22.5.09

SMARTBOX

Quantas vezes você já ficou queimando neurônio pensado que presente oferecer a um familiar ou amigo? Nos dias de hoje, o gesto de oferecer ou receber um presente virou um hábito comum. Imagine presentear alguém com uma pequena caixinha que contem um guia, com diversos passeios ou atividades de lazer (como rafting num rio, vôo acrobático num planador, massagem num elegante spa ou ainda uma noite em um hotel de luxo) e um cupom, que dá direito a uma das atividades contidas no guia. Dessa maneira, o presenteado só precisa escolher a sua atividade preferida, ligar agendando e “pagar” com o cupom. Essa é a idéia central da SMARTBOX, especialista em criar viagens, atividades de lazer e presentes cada vez mais interessantes.
-
A história
Tudo começou em novembro de 2000, quando os belgas Bruno Spaas e Marc Verhagen fundaram a empresa Weekendesk, que inicialmente comercializava reservas on-line de fins de semana temáticos. No ano seguinte, os jovens resolveram inovar e introduziram o vale-presente turístico sob a marca Bongo, oferecendo duas opções de temas: bem-estar e aventura. A idéia surgiu de uma constatação: o segmento de vales-presente era pouco inovador e não dispunha de opções de lazer, atividade que crescia muito na época. A inovadora idéia foi rapidamente expandida também para a Holanda, disponibilizando no mercado vales-presente em 44 temas como aventura, relaxamento, gastronomia, entre outros. Porém, foi o francês Pierre Edouard Stérin o grande responsável pela difusão do conceito. Depois de uma viagem à Bélgica, ele adquiriu a licença do conceito e o lançou na França, em abril de 2003, com o nome de SMARTBOX, divulgando o novo produto como uma maneira divertida de dar um presente diferente.
-
-
A novidade no mercado francês, um vale-presente diferente (neste caso caixa-presente), que criava uma versão muito mais sofisticada de dar presente, rapidamente foi aceita pelos franceses. O novo produto, batizado de SMARTBOX (em tradução livre significa “Caixa Divertida”), era uma opção criada com o objetivo de possibilitar que as pessoas fossem presenteadas com experiências e não com produtos. Uniu a isso embalagens coloridas, preços variados e opções que se adaptavam ao gosto de cada um. A idéia criativa funcionava da seguinte forma:

1) Escolha: A pessoa escolhia e comprava a SMARTBOX imaginando o perfil do ganhador e optando por uma das categorias disponíveis, através do site da empresa ou pontos de venda pré-determinados e presenteava a quem quisesse surpreender. O presenteado escolheria entre as opções apresentadas no guia incluído na caixinha.
2) Reserva: O presenteado agendava uma data diretamente com o parceiro.
3) Pagamento: O presenteado usava o vale-presente incluso na caixa como forma de pagamento no dia agendado. O vale-presente não apresentava valor nominal.
-
-
Com uma extensa rede de parceiros, a SMARTBOX conseguia unir bons hotéis, pousadas, spas, empresas e os mais variados serviços no segmento de turismo de experiência para dar a opção de escolha a quem recebesse o presente. Inicialmente o produto era vendido através da Internet e em grandes varejistas. Mas convencer esses grandes varejistas, que hoje representam 60% das vendas do produto em território francês, a vender os SMARTBOX não foi tarefa fácil. Com sucesso quase imediato na França, pouco depois as divertidas SMARTBOX já estavam disponíveis em outros países europeus. O enorme sucesso da SMARTBOX foi reconhecido em setembro de 2004 quando a empresa foi premiada com o Oscar de Inovação. A empresa continuou buscando novas maneiras de aproximar pessoas por meio de experiências inesquecíveis. Atualmente, existem na França 82 temas diferentes de SMARTBOX, que vão desde um curso de culinária, passando por aventuras radicais, até uma estadia aconchegante em hotéis de luxo e cursos de degustação.
-
-
Em 2007, a empresa vendeu mais de 2 milhões de caixas-presente, comprovando assim o total sucesso da idéia. Foi neste mesmo ano que a empresa assumiu um novo nome: SMART&Co (antes era conhecida como Weekendesk France). E foi além ao comprar a empresa Weekendesk da Bélgica, criadora do conceito.
-
-
Recentemente, no final de 2008, o conceito SMARTBOX foi lançado no Brasil, primeiro país da América Latina a ter sua linha própria do produto. O kit desenvolvido especialmente para ser usado como vale-presente, permite que você escolha entre uma seleção de 790 destinos ou atividades dentro de um determinado tema:
Aventura (170 atividades sugeridas, tais como praticar o bóia-cross e a tirolesa aquática em Brotas, fazer um rappel na Serra do Cipó em Minas Gerais ou surfar e passear de caiaque em Ipojuca no Rio Grande do Norte).
Sem Limite (170 sugestões, tais como vôo duplo de parapente em Atibaia, kitesurf em Jericoacoara no Ceará, mergulho a reboque em Fernando de Noronha, wakeboard em Brasília e muito mais).
Hotéis de Charme (70 opções de estadias e serviços em hotéis aconchegantes e charmosos como o Nacional Inn Village em Ribeirão preto ou a romântica pousada Bico Verde em Juquehy no litoral norte paulista).
Escapada Gourmet (60 opções de estadias em hotéis e pousadas perto do mar, rios, lagos, campos e cidades encantadoras, onde é possível experimentar sabores, temperos, gostos e cheiros deliciosos em refeições)
Sonhos & Delícias (60 opções de estadias em hotéis e pousadas diferenciados, onde é possível se deliciar com verdadeiros banquetes)
Escapada Pitoresca (60 opções de estadias e serviços como a da Pousada São Roque - que fica em Três Barras no estado de São Paulo, aos pés da Serra da Mantiqueira; ou a Pousada Bucaneiros, localizada na praia do Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro na Bahia)
Zen & Spa (200 programas de bem-estar como o Buddha Spa com atmosfera japonesa em São Paulo, a terapia de cura Xamanismo oferecida no Spa Chapada Diamantina na Bahia ou ainda a uma passagem pelo Shambhala Asian Day Spa, que fica em Paraty).
-
-
Os preços no Brasil variam de R$ 49,00 a R$ 599,00 e cada caixinha vem com um guia contendo e 60 a 200 destinos ou atividades a serem experimentados. O SMARTBOX pode ser encontrado em grandes redes de lojas como livraria Saraiva, Carrefour, Laselva e Fnac. Para o início das atividades no país, a empresa Smart & Co investiu cerca de R$ 1 milhão com foco em resultados ambiciosos: presença em mais de 800 pontos de venda até ao final de 2009, e uma estimativa de volume de negócios de R$ 12 milhões até ao final do mesmo período. O slogan utilizado para promover o novo produto é “Smartbox. O presente original”.
-
-
Dados corporativos
● Origem:
França
● Lançamento: 2003
● Criador:
Pierre-Edouard Stérin
● Sede mundial:
Levallois-Perret, França
● Proprietário da marca:
Smart&Co Group
● Capital aberto:
Não
● Chairman: Pierre-Edouard Stérin
● CEO & Presidente:
Axel Bernia
● Faturamento: €260 milhões (estimado)
● Lucro:
Não divulgado
● Pontos de venda:
+ 4.500
● Presença global:
17 países
● Presença no Brasil:
Sim
● Funcionários:
520
● Segmento: Turismo
● Principais produtos: Vale-presentes turísticos
● Slogan:
N°1 des coffrets cadeaux.
● Website:
www.smartbox.com
-
A marca no mundo
Os produtos SMARTBOX estão disponíveis em mais de 4.500 pontos de venda (lojas de varejo, livrarias, lojas de materiais esportivos, lojas de departamento) em países como França, Bélgica, Holanda, Espanha, Itália, Portugal, Grã-Bretanha, Irlanda, Suíça, Alemanha, Suécia e Dinamarca. As tradicionais caixinhas também podem ser encontradas nos Estados Unidos, Canadá, Japão e recentemente no Brasil. Atualmente, há versões para 17 países. Cada país tem várias opções de “cardápio” com diferentes preços. Em 2008, a SMARTBOX vendeu quase 2.5 milhões de unidades (60% no mercado francês).
-
Você sabia?
Desde o lançamento no mercado, foram vendidas mais de 5 milhões de SMARTBOX.
-
-
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).
-
Última atualização em 22/5/2009

3 comentários:

Anônimo disse...

putssss tem que ter alguma coisa errada com esse faturamentoo o.O
coisaaa de loucooooo...

nem a Petrobras e a Vale juntas têm um faturamento desses...

marcos disse...

gostei muito dese blog .valeu

Bruno disse...

Normal esse faturamento pq eles faturam isso mas tem que repassar uma quantia para o parceiro que oferece o serviço.