23.8.06

CUTTY SARK


Experimente entrar em bares pelo mundo afora e procurar nas prateleiras uma garrafa verde longilínea com um rótulo amarelo vivo que contenha a figura de um imponente veleiro. Dificilmente você não a achará. Ela representa e identifica um dos uísques mais vendidos do mundo, o escocês CUTTY SARK. 

A história 
Tudo começou em 1923 quando Francis Berry e Hugh Rudd, sócios na empresa Berry Bros. & Rudd, fundada em 1698 na cidade de Londres, decidiram produzir um uísque “melhor do que qualquer um que se pudesse comprar no mercado”. Assim nasceu CUTTY SARK BLENDED SCOTCH WHISKY, um estilo original de uísque, desenvolvido especificamente para mercados internacionais e produzido com os melhores maltes e uísques de grão da destilaria The Glenrothes, localizada na região escocesa de Speyside, lançado oficialmente no dia 23 de março. Tradicionalmente, os uísques da época eram escuros, mas CUTTY SARK era revolucionário dado a sua cor naturalmente clara. Foi um artista escocês, chamado James McBey, que sugeriu para o novo uísque o nome de “Cutty Sark”, assim como o mais rápido e famoso veleiro escocês que transportava chá, lançado ao mar em Dumbarton no dia 22 de novembro de 1869.


Mas na verdade não foi o famoso veleiro que inspirou o uísque, apesar de em seu rótulo sua imagem aparecer com imponência e orgulho. Na origem do nome está uma bruxa citada em “Tam O’Shanter”, obra do célebre poeta escocês Robert Burns. Essa bruxa vestida com saias curtas (“in a cutty sark” em inglês) era mais rápida que o vento. Enquanto McBey rascunhava depois de um famoso almoço em um guardanapo uma ideia para o rótulo do uísque, ele ignorou algo muito importante: que a ideia deste desenho original pudesse vir a ser reconhecido como um dos uísques escoceses de maior qualidade e vendas do mundo. O rótulo foi pensado inicialmente para ter uma tonalidade amarela mais pálida, mas a gráfica enganou-se e a cor saiu muito mais forte. Apesar do engano, os criadores da marca decidiram manter este tom forte e jovem por acharem que assim atingiriam o máximo da originalidade e genuinidade. Já o famoso veleiro foi desenhado pelo artista sueco especializado em pinturas náuticas Carl Georg August Wallin. Este desenho foi incorporado definitivamente ao rótulo do uísque em 1955.


CUTTY SARK também chamou a atenção por ser o primeiro uísque de cor clara no mundo, e o primeiro a ser engarrafado em uma garrafa tão original – verde com um rótulo amarelo vivo. A cor clara do uísque era conseguida naturalmente, após uma maturação mínima de 3 anos, através dos barris de carvalho americano onde descansariam os diferentes uísques que o compõem. Aromático, com notas de baunilha e carvalho, CUTTY SARK era suave e fresco ao paladar. As suaves notas de baunilha vinham da madeira dos barris onde era maturado, anteriormente utilizados para descansar xerez. O seu suave equilíbrio era conseguido através do harmonioso “casamento dos uísques”, os quais voltariam a descansar em barris por uma segunda vez por durante 6 meses, antes do engarrafamento. Outro fator que impulsionou CUTTY SARK ao sucesso, é que foi o primeiro uísque especialmente criado para ser misturado a outras bebidas, ganhado popularidade na América por ser usado como ingrediente de vários drinques. Após o fim da Lei Seca, em 1933, as vendas de CUTTY SARK dispararam nos Estados Unidos, tornando o uísque um dos mais consumidos.


Nas décadas seguintes foi introduzida uma linha completa de uísques da marca, constituída pelo CUTTY SARK envelhecido 12 anos (rótulo preto), 15 anos (rótulo vermelho), 18 anos (rótulo bege) e finalmente o 25 anos (rótulo azul), este último considerado um dos melhores do mundo e desenvolvido para comemorar mais de 300 anos de tradição da empresa na produção de destilados. Outras grandes novidades da marca foram: CUTTY BLACK, um uísque suave e de sabor agradável, desenvolvido para ser consumido após o jantar, e feito com uma mistura de 20 single maltes da região de Speyside, além de maltes insulares; e CUTTY SARK MALT BLENDED, que combina os melhores uísques puro malte, depois de descansarem em barris de carvalho até atingirem a perfeição.


No mês de abril de 2010, a marca CUTTY SARK foi adquirida pelo Edrington Group, também proprietário das marcas de uísques The Famous Grouse e The Macallan. Entre as novidades lançadas recentemente pela marca estão: CUTTY SARK TAM O’SHANTER (2011), uma nova variante do uísque 25 anos, nitidamente mais escura, com 46.5% de graduação; CUTTY SARK STORM (2012), que contém single maltes The Macallan e Highland Park, que são outras duas marcas do grupo; CUTTY SARK PROHIBITION, criado em homenagem ao notório capitão William McCoy, que contrabandeou CUTTY SARK para os Estados Unidos durante o período da Lei Seca; e o CUTTY SARK THIRTY-THREE YEAR OLD ART DECO (2014), uma edição limitada com uísques envelhecidos 33 anos e inspirada no período Art Deco dos anos de 1920, no qual o uísque CUTTY SARK encontrou seu caminho para a América.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas remodelações ao longo dos anos. O famoso veleiro passou a fazer parte do logotipo somente em 1955. Depois de passar por uma pequena atualização, ganhando curvatura e um efeito 3D, recentemente, em 2013, a marca adotou um novo logotipo (chapado e com um tom de amarelo mais claro e vivo).


Os slogans 
Dare to Discover. (2014) 
The spirit of adventure. (2013) 
Live a Cutty above. 
Uncommonly smooth. (1992) 
Don’t give up the ship. (1973) 
The scotch with a following of leaders.


Dados corporativos 
● Origem: Escócia 
● Lançamento: 23 de março de 1923 
● Criador: Francis Berry e Hugh Rudd 
● Sede mundial: Glasgow, Escócia 
● Proprietário da marca: The Edrington Group Limited 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Ian Curle 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 120 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 300 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Uísques 
● Concorrentes diretos: Grant’s, J&B, White Horse, Black & White, Logan, Johnnie Walker e Ballantine’s 
● Ícones: A tradicional garrafa verde e o rótulo amarelo vivo 
● Slogan: Dare to Discover. 
● Website: www.cutty-sark.com 

A marca no mundo 
Os uísques da marca CUTTY SARK, que estão entre os 10 mais vendidos do mundo, são comercializados em mais de 120 países. A marca, que vende mais de 25 milhões de garrafas anualmente, tem forte presença na Espanha, Grécia e Portugal, além dos Estados Unidos, Reino Unido e recentemente Coréia do Sul. Desde sua introdução no mercado, a marca CUTTY SARK já vendeu mais de 1.1 bilhões de garrafas de uísque. 

Você sabia? 
Na caixa que embala o uísque, há um mapa com as descrições das supostas rotas realizadas pelo veleiro Cutty Sark, utilizado para fazer entregas de chás e que originou o nome da marca. 
No Brasil, em 2012, para atrair um público mais jovem a marca lançou o Ice Pack, embalagem especial que virava balde de gelo e incluía dois copos, além de uma garrafa de uísque. 
As criações dos uísques CUTTY SARK estão a cargo da master blender Kirsteen Campbell. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 25/11/2016

Um comentário:

Sidney Maloney disse...

Este Blog é perfeito em sua informações. Muito preciso e completo. Parabéns.