2.7.09

OFNER


Em suas vitrines envidraçadas repousam delícias de dar água na boca. São dezenas de opções de doces, bolos, tortas, salgados, sorvetes e chocolates, tudo produzido com ingredientes diferenciados, alguns deles importados, como se fossem feitos na cozinha de uma vovó com aptidão e paixão para cozinhar. A doceira OFNER, reconhecida no mercado pela qualidade de seus deliciosos produtos, que podem ser chamados de tentações e adoçam a vida de milhares de paulistanos, tem sido por mais de 60 anos uma referência quando o assunto é confeitaria. 

A história 
A história da tradicional marca OFNER tem início quando a imigrante húngara Anna Ofner, uma cozinheira de mão cheia, começou a fazer deliciosos doces, para incrementar a renda da família, e passou a vendê-los aos amigos e vizinhos. Incentivada pelo sucesso de suas delícias, entre as quais bolos, tortas de morango e a tradicional sobremesa Strudel (um doce de origem húngara, feito à base de maçã e massa folheada), ela resolveu, em 1952, abrir a primeira loja e uma pequena confeitaria na Rua Barata Ribeiro no bairro da Bela Vista em São Paulo. Rapidamente as deliciosas receitas atraíram cada vez mais consumidores. A empresa permaneceu sob controle da família até 1968, quando foi comprada por um grupo de empresários, dos quais pouco se sabe. O que se conhece é que a administração não deu certo e, em 1972, três portugueses se tornaram os novos donos. Eram os irmãos Américo e Mário Martins e o sócio Fernando Costa, que saíam do ramo das padarias para administrar a fabricante de doces 1970, na época com uma única e acanhada loja, além da pequena fábrica. Os deliciosos e caprichados bolos, tortas e Strudel vendidos pela empresa ganharam escala industrial nas mãos dos novos proprietários, que fizeram da marca uma das referências do setor no país.


Guardando o segredo dos produtos com todo cuidado, os novos proprietários começaram também a diversificar a linha de delícias com a inclusão de novos itens como chocolates, gomas, geleias, sorvetes, salgados e cafés. Além disso, datas especiais como Natal e Páscoa ganharam importância, recebendo linhas de produtos sazonais como panetones, ovos e coelhos de chocolates. Em 1986, devido à alta demanda uma nova fábrica com 5.000m² de área construída foi inaugurada na Rua Olivia Guedes Penteado, no bairro do Socorro em São Paulo, onde permanece até hoje.


Em meados da próxima década, a partir de 1996, a OFNER começou a ser oferecida como uma oportunidade de franquia. Surgiram, assim, mais sete lojas. A obsessão e o cuidado em preservar as receitas era levado tão a sério quanto à escolha dos fornecedores de ingredientes, em grande maioria importados. E foi por não conseguir manter esse domínio absoluto que a OFNER deixou de lado as franquias. Pouco a pouco, foram fechadas, e ao mesmo tempo lojas próprias abriam suas portas. Hoje, dos mais de 20 pontos de venda, somente um é franqueado (a loja localizada na Vila Mariana), e isto porque consegue oferecer a mesma qualidade das outras unidades da rede, talvez por ser gerenciado por uma ex-funcionária da empresa. A partir de 2000, algumas unidades da rede tiveram, de forma inédita neste segmento, o horário de atendimento esticado, três delas atendendo 24 horas por dia. A ideia era que a OFNER passasse de uma rede de doceiras a uma opção de lazer, atraindo colegas que saem para conversar, profissionais a caminho do trabalho, famintos da madrugada ou quem precisasse comprar uma caixa de bombons para presente.



