8.6.06

CONVERSE


A CONVERSE talvez seja a mais importante marca esportiva do século 20 no mercado americano. E não é para menos: além de criar um dos tênis mais famosos de todos os tempos, o CHUCK TAYLOR ALL★STAR, foi de extrema importância para o desenvolvimento do basquete americano. Por isso ganhou a reputação de “America’s Original Sports Company” (algo como “Companhia de Esportes Original da América”). Mais de um século depois, a marca americana, que continua fazendo sucesso com seus tênis de visuais retrô e coloridos, é sempre um clássico em milhões de pés pelo mundo afora. 

A história 
Tudo começou no mês de fevereiro de 1908 quando Marquis Mills Converse, um respeitado ex-gerente de uma firma de calçados esportivos, depois de sofrer um tombo em uma escada, decidiu criar calçados com sola de borracha para evitar escorregões, e fundou a empresa THE CONVERSE RUBBER COMPANY na pequena cidade de Malden, estado americano de Massachusetts, tendo como objetivo produzir tênis com solado de borracha para homens, mulheres e crianças. Um ano mais tarde 15 empregados produziram seus primeiros pares de tênis, que eram vendidos diretamente para lojas na cidade de Boston, uma ousadia para a época, pois ele ignorava um acordo vigente no mercado que impedia que as empresas fizessem negócio diretamente com seus varejistas. Pouco depois, em 1910, a empresa já empregava 360 pessoas, produzia 4.000 pares de tênis por dia e possuía 14 representantes de venda promovendo seus produtos. Os primeiros catálogos se gabavam ao dizer quantos caminhões haviam saído da fábrica da empresa para entregar os produtos diretamente para lojas. Foi somente em 1915 que a empresa passou a produzir os primeiros pares de tênis para a prática de esporte em geral.


Pouco depois, em 1917, a história da CONVERSE começaria a mudar com o lançamento no mercado do primeiro modelo de tênis para a prática de basquete, um esporte ainda em desenvolvimento, mas cuja popularidade começava a aumentar. Confeccionado em lona, com sola grossa e biqueira de borracha, o novo modelo batizado de CONVERSE ALL★STAR, se tornaria um dos calçados esportivos mais famosos de todos os tempos. Em 1921, o jogador de basquete Charles “Chuck” Taylor foi recrutado para representar e vender o modelo, viajar pelo país e “evangelizar” os demais jogadores de basquete. Nesse mesmo ano, ele sugeriu novas ideias para uma versão do ALL★STAR: acrescentou fissuras no solado (em formatos de diamantes), para diminuir a derrapagem nas quadras, proporcionando assim mais tração; e adicionou uma proteção no calcanhar para melhorar o apoio e proteção ao tornozelo dos jogadores. Lançado em 1923, o CONVERSE ALL★STAR com sua assinatura foi um sucesso instantâneo, sendo o único tênis usado por todos os jogadores de basquete, quer seja profissional ou universitário. O tênis foi o primeiro modelo produzido para o mercado de massa americano.


No ano de 1933 a empresa foi comprada pela família Stone. Durante a Segunda Guerra Mundial, a empresa passou a produzir calçados especiais, roupas, botas para pilotos e soldados, jaquetas e roupas de proteção de borracha para as forças armadas americanas. O design básico, o conforto, a durabilidade e funcionalidade foram características que determinaram a escolha do CONVERSE ALL★STAR como calçado oficial do exército americano durante o conflito. Depois de terminada a guerra a CONVERSE continuou desenvolvendo sua linha de tênis. No período de 1946 a 1949, inaugurou duas grandes fábricas na região de New Hampshire para atender a crescente demanda por seus produtos. Em 1953 inaugurou a Coastal Footwear Corporation na cidade de Canovans em Porto Rico, iniciando assim seus primeiros passos para a expansão internacional.


