5.9.06

The Pink Panther


Um dos personagens animados mais emblemáticos do mundo, a Pantera Cor-de-Rosa (The Pink Panther), foi criada pelos lendários Friz Freleng e David DePatie. O inconfundível felino rosa começou sua carreira no cinema em 1963. Aparecia nos créditos iniciais do filme A Pantera Cor-de-Rosa, dirigido por Blake Edwards, onde o Inspetor Clouseau, um desastrado policial parisiense interpretado por Peter Sellers, perseguia o ladrão ladrão (Sir Charles Lytton - interpretado por David Niven) do maior diamante do mundo, conhecido como "Pantera Cor-de-Rosa". A vinheta que aparecia nos créditos iniciais era uma paródia filme: o Inspetor Clouseau aparecia perseguindo a Pantera, que conseguia escapar dos jeitos engraçados. A famosa música (taran taran... taran... tarantarantaran taran taraaaaaaaaan tarararan), uma característica marcante do personagem, que aparecia na vinheta, foi criada pelo gênio Henry Mancini, ganhador de 4 Oscar e 20 grammy. Com o sucesso da vinheta, ela foi promovida a estrela. O episódio piloto do desenho, "The Pink Phink", lançado em 1964, foi o primeiro desenho animado a ganhar um Oscar de Melhor Curta de Animação em 1965. Com seu jeito aristocrático - e um tanto inglês - de andar e segurar uma piteira (nos episódios mais antigos), a Pantera Cor-de-Rosa sempre conseguia transformar coisas simples em situações engraçadíssimas. De 1968 à 1973 a rede NBC transmitiu 140 curtas metragens da Pantera Cor-de-Rosa nas manhãs de sábado. Em 1973, a rede ABC ofereceu 36 novos episódios. Em 1982, a MGM television colocou 176 episódios da Pantera Cor de Rosa no mercado americano. Em 1984, foi lançada uma nova temporada de desenhos - no Brasil, "Os Filhos da Pantera Cor-de-Rosa" - em que a Pantera tinha dois filhos: Pinky e Panky. Em 1993 estreou a nova série da Pantera Cor de Rosa, composta por 60 episódios assistidos em 56 países. Foi nesta nova fase que a Pantera ganhou voz, apesar de já ter falado em dois episódios das antigas temporadas. Com a ajuda de seu tema musical ímpar, ganhou fama no mundo todo. Ao todo foram produzidos 162 episódios em que o felino rosa fazia todos rirem com suas trapalhadas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que este maravilhoso felino, deveria voltar a aparecer na TV para crianças, jovens e adultos. Num horário propício a todos.
E a Pantera aparecer sempre com as suas brincadeiras extrordinárias. Foi uma série que vi em miúda, talvéz me tenham escapado alguns episódios, mas do que me recordo era muito bonito. Acho que as nossas crianças portuguesas e de outros países deveriam ver esta série, que na minha opinião é mais bonita que os desenhos animados que se vêm actualmente na TV.