De forma estratégica a empresa tem ampliado seus negócios nos últimos anos. Em novembro de 2008, investiu mais de R$ 1 milhão em uma nova loja na região de Pinheiros, na capital paulista. Localizada em uma das esquinas mais movimentadas do bairro, Avenida Pedroso de Moraes com a Rua Guaporé, a nova unidade apresentava-se ao público com conceito arquitetônico inovador e decoração moderna e requintada. Com 250m² de área construída, tem capacidade para 100 pessoas, instalações adaptadas para deficientes físicos e espaço reservado para aqueles que desejam levar pequenos animais. A loja fazia parte da estratégia de crescimento da marca e mudança de visual, que resultaria na padronização de todas as lojas da rede, que receberam novo visual, gradativamente. As cores escolhidas eram vibrantes e criamvam um ambiente acolhedor. Foi desenvolvido um projeto especial para a iluminação, que está adaptado a cada setor da loja, proporcionando um toque delicado ao espaço e, à noite, cria uma atmosfera agradável e chique, além de iluminar todo o jardim externo. Cada ambiente foi pensado para atender todas as necessidades dos clientes.


As novidades também foram estendidas para a linha de produtos, com o lançamento em 2009, dos salgadinhos congelados Delícias Caseiras, onde o consumidor pode comprar bolinho de queijo, croquetes (carne e bacalhau), coxinhas (Catupiry, creme e desfiada), risoles (palmito) e casadinho de camarão para saborear os produtos em casa, bastando aquecê-los. Essa linha foi ampliada com torta de palmito e torta de frango com Catupiry, e mais recentemente pão de queijo recheado com Catupiry. Além disso, em 2010, a rede lançou, no mês de setembro, o Festival de Eclairs (popularmente conhecida como “bomba”), que está entre os doces mais tradicionais e vendidos na rede, se tornando um dos carros chefes da marca. Essas delícias são oferecidas nesse festival em sabores como Chocolate, Creme de Baunilha, Avelã, Doce de Leite, Amarula, Café e Pistache. Em 2013 a marca acrescentou mais uma delícia ao seu irresistível cardápio: os Macarons, iguarias francesas que, além de crocantes por fora e macias por dentro, apresentam sabores inusitados e um gostinho caseiro próprio dos produtos artesanais da OFNER. 


Se cada consumidor pedir um café, um salgado e um doce, ele desembolsará aproximadamente R$ 25. Isso bastaria para animar qualquer empresário a expandir sua rede com rapidez. Mas, ao contrário, a OFNER definiu uma política de negócios conservadora. Em vez de seguir o exemplo das concorrentes e crescer por meio de franquias, a ideia é abrir apenas lojas próprias, duas ao ano em média, até dobrar o número de endereços. Só depois, a possibilidade de abrir caminhos em outros estados, como Rio de Janeiro e Minas Gerais, será considerada. Outra aposta da OFNER foi a linha de sorvetes zero que tem 49% menos calorias que os normais e representam 15% das vendas totais da empresa. A receita dos sorvetes inclui uma fibra solúvel, denominada inulina que, segundo a OFNER, melhora a composição intestinal e aumenta a absorção de cálcio no organismo. Já em 2015, a rede trouxe da Itália uma máquina de sorvete para preparar o legítimo Gelato Italiano. São dez sabores com ingredientes selecionados e requinte especial, entre os quais Caramelo Flor de Sal, Vanilla, Pistache, Chocolate Belga, Nero (chocolate amargo), Chocolate Zero, Coco, Limão, Gianduia e Morango.


Os produtos mais vendidos na rede são as tortinhas de morango, éclair de chocolate, o bolo mil-folhas (massa folhada, recheio de creme baunilha e chantilly com cobertura de açúcar) e as famosas coxinhas, que representam, juntos, quase 30% das vendas da rede de confeitaria. Somente as coxinhas vendem, em média, nove mil unidades por dia. Além disso, farto em chantilly, o bolo floresta negra reina em festinhas de aniversário. A OFNER possui mais de 60 anos de experiência, mantendo-se moderna e atual, apesar de sua tradição. É referência em qualidade, atendimento e fidelidade à sua história, oferecendo o melhor da gastronomia artesanal. A qualidade dos produtos está não somente no sabor, mas também na textura dos quitutes, que completa com excelência a experiência gastronômica. E, ainda, a apresentação e as embalagens da marca tornam suas opções perfeitas para presentear.


As delícias para datas especiais 
Para a OFNER duas datas são especiais e importantes durante o ano: a Páscoa e o Natal. Para essas épocas são desenvolvidas linhas de produtos especiais. Conhecida pela qualidade de seus produtos e o primor no atendimento, a marca começa em outubro a produzir seus tradicionais e sofisticados panetones para a época de Natal. A confecção é manual e chega a 400 toneladas ao ano. Cerca de 200 funcionários extras são contratados nessa época, na qual o faturamento equivale a um mês e meio de vendas da empresa. A cada ano para o Natal os panetones ganham diferenciais. Um exemplo disso é que a OFNER incrementou sua linha de panetones (Tradicional, Zero, Recheado de Mousse de Chocolate, com Gotas de Chocolate e Cereja, Chocolate com Avelã, Doce de Leite e Trufado) com embalagens diferenciadas, transformando o produto em um presente de bom gosto. As famosas embalagens são de veludo em diversas opções de cores. Os clientes também têm a opção de escolher entre outros diversos produtos que compõem a Linha de Natal, como o tradicional Bolo Rei, uma delícia recheada de frutas em pedaços e inteiras, nozes, amêndoas e passas.


Já na Páscoa, outra data de destaque para a empresa, são produzidas aproximadamente 80 toneladas de ovos (que contam com diversos tamanhos, formatos e sabores, entre os quais Crocante, Crème Brûlée, Doce de Leite, Cookies and Cream, Dragê, Gianduia, Macadâmia e Trufado, feitos para agradar crianças e adultos), além dos coelhos de chocolate, deliciosas palomas pascais (que, além de sofisticadas e elegantes, contam com a assinatura da excelência da marca) e bombons tradicionais que, já fazem parte do dia-a-dia dos amantes do bom chocolate.


A evolução visual 
A identidade visual da marca OFNER passou por estilizações radicais no decorrer dos anos. Após a chegada do novo milênio, a marca revitalizou seu logotipo, que ganhou uma imagem mais moderna e sofisticada. Mais recentemente, em 2014, a marca adotou um novo logotipo (com a marca escrita de uma maneira mais reta, dentro de um quadrado), que se tornou ainda mais refinado com a adoção de cores mais sóbrias.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1952 
● Fundador: Anna Ofner 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Doceira Ofner Ltda. 
● Capital aberto: Não 
● Diretor comercial: Fernando Costa 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 23 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 600 
● Segmento: Confeitarias 
● Principais produtos: Doces, bolos, chocolates, sorvetes e salgados 
● Concorrentes diretos: Cristallo, Dulca, Di Cunto, Amor aos Pedaços, Doceira Holandesa, Brunella e Kopenhagen 
● Ícones: As coxinhas cremes e as bombas 
● Website: www.ofner.com.br

A marca no Brasil 
Hoje a OFNER, especializada na fabricação artesanal de chocolates finos, doces, bolos, salgados, panificados, panetones e ovos de páscoa, entre outros deliciosos produtos, conta com uma rede de 23 lojas (4 delas funcionando 24 horas e 6 delas no conceito OFNER EXPRESS - quiosques) na grande São Paulo. A loja da Alameda Campinas, além dos serviços tradicionais oferece aos clientes espaço para eventos em ambiente aconchegante e requintado com capacidade para 50 pessoas, estrutura para a realização de eventos sociais e corporativos, com três opções de cardápio e atendimento personalizado. Atualmente a empresa possui um portfólio de produtos com mais de 30.000 itens em 12 categorias e é uma das maiores e mais tradicionais empresas nesse setor. A rede recebe em média 420 mil clientes por mês em suas lojas. 


Você sabia? 
Dos mais de 600 empregados, 150 estão na fábrica da empresa, no bairro de Socorro, em São Paulo. Deles, apenas sete pessoas conhecem todo o processo industrial e de finalização de cada guloseima fabricada. Nessa lista, os donos da empresa e o engenheiro de alimentos estão incluídos. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios, Exame e Veja), Jornais (Valor Econômico, Estadão e Folha), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 


Última atualização em 9/8/2016

2 comentários:

Anônimo disse...

Poxa, acho uma pena a Ofner não ser mais franquia...

Anônimo disse...

Rei Rei Rei o Ofner, 60 anos que você está na rua, Rei Rei Rei o ofner Referência de uma Doceria feito com carinho por povo desse lugar