1.6.09

ITAIPAVA


Quem gosta de cerveja e frequenta os estado do Rio de Janeiro e o interior de São Paulo sabe que uma marca está quase onipresente. A cerveja ITAIPAVA, com sua imagem jovem e moderna, prima pela qualidade, identificada com o gosto do consumidor brasileiro, e rapidamente foi apontada por especialistas como uma das melhores cervejas Pilsen do país. É uma cerveja produzida com malte e lúpulo selecionados, além de água cristalina. Tudo isso faz com que ITAIPAVA tenha um sabor especial. Isso é fruto de sua indiscutível qualidade que todos os dias, só faz aumentar a legião de consumidores que não abrem mão de uma cerveja 100% e sem comparação. 

A história 
Decorria o ano de 1993 quando um grupo de empresários se associou e decidiu comprar algumas máquinas, equipamentos e um terreno perto da rodovia BR 040 - Km 51. Aproveitando o clima ameno da bela região serrana de Petrópolis no Rio de Janeiro, a existência de água de qualidade excepcional e fazendo uso dos excelentes conhecimentos de um mestre cervejeiro e de matéria-prima importada de alta qualidade, eles fundaram a Cervejaria Petrópolis. No dia 29 de julho de 1994 foi realizada a festa de lançamento da cerveja ITAIPAVA, batizada com o nome de um distrito da cidade de Petrópolis, no Shopping Vilarejo contando com muitas pessoas ilustres da sociedade da região. Pouco depois, no dia 1 de agosto, ocorreu a saída do primeiro caminhão de entrega da cerveja ITAIPAVA para os distribuidores previamente cadastrados. A ITAIPAVA era uma cerveja clara, leve, saborosa e refrescante, bastante apropriada para o clima do Rio de Janeiro.


No mês de julho de 1998, a Cervejaria Petrópolis, que havia sido vendida a um novo grupo de investidores, liderado por Walter Faria, empresário ligado ao ramo de produção de algodão, criou um novo rótulo (mais moderno e de fácil identificação) e modernizou o logotipo da cerveja ITAIPAVA, que nesta época começava a ficar famosa em todo o estado do Rio de Janeiro. Durante os seis primeiros anos, tanto a cervejaria como a marca eram regionais, com uma distribuição pequena e restrita.


Somente a partir do momento em que houve a visão de crescimento por parte dos proprietários, o investimento aumentou, e foi em 2001 o ano mais importante da cervejaria. Foi trazido da concorrente Brahma o mestre cervejeiro Roland Reis, que com toda sua experiência começou uma enorme reformulação nas fábricas: renovou maquinários e fixou fornecedores de matérias-prima para que o sabor das cervejas se mantivesse. A partir daí, a ITAIPAVA começou a crescer, aumentou sua área de distribuição e incomodava cada vez mais marcas tradicionais do segmento. A marca também inovou ao adotar, em 2002, o selo higiênico, uma folha fina de alumínio que cobria a parte superior da lata e que tinha que ser retirada para permitir a abertura da mesma, proporcionando ao consumidor higiene e segurança contra impurezas e micro-resíduos. O pioneirismo da marca, que associou sua imagem à tecnologia de ponta e preocupação com a saúde dos consumidores, foi uma importante estratégia de crescimento no mercado e reconhecimento da ITAIPAVA.


Em 2003 a ITAIPAVA ganhou novo rótulo (que valorizava os atributos da cerveja, como qualidade, leveza e nobreza) e novas embalagens. A Cervejaria Petrópolis ampliou em meados de 2004, as linhas da marca ITAIPAVA com o lançamento da garrafa long neck (355 ml) nas versões Pilsen, Premium (cerveja diferenciada de sabor mais encorpado) e Malzbier (cerveja escura e levemente adocicada) e também versões em chope claro e escuro. Pouco depois, em 2006, a marca introduziu no mercado mais uma opção de embalagem: o Latão (473 ml).


A crescente popularidade da marca era acompanhada também por inovações, como por exemplo, em 2008, quando a marca adicionou mais duas novidades a sua linha de produtos: a ITAIPAVA FEST (uma cerveja feita sob medida para conquistar os jovens de 18 a 25 anos assíduos frequentadores de casas noturnas, bares, shows e festivais de música, com visual arrojado e apostando no sabor marcante da cerveja lager de baixa fermentação com ingredientes selecionados) e a ITAIPAVA ZERO ÁLCOOL, também conhecida como 0,0%. Além disso, a partir de julho a “família Premium” foi ampliada com o lançamento da garrafa de 600 ml retornável e a lata com 350 ml, em embalagem inovadora, tipo dispenser com capacidade para 10 latas, especialmente desenvolvida para ir à geladeira.


