29.6.10

HUBLOT


Fusão de materiais nobres com matérias-primas exóticas. Cores diferenciadas. Formatos e tamanhos ousados. Além de uma tecnologia de ponta que faz girar ponteiros com a máxima precisão. Para a marca suíça HUBLOT, unir elementos como tradição, excelência, luxo e tecnologia é simplesmente cativar quem faz questão de conduzir no pulso relógios únicos.

A história
Tudo começou em 1980 quando Carlo Crocco criou o primeiro relógio HUBLOT em ouro e pulseira de borracha natural preta. Pela primeira vez na história da relojoaria, uma matéria preciosa como o ouro ousou ser combinada à borracha. Foram necessários três anos de pesquisas para criar esta pulseira única e revelar as notáveis propriedades da borracha natural, que aparentemente se regