15.8.06

CARBONELL


Desde 1866 a CARBONELL seleciona as melhores azeitonas do sul da Espanha, que possuem aroma e sabor inigualáveis, para obter assim um maravilhoso azeite de oliva, proveniente de uma larga tradição no cultivo de oliveiras, fruto do trabalho de profundos conhecedores e amantes de seu ofício. E o melhor de tudo, coloca o precioso líquido em modernas embalagens para deleite dos amantes da gastronomia. 

A história 
Tudo começou no mês de julho de 1866 quando Antonio Carbonell y Llácer, um arrecadador de impostos da cidade espanhola de Córdoba, principal região produtora de azeite de oliva da Andaluzia, percebendo a abundância de azeite e a grande demanda na região acabou se interessando pelo seu comércio. Rudimentarmente começou a enlatar e a comercializar o azeite com seu sobrenome. A partir deste momento, assumiu a tarefa de fabricar um produto artesanal representando parte da cultura mediterrânea desde tempos remotos: o azeite de oliva. Desde 1868 seu azeite era vendido fora da Espanha, consolidando sua grande fama de distribuição, que permitiu a marca hoje estar presente em 95% dos pontos de venda do país. Em 1878, Antonio faleceu repentinamente. Aos 22 anos, o filho dele, Carlos Carbonell y Morand, assumiu o comando da empresa, continuando a obra iniciada por seu pai e direcionando seus produtos para exportação.


Em 1879, as exportações, destinadas à Liverpool e Marselha, começavam a ganhar solidez. O principal fato que levou a empresa a exportar o azeite foi o extraordinário contrato que fechou em 1888 com o Ministério da Marinha Inglesa. Através da Marinha Real Inglesa o azeite CARBONELL começou a ser conhecido no mundo inteiro, sendo vendido em quase todos os países dos cinco continentes. Em 1895 a Casa Real Espanhola elegeu CARBONELL como seu fornecedor oficial de azeite de oliva, fato que não somente aumentou sua popularidade como atestou sua excelente qualidade. Entre os anos de 1897 a 1914, as atividades comerciais e industriais se multiplicaram. Este período correspondeu à abertura de diversas sucursais com as aquisições da fábrica de azeites Buena Vista em Córdoba (1898), de outra em Aguilar de La Frontera (1900), um armazém em Sevilha (1912) e uma terceira unidade industrial em Granada (1913).


Em 1917, com o falecimento de seu comandante, a família assumiu as rédeas do negócio. Com isso, o capital da empresa, propriedade neste momento dos 33 membros da família, dobrou em 1920. Pouco depois, em 1922, a empresa comprou suas primeiras prensas de azeite. No ano de 1934 a empresa desembarcou com seu produto no Brasil. Uma mudança importante ocorreria no ano seguinte. O Banco Hispano Americano, a quem a CARBONELL havia pedido um empréstimo, vislumbrou assumir o controle da empresa, porém, em 1936, a CARBONELL tornou-se uma sociedade anônima, fato que aumentou a participação dos acionistas, dissipando o poder entre eles e frustrando as intenções do banco. Já em 1950 os azeites da marca eram exportados para 70 países ao redor do mundo. Na década de 1960, a empresa diminuiu a venda de azeite a granel e passou a aperfeiçoar as embalagens de vidro (lançadas pela primeira vez em 1960) e plástico. A inovação tecnológica e o controle de qualidade caracterizaram a empresa desde a sua fundação.


Um fato atípico que marcou a sua história ocorreu em 1981 quando foi comprovado um envenenamento maciço de um azeite concorrente na Espanha. Este fato fez aumentar a credibilidade da CARBONELL no mercado, havendo uma consequente disparada nas vendas. Em 1985, o Grupo Elosua assumiu o controle da empresa juntamente com o governo espanhol através de uma empresa do Ministério da Agricultura. Pouco depois, em 1987, a marca espanhola lançou no mercado o azeite de oliva extra virgem. A empresa mudaria de mãos várias vez nos anos seguintes, até que em 2001, foi adquirida pelo grupo espanhol SOS, atualmente denominado Deoleo S.A.


Em 2004, a empresa lançou no mercado espanhol o CARBONELL PRIMEIRA CAMPANHA, um azeite único, elaborado com as melhores azeitonas do princípio de cada colheita. No ano de 2005 foi inaugurado um completo Museu do Azeite na fábrica Alcolea (em Córdoba) para contar a rica história de tradição da marca CARBONELL. Também neste mesmo ano, a empresa surpreendeu o mercado com uma grande novidade: a inauguração das primeiras lojas da marca (Azzait de Carbonell) na Espanha, localizadas nas cidades de Córdoba e Madri. Mais recentemente, em 2012, a marca espanhola lançou uma linha de azeites em spray, oferecendo ainda mais praticidade na utilização do produto. Pouco depois, em 2014, foi lançado o CARBONELL OLYS, um azeite rico em ácidos graxos, essenciais para o crescimento e desenvolvimento das crianças. Em 2016, CARBONELL completou 150 anos como uma marca integrante da rica história gastronômica espanhola.


Os azeites 
A CARBONELL tem uma ampla linha de azeites no mercado, um tipo para cada paladar: 
Carbonell Tradicional (lata vermelha ou vidro): é o azeite tradicional da marca espanhola, com uma coloração dourada e sabor extremamente suave. Esse azeite é ideal para aquecimento e, portanto, é perfeito para fritar carnes, assar batatas e refogar vegetais. 
Carbonell Extra Virgem (lata verde ou vidro): um azeite de sabor delicioso, ideal para a cozinha de hoje. Ele é especialmente recomendado para saladas, como base para molhos ou temperos e para dar um sabor a mais para sopas ou molhos. 
Carbonell Extra Virgem Seleção Especial: azeite elaborado com a melhor seleção de azeitonas espanholas (arbequina, picual e hojiblanca). Um azeite de oliva de aroma agradavelmente frutado e muito suave no paladar, com um sutil toque amargo. Este azeite foi desenvolvido pela empresa em 1990, sendo especialmente recomendado para saladas, molhos, temperos e também para legumes e frutos do mar. 
Carbonell Sabor Suave: feito de azeitonas da mesma qualidade que compõem os azeites da marca, mas sem perfume e com um sabor muito suave para que só apareça nos pratos o gosto e o perfume da comida, sem que sobressaia o do azeite. É ideal para a fritura, além de não deixar cheiro na comida. Este azeite foi desenvolvido em 1970. 
Carbonell Virgen Extra Carácter Intenso: azeite desenvolvido para paladares que apreciam sabores intensos. 
Carbonell Ecológico 1866: esse azeite, assim batizado em homenagem a data da inauguração da empresa, é um produto elaborado para satisfazer a tendência mundial do consumo de comidas naturais, sem aditivos químicos ou agrotóxicos, mantendo assim seu aspecto o mais natural possível. Sua elaboração é extremamente cuidadosa, visando obter um azeite de oliva 100% natural, puro sumo da azeitona, sem filtrar e com a máxima qualidade nutritiva e sensorial. 
Carbonell Virgen Extra Regium: azeite obtido exclusivamente a partir de polpa, a parte mais nobre da azeitona. 
Carbonell Extra Virgem Picual: azeite obtido de uma única variedade de azeitona chamada Picual, proveniente da província de Jaén. Com sabor frutado e marcante, este azeite foi lançado no mercado em 2001. 
Carbonell Virgen Extra Arbequina: azeite elaborado a partir de azeitonas Arbequinas, variedade abundante em Lérida e Tarragona. Com seu aspecto brilhante e tom amarelado, possui aroma limpo e frutado, com notas florais. 
Carbonell Virgen Extra Hojiblanca: azeite elaborado a partir de azeitonas Hojiblancas, ideal para acompanhar peixes e frutos do mar. Este azeite é mais doce e tem aroma de ervas, um ligeiro amargor de fruta verde e um leve picante com um gosto final amendrado. 
Antonio Carbonell Primera Campanha: azeite elaborado somente com as melhores azeitonas da primeira colheita. Anualmente a empresa produz somente 17 mil garrafas deste excepcional azeite. 
Carbonell Virgem Extra com Condimentos: uma linha composta por cinco tipos de azeites com condimentos que darão um toque especial a qualquer prato. A linha é composta por azeites com zimbro e romero (recomendados para carnes, pássaros e vegetais), com guindilla e alho (para pizzas e arroz), com cogumelos (molhos e guisados), com limão e salsa (pescados, marisco e molhos) e com vinagre balsâmico de Modena (temperos e saladas).


Além disso, a CARBONELL possui uma extensa linha de azeitonas em conserva (como manzanilla e verde gordal) e vinagres, desde o tradicional de vinho tinto, passando pelo balsâmico até os condimentados com ervas e frutas. Em 2015, a linha de vinagres apostou em uma nova e inovadora imagem sob a marca Louit by Carbonell.


Cuidado com a produção 
O azeite CARBONELL é produzido sob o sol espanhol, em Córdoba. Para garantir a excelente qualidade do azeite, as azeitonas devem ser colhidas quando estão perfeitamente maduras. A colheita das azeitonas é um processo que pouco mudou ao longo dos séculos: elas são colhidas à mão ou são cuidadosamente removidas das árvores com varas longas. As azeitonas então caem sobre um pano de lona macio para evitar que sejam danificadas. A parte mais importante da colheita é certificar-se de que os frutos não sejam danificados e de que sejam prensados em até 24 horas após a colheita. Assim que as azeitonas são colhidas, elas são levadas para um moinho. São primeiramente lavadas em água fria e depois peneiradas para separar todas as folhas, caules e galhos. Após a lavagem, elas são classificadas por tipo e qualidade e prensadas com uma pedra de moinho tradicional. As azeitonas são prensadas junto com seus caroços. Após o processo de prensagem, a pasta resultante é prensada. Durante esse processo, a umidade é pressionada para fora das azeitonas junto como o azeite. Para separar a umidade do azeite, a pasta é colocada em um grande tambor que gira em alta velocidade. Isso faz com que o azeite (que é mais leve) seja separado da umidade (que é mais pesada). Esse processo é chamado de “centrifugação”. Em seguida, o azeite resultante passa pela classificação e testes exaustivos. O azeite é então armazenado até que seja embalado ou refinado.


O símbolo 
A tradicional embalagem (lata) do azeite sofreu sua única mudança significativa em 1904. Antes havia duas latas diferentes. Com a mudança, as duas latas foram incorporadas a uma nova embalagem, surgindo assim o símbolo da “Mujer Cordobesa” (desenhada especialmente para a Exposição Internacional de St. Louis nos Estados Unidos), que é marca registrada da CARBONELL. A mulher vestia uma manta vermelha, uma saia comprida com ondulações e uma flor que enfeitava seus cabelos. Além disso, foi acrescentada uma moldura vermelha ao redor do desenho que mostrava a mulher com seus adornos típicos da região de Andaluzia, no sul da Espanha, sentada embaixo de uma oliveira segurando seus ramos com latas do azeite CARBONELL ao lado.


Mais recentemente, em 2009, o principal símbolo da marca espanhola passou por uma remodelação, ganhando traços mais suaves e fisionomia mais próxima da mulher espanhola atual.


A evolução visual 
A identidade visual da marca espanhola passou por algumas remodelações ao longo dos anos. A última modificação ocorreu em 2014. E foi radical: adotou uma nova tipografia de letra e a tradicional caixa vermelha ganhou um formato que simboliza um coração (fazendo uma associação a saúde), com um tom de vermelho mais escuro. A mudança, incluindo um novo design de embalagens, começou pela Espanha e o mercado europeu.


Os slogans 
Em casa de toda la Vida. (Espanha) 
O sabor da Espanha em sua mesa. (Brasil) 
O gostoso sabor da amizade. (Brasil) 
O azeite do seu coração. (Brasil) 
The World’s Favourite Olive Oil Brand From Spain. 
Your Healthy Choice.


Dados corporativos 
● Origem: Espanha 
● Fundação: Julho de 1866 
● Fundador: Antonio Carbonell 
● Sede mundial: Córdoba, Espanha 
● Proprietário da marca: Deoleo S.A. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Rosalía Portela de Pablo 
● Faturamento: €139 milhões (2015) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 50 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Alimentos 
● Principais produtos: Azeites, azeitonas e vinagres 
● Concorrentes diretos: Borges, Gallo, Andorinha, Monini, Colavita, Ybarra e De Cecco 
● Ícones: A mulher Cordobesa (embaixadora da marca) 
● Slogan: Em casa de toda la Vida
● Website: www.carbonell.com.br 

A marca no mundo 
CARBONELL, marca de azeite de oliva espanhol líder de mercado no mundo, comercializa sua ampla linha de produtos em mais de 50 países. A marca está fortemente presente na Europa, México, América do Sul (onde comercializa seus produtos em todos os países), além é claro da Espanha, onde os azeites da marca estão presentes em 95% dos pontos de venda de alimentos do país. A marca ainda mantém algumas unidades de lojas próprias na Espanha, chamadas Azzait de Carbonell. 

Você sabia? 
Há alguns anos atrás, para tornar o azeite da marca ainda mais atrativo, a empresa desenvolveu uma nova embalagem de vidro desenhado em forma de mesquita, monumento histórico de Córdoba, Espanha, região onde se produz o azeite CARBONELL. As novas embalagens são para toda a linha de azeites em vidro da marca espanhola. Em 2014, a embalagem PET também ganhou o design “mezquita”, unificando assim as imagens de todas as embalagens da marca. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Exame e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 23/11/2016

4 comentários:

MARIA disse...

GOSTARIA QUE FABRICASSEM SACHES DE AZEITE.
O AZEITE DOS RESTAURANTES É MUITO RUIM.
ASSIM PODERIA COMER MINHA SALADA MAIS FELIZ, COM AZEITE DE QUALIDADE

paulordsleitao@uol.com.br disse...

Porque o azeite carboneel embalagem vidro não vem com dosador,o que torna muito desagradável sua manipulação.
Enquanto os outros azeites de qualidade semelhante se aprimorarm vcs ficaram parados no tempo.Parei de comprar carbonell por esse motivo.

mecc eletronica ltda disse...

Olá ...
Bom dia...

Estou na região de Araraquara - SP.
O azeite vinha antes com outra embalagem de um vinagre "maravilhoso".

Entretanto, pena que a promoção acabou.
Onde posso encontrar o vinagre ..
Ele é excelente, assim como o azeite.

Grato pela informação -
Alexandre -

mecc eletronica ltda disse...

Seus produtos são excelentes.
Não importa a embalagem e sim o conteúdo.

Sucesso...