Com o surgimento do Rock & Roll nesta década, seus seguidores utilizavam uma espécie de uniforme: jaqueta de couro, calça jeans e tênis de cano alto. E foi justamente por causa dos fãs do rock que a CONVERSE e seus tradicionais tênis de cano alto, divulgados com o slogan “It’s Converse for Comfort” se tornaram ainda mais populares nos Estados Unidos, e posteriormente no mundo. Nos anos de 1960 a marca promoveu seus tênis como parte do autêntico estilo de vida americano nas escolas e faculdades, arregimentando assim uma multidão de jovens consumidores. Foi também nesta década, em 1966, que por pressão das equipes profissionais de basquete, a CONVERSE começou a produzir o famoso ALL★STAR em outras cores, além das tradicionais preta e branca, e lançou o modelo de cano baixo. Com isso, o icônico tênis já estava sendo usado por 90% dos jogadores de basquete profissionais e universitários.


A CONVERSE adquiriu, no ano de 1972, em mais uma grande jogada de marketing, os direitos do tênis assinado pelo campeão mundial de badminton na década de 1930, o canadense Jack Purcell. O famoso tênis tinha sido lançado em 1935 e pertencia a B.F. Goodrich. Rebatizado de CONVERSE JACK PURCELL o tênis se tornou um enorme sucesso que perdura até os dias de hoje. Ainda neste ano a CONVERSE foi comprada pela Eltra Corporation que tinha a intenção de expandir ainda mais o negócio, explorando a enorme popularidade da marca ALL★STAR. Pouco depois, em 1974, foi lançado o CONVERSE ONE STAR, um calçado que se tornou a escolha preferida dos skatistas. Em 1976 surgiu o CONVERSE PRO LEATHER, um modelo em couro que se tornou o favorito em um momento em que o basquete precisava de uma vibração. Enquanto o Pro Leather dominava as quadras de basquete profissionais, a CONVERSE inaugurava um dos primeiros laboratórios de biometria da indústria.


Apesar de tantas novidades, esta década foi a mais difícil na história da CONVERSE, pois com o incremento das importações e o alto custo das matérias-primas, a empresa precisou cortar custos fechando várias fábricas e finalizando algumas linhas de produtos. Para piorar ocorreu o surgimento no mercado americano de outras marcas rivais como Puma, Nike, Adidas e Reebok, onde justamente a CONVERSE praticamente reinava absoluta. Mesmo assim a empresa continuou inovando com o lançamento do ALL★STAR feito em camurça colorida com uma grande e imponente estrela na lateral, que era perfeito para o basquete, mas tinha algo a mais naquela dureza e naquele brilho que o tornava irresistível para toda uma geração de roqueiros, skatistas e almas rebeldes. No final desta década, em 1979, a empresa foi vendida novamente para a Allied Corporation.


Nos anos seguintes, suas vendas e lucros aumentaram significativamente. Em 1983 lançou ações na Bolsa de Valores; em 1984 foi patrocinadora oficial das Olimpíadas de Los Angeles, onde o time de basquete masculino americano ganhou medalha de ouro calçando CONVERSE e; em 1986, foi adquirida pela Interco Incorporated. Nesta época a empresa lançou no mercado a linha CONVERSE THE WEAPON, composta por tênis para basquete em couro branco de cano alto com várias combinações de cores, semelhantes às das equipes da liga profissional americana. Já no Brasil, a marca conquistou grande popularidade, afinal era comum ver roqueiros e artistas de televisão – como Cazuza e Débora Bloch – desfilando com ALL★STAR nos pés.


Depois de anos com as vendas em declínio, a empresa acabou pedindo concordata em janeiro de 2001 e foi adquirida pela poderosa Nike no dia 9 de julho de 2003 por US$ 305 milhões, basicamente pelo valor da marca ALL★STAR, um produto que é o oposto dos tênis da Nike: sem tecnologia o tênis é um dos mais simplórios do mercado. Muito mais que uma marca, ao comprar a CONVERSE a Nike passou a ser proprietária de um ícone que há quase um século faz sucesso tanto dentro como fora das quadras esportivas. A marca adotou então um novo posicionamento de mercado, focado na volta às raízes, vendendo a história e o conceito original para as novas gerações, além de introduzir uma infinidade de novos modelos. A CONVERSE também estendeu sua linha de produtos com o lançamento de roupas, meias, mochilas, malas, bonés e até uma linha de relógios.


