5.9.06

BOLS


A BOLS é uma especialista em transformar frutas, ervas e especiarias em licores e aguardentes que encantam por seu sabor, agradável buquê, e, até mesmo, por seu poder afrodisíaco. Com mais de quatro séculos de experiência no segmento, e utilizando os métodos mais avançados na arte de destilar, a BOLS continua a criar licores com sabores inovadores e exóticos que são ingredientes de incontáveis drinques ou são consumidos puro.

A história
A história da mais antiga destilaria do mundo começou no longínquo ano de 1575 na cidade de Amsterdã na Holanda, quando a família Bols, de origem belga, fundou a Amsterdamsche Likeurstokerij ‘t Lootsje. Nos anos seguintes, a destilaria prosperou e cresceu em um ritmo rápido, e, em 1652, as paredes e a estrutura de madeira foram substituídas por pedras. Pouco depois, em 1664, a destilaria passou a fabricar o Genever, uma espécie de gim holandês que se tornou bastante popular entre os consumidores locais. Alguns anos depois, o mercador Lucas Bols, um verdadeiro mestre na arte de misturar sabores e ingredientes para criar deliciosas bebidas, começou a desenvolver novas receitas de licores, se tornando o primeiro industrial do ramo de bebidas alcoólicas em larga escala.


As bebidas, produzidas na pequena destilaria, eram feitas essencialmente a partir de ervas aromáticas, especiarias e frutas exóticas que chegavam através dos navios da Companhia das Índias Orientais provenientes de todas as partes do mundo. Utilizando esses ingredientes, alguns deles raros e exóticos, até então não muito conhecidos, ele criou uma série de licores e bebidas que tinham sabores e aromas totalmente novos. Laranja, cravo-da-índia, canela, baunilha, óleo de rosa, café e casca de Curaçao eram alguns desses novos ingredientes. Algumas dessas receitas, como por exemplo, o Curaçao Blue e o Creme de Cacau, são populares até os dias de hoje.


Foi neste período que ele criou o primeiro licor de anis do mundo, o qual batizou inicialmente de Kümmel (cominho, em alemão). Em 1816, com a morte do último membro masculino da família Bols, a destilaria foi colocada à venda. O novo proprietário, Gabriël Theodorus van ‘t Wout, além de comprar um nome forte no segmento de bebidas alcoólicas, levou também um verdadeiro tesouro: mais de 250 receitas de bebidas alcoólicas e licores exclusivos. Rapidamente, nos anos seguintes, os gins e licores da marca se tornaram extremamente populares em muitos países do mundo, especialmente no continente europeu. Em 1868, a família Moltzer comprou a tradicional destilaria e investiu muito dinheiro para aumentar a capacidade de produção e exportação e na construção de novas destilarias.


No próximo século a BOLS se tornou popular entre as monarquias européias e se expandiu ainda mais pelo mundo (especialmente nas ex-colônias holandesas), muito em decorrência de sua estreita relação com barmans e na criação de drinques exclusivos. O resultado disso foi que hoje em dia a BOLS possui o maior banco de dados sobre drinques do mundo, com mais de 18.000 receitas. Entre os 60 coquetéis mais clássicos da história, a maior parte é feita com licores ou essências da BOLS. Além disso, a empresa é fundadora da Associação Internacional de Bartenders e da Academia Bols de Bartending. Após a Primeira Guerra Mundial, a BOLS iniciou a construção de várias destilarias em países da Europa, como França, Polônia, Suíça, Bélgica e Espanha, inaugurando também unidades no Canadá, Argentina, África do Sul e Estados Unidos. Além disso, comprou algumas pequenas outras destilarias, muitas delas suas principais rivais.


No ano de 1954, o último membro da família Moltzer deixou a empresa, que passou a negociar ações na Bolsa de Valores. Nas décadas seguintes, a BOLS continuou diversificando sua linha de produtos, adquirindo marcas consagradas no mercado e aventurando-se por novos segmentos de mercado, como em 1983 quando ingressou no setor de bebidas não alcoólicas. No início do novo milênio, a BOLS foi adquirida pela tradicional Rémy Cointreau por €510 milhões. Recentemente, em 2006, a empresa se tornou independente com a ajuda de um fundo de investimento. Em 2010, apresentou uma inovação no segmento ao lançar um licor feito de iogurte fresco, confeccionado a partir de ingredientes naturais, sem corantes adicionais, com teor alcoólico de 15% e que pode ser servido puro ou com gelo, misturando-se perfeitamente com frutas frescas, sumos de frutas, refrigerantes e outros licores da marca. Outra novidade é a BOLS FOAM, uma espuma de licor, a primeira e única do mundo, projetada para adicionar um acabamento surpreendente em sobremesas e bebidas, cuja forma se mantém por até 15 minutos para garantir a distribuição e máxima satisfação do consumidor.