As novidades da ITAIPAVA para 2009 foram o lançamento de duas novas opções de embalagens: latas de 310 ml de ITAIPAVA e de ITAIPAVA FEST (que ganhou sua primeira versão neste tipo de embalagem). As novas embalagens valorizavam o consumo individual e visavam o público jovem que gostava de frequentar festas. Outra grande inovação foi o lançamento da ITAIPAVA PREMIUM na versão KEG, um pequeno barril de 5 litros para consumo doméstico. Em 2011, a marca ampliou seu portfólio com o lançamento da garrafa de 300 ml de sua cerveja pilsen, cujo design mais arredondado pretendia destacar ainda mais o produto no ponto de venda. Nos anos seguintes a marca continuou inovando e ampliando seu portfólio, como por exemplo, com a introdução em 2012 da ITAIPAVA LIGHT, uma cerveja com 25% menos calorias - cada 100 mililitros do produto tem 31 calorias -, e 3,5% de teor alcoólico, contra 4,5% na versão convencional. Nos últimos anos a marca não parou de inovar, lançando latas temáticas em alusão ao verão carioca, em comemoração as festas juninas do nordeste ou o carnaval de Salvador; além da lata de 550 mililitros (2015).


A linha de cervejas 
Hoje em dia a marca oferece uma completa linha de produtos capaz de agradar aos mais exigentes e diferentes paladares: 
ITAIPAVA PILSEN. Desenvolvida em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, essa cerveja, clara, leve e saborosa, tem participação cada vez maior no mercado nacional. Isso é fruto de sua indiscutível qualidade que todos os dias, só faz aumentar a legião de consumidores que não abrem mão de uma cerveja sem comparação. Atualmente a cerveja é comercializada em garrafa (300 ml, 600 ml e 1 litro), long neck (355 ml e 250 ml), lata (350 ml e 269 ml), latão (473 ml) e barril de 5 litros. 
ITAIPAVA PREMIUM. Uma cerveja diferenciada, de sabor mais encorpado, produzida com malte e lúpulo selecionados e importados da Europa e maior tempo de maturação. Ideal para consumidores com o paladar mais exigente. 
ITAIPAVA FEST. Cerveja que utiliza como matéria-prima maltes de primeira qualidade, lúpulos com características aromáticas marcantes, conferindo boa conjugação sensorial (aroma e sabor). Uma cerveja tipo Lager de baixa fermentação que apresenta um amargor agradável e teor alcoólico ligeiramente mais elevado (5,2%) que a Pilsen normal. 
ITAIPAVA MALZBIER. Para quem gosta de uma cerveja levemente adocicada (leva em sua composição xarope de açúcar e corante de caramelo), ela traz o sabor na medida certa, além de ter somente 4,2% de teor alcoólico em sua composição. 
ITAIPAVA CHOPP. Feito para deixar as comemorações ainda mais gostosas, é produzido pelos melhores mestres cervejeiros, trazendo a perfeita combinação de frescor, equilíbrio e leveza para os melhores paladares. Disponível nas versões clara e escura. 
ITAIPAVA CHOPP BLACK. Leve, cremoso e sem comparação, tem um sabor marcante e uma espuma que dura até o fim. Para completar o processo único de produção, uma mistura de nitrogênio e uma torneira especial na tiragem dão um efeito visual incrível, transformando o creme em um líquido pronto para ser apreciado. Produto desenvolvido para conquistar os consumidores cada vez mais exigentes.
ITAIPAVA ZERO ÁLCOOL. Com apenas 60 calorias, possui menos de 0,0% de teor alcoólico em sua composição, sem perder o sabor e as características de uma cerveja comum. 
ITAIPAVA LIGHT. Desenvolvida para apreciadores de produtos menos calóricos, essa cerveja extremamente leve possui 25% menos calorias em relação a versão original. A embalagem tem identidade visual própria, cuja cor predominante é a verde.


O botequim 
A ideia do BOTEQUIM ITAIPAVA foi criar um espaço onde fosse possível agregar um público de alto potencial com a comercialização exclusiva de todos os produtos da marca, como por exemplo, o chopp claro e escuro, as cervejas Pilsen, Premium e Malzbier. O primeiro “Botequim” com a cara da ITAIPAVA foi inaugurado no dia 30 de outubro de 2006, no bairro do Botafogo no Rio de Janeiro, reunindo em um ambiente agradável, aconchegante e descontraído, um público diferenciado, entre estudantes universitários, executivos e apreciadores de uma boa cerveja. Em 2011, a marca inaugurou um novo conceito na cidade paulista de Barretos: BOTEQUIM DO CHOPP ITAIPAVA, um moderno e diferenciado quiosque, que além dos produtos ITAIPAVA, trazia um cardápio saboroso e audacioso para atender os gostos e paladares mais exigentes.


Marketing, campanhas e polêmicas 
Em 2010, a empresa lançou uma versão limitada da cerveja ITAIPAVA em uma lata vermelha (a cor original da embalagem do produto é branca). A Ambev, que utiliza o vermelho na embalagem da cerveja Brahma, entrou na Justiça contra a marca, alegando que a iniciativa confundia o consumidor e caracterizava concorrência desleal. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), então, proibiu a venda da ITAIPAVA de embalagem vermelha, em 2011. Porém, em 2015, uma decisão do STJ liberou o uso do vermelho pela ITAIPAVA, com o argumento de que não existe direito exclusivo do uso de cores e suas denominações nas embalagens. Com isso, a marca lançou uma nova edição limitada de latas na cor vermelha, que fazia parte da campanha “Verão é Nosso”. A ITAIPAVA alegou que o vermelho esteve sempre presente na marca e também está muito ligado ao calor da estação mais quente do ano, mote de sua campanha publicitária.

Dificilmente no Brasil ninguém conhece o verão. Não, não a estação do ano, mas a protagonista das campanhas publicitárias da marca ITAIPAVA: a bela modelo e bailarina Aline Riscado. A campanha estreou em 2014 e causou polêmica, sendo acusada de machista por muitas mulheres. Isto porque a palavra “verão” possui duplo sentido: a estação mais quente do ano e a personagem Vera, interpretada por Aline Riscado. Ou melhor, a Verão. O slogan também era provocativo: Verão é Nosso. As peças da campanha mostravam cenas e frases de duplo sentido. Como quando Vera é impedida de passar por um homem na praia, com a frase “não deixe o Verão passar”; ou em outra que a bela moça leva e traz cervejas para os homens só de biquíni enquanto eles olham para seu corpo e chamam “vem Verão, vai Verão”; ou ainda uma terceira em que a moça aparece de biquíni com uma lata e uma garrafa de cerveja na mão com o slogan “faça sua escolha” com a indicação de 300 ml, 350 ml ou 600 ml – estes em uma alusão ao silicone dos seios da modelo.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas modificações ao longo dos anos. Em maio de 2016 a marca apresentou um novo e moderno logotipo. A mudança foi radical: além de uma nova tipografia de letra, apresenta uma leve inclinação, um tom de vermelho mais escuro e uma coroa totalmente estilizada.


A nova identidade visual da marca ITAIPAVA pode ser aplicada de duas formas, como pode ser visto na imagem abaixo.


Além disso, o design da lata da cerveja também acompanhou essa evolução, sempre fazendo referência a região serrana de Petrópolis. Depois de passar por uma remodelação em 2003, onde o rótulo ficou mais chamativo, em 2016 a marca apresentou um novo design, extremamente moderno e simplificado. A tradicional lata branca deu espaço para novos grafismos e cores, na mais profunda evolução visual de sua história. O dourado, o branco e o vermelho foram mantidos, mas o dourado ganhou espaço, assim como a coroa, símbolo máximo de uma cerveja que nasceu em Petrópolis, a Capital Imperial, cidade de águas puríssima, insumo fundamental da boa cerveja. A nova tipografia de letra também ajudou no novo dinamismo da marca.


Na imagem abaixo é possível ver a evolução dos rótulos durante a história da marca.


Os slogans 
A cerveja 100%. (2012) 
Itaipava Light. Sabor Surpreendente. (2012) 
Feita especialmente para você. (2011) 
Sabor incomparável. (2008 – Itaipava Premium) 
A Cerveja Sem Comparação. (2001) 
Quem conhece pede Itaipava. 
A pura cerveja de Petrópolis.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Lançamento: 29 de julho de 1994 
● Criador: Cervejaria Petrópolis 
● Sede mundial: Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil 
● Proprietário da marca: Grupo Petrópolis Ltda. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Walter Faria 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Segmento: Cervejarias 
● Principais produtos: Cervejas e chopes 
● Concorrentes diretos: Skol, Brahma, Antarctica, Kaiser, Heineken, Devassa e Schin 
● Ícones: A lata com selo protetor 
● Slogan: A cerveja 100%. 

A marca no Brasil 
Atualmente a ITAIPAVA, que pertence ao Grupo Petrópolis e está presente em 35% dos pontos de venda do território nacional (aproximadamente 450 mil estabelecimentos), possui centros de distribuição estrategicamente instalados em 20 estados, 6 fábricas (Petrópolis, Teresópolis, Boituva, Rondonópolis, Alagoinhas e Itapissuma) e ocupa a 6ª posição de cerveja mais consumida do país, cuja participação de mercado é estimada em 10% no país pelo Instituto Nielsen. No Rio de Janeiro, a sua presença é mais forte, abocanhando 15% do mercado. A região nordeste, cuja chegada da marca aconteceu em 2012, já representa importante mercado para a ITAIPAVA, sendo a segunda mais vendida em diversos estados. 

Você sabia? 
Nos últimos anos, a marca tem investido forte em patrocínio a eventos automobilísticos realizados no Brasil. A ITAIPAVA está, ou esteve, presente na Stock Car, Fórmula 3, Campeonato Brasileiro de GT-3, Troféu Maserati, Fórmula Indy e Fórmula Truck. Além disso, em maio de 2013, a empresa comprou os naming rights do estádio construído em Pernambuco para a Copa do Mundo FIFA de 2014, que passou a se chamar Itaipava Arena Pernambuco. A marca também dá nove ao estádio Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios, Exame, EmbalagemMarca e Veja), jornais (Meio Mensagem, O Globo e Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing e Geek Publicitário), Jornais (Valor Econômico) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 3/6/2016

6 comentários:

Anônimo disse...

Ola, boa noite.
Além de um consumidor de itaipava, também trabalhei como supervisor de vendas deste produto por quase 7 anos. Posso garantir que é um produto de excelente qualidade e quem nao deixa a desejar para nenhum outro produto no mercado brasileiro.

Paulo henrique
E-mail paulohenriquephb@gmail.com
Abraço a todos e apreciem com moderação

Joaquim disse...

Bom dia, eu gostaria de deixar aqui meus elogios a cerveja itaipava, pois é muito boa mesmo. e que continue assim, é a unica cerveja que não da dor de cabeça. é leve e não demonstra corantes. não tem aquele cheiro exessivo como as demais. parabéns pelo exelente produto. Obrigado .......... Joaquim C. Malaquias

Anônimo disse...

Boa tarde!! Acho incrível como a marca cresceu copiando marcas já existentes no mercado, como skol beats, skol, chopp brahma black, bohemia... até a lata vermelha da brahma a Itaipava copiou...

Abraço

alessandra camargo disse...

Boa tarde, só tomo a Itaipava e recomendo para todos que vão as minhas festas, mas estou tomando agora só a Itaipava light, mas não está sendo encontrada em nenhum lugar em Belo Horizonte. Alguém sabe se parou de produzir?? Como consigo comprar..? Urgente

Meroveu ABREU PEREIRA JUNIOR disse...

Conheci a Itaipava Pilsen numa casa de um primo em Itaipava. Ele me chamou para comprar cerveja e me deparei com essa marca até não a conhecia, pois não era vendida em minha cidade, Vitoria/ES. Achei estranho e diante das opções ele escolheu ela dizendo que ia gostar. Pois bem, não só gostei como retornei no bar e comprei 04 caixas da lata de 355ml. Trouxe para Vitória e a reação dos amigos foram a mesma, tipo o que é isso!? Uns 08 meses depois encontrei essa marca na prateira do supermercado de forma modesta no meio das famosas. Já faz um tempo que ela rouba a cena, pois agora ela tomando conta da seção de cervejas. Resultado tem mais ou menos 15 anos que só compro essa marca, e acho ela muito boa. Foi uma paixão ao primeiro gole. Parabéns a essa empresa que veio para ficar e vai um dia ocupar o primeiro lugar em vendas/consumo no Brasil. Bebo Itaipava não porque é 100% brasileira, porque a considero a melhor, e bebo na mesma proporção a Pilsen e a Premium. Abraços Meroveu Jr, Vitória - ES.

Rui Dias disse...

Bom dia!
sou de Belém-PA, e gostaria de dizer que nunca tinha consumido uma cerveja tão boa quanto a ITAIPAVA, pois reitero os comentários anteriores, e digo que foi amor a primeira vista! infelizmente aquí ela não está com força total, mas garanto que está crescendo aos poucos, até agora não encontrei outra cerveja que não deixa ressaca, dor de cabeça,enjoo etc.., é como se não tivesse bebido no dia anterior! espero que nunca mude o químico e continue sempre assim, parabéns pelo excelente produto.