Também investiu no lançamento de linhas de produtos com colaborações de grandes artistas, estilistas, esportistas e celebridades, como John Varvatos e Dwyane Wade (primeira linha assinada de basquete da marca, desde o Chuck Taylor All★Star). Em 2008, a empresa inaugurou sua divisão de skateboard que, no Brasil, oferece mais de 30 modelos de tênis exclusivos para os skatistas com a marca CONS. Atualmente a marca mantém o CONS SKATE TEAM, uma equipe de talentosos skatistas patrocinada pela CONVERSE. Mais recentemente investiu em campanhas publicitárias ousadas, como por exemplo, a que apregoava o slogan “Shoes keep it clean. Sneakers get dirty”, que apostava no charme e no lado cool dos tênis velhos, usados e sujos. Aqueles com muitos anos de vida e muitas histórias para contar. Com isso a CONVERSE passou a oferecer modelos “pré-sujos” de fábrica. Em 2015, começou uma nova história. Continuando sua tradição de inovar, a marca ousou ao lançar o CHUCK II, o icônico modelo Chuck Taylor All★Star com uma pisada diferente e o visual que nunca saiu e nem sairá dos seus pés. O novo modelo ganhou interior almofadado, forro de camurça micro perfurada para respirabilidade durante longos períodos de uso, língua anti-deslizante, tecido de alta qualidade, entressola totalmente branca e palmilha Lunarlon, uma espuma leve e elástica com tecnologia de amortecimento.


A evolução visual 
Ao longo de sua história a CONVERSE modificou por várias vezes o visual de seu logotipo, mas nunca deixou de lado a tradicional estrela.


Há alguns anos atrás a marca modificou novamente seu logotipo: a tradicional estrela foi posicionada dentro na letra O.


Um dos maiores ícones da marca, o símbolo conhecido como “Chevron and Star” (imagem abaixo), aplicado em muitos de seus calçados, foi criado na década de 1970 por Jim Labadini, um empregado da empresa na época.


Os slogans 
Made by you. (2015) 
Shoes are boring. Wear sneakers. (2013) 
Shoes keep it clean. Sneakers get dirty. (2013) 
Everyone is a star. 
It’s Converse for Comfort. (década de 1950)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1908 
● Fundador: Marquis Mills Converse 
● Sede mundial: Boston, Massachusetts, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Converse Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Nike Inc.) 
● CEO: Jim Calhoun 
● Faturamento: US$ 2 bilhões (2014) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 90 
● Presença global: 160 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 600 
● Segmento: Moda esportiva 
● Principais produtos: Calçados, roupas e acessórios 
● Concorrentes diretos: Adidas, Puma, New Balance, Fila, Reebok, Vans, Keds e Skechers 
● Ícones: O tênis All★Star 
● Slogan: Made by you. 
● Website: www.converse.com.br 

A marca no mundo 
Atualmente a CONVERSE oferece um diverso portfólio de produtos, desde calçados e roupas até acessórios, comercializado em mais de 160 países, tendo nos tênis ALL★STAR seu carro-chefe. A marca possui ainda uma pequena rede de lojas próprias com mais de 90 unidades em território americano, onde é possível encontrar toda sua linha de produtos. Em 2014 a CONVERSE contribuiu com aproximadamente 7% do faturamento global da Nike, ou seja, US$ 2 bilhões. 

Você sabia? 
Desde seu lançamento no mercado já foram comercializados mais de um 1.3 bilhões de pares do CONVERSE CHUCK TAYLOR ALL★STAR. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 27/10/2015

2 comentários:

Anônimo disse...

Amei a reportagem e o blog. Tá uma delícia. Usamos em nosso trabalho escolar e nos ajudou muito. Tudo de bom na vida de vocês, que a força e a paz de Deus guie vocês pelo bom caminho. Uma vida repleta de alegrias e felicidades, e uma ótima Páscoa. Beijão!

SAMUCKCA souza disse...

excelente trabalho gostei muito !