5.6.06

ROSSIGNOL

ROSSIGNOL tem mais de 100 anos de história, de paixão, de montanha, de esqui, de inovação. Ícone do passado, símbolo do presente, a tradicional marca francesa, inspirada em suas raízes e herança histórica, desenvolveu um autêntico “Mountain Life Style” (em tradução literal “estilo de vida da montanha”).

A história
A marca ROSSIGNOL surgiu no ano de 1907 quando o carpinteiro Abel Rossignol instalou uma modesta fábrica em Voiron, localizada na região francesa de Isére, para produzir equipamentos para a indústria têxtil, como por exemplo, bobinas e peças de madeira. Utilizando suas habilidades e conhecimentos de carpinteiro, ele também desenvolveu seu primeiro par de esquis feito em madeira sólida, passando a vendê-los para poucos amigos que praticavam o esporte. O esqui de Abel, um grande admirador do esporte, conquistou o primeiro lugar em uma competição organizada pelo Touring Club de France. Em 1911, o enorme sucesso de seu esqui levou o carpinteiro direcionar totalmente seu negócio para a produção de esquis, instalando na fábrica uma linha de produção. Com tecnologia e conhecimento, seus esquis rapidamente começaram a ser utilizados por muitos atletas em várias competições, como por exemplo, em 1924 nos Jogos Olímpicos de Inverno realizados em Chamonix.


A ROSSIGNOL se tornou muito conhecida quando, em 1937, Emile Allais conquistou o título mundial de esqui na neve utilizando equipamentos da marca. A primeira medalha de ouro veio em 1948 com o francês Henri Oreiller (amigo pessoal de Abel) na modalidade downhill nos Jogos Olímpicos de Inverno em St. Mortiz, utilizando o primeiro modelo de esqui laminado chamado Olympic 41. Neste momento a ROSSIGNOL era, não somente sinônimo de equipamentos de qualidade, como também estava associada aos grandes campeões do esporte. Em 1956, Laurent Boix-Vives comprou a empresa por meros US$ 50 mil, direcionou todos os esforços somente para a fabricação de esquis, e começou a vendê-los para o mundo todo.


Entre 1965 e 1968 a empresa se desenvolveu e progressivamente aumentou a produção com o auxílio de novas tecnologias, introduzindo no mercado o esqui de plástico. Isto começou em 1960 com o Allais 60, um esqui feito inteiramente de metal que foi utilizado por Jean Vuarnet nos Jogos Olímpicos de Inverno em Squaw Valley, Califórnia, para conquistar a medalha de ouro; e prosseguiu depois, em 1965, com o lançamento do Ski Strato, feito inteiramente em fibra de vidro, um dos grandes inventos da história do esporte. Este último fez tanto sucesso nos pés de diversões campeões que se tornou o primeiro modelo de esqui a vender mais de um milhão de pares. Foi neste mesmo ano que começou suas atividades internacionais, comercializando seus produtos em outros países do continente europeu.


Já em 1968 a empresa se tornou a maior produtora de esqui de plástico do mundo. Foi nesta época que a empresa inaugurou uma segunda fábrica na Espanha, onde a capacidade foi ampliada, atingindo 500 mil pares de esqui por ano. Na década de 70 a empresa, que se tornou a maior produtora de esqui no mundo, começou a vender seus produtos nos Estados Unidos. O aumento das vendas devido em grande parte ao ingresso no voraz mercado americano pode ser comprovado em 1976, quando a ROSSIGNOL vendeu mais de 1 milhão de pares de esqui no mundo todo. Foi também nesta época que a empresa introduziu no mercado os primeiros esquis nórdicos (Nordic Ski) e para prática de cross-country.


