14.6.06

WELLA

Para a WELLA, o cabelo é o ponto alto da definição de estilo próprio, tanto no corte quanto no penteado e, principalmente, na cor. Cabelos bonitos precisam de especialistas. Foi baseado nisso que a prestigiosa marca alemã, conhecida como a melhor amiga do cabeleireiro, se baseou para desenvolver sempre os melhores produtos para pintar, lavar, regenerar ou até mesmo modificar, milhões de cabeças pelo mundo afora durante muitas gerações. Para compor o visual, o cabelo deve brilhar, ser delicioso de tocar, ter volume na dose certa e muito movimento. Com linhas de produtos para colorir, alisar, tratar e finalizar os cabelos, a marca disponibiliza tecnologia e arte totalmente a serviço da beleza da mulher. Afinal, a WELLA é apaixonada por cabelos há mais de 130 anos.

A história
No final da década de 1870 pouca gente havia ouvido falar em termos como “Marketing” ou “Inovação” - principalmente na pacata região de Thuringia, na Alemanha. Entretanto o cabeleireiro Franz Ströher, então com 25 anos, notou uma brecha no mercado, a crescente procura por adereços para embelezamento dos cabelos, de onde concluiu que poderia ganhar muito dinheiro: as perucas. Em 1880, o senhor Ströher começou então a conquistar os salões de beleza com uma linha de perucas, tranças e mechas de cabelo natural, fundando a empresa Franz Stroher Rothenkirchen, que funcionava como um pequeno negócio familiar. Em 1900 foi lançado o primeiro grande sucesso: um creme fixador de perucas à prova d’água, chamado Tullemoid. Uma verdadeira revolução que se converteu em grandes vendas para a pequena empresa. Em 1904, dado ao enorme sucesso da empresa foi inaugurada a primeira fábrica em Rothenkirchen, na região da Saxônia, iniciando a fase de produções em grande escala.


Após o fim da Primeira Guerra Mundial em 1920, uma das tendências que mais influenciou a vida das mulheres foi o corte de cabelo “Bob” que veio da América. E com esta tendência, surgiu também um novo mercado com novos desafios para a empresa, já que as vendas de perucas estavam em franco declínio. Os filhos do fundador, em linha com os novos tempos, responderam ativamente ampliando a oferta de produtos da empresa. Em 1924, como verdadeiros visionários, eles adquiriram a licença para produzir aparelhos de permanentes que permitiam criar novos penteados femininos para cabelos curtos. Rapidamente, o novo produto se tornou um enorme sucesso nos salões brigam, oferecendo as clientes um visual curto, cheio de estilo e ondulado. Em 1927 a empresa produziu o primeiro aparelho para ondulação portátil, batizado de WELLA JUNIOR, iniciando a sua produção em série para diversos salões de cabeleireiros. O produto foi uma verdadeira inovação que permitiu tornar o estilo de cabelos ondulados ainda mais popular entre as mulheres alemãs. Nesse mesmo ano ocorreu a criação e patente da marca WELLA que teve origem na palavra welle (significa onda em alemão). A criação do logotipo, com a famosa cabeça feminina estilizada, ocorreu em 1930. Além disso, nessa época a empresa se concentrou em trabalhar em parceria com seus salões e cabeleireiros. Os salões que comprassem equipamentos WELLA ganhavam produtos de cuidado dos cabelos. A oferta de serviço completo da marca nascia para ajudar os salões a prosperarem.


Depois da recessão econômica mundial, a década de 30 foi um período dourado para empresa e a visão empreendedora dos irmãos Ströher acabou sendo recompensada. No início desta década a WELLA começou sua expansão para outros mercados: fabricação e a distribuição dos seus produtos nos Estados Unidos em 1931; Grã-Bretanha e Suécia em 1932; e início das atividades de vendas na Suíça, França e Irlanda em 1934; além da construção da nova fábrica alemã, localizada em Apolda, Thuringia, em 1937. Nesses anos os cabelos encaracolados entram na moda, tornando-se chiques, com leves ondulados à frente e caracóis muito pronunciados atrás. Com isso, o aparelho WELLA JUNIOR se tornou um instrumento crucial nos salões de cabeleireiro, facilitando a elaboração de ondulação e permanentes; e o secador “Meisterstuck” (Dryer Hood) um verdadeiro sucesso. A empresa então conseguiu verdadeiros êxitos nas vendas com estes dois produtos e cresceu fortemente. Ainda nesta década surgiram o Blondor (ideal para fazer descoloração dos cabelos de forma prática e rápida) e a linha de tintura líquida WELLATON, comercializada em inúmeras colorações e tons.


Durante a Segunda Guerra Mundial a empresa foi obrigada a interromper sua produção de aparelhos profissionais e produtos. Mas o pior estava por vir: em 1944 ocorreu o desmantelamento das instalações em Apolda (que tinha 800 empregados) pelas tropas russas e confisco das marcas e patentes, declaradas propriedade do Estado. Apesar da grave crise e da instabilidade que se vivia logo após o término do conflito, a família Ströher se mudou para Hünfeld, no estado federado Hesse, com 12 de seus fiéis colaboradores e reiniciou suas atividades, fundando a empresa Ondal GmbH. Naquela época existia alguma procura por produtos de cosmética, mas a empresa ainda se ressentia com a falta de materiais devido aos grandes bombardeios sofridos na Alemanha. Aos poucos a empresa, então, voltou a produzir (em maior escala) equipamentos profissionais, aparelhos de permanente e produtos para cuidado com os cabelos.


Na década seguinte ocorreu o surgimento da era Technicolor no cinema e as pessoas, acostumadas a ver suas divas e musas nos velhos filmes em preto e branco, agora admiravam uma deslumbrante variedade de cores de cabelos nas telas. Nesse contexto a WELLA AG, estabelecida com esse nome desde 1950, lançou no mercado o Koleston, primeiro creme colorante do mundo, que se tornou um sucesso mundial vendendo 5 milhões de tubos. Em 1954, finalmente a WELLA chegou ao Brasil com o lançamento desse produto revolucionário. Pouco depois, em 1956, ocorreu a inauguração do primeiro Estúdio de Treinamento de Cabeleireiros em Darmstadt, na Alemanha. Em 1957 a empresa inaugurou, também em Darmstadt, os seus Laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento. Era apenas o início de investimentos pesados em treinamentos e pesquisas que fariam da marca WELLA líder mundial em seu segmento. Outros produtos lançados pela empresa nessa década fizeram enorme sucesso, entre eles o Accord, fórmula que combinava pela primeira vez num só produto tinta e fixação e o Color Perfect, primeira coloração em creme que também nutria o cabelo. Na década seguinte, a diversidade e a possibilidade de se poder arrumar o cabelo em casa converte-se numa prioridade. Diante deste cenário, surgiu o Wella Privado, uma linha de produtos para o cuidado do cabelo de alta qualidade e que podiam ser utilizados em casa, fazendo com que a empresa ingressasse no segmento de varejo. No começo desta década a empresa utilizou pela primeira vez matéria-prima renovável na fabricação de seus produtos de tintura: era o ácido ascórbico (Vitamina C).


A tendência de cuidar do cabelo em casa permaneceu na década de 70 e a marca WELLA lançou a linha de xampu Wella Balsam. Com base nesta exigência, em 1971, ampliou seu negócio ao setor de consumo de massa, comercializando seus produtos em drogarias, perfumarias e grandes lojas varejistas. A década de 70 assinalou também o lançamento da System Professional, introduzida no mercado como uma linha de tratamento para o cabelo de venda exclusiva em salões de cabeleireiro. Além disso, a marca introduziu sua linha de produtos voltados para o público masculino. Em 1980 a WELLA adquiriu a empresa Tondeo, produtora de tesouras e equipamentos para cabeleireiros, e, em 1987, a francesa Parfum Rochas S.A, empresa produtora de perfumes de luxo. No ano seguinte chegou à China e à União Soviética. Em 1982 se tornou a pioneira no uso da Betaína nos cremes de tratamento e condicionadores. A Betaína é uma matéria-prima renovável extraída da beterraba e hoje é o principal ingrediente deste tipo de produto.


A década seguinte foi marcada por um enorme crescimento baseado, principalmente, em aquisições: primeiro, recuperou suas origens, formalizando a compra da Londa, sua sede na ex-República Democrática Alemã; em 1993 comprou a Sebastian, empresa de cosméticos capilares e, no ano de 1994, realizou a maior aquisição da história da empresa, com a compra da Muehlens KG, um fabricante de perfumes com a sua marca emblemática 4711 Euau de Cologne. No final da década, em 1998, foi fundada a Cosmopolitan Cosmetics GmbH, Divisão de Fragâncias e Cosméticos, que passou a incluir todos os produtos desta área. No campo das inovações a empresa desenvolveu componentes de queratina, substituto do cabelo natural e que permite a regeneração do cabelo estragado. Descobriram também os efeitos positivos das ceras de fruta para o cuidado dos cabelos. Com chegada do novo milênio a WELLA tinha como prioridade a globalização o crescimento.


A Divisão Cosmopolitan Cosmetics expande-se, obtendo novas licenças de marcas internacionalmente conhecidas como Trussardi, Montblanc e Marc O’Polo. Em dezembro de 2001, foi assinado um contrato com a modelo Cindy Crawford e em março de 2002 estabelece-se a licença para a comercialização dos perfumes ESCADA. No mesmo ano, foi lançada a linha de produtos Back to Basics. Em 2003, a WELLA torna-se parte da Procter & Gamble que comprou a tradicional empresa alemã por US$ 6.9 bilhões. Com isso, a marca ganhou poder de distribuição e uma forte musculatura para expansão global.


A linha do tempo
1953
Lançamento do LIFETEX, seu primeiro creme de tratamento intensivo para os cabelos com células ativas.
1954
Criação da WELONDA, empresa responsável pelo desenvolvimento, produção e comercialização de salões. Em outras palavras: uma empresa que prestava assessoria para cabeleireiros, fornecendo desde mobiliário até equipamentos finais, como secadores e vaporizadores. Atualmente a empresa atua de forma independente.
1976
Pesquisadores da empresa descobrem o Chitosan, uma importante matéria-prima para a elaboração de cosméticos, ótima para o manejo e penteado, melhorando a fixação sem endurecer o cabelo. Utilizado em spray para melhorar a fixação, essa descoberta permitiu que a empresa introduzisse uma nova geração de produtos styling.
1978
Lançamento do PERFORM, um inovador sistema de permanente neutralizante que permitia criar o visual afro.
1982
Lançamento das linhas HIGH HAIR e NEW WAVE, que ofereciam produtos finalizantes para penteados criativos, tintas e cores irradiantes e, naturalmente, produtos para acondicionar o cabelo que se tornaram um grande sucesso no mundo todo.
1993
Apresentação do LIQUID HAIR (o cabelo em forma líquida), um inovador reestruturador da fibra capilar com queratina, aminoácidos e proteínas.
1994
Pela primeira vez na história, ceras naturais de frutas são sintetizadas e inseridas em uma fórmula de xampu: nascia o WELLAPON.
Lançamento do COLOR TOUCH, uma suave coloração semi-permanente de uso profissional.
1997
Lançamento do VIVA COLOR, com exclusivo Vitalizador da Cor, que proporcionava uma cor perfeita, com até 30% mais de brilho.
2000
Lançamento da linha VIVALITY, primeira marca global de produtos para cuidados e tratamentos do cabelo.
2001
Lançamento do DIAGNOSIS SCANNER, uma micro-câmera que aumentava em 150 vezes a imagem do cabelo. Trata-se de um scanner que permitia analisar o tipo de cabelo e diagnosticar as necessidades, direcionado ao mercado profissional.


* A linha de coloração para os cabelos da marca é ampla, sendo dividida em três produtos: a tintura em creme chamado KOLESTON, que deixa os cabelos sedosos, macios e com a cor revitalizada; uma tintura de aplicação rápida chamada WELLATON, que proporciona cabelos bem tratados e com mais brilho, e cuja fórmula contém componentes que permitem a perfeita coloração dos fios brancos; e os produtos SOFT COLOR, que oferecem uma coloração suave, sem amônia, para disfarçar os primeiros fios brancos e/ou realçar a cor, cuja fórmula do condicionador é enriquecida com ingredientes naturais que nutrem e revitalizam os cabelos, deixando-os com um brilho intenso. Além disso, existe a nova linha de tratamento SP (System Professional), que utiliza uma tecnologia exclusiva e personalizada direcionada para necessidades específicas de cada tipo de cabelo, trazendo benefícios para cabelos coloridos, danificados, cacheados, secos, normais, rebeldes, sem brilho e possui tratamentos que restabelece patologias como queda capilar e caspa.


As pesquisas
Nos laboratórios da WELLA cerca de 400 pesquisadores trabalham em cooperação com grandes universidades e cabeleireiros para desenvolver continuamente produtos revolucionários. Todo ano, a empresa coleta centenas de quilos de cabelos nos quatro cantos do planeta, suficiente para ir à lua e voltar duas vezes. Microbiólogos e bioquímicos, matemáticos e informáticos, toxicólogos e ambientalistas, engenheiros mecânicos, industriais e eletrônicos, estudam a composição e qualidade dos cabelos em diferentes estágios da vida. Os profissionais analisam danos de cutícula, perda de pigmento, quebra e pontas duplas. Em cinco dedicados centros de pesquisa em cabelos, são elaborados e desenvolvidos produtos e serviços para a indústria. Muitas de suas invenções desfilaram por milhões de cabeças pelo mundo afora, quer seja modificando a cor e o penteado, ou hidratando e tratando bilhões de fios de cabelo. Das pesquisas resultaram produtos inovadores como o primeiro creme de coloração para cabelos; e novos colorantes moleculares para as diversas tonalidades.


A evolução visual
O tradicional logotipo da WELLA, criado em 1930, com a famosa cabeça feminina estilizada, passou por algumas modificações durante os anos. Em 1966 o círculo foi abolido, e em 1972 ganhou a tradicional cor vermelha. Em 1992, a popular face feminina ganhou ondulações mais acentuadas nos fios de cabelos.


Recentemente, em 2008, a WELLA lançou sua nova identidade visual. O novo logotipo foi modernizado ganhando um visual mais atual e pequenas modificações. A mais visível delas ocorreu na fonte da letra da palavra WELLA, que também deixou de ser escrita em itálico.


Os slogans
Passionately Professional.
(2009)
Hair comes alive in our hands. (2007)
Beautiful hair neesds an expert! (2000)
The serious approach to beautiful hair. (1987)
Intelligent hair care. (1983)
We know about hair. (1979)


Dados corporativos
● Origem: Alemanha
● Fundação: 1880
● Fundador:
Franz Ströher
● Sede mundial: Darmstadt, Alemanha
● Proprietário da marca: Procter & Gamble Co.
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● CEO: Robert McDonald (P&G)
● Faturamento: US$ 3 bilhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Presença global:
+ 150 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 6.000
● Segmento: Cosméticos
● Principais produtos: Xampus, condicionadores e tinturas para cabelo
● Principais concorrentes: L’Óreal
● Ícones: A tintura de cabelo Koleston
● Slogan: Passionately Professional.
● Website: www.wella.com

A marca no mundo
Atualmente a empresa está presente em mais de 150 países, atuando nas áreas de cosméticos e produtos para cabelos (xampus, condicionadores, cremes de tratamento, alisantes e tinturas). Mas nem só de produtos é formado o universo de WELLA. A marca ainda mantém aproximadamente 85 centros de treinamentos ao redor do mundo para capacitar cabeleireiros com extensos programas. Seguindo o conceito de atendimento completo, a marca presta consultoria às consumidoras nos pontos de venda e influencia a moda.

Você sabia?
Os produto da marca WELLA são utilizados por mais de 4 milhões de cabeleireiros no mundo inteiro.
Desde 1999, a WELLA llança tendências anuais e que se tornam fontes de inspiração para estilistas em todo o planeta, o que chamam de TREND VISION. A marca também é responsável pela organização do WELLA TREND VISION AWARDS, o maior evento de cabelos do mundo, que premia jovens talentos na área.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 5/7/2011

13 comentários:

Anônimo disse...

oi,
tenho uma idéia que pode triplicar as vendas, se ouver interesse favor entrar em contato com carla nestes endereços de email:
carla_bertollo@hotmail.com
elisandracarla@yahoo.com.br

Sara Budke disse...

Estamos montando um supermercado gostaria de um representante.
Cidade Ascurra/SC
ATT
Sara Budke

Mara disse...

Gostaria de encontrar em São Paulo um mousse masculino que era vendido no Supermecado Carrefour, era importado mas ñ acho mais em lugar nenhum, obrigada.
Mara mscanapieco@hotmail.com

sirlene disse...

olá,soou cabeleireira e gostaria muito de trabalhar com os produtos wella,sou de indaiatuba ,preciso saber o fone de um representante dessa região,se alguém souber envie e-mail para sirlene_sol@hotmail.com

carol tomelim disse...

oiii,sou cabeleireira e gostaria de trabalhar com produtos wella como faço para conseguir. email:caryenf@hotmail.com

ro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ro disse...

Blogger ro disse...

OI SOU CABELEREIRA E GOSTARIA DE SABER QUANDO SAO OS EVENTOS PARA CABELEREIROS DA WELLA AQUI NA ALEMANHA .ESTOU AQUI JA A 2 ANOS MAIS AINDA NAO SEI ONDE E QUANDO TEM ESSES EVENTOS.

disse...

OI SOU CABELEREIRA E GOSTARIA DE SABER QUANDO SAO OS EVENTOS PARA CABELEREIROS DA WELLA AQUI NA ALEMANHA .ESTOU AQUI JA A 2 ANOS MAIS AINDA NAO SEI ONDE E QUANDO TEM ESSES EVENTOS.

belinha disse...

Aonde posso encontrar no Brasil ou em algum pais da America do Sul, Wella VIVA NATURE TONE MOUSSE (PRODUTO MASCULINO) só sei que no Brasil foi retirado de mercado a alguns anos. Excelente produto e não sei pq foi retirado do mercado brasileiro.

serena disse...

Aonde posso encontrar no Brasil ou em outro paÍs da America do Sul, WELLA VIVA NATURE TONE MOUSSE (PRODUTO MASCULINO) só sei que no Brasil foi retirado de marcado a alguns anos. Excelente produto para cabelos masculino e não sei pq foi retirado do mercado brasileiro.

Anônimo disse...

Realmente gostaria de receber uma resposta completa e decisiva de vocês: Afinal, o Collor Charm saiu de linha? Não é mais fabricado?
Nunca mais encontrei o produto em lugar nenhum. Mas ninguem sabe informar se saiu de linha. Voces conhecem algum similar (da própria Wella ou de outra marca)?
O produto era muito bom,pois era uma coloração que após algumas lavagens não deixava rastro nenhum e disfarçava bem os amarelados da tintura loira e até os cablos brancos. Se ainda for vendido esse produto, gostaria de saber aonde. Ficarei aguardando a resposta e antecipadamente agradeço a atenção.

Tereza disse...

Nos anos 70/80 eu usava um produto da wella que se chamava wella balsam. Era um produto de enxague que nunca mais achei um tão perfeito. Porque não votalm afabricá-lo. Serei a consumidora numero um se voltar na mesma fórmula.

Anônimo disse...

Gostaria de saber se o produto wella balsam saiu de linha?
Se saiu, qual o produto que o substituiu? Qual o produto que possui o mesmo aroma acentuado de ervas? Favor enviar resposta para o e-mail marcoscontao@yahoo.com.br