Atualmente a BOLS, além de produzir uma enormidade de licores com os mais variados sabores, como Curaçau Blue, Creme de Cacau, Parfait Amour (feito de pétalas de rosa e laranja), Cherry brandy, Anis, Amaretto, Apricot, Café, Creme de Cassis e Maraschino, fabrica alguns tipos de gim holandês (velhos, novos e aromatizados, sob vários nomes registrados) e outras bebidas alcoólicas como vodcas. Para conseguir chegar aos seus sabores genuínos seguindo os mais elevados padrões de qualidade, estilo e requinte, a própria BOLS realiza e supervisiona os processos de maceração, destilação e filtração, recorrendo a sumos naturais ao invés de concentrados ou corantes.


As garrafas através do tempo
As garrafas dos licores BOLS sempre foram objetos de desejos, tanto para apreciadores da bebida como para colecionadores em todos os cantos do mundo. Inicialmente feitas em porcelana, foram evoluindo através dos anos, adquirindo várias formas marcantes, até chegarem ao design atual, introduzido há poucos anos atrás. Algumas dessas garrafas marcaram a história da BOLS, como por exemplo, a famosa Bailarina, produzida entre o ano de 1957 até o final da década de 1970. Hoje em dia a garrafa se transformou em um objeto de culto, disputada por colecionadores. O vestido da bailarina, que estava no interior da garrafa, podia ser em branco ou em vermelho. Mas o que verdadeiramente impressionava na garrafa não era propriamente a inclusão da bailarina, mas o fato de ser uma caixa de música, com o mecanismo incluído na base. O seu sucesso foi tal que chegaram a ser produzidas mais de 60.000 garrafas por ano durante a década de 70. Outra garrafa icônica da marca foi a Mae West, batizada assim obviamente por suas formas insinuantes, que foi produzida entre 1953 e 1960.


Um museu de misturas
A House of Bols - Cocktails & Genever Experience, localizada na cidade de Amsterdã, é uma aventura interativa que conduz os visitantes ao vasto e criativo universo dos coquetéis, que temperam a história da marca de licores destilados mais antiga do mundo. Nesse museu é possível explorar todos os sentidos e aprender a apreciar um delicioso drinque com o nariz, as mãos, os olhos, os ouvidos e naturalmente a boca. Uma verdadeira experiência sensorial no mundo dos coquetéis, conduzindo o visitante a degustar bebidas com um nível de informação e compreensão. O visitante ficará impressionado pelo design, cores, sons e imagens espetaculares, ou aprenderá a ingerir o tradicional Genever holandês. Há experiências visuais, filmes documentários e mesmo um quadro de Lucas Bols pintado pelo atelier de Rembrandt, dado pelo artista como forma de pagamento. Uma sala reproduz o clima de uma casa noturna com música eletrônica. O visitante pode ficar por lá, levar os amigos, festejar seu aniversário, dançar, namorar. Ou se jogar em confortáveis poltronas para descansar antes de seguir o tour. Mas se estiver interessado em história pode se dirigir ao lounge onde estão expostos um alambique antigo, assim como garrafas históricas e equipamentos.


A evolução visual
A identidade visual da tradicional marca holandesa passou por algumas modificações ao longo dos anos, ganhando uma nova tipologia de letra, mais moderna e limpa.


Dados corporativos
● Origem: Holanda
● Fundação: 1575
● Fundador: Família Bols
● Sede mundial: Amsterdã, Holanda
● Proprietário da marca: Lucas Bols B.V.
● Capital aberto: Não
● Chairman: Derk Doijer
● CEO: Huub van Doorne
● Faturamento: €140 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Presença global: 110 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 500
● Segmento: Bebidas alcoólicas
● Principais produtos: Licores, vodcas e gins
● Concorrentes diretos: Marie Brizard, De Kuyper e Stock
● Ícones: Os licores de frutas
● Slogan: Bols – Bebidas Únicas. (Brasil)
● Website: www.lucasbols.com

A marca no mundo
Atualmente a empresa, que oferece somente em sua linha de licores mais de 30 sabores diferentes, comercializa seus produtos, que também englobam gins e vodcas, em aproximadamente 110 países ao redor do mundo. Com produção superior a 3 milhões de caixas, o faturamento da empresa atinge aproximadamente €140 milhões todos os anos.

Você sabia?
Na Polônia sua vodca é a número um do mercado.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 17/8/2012

Um comentário:

Elane disse...

Gostaria de saber qnt está valendo uma garrafa dessa agora no mercado?