A década de 80 foi marcada por lançamentos inovadores como o 4S Kevlar (feito de Kevlar e com um sistema exclusivo de absorção de choque chamado VAB) em 1987; e inúmeros sucessos de atletas que utilizavam equipamentos de esqui da ROSSIGNOL, como em 1998, nas Olimpíadas de Inverno realizadas em Calgary no Canadá, quando a marca conquistou seis das dez medalhas de ouro nas provas de esqui alpino. Em 1990 a marca introduziu mundialmente uma linha de botas para a prática de esqui alpino com sua própria marca, e nos anos seguintes, além de adquirir uma empresa de equipamentos de golfe americana, diversificou sua linha de produtos com luvas, fixadores/presilhas, óculos e protetores; ingressando também em novos segmentos como snowboard, mountain bike e alpinismo; e culminando com o lançamento de uma linha de roupas (incluindo calças e jaquetas) com a marca ROSSIGNOL em 1999. Foi nesta década que a marca se tornou ainda mais reconhecida através do patrocínio do esquiador italiano Alberto Tomba, considerado um dos melhores da história do esporte.


Entre 1999 e 2000 a ROSSIGNOL estendeu suas atividades com várias aquisições de outras empresas, como por exemplo, a Lange (botas) e a Emery. As atividades de atuação da empresa compreendiam a produção de equipamentos de esqui (Alpine, Nordic e Snowboard), golfe e uma linha de roupas. Em 2004 comemorou a marca de 50 milhões de esqui produzidos desde sua fundação. No ano seguinte a empresa foi comprada pela Quiksilver por US$ 560 milhões, e foi vendida novamente, em 2008, por US$ 147 milhões para o ex-executivo da própria RISSIGNOL, Bruno Cercley. Recentemente a marca lançou no mercado a coleção de roupas ROSSIGNOL 1907, inspirada na década de 70 e que apresenta uma mistura de design antigo com moderno. Para o lançamento dessa linha a marca ressuscitou o famoso “Rooster” (galo) que durante anos foi associado a ROSSIGNOL.


A evolução visual
Durante anos a marca teve como principal símbolo de seu logotipo um galo nas cores da bandeira francesa. O símbolo se tornou tão famoso que acompanhou a ROSSOGNOL por anos e se tornou um ícone dentro dos esportes de inverno. Em 2003 com o lançamento do conceito “The Pure Mountain Company” (uma marca puramente voltada para a produção de equipamentos de esportes montanhosos, tanto de inverno como de verão) a ROSSIGNOL também introduziu sua nova identidade visual. Seu logotipo ganhou ares modernos e passou a contar com a frase “Pure Mountain Company”. Em 2008 ocorreu outra mudança com a adoção de uma nova tipologia e com a tradicional letra “R” voltando ao design original de 1965.


Dados corporativos
● Origem: França
● Fundação:
1907
● Fundador:
Abel Rossignol
● Sede mundial:
Isére, França
● Proprietário da marca:
Skis Rossignol S.A.
● Capital aberto: Não
● Chairman, CEO & Presidente: Bruno Cercley
● Faturamento: US$ 450 milhões (estimado)
● Lucro:
Não divulgado
● Presença global:
90 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 1.500
● Segmento:
Equipamentos esportivos
● Principais produtos: Esquis, botas, roupas e acessórios para esportes de inverno
● Concorrentes diretos: Nordica, Salomon, Vuarnet e The North Face
● Ícones: Os esquis
● Slogan:
Pure Mountain Company.
● Website: www.rossignol.com

A marca no mundo
A marca comercializa sua extensa linha de produtos para esportes na neve (equipamentos completos e roupas para a prática de todas as modalidades de esqui) e montanha (roupas e equipamentos para mountain bike e outros esportes) em mais de 90 países ao redor do mundo. Mais de 1.5 milhões de pares de esqui são vendidos todo ano pela ROSSIGNOL, fazendo com que seja marca líder mundial nesse segmento. Os maiores mercados da marca estão na Europa, Japão e Estados Unidos. A ROSSIGNOL ainda é proprietária das marcas DYNASTAR (esquis) e LANGE (botas).


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), programa Mundo SA, Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 14/4/2012

Nenhum comentário: