22.12.09

HOUSE OF BLUES


Pegue seu lugar na frente do palco onde as lendas surgem e você não conseguirá parar de dançar nesta experiência total que mistura restaurante, loja e entretenimento. Aprecie artistas mundialmente famosos, ao vivo e pessoalmente, como também os próximos novos talentos. Pratos saborosos complementam os ritmos ecléticos, que variam do mais violento rock & roll ao mais respeitoso Sunday Gospel Brunch, música latina, reggae, hip-hop e, é claro, blues. Foi por oferecer essa experiência única que a rede HOUSE OF BLUES se transformou em um verdadeiro ícone americano do entretenimento. 

A história 
Tudo começou quando Isaac Tigrett, fundador da popular rede Hard Rock Café e amante do mais puro Blues, desde sua infância no Tennessee, resolveu reunir investidores como o amigo Dan Aykroyd, além de nomes famosos como a banda Aerosmith, Paul Shaffer, John Candy, River Phoenix e Jim Belushi, e até a prestigiosa Universidade de Harvard, para criar uma rede de casas de espetáculos e entretenimento baseada no conceito “Inspiration of music for the soul” (algo como “Inspiração da música para a alma”). A primeira unidade do HOUSE OF BLUES foi inaugurada no dia de ações de graça do ano de 1992 em uma reformada casa histórica na cidade de Cambridge, estado americano do Massachusetts.


O novo empreendimento era uma mistura de casa de espetáculo (com capacidade para 280 pessoas), restaurante (com mesas que acomodavam 200 pessoas) e loja (que vendia uma infinidade de produtos da marca e da cultura sulista), com decoração repleta de artefatos e itens com significado histórico da cultura sulista do país; música ao vivo do sul como Blues, Rhythm and Blues, Gospel, Jazz e Rock & Roll; cozinha (apimentada) típica da região do Delta do Mississipi (sul dos Estados Unidos); e arte popular. O novo estabelecimento abria suas portas para comemorara e celebrar as contribuições artísticas e históricas do sul do país e a contribuição afro-americana na música e cultura.


Dois anos mais tarde, duas outras unidades foram inauguradas: House of Blues Sunset Strip, localizada no coração da cidade de West Hollywood, na Califórnia, cuja inauguração contou com um show da banda Aerosmith; e House of Blues New Orleans, localizada no centro do bairro mundialmente famoso de French Quarter em Nova Orleans, estado da Louisiana. Além disso, nessa época o HOUSE OF BLUES tinha aumentado sua área de atuação com programas de rádio e uma gravadora. Em 1996 a rede já contava com quatro casas, incluindo a de Chicago (localizada no belo complexo Marina City), inaugurada neste ano. Em 1997 foi inaugurada mais uma casa, localizada dentro do complexo da Walt Disney na cidade de Orlando na Flórida. Esta unidade ficou extremamente conhecida pela enorme torre de água em sua fachada e por oferecer todas às noites, muito jazz, música country americana, blues e rock & roll, além de um restaurante com capacidade para 400 pessoas confortavelmente acomodadas.


Ainda neste mesmo ano, outra unidade foi inaugurada em Myrtle Beach, estado da Flórida. Nos anos seguintes foram inauguradas novas unidades da rede nas cidades de Las Vegas, localizada dentro do luxuoso Mandalay Bay Hotel and Resort; e em Anaheim, no Condado de Orange na Califórnia. Em 2001 a empresa foi comprada por Liam Thornton, um ex-executivo da Disney e Universal Studios, e nos anos seguintes começou uma nova fase de expansão inaugurando unidades em Cleveland (2004), Atlantic City (2005) e San Diego (2005).


No dia 5 de julho de 2006, a rede HOUSE OF BLUES foi adquirida por US$ 350 milhões pela Live Nation, maior produtora de shows e concertos ao vivo dos Estados Unidos. Nas mãos dos novos proprietários, três novas e modernas unidades do HOUSE OF BLUES foram inauguradas em Dallas (2007), Houston (2008) e na cidade de Boston (2009). Além disso, novos shows e artistas passaram a tocar constantemente em todas as unidades da rede. Mais recentemente, a empresa anunciou a intenção de expandir a marca HOUSE OF BLUES como uma rede de hotéis e inaugurar novas unidades fora dos Estados Unidos. Ao longo de todos esses anos o HOUSE OF BLUES já hospedou turnês de grandes artistas americanos e internacionais como Justin Timberlake, Aerosmith, Eric Johnson, Avril Lavigne, BB King, Carlos Santana, Jay Z e Brian Mcknight.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por pequenas alterações no decorrer de sua história. Antes aplicado na vertical, o logotipo passou a ser na horizontal, com a palavra “of” dentro do tradicional coração em chamas.


Os slogans 
The home of live music. 
It is Live.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 26 de novembro de 1992 
● Fundador: Isaac Tigrett e Dan Aykroyd 
● Sede mundial: Los Angeles, Califórnia 
● Proprietário da marca: Live Nation, Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária) 
● Chairman: Arthur Fogel 
● Presidente: Ron Bension 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Unidades: 13 
● Presença global: Não (presente somente nos Estados Unidos) 
● Funcionários: 1.400 
● Segmento: Entretenimento 
● Principais produtos: Shows, alimentação e produtos da marca 
● Concorrentes diretos: Hard Rock Café e Planet Hollywood 
● Ícones: A caixa de lama do Mississippi guardada embaixo de cada palco 
● Slogan: The home of live music. 
● Website: www.houseofblues.com 

A marca nos Estados Unidos 
Atualmente a rede HOUSE OF BLUES, também conhecida por HoB, possui 13 casas de espetáculos em cidades como Atlantic City, Anaheim, Boston, Chicago, Cleveland, Dallas, Houston, Myrtle Beach, New Orleans, Las Vegas, Los Angeles, Orlando e San Diego. Cada unidade da rede comporta em média 1.300 pessoas. A unidade com maior capacidade é a da cidade de Boston (2.425 pessoas). 

Você sabia? 
Para manter a mais verdadeira e pura tradição da cultura do sul do país, embaixo do palco de cada casa de espetáculo existe uma caixa de metal com lama do Delta do Rio Mississippi, que serve para inspirar as lendas que ali se apresentam. 

As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 2/10/2013

Nenhum comentário: