadas no conforto e bem estar dos passageiros, além de facilidades nos serviços quando o assunto é viajar de avião. Muito mais que filosofias introduzidas pela companhia aérea TAM, são visões criadas pelo Comandante Rolim, um verdadeiro mito da aviação brasileira, baseadas na simples paixão por servir e voar.
-
A história
A história da evolução da TAM linhas áreas se confunde com a história da própria aviação comercial brasileira. A empresa já foi desacreditada e alvo de duras críticas, mas não se deixou abalar, pelo contrário, driblou as crises e cresceu, ocupando o posto atual de maior companhia aérea do país. Por trás de toda essa trajetória de superação, sucesso e crescimento, está a mente de um empresário brilhante: o Comandante Rolim Adolfo Amaro. Ele começou a sua vida profissional trabalhando como assistente de mecânico e office-boy e deixou como legado uma história de sucesso na aviação comercial brasileira. Aos 21 anos, ele ingressou em uma recém-criada companhia aérea de transportes regionais: a Táxi Aéreo Marília (TAM), uma empresa inaugurada em 21 de fevereiro de 1961, a partir da união de dez jovens pilotos de monomotores. Na época, operava com apenas cinco aviões (4 Cessna 180 e um simples Cessna 170), transportando cargas e passageiros através dos estados Paraná, São Paulo e Mato Grosso. Rapidamente os pequenos monomotores Cessna se transformaram em ferramentas essenciais para o crescimento dessas regiões.
-
-
Ao ingressar na companhia aérea, Rolim Amaro ocupou o posto de último piloto da escala. Ele sabia que só pularia a lista caso o cliente o solicitasse. E seria só mais um piloto entre tantos outros. Porém, ao definir a meta de ser O MELHOR PILOTO DA COMPANHIA inicia sua caminhada para que em poucos anos se tornasse o grande protagonista do sucesso da TAM. Quando viajava acompanhado por um passageiro, tratava de agradá-lo. A conquista individual do cliente se tornaria uma filosofia na sua vida e uma lição que seria aplicada anos mais tarde nas estratégias da TAM Linhas Aéreas. Seis anos de trabalho em táxi aéreo levaram aquele jovem piloto a alçar vôos bem mais altos em jatos comerciais. Seguindo sua filosofia de vida e trabalho, Rolim volta ao contato com os passageiros como piloto do BCN nas margens do Rio Araguaia. Foi assim que comprou seu primeiro avião: um Cessna 170 para três passageiros. Dois anos mais tarde já possuía uma frota com 10 aeronaves, empregava 10 pilotos e um mecânico, fundando a ATA - Araguaia Transportes Aéreos.
-
-
Enquanto isso, a TAM foi vendida para o grupo Ometto e mudou-se para São Paulo. Foi aí que o destino colocou a TAM novamente no caminho do comandante. Orlando Ometto, principal acionista da TAM, passageiro e amigo de Rolim, convida-o, em 1971, para ser seu sócio minoritário e em seguida ele já assume a direção da companhia aérea, que transportava na época apenas 3 mil passageiros e passava por um período financeiro delicado. Com carta branca, o comandante Impõe a sua marca e começa a colocar em prática a sua principal filosofia: foco no cliente, com oferecimento dos melhores serviços. Em 1973, A TAM recebe 10 novos Cessna 402, primeiros aviões brasileiros equipados com rádio. Pouco depois, é fundada no dia 12 de julho de 1976, a TAM TRANSPORTE AÉREO REGIONAIS, entrando em operação as linhas regulares para passageiros.
-
-
O comandante Rolim assume a totalidade das ações da empresa em 1978, transformando a década de 80 em um período de crescimento e de consolidação com um novo patamar de operação. A mudança começa com a chegada do Fokker-27, substituindo os aviões bimotores. Em 1981, a TAM comemorou a marca de um milhão de passageiros transportados. O primeiro grande salto da malha da empresa vem em 1986, com a aquisição da companhia aérea Votec. Com a medida, estende as suas atividades para as regiões Centro-Oeste e Norte do país. O ano de 1989 é marcado pelo lançamento de algumas das iniciativas mais famosas de Rolim, como a presença do comandante na porta das aeronaves para recepcionar os passageiros e o inconfundível tapete vermelho no acesso para a escada de embarque (conhecido como The Magic Red Carpet). No ano seguinte, apostou muito na compra dos dois primeiros Fokker 100 (jatos com capacidade para 107 passageiros), acreditando na modernização da aviação regional e na sua expansão, inaugurando uma nova era na aviação regional.
-
-
Depois de implementar uma série de medidas para atender melhor os passageiros, como a criação do serviço Fale com o Presidente, a TAM lançou, em 1993, com pioneirismo o Programa Fidelidade, tendo como objetivo atrair mais passageiros e fidelizar sua base de clientes. Graças ao pioneirismo estratégico, em 1996, marca o iniciou operações em todo o território nacional. Em 1998 chegaram à companhia aérea seus primeiros Airbus A330, e a TAM fez o seu primeiro vôo internacional na rota São Paulo - Miami. No ano seguinte é a vez do primeiro destino para a Europa – Paris – em parceria com a Air France. A TAM começou o novo milênio uma ofensiva fase de crescimento, que incluiu aumento de frota e ampliação de assentos. No ano seguinte, inauguro dois novos vôos internacionais para Buenos Aires e Frankfurt.
-
-
Em 2004, com o reaquecimento da economia brasileira, a companhia volta a operar os vôos diurnos para Miami e passa a operar mais três vôos semanais para Paris. Com isso, o número de freqüências para os Estados Unidos sobe para 14. Para a Europa, a TAM passa a oferecer 10 vôos semanais. Além disso, a empresa inicia uma estratégia de crescimento para a América Latina e começa a voar diariamente para Santiago do Chile no início de dezembro. Em 2006 a TAM atinge uma marca impressionante: passa a voar para todas as 26 capitais brasileiras, além do Distrito Federal. Porém, no ano seguinte, acontece mais uma tragédia: em julho de 2007 o vôo 3054 com 199 pessoas a bordo sofre o mais grave acidente da aviação brasileira no aeroporto de Congonhas. Não houve sobreviventes. Três semanas após o terrível acidente, uma pesquisa feita pela consultoria H2R revelou o impacto da tragédia na reputação da TAM. De acordo com o levantamento, 25% dos entrevistados não teriam mais coragem de viajar em aviões da companhia aérea. Na Gol, o índice de rejeição era de 2%. Para 65% dos entrevistados, a empresa iria perder mercado no futuro próximo. Inversamente, 65% achavam que a Gol cresceria.
-
-
Nos meses que se seguiram, a TAM de fato viu sua participação de mercado cair, os lucros despencarem e a concorrência decolar. Enquanto isso, analistas econômicos e consultores do setor aéreo afirmavam que muito provavelmente só o passar dos anos resgataria a imagem da empresa. Talvez nem o tempo seria suficiente para mitigar os prejuízos. Afinal, era a segunda vez em pouco mais de uma década que um avião da TAM caía em São Paulo. O elo de confiança, diziam eles, havia sido quebrado. Mas tudo mudou – e muito rapidamente. Pouco mais de um ano após a queda do Airbus A320 e da crise que se instalara, a empresa contabilizou lucros, atingiu participação recorde de mercado e inicou seu maior ciclo de investimentos no Brasil. Trata-se de uma das reviravoltas empresariais mais impressionantes dos últimos anos.
-
-
No dia 19 de dezembro de 2009, a TAM formalizou a aquisição da Pantanal Linhas Aéreas, empresa de aviação que atende cidades de densidade populacional média nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná a partir do Aeroporto de Congonhas (SP). No dia 13 de maio de 2010 a TAM anunciou oficialmente sua entrada na STAR ALLIANCE (alinaça aérea global formada por uma operação conjunta com outras 21 companhias aéreas) fazendo com que suas rotas chegassem a 950 destinos em 162 países ao redor do mundo.
-
-
A linha do tempo
1961
Fundação da TAM JATOS, empresa de táxi aéreo pioneira no Grupo. Atualmente, segue destacando-se no segmento de táxi aéreo, com uma frota própria composta por 6 jatos executivos Citation e 12 turboélices Caravan.
1980
Entra em operação a primeira aeronave Fokker27, ligando São Paulo a Ribeirão Preto.
1987
Início do serviço de bordo, na rota São Paulo - Rio, com os Fokker27.
1993
● Lançamento do primeiro programa de passageiro frequente no Brasil: TAM Fidelidade. Atualmente o programa conta com 6.6 milhões de associados e desde seu lançamento distribuiu mais de 9.7 milhões de bilhetes através do resgate de pontos acumulados.
1995
Lançamento do Cartão de Crédito Fidelidade TAM (hoje com mais de 4.2 milhões de clientes) e do serviço Ticketless - embarque eletrônico sem bilhete.
1996
Início em setembro da operação da TAM MERCOSUR, formada a partir da aquisição das ações da LAPSA junto ao Governo do Paraguai. A TAM Mercosur obteve concessões para rotas internacionais na América do Sul e Europa a partir de Assunção, passando a voar para Santiago, Iquique, Buenos Aires, Punta del Este, Montevidéu, Ciudad del Este, Assunción, Santa Cruz de La Sierra e Cochabamba.
Fundação da TAM EXPRESS, unidade específica da companhia aérea para o transporte de carga. Atualmente está presente em 45 aeroportos e seu serviço terrestre serve mais de 3.900 cidades no Brasil e exterior. Atualmente a divisão cargueira da empresa se chama TAM CARGO, e utiliza o espaço disponível no compartimento de carga das aeronaves propriedade da empresa para transportar mercadorias expressas e cargas convencionais ou especiais, servindo vários locais no Brasil e no exterior.
1998
Fundação da TAM VIAGENS, operadora de viagens da TAM, que oferece pacotes completos incluindo passagem aérea, traslados, acomodação, passeios e todos os demais serviços voltados para o turismo. Atualmente a TAM VIAGENS, segunda maior operadora turística do país, atende a 5 mil agências em todo o Brasil e oferece produtos para mais de 600 destinos.
1999
Apostando também na tecnologia como meio para atender melhor os seus passageiros, lança novamente com pioneirismo no Brasil um moderno sistema de bilhetes eletrônicos batizado com o nome de e-ticket. É o início das vendas de bilhetes on-line.
2003
Introdução do e-TAM Auto-Atendimento nos principais aeroportos do país, um equipamento que permite aos passageiros fazer o seu check-in em apenas 10 segundos. Atualmente o serviço é chamado de TAM CHECK-IN FÁCIL.
2004
Criação de vôos noturnos, com tarifas reduzidas, conhecidos como “corujões”.
Investindo em conforto, lança a poltrona da Nova Classe Executiva dos vôos internacionais para Europa (Paris) e Estados Unidos (Miami). A reclinação das poltronas passa de 145º para 180º.
Estabeleceu o maior centro de manutenção de aeronaves executivas da América Latina - um hangar de 8.100 m2 (mais 9.000 m2 de escritórios e oficinas) em Jundiaí, interior de São Paulo.
2005
Inauguração do vôo para Nova York em novembro.
2006
Em outubro, inicia o vôo para Londres e passa a oferecer a seus passageiros mais dois novos destinos na Europa: Zurique e Genebra, na Suíça, por meio de vôos em code-share com a Air France.
2007
Inicia as novas rotas para Milão (Itália) e Córdoba (Argentina).
Anunciado o TAM NAS NUVENS, novo conceito de entretenimento a bordo, introduzido a partir de janeiro de 2008, com a revista de bordo (antigamente chamada TAM MAGAZINE) totalmente remodelada, publicada em português e inglês, e distribuída mensalmente com tiragem de 150 mil exemplares; a revista dirigida ao público infantil (TAM NAS NUVENS KIDS), bimestral e com tiragem de 50 mil exemplares; além de novos programas de TV, filmes, música (11 canais, com 60 minutos de programação) e jogos. As alterações na TV TAM Nas Nuvens, programa de bordo feito especialmente para os passageiros TAM, era uma das grandes novidades.-
2008
Inaugurou novas rotas para Bariloche, Lima e Orlando.
Recebeu as primeiras aeronaves Boeing 777 com capacidade para 365 passageiros.
2009
Lançamento do Multiplus Fidelidade para desenvolver redes de programas de fidelização. Através do Multiplus, os consumidores podem acumular em uma única conta pontos de diferentes programas de fidelização e, além disso, resgatá-los e trocá-los por prêmios em diferentes tipos de empresas.
-
-
-
A filosofia
Para a TAM, cada passageiro é especial. O tapete vermelho (conhecido como THE MAGIC RED CARPET), estendido a cada vôo reforça essa filosofia: atenção, respeito e dedicação total aos clientes, exemplificado pelo atendimento VIP dispensado a todos os passageiros que embarcam em Congonhas, pelo cartão Fidelidade que mais distribui viagens grátis, pelo melhor serviço de bordo entre os vôos nacionais e a preocupação constante em colocar, a serviço dos clientes, o que há de mais moderno, confortável e seguro em termos de aviação comercial.
-
-
Os acidentes
Trágicos acidentes iriam marcar a história da companhia aérea: o vôo 402 que matou 99 pessoas em outubro de 1996 e o vôo 3054 com 199 vítimas em julho de 2007. O ano de 2001 poderia ter sido um verdadeiro caos para a companhia com a morte do Comandante Rolim em um acidente de helicóptero no dia 8 de julho e com o atentado de 11 de setembro, apenas dois meses depois. Apesar da retração econômica nesse período, a TAM cresceu 31% transportando mais de 13 milhões de passageiros e elevando o faturamento para quase R$ 3 bilhões naquele ano.
-
-
O museu
A história do museu começou em 1996, quando ao terminar o trabalho de restauração de um velho monomotor CESSNA 195, os irmãos Rolim Adolfo Amaro e João Francisco Amaro, decidiram comprar algumas aeronaves clássicas e mantê-las nas proximidades de São Paulo, a fim de deixá-las disponíveis para vôos de finais de semana com os amigos. Contudo, depois de adquiridas, percebeu-se que esta pequena coleção, poderia tomar um vulto maior e tornar-se um acervo reunido num museu representativo para a memória da aviação do Brasil e do mundo.
-
-
Assim nasceu a idéia do Museu Asas de um Sonho, cujo principal objetivo é a preservação da memória da aviação, através da conservação, restauração, aquisição e troca de peças de valor histórico, artístico e documentais para divulgar, expor e preservar história da aviação. Finalmente, em novembro de 2006 a TAM inaugurou o MUSEU ASAS DE UM SONHO na cidade de São Carlos interior do estado de São Paulo, considerado o maior museu particular de aviões da América Latina. São 96 aeronaves que o acervo dispõe. Mais de 30 já em exposição, sendo 20 delas, em condições de vôo. São relíquias históricas, de incalculável e indiscutível valor cultural, guardadas no CORAÇÃO DA TAM e que são expostas no museu.
-
-
A evolução visual
Em 21 de fevereiro de 2008 a TAM apresentou ao público sua nova identidade corporativa, adicionando azul ao seu tradicional vermelho. O vermelho significa trabalho em equipe e o azul, paixão por voar e servir.
-
-
Os slogans
Voe melhor, voe TAM. (2009)
Paixão por voar e servir. (2008)
Você nasceu para voar.
Um estilo de voar.
Jeito TAM de voar.

Nosso destino é você.
Um jeito diferente de viajar.
(TAM VIAGENS)
-
-
O gênio por trás da marca
Com uma visão revolucionária e uma história de vida surpreendente, Rolim Adolfo Amaro deu asas a um sonho e construiu em pouco mais de duas décadas uma das empresas mais bem sucedidas do Brasil. Nascido em 15 de setembro de 1942, na cidade de Pereira Barreto, interior de São Paulo, numa família humilde (morava em uma casa de sapé, sem luz nem banheiro), teve que abandonar os estudos aos treze anos para dar início a uma dura jornada de trabalho em busca da sua paixão pela aviação. Foi ajudante de motorista de caminhão, cortou madeira, puxou tora em serraria e com muito esforço conseguiu concluir o curso de piloto e obter seu brevê. A paixão pela aviação foi despertada por seu tio Joaquim, que apresentou Rolim a seu Paulistinha (avião com dois lugares, usado no treinamento de pilotos civis pelos aeroclubes) ainda na infância. Para trabalhar como piloto, foi para Londrina (Paraná) pedir emprego na Táxi-Aéreo Star. Como o trabalho não era remunerado, teve que se virar para sobreviver: fazia faxina nos aviões, comia o que sobrava do lanche dos passageiros e à noite, dormindo no hangar e sem cobertor, cobria-se com jornais.
-
-
Pouco depois, ingressa na Táxi Aéreo Marília com um objetivo: ser o melhor comandante da companhia. Na mesma época, trabalha para um projeto agropecuário na fazenda Musiá-Missu, na Amazônia. Ele é o primeiro a descer no local e passa três anos transportando arroz, carne, tijolos e até animais. Voa sozinho e cuida da manutenção do avião. Ganha dinheiro, mas pega malária sete vezes. Deixa a empresa por algum tempo e vai voar no Araguaia, a convite do Banco de Crédito Nacional. O salário é alto e lhe permite economizar para comprar seu primeiro avião, um Cessna 170. Voando sob chuva ou sob sol, consegue fundar sua empresa de aviação, a ATA - Araguaia Transportes Aéreos. Em dois anos, chega a ter uma frota de 15 aviões. No início da década de 70, Rolim retorna à TAM e torna-se sócio, a convite do amigo e proprietário da empresa, Orlando Ometto. A partir deste momento, o comandante iria transformar a aviação comercial brasileira: a TAM está aí para provar isso. Iniciativas inovadoras do comandante Rolim Amaro marcaram a evolução da TAM e da própria aviação comercial brasileira. Uma delas referia-se à postura dos funcionários e executivos frente aos problemas: “Nós precisamos de pessoas que tomem decisões. É do nosso catecismo: peque por ação, não por omissão”, dizia sempre. Em 1997, o comandante Rolim cria os "Sete Mandamentos TAM". Tratam-se de normas de conduta que considerava primordiais tanto para ele quanto para todos os seus colaboradores. Foram sempre - e são até hoje - lembradas e estimuladas no dia a dia da empresa:
1- Nada substitui o lucro.
2- Em busca do ótimo não se faz o bom.
3- Mais importante que o cliente é a segurança.
4- A maneira mais fácil de ganhar dinheiro é parar de perder.
5- Pense muito antes de agir.
6- A humildade é fundamental.
7- Quem não tem inteligência para criar tem que ter coragem para copiar.
-
Com sábias palavras o comandante Amaro definiu, em vida, a verdadeira essência da TAM linhas aéreas: “Toda grande obra é fruto da obsessão de um sonhador”. Pouco antes de comemorar a marca de 13 milhões de passageiros transportados, em 2001, e ainda no auge de sua carreira, o comandante Rolim morre em um trágico acidente de helicóptero no dia 8 de julho, em Ponta Porã, aos 58 anos. Casado com dona Noemy desde 1966, deixou um legado para os filhos Maria Cláudia, Maurício e Marcos.
-
-
O valor
Segundo a consultoria BrandAnalytics/Millward Brown, somente a marca TAM está avaliada em R$ 625 milhões, ocupando a posição de número 21 no ranking das marcas mais valiosas do Brasil.
-

Dados corporativos
● Origem: Brasil
● Fundação:
12 de julho de 1976
● Fundador: Comandante Rolim Adolfo Amaro
● Sede mundial: São Paulo, Brasil
● Proprietário da marca: TAM Linhas Aéreas S.A.
● Capital aberto:
Sim
● Presidente do conselho: Maria Cláudia Oliveira Amaro Demenato
● Diretor Presidente: Líbano Barroso
● Faturamento: R$ 9.9 bilhões (2009)
● Lucro: R$ 1.34 bilhões (2009)
● Valor de mercado: R$ 6.3 bilhões (junho/2010)
● Valor da marca: R$ 625 milhões (2009)
● Frota: 135 aviões (Airbus A340, A330, A320 e A319, Boeing 777 e 767)
● Destinos: 96

● Passageiros transportados: 30.4 milhões (2009)
● HUB principal:
Aeroporto de Cumbica e Aeroporto de Congonhas
● Presença global:
13 países
● Funcionários:
24.389
● Segmento:
Aviação
● Principais produtos:
Aviação comercial e cargueira
● Subsidiárias: TAM Cargo, ARPA (Aerolíneas Paraguaias) e TAM Mercosul
● Ícones: The Magic Red Carpet (o tapete vermelho)
● Slogan:
Voe melhor, voe TAM.
● Website:
www.tam.com.br
-
A marca no mundo
Atualmente a TAM possui uma frota moderna de 135 aeronaves (com idade média de 5.9 anos), atendendo mais de 80 destinos nacionais, 18 internacionais (entre eles Miami, Paris, Orlando, Buenos Aires, Londres, Frankfurt, Madri, Milão, Nova York e Santiago), empregando aproximadamente 24.000 pessoas e transportando mais de 30 milhões de passageiros. A TAM registra participação de mercado nos vôos domésticos de 45.6%, consolidando a liderança alcançada em julho de 2003. No segmento das linhas internacionais operadas por companhias aéreas brasileiras, atinge 86.5% do mercado, mantendo a liderança conquistada em julho de 2006. Para continuar crescendo no segmento internacional, a TAM anunciou o planejamento para que até 2010 sejam 26 aeronaves destinadas exclusivamente aos vôos para o exterior. Atualmente a TAM opera cerca de 800 vôos diários.
-
Você sabia?
● Através da TAM Airlines (anteriormente TAM Mercosur), uma subsidiária no Paraguai, a companhia áerea disponibiliza vôos desde Assunção para destinos na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile e Paraguai.
-
-
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Veja, Exame, Isto é Dinheiro e Época Negócios), sites especializados em Marketing e Branding, Jetsite (site de aviação), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).
-
Última atualização em 5/6/2010

2 comentários:

Caroline disse...

muito bom...gostaria que vc me informa-se um site onde eu posso encontrar a evolução dos logotipos da TAM. Obrigado

Anônimo disse...

é legal saber mais da maior companhia brasileira, eu nem sabia que ela tinha frota de B777, sou um curioso apaixonado por tudo!