9.5.07

QUIKSILVER


Enquanto se mantém fiel às raízes das montanhas e das ondas, a QUIKSILVER ficou conhecida como a marca de vestuário premium de lifestyle e cultura jovem no mercado de esportes radicais. Surfistas e skatistas famosos endossam seus produtos, atestando, não somente a qualidade, mas um espírito de aventura, que transformaram a marca em um ícone no segmento de boardsports, reconhecida no mundo por apoiar e patrocinar alguns dos principais eventos e atletas de esportes com prancha. 

A história 
A história começou quando o surfista australiano Alan Green (foto abaixo) decidiu ganhar a vida criando “boardshorts” (as tradicionais bermudas de surfe), e assim, tentar viver do esporte que era sua grande paixão. Com a entrada de John Law na sociedade ambos começaram a desenvolver um novo conceito de bermudas especiais para a prática do surfe e fundaram a QUIKSILVER no ano de 1969 em Torquay (estado de Victoria) no sul da Austrália. As bermudas da época tinham corte quadrado, material duro, secagem lenta, com fecho complicado e muito desconfortável pra remar na prancha. Foi então que a dupla criou algo totalmente novo: as primeiras bermudas com velcro no lugar de zíper, cós mais baixo na frente que nas costas, o que fazia que ele abraçasse o corpo do atleta sem restrição de movimentos, aberturas em “V” nas laterais e cores vibrantes. A responsabilidade de escolher o nome da nova marca coube a Bárbara, namorada de Green. Pelos discos mais tocados na vitrola do casal ser de uma psicodélica banda da cidade de San Francisco chamada Quicksilver Messenger Service, a procura estava encerrada. Apenas uma modificação: a retirada da letra “c” do nome da banda, pois eles não tinham dinheiro pra fazer uma busca de marcas e patente.


Inicialmente a pequena produção, totalmente artesanal, era vendida em pequenas lojas especializadas em surfe já em 1970. As primeiras exportações aconteceram em 1974 para lojas no Havaí, um reduto preferido dos surfistas na época. Confortáveis e descontraídas, as peças conquistaram o público jovem. Poucos anos mais tarde conseguiram unir o design à funcionalidade, fazendo “boardshorts” para os melhores surfistas do mundo. Quando em 1976, o americano Jeff Hakman, um dos primeiros surfistas patrocinados pela QUIKSILVER, obteve a licença para produção e distribuição da marca nos Estados Unidos, a empresa ganhou enorme impulso e ainda mais popularidade. Junto com seu amigo Bob McKnight, eles resolveram vender as peças no porta-malas de sua caminhonete, enquanto viajavam de praia em praia na ensolarada costa da Califórnia. Em 1985 iniciaram a distribuição dos produtos em lojas de departamento tradicionais como Macy’s, Marshall Fields, Dayton Hudson e Dillard’s, e rapidamente os produtos da QUIKSILVER se tornaram extremamente populares entre os jovens americanos. A primeira loja da marca foi inaugurada na praia de Newport, estado da Califórnia. Ainda nesta década a QUIKSILVER foi lançada na Europa, Ásia, Japão, África do Sul e Brasil.


Em 1990, a empresa resolveu investir no público feminino com o lançamento da marca ROXY, que, em 1994, lançou as primeiras bermudas desenvolvidas especialmente para as mulheres praticarem surfe. Pouco antes, em 1992, a marca inaugurou uma loja na badalada Waikiki no Havaí. O sucesso não parou por aí. Anos mais tarde a marca conseguiu penetrar no grande mercado mundial e se tornou uma das maiores e mais bem sucedidas empresas do setor no mundo, principalmente depois do ano de 2000, quando os licenciados americanos compraram os direitos da marca QUIKSILVER na região asiática e pouco depois unificaram as operações. Em 2002, através de uma parceria com o atleta profissional de skate Tony Hawk, introduziu uma linha especialmente para os amantes desse esporte, ampliando assim seu público alvo. Além disso, lançou um revolucionário wetsuit (batizado de The Cell), desenvolvido para todos os níveis de surfe, com design revolucionário, maior flexibilidade, mais leve e proporcionando total liberdade ao atleta.


Em 2004, pela primeira vez em sua história, o faturamento rompeu a barreira de US$ 1 bilhão, muito em virtude da diversificação de suas linhas de produtos, que englobaram, além do surfe, o esqui (a linha foi introduzida em 1988) e outros esportes radicais. Além disso, nesse mesmo ano a empresa comprou a DC Shoes, fabricante americana especializada em calçados para esportes radicais, bem como bonés, camisas jeans e jaquetas, ampliando assim sua atuação no segmento. No ano seguinte a empresa adquiriu a tradicional produtora de equipamentos de esqui Rossignol, mas a venderia três anos depois. Nos últimos anos sua linha de produto foi ampliada contando também com relógios, óculos, produtos pessoais e vestuário casual, fazendo com que a QUIKSILVER se transformasse em uma marca de estilo de vida. Uma das últimas inovações da marca foi o lançamento no mercado da QUIKSILVER WOMEN, uma linha de roupas e acessórios voltados para mulheres de 18 a 24 anos.


Após viver uma enorme crise financeira, que quase levou à empresa a falência, em 2017 adotou o nome corporativo de Boardriders Inc., tendo a QUIKSILVER como sua principal marca. Em 2018, uma tragédia abalou a empresa. Isto porque, o CEO da Boardriders, Pierre Agnès, uma das pessoas mais influentes na indústria do surfe, desapareceu após ter saído de lancha para pescar no mar. O francês deixou a cidade de Capbreton, no sudoeste da França para pescar sozinho. Posteriormente, sua embarcação foi encontrada na mesma região, porém estava vazia. Alguns dias depois, ele foi oficialmente dado como desaparecido no mar. Atualmente, a QUIKSILVER oferece uma linha em constante evolução de materiais, estampas e tecnologias. Além de bermudas para surfe, a marca desenha e produz uma linha completa de vestuário, com roupas de mergulho e para neve, além de acessórios. Os calçados da empresa são desenhados em Huntington Beach (Califórnia), um paraíso para surfistas e fãs de punk rock. Já as roupas e os acessórios são desenvolvidos em um polo de operações no resort litorâneo de Saint-Jean-de-Luz, na França.


Os patrocínios 
A QUIKSILVER é famosa por patrocinar os melhores atletas do surfe, skate e esportes de neve. Os primeiros patrocínios a atletas começaram em 1978, com Rabbit Bartholomew, que viria a se tornar campeão mundial, e Bruce Raymond. E ganharam impulso a partir de 1988, quando o bi-campeão mundial Tom Carroll assinou um contrato de US$ 1 milhão com a QUIKSILVER. Seu maior destaque seria Kelly Slater, nove vezes campeão do mundo e que assinou seu primeiro contrato com a marca em 1990, além do famoso atleta do skate Tony Hawk. Atualmente a QUIKSILVER patrocina aproximadamente 500 atletas amadores e profissionais de surfe (como Jeremy Flores), esqui, skate e snowboard. A empresa também patrocina importantes torneios de surfe como o Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália; e o Quiksilver Pro France, na França.


Fazendo o bem 
Durante anos, a QUIKSILVER tem estado ativamente envolvida em atividades de caridade, tanto local como globalmente. A marca reconhece o conceito de responsabilidade social corporativa e a importância de se fazer o bem. Deseja que seu trabalho filantrópico tenha um impacto para além do que faz como marca, e acredita que pode fazer isso coordenando o apoio de outras organizações e pessoas. A Quiksilver Foundation foi formada para agregar todas as doações de caridade da marca em um só lugar. Iniciou suas atividades como uma fundação privada sem fins lucrativos em outubro de 2004. É uma organização comprometida em beneficiar e melhorar a qualidade de vida das comunidades de surfistas em todo o mundo através da preservação do meio ambiente, educação, saúde e projetos relacionados à juventude.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas remodelações ao longo dos anos. O primeiro logotipo da marca era um cisne, ou um “pato” como o fundador costumava chamá-lo. Mas o logotipo que faria a marca reconhecida no mundo inteiro, conhecido como Mountain and Wave, seria criado pouco depois. Em 1981 o icônico logotipo foi modernizado pelo designer californiano Ray Smith. O logotipo é representado por uma enorme onda com uma montanha em um fundo vermelho ou preto. Esses símbolos representam o estado americano da Califórnia, apesar da marca ser de origem australiana. Porém, muitos acreditam que o logotipo tenha sido influenciado pela The Great Wave off Kanagawa (em português A Grande Onda de Kanagawa), gravura criada pelo mestre japonês Katsushika Hokusai.


Ao longo dos anos o logotipo foi sendo modificado, ganhando versões mais modernas e novas tipografias de letra.


Os slogans 
Stay High! (2016) 
Original Thinking.


Dados corporativos 
● Origem: Austrália 
● Fundação: 1969 
● Fundador: Alan Green e John Law 
● Sede mundial: Huntington Beach, Califórnia, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Boardriders Inc. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Dave Tanner 
● Faturamento: US$ 1.8 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 700 
● Presença global: 100 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 1.100 
● Segmento: Marcas esportivas 
● Principais produtos: Pranchas, wetsuits, roupas de surfe e acessórios esportivos 
● Concorrentes diretos: Billabong, Rip Curl, Rusty, Reef, O’Neill e Hurley 
● Slogan: Stay High! 
● Website: www.quiksilver.com.br 

A marca no mundo 
Hoje em dia a QUIKSILVER, que produz equipamentos, acessórios, calçados e roupas esportivas para atividades como surfe, skate, esqui e snowboard, além de uma linha de óculos e relógios, vende seus produtos em mais de 100 países através de 700 lojas próprias (em sua maioria concentradas na Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos), lojas especializadas e lojas de departamento, alcançando faturamento global de aproximadamente US$ 1.8 bilhões. A marca QUIKSILVER pertence à Boardriders, proprietária também da Roxy e DC Shoes, e que recentemente, no início de janeiro de 2018, adquiriu a rival australiana Billabong, passando a deter os dois mais importantes nomes do surfwear no mundo. 

Você sabia? 
Desde 1984 a marca realiza anualmente o Quiksilver In Memory of Eddie Aikau, em Waimea Bay no Havaí. Este campeonato de ondas gigantes é uma homenagem a Eddie Aikau, primeiro salva-vidas oficial da baía de Waimea e surfista de onda gigante mais famoso do Havaí. Eddie perdeu sua vida tragicamente em 1978, aos 31 anos, durante a recreação da Viagem Polinésia, entre o Havaí e o Taiti. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 6/4/2018 

10 comentários:

Anônimo disse...

Não tem como fala de Quiksilver sem falar de Kelly Slater. O octacampeão mundial de surf é praticamente sinônimo da marca que o patrocina desde garoto

Anônimo disse...

e' apenas p dizer q gosto mt da marca..


tem modelos mt fixes..


roupa e n so mt bonita mm..


mas axo q deviam ser mais baratos... as cenas sao bue caras :/

billa bong disse...

quiksilver para min e muitos outros éa melhor marca de roupa para esportes radicais como eu pratico.

billa bong disse...

quiksilver é show de responsa

billabong disse...

mas a billabong é mejor

Anônimo disse...

nem billabong , nem rusty , nem marca nenhuma bota frente com a QuiKsiverl ! é show de bola parceiro !!

Anônimo disse...

o blog clickback.blogs.sapo.pt anda vos a copiar posts nao sois a unica vitima visto k todos os posts dele e tudo copiado!

Anônimo disse...

Eu gosto muito da quiksilver,
mas oakley e mcd estao pau a pau

Anônimo disse...

Como reconhecer um produto falsificado ?

nenê jd,cumbica disse...

Minha marca preferida não tem,pá ninguém só elite .