3.9.06

RICHARDS


Para a carioca RICHARDS a preocupação não é ser moda. A marca está solidamente estabelecida como estilo. Já existe hoje este estilo RICHARDS, com tudo o que a palavra simboliza. RICHARDS é não estar sujeito a tendências. Significa saber, estar à vontade, confortável, cômodo e bem vestido. 

A história 
A história começou no Rio de Janeiro em 1961, em um paraíso adolescente onde o ócio consentido marcava toda uma geração, e Ricardo Dias da Cruz Affonso Ferreira, craque nos prazeres da praia, surfe e caça submarina (modalidade na qual foi campeão mundial), era uma exceção. Aos 16 anos, como a mesada dos pais andava curta, encarou sua primeira aventura adulta: criar cintos artesanais para vender nas lojas mais exclusivas do bairro de Ipanema. Deu certo, e dois anos depois, ele conseguiu seu primeiro grande sucesso no mundo da moda: camisetas estampadas em silkscreen com frases pop pirateadas dos botons tão comuns nos loucos anos de 1960. No início dos anos de 1970, na cidade de Londres, em uma loja que vendia roupas americanas usadas, encontrou o estilo que sempre sonhou usar. Com aquela roupa no corpo e uma ideia na cabeça, Ricardo abriu sua primeira loja no Leblon: a Mr. Krishna, um minúsculo espaço repleto de camisas que iam do modelo western às tropicais. Mas foi somente em 1974, que o empreendedor abriu sua primeira loja com a marca RICHARDS, na Rua Barão da Torre com a Garcia D’Ávila, em Ipanema, um dos bairros mais famosos do Rio de Janeiro, e diversificou geral: além dos jeans desbotados revolucionou o mercado com o estilo desestruturado, e apostou em bermudas e camisas para andar por aí e viver bem à beira-mar.


Nesta época as lojas de roupas masculinas tinham uma postura distante em relação aos clientes. As peças ficavam dobradas, atrás do balcão. Quando decidiu inaugurar a primeira loja da RICHARDS, ele resolveu pendurar todas as roupas em um ambiente com decoração que se propunha a ser uma extensão da casa de praia. A nova marca lançou no Brasil um novo conceito de roupas masculinas associado a um estilo de vida original, informal e requintado. A ideia era construir uma loja com atmosfera que afastasse as pessoas da correria do dia-a-dia e as conduzisse a um mundo de sensações, admiração e romance. A RICHARDS queria se diferenciar em um mercado de roupas cada vez mais saturado, oferecendo produtos e serviços ricos em emoções. Aos poucos, ele foi desenvolvendo coleções com roupas leves e descomplicadas. Nada de ostentação de logotipo. Muito linho amassado, shorts e bermudas coloridos, sapatos confortáveis e eco bags de lona.


O sucesso e o conceito da nova marca fizeram com que outras lojas fossem inauguradas, criando assim pequenos espaços onde as pessoas podiam ouvir música e refletir sobre as questões pessoais diante de roupas fantásticas, penduradas e desorganizadas como nos antigos armazéns. No final da década de 1990, através do sistema de franquia, a marca inaugurou, nos anos seguintes, várias lojas em cidades importantes do Brasil. Em 2000, a sede da empresa foi transferida para um loft de 4.000 m² no Rio de Janeiro. Um ambiente inspirador, alegre, de prazer, claro e iluminado por luz natural para toda a equipe de designers, estilistas, modelistas, engenheiros e administradores, onde se cria de tudo, displays, catálogos, lojas, produtos e serviços. Em 2003 inaugurou sua loja virtual possibilitando o atendimento em todo o Brasil e a qualquer hora. Outra inovação que ocorreu este ano foi a inauguração da primeira loja feminina em Ipanema, já que o público representava 47% dos consumidores da RICHARDS. A linha feminina se tornou um dos principais vetores de crescimento da marca.


Em 2010, inspirada em duas paixões do seu fundador, o couro e a bicicleta, surgiu a ideia de abrir a Selaria Richards, unidade de negócio independente, especializada em calçados, bolsas e acessórios de couro, masculinos e femininos, feitos artesanalmente. A Selaria Richards passeia pelo universo biker e está conectada com as questões de mobilidade urbana. O símbolo da causa “Ande, pedale, ande” é uma folding bike (dobrável), de manufatura inglesa, que integra a decoração das lojas, dando, a cada uma delas, um ar urbano, contemporâneo e bem-humorado. Além disso, a marca expandiu seu alcance sem perder sua filosofia, com o lançamento de uma linha infantil (RICHARDS KIDS) em 2012 e outra para casa, que incluía cerâmicas pintadas à mão, capas de almofadas, guardanapos, jogos americanos, panos e tapetes. Em 2015 a marca lançou sua primeira coleção de relógio e perfumes. No final de 2016, o fundador da RICHARDS reassumiu o comando da marca para recuperar sua essência. Ricardo havia se afastado da marca em 2011 quando a vendeu para o grupo InBrands, proprietário de grifes como Ellus, Alexandre Herchcovitch, VR e Bobstore.


Atualmente, os produtos da marca RICHARDS são todos feitos com tecidos naturais e a coleção feminina de inverno tem detalhes marcantes como pespontos coloridos, botões estampados, camisas que vem com um broche ou com um lenço especial; além de outros diferenciais que deixam o clássico com um toque contemporâneo, que é a mais pura personificação da marca RICHARDS. Já a coleção masculina traz peças minimalistas, tons terrosos e parkas militares, que traduzem o espírito aventureiro da marca. Sua relação com o mar é retratada por meio de diversos tons de azul. Calças, camisas, jaquetas e tricôs surgem com listras náuticas, colarinhos modernos e diferentes texturas.


No que diz respeito ao marketing, a RICHARDS, uma marca genuinamente carioca, prefere investir na distribuição de catálogos e apoiar eventos que estejam relacionados a viagens e atividades de aventura, contribuindo com a disseminação dos valores e atitudes da marca. Um fato curioso é que suas peças não têm etiquetas externas, fazendo com que o produto seja reconhecido mesmo pela qualidade e estilo. Sem nunca ter usado terno na vida, preferindo uma roupa mais livre, casual, fácil de usar, sempre elegante, Ricardo fez do seu próprio estilo de vida sua marca. Em poucas palavras, RICHARDS significa “sabor de férias no cotidiano”.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por pequenas remodelações ao longo dos anos.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1974 
● Fundador: Ricardo Dias da Cruz Ferreira 
● Sede mundial: Rio de Janeiro, Brasil 
● Proprietário da marca: InBrands S.A. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Ricardo Dias da Cruz Ferreira 
● Faturamento: R$ 450 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 79 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 800 
● Segmento: Moda casual 
● Principais produtos: Roupas, calçados e acessórios 
● Concorrentes diretos: Osklen, Reserva, Crawford, Brooksfield, Lacoste e Le Lis Blanc 
● Ícones: O estilo despojado e aventureiro 
● Website: www.richards.com.br 

A marca no Brasil 
Hoje a RICHARDS conta com uma rede de aproximadamente 80 lojas próprias nos melhores endereços do Brasil, presente em mais de 40 cidades e balneários. A marca também tem seus produtos vendidos em mais de 400 lojas multimarcas. Seu famoso catálogo é distribuído para seus mais de 250 mil clientes cadastrados. 

Você sabia? 
A estampa liberty (aquela padronagem cheia de pequenas flores delicadas) que aparece nos produtos da marca é desenvolvida na Europa, pela Liberty of London (a original) em uma parceria firmada entre as duas empresas. 
A marca já chegou a ter duas lojas em Portugal, país onde a RICHARDS inaugurou sua primeira unidade em 2004. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Veja, Exame, Isto é Dinheiro e Época Negócios), jornais (Valor Econômico, O Globo e Estadão), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 10/7/2017

3 comentários:

Anônimo disse...

sim ok, mas com todo este sucesso poderia ter criado pelo menos um site na internet? Não tem nada sobre ele.

fabiola disse...

oi adoro as roupas da richards eu e meu esposo, nos somos consumidores meu guardan roupa só tem ricards e .do meu esposo tbm.amo de paixão bjs...fabiola e valfredo

Anônimo disse...

Gosto muito da marca, pois, produz muito bem o meu estilo, sao pecas chaves no guarda roupa meu e do meu marido pelo fato de ter roupas lindas que posso ir a praia e outras para serem usadas em varias outras ocasioes. A richards esta de parabens. Rafaela e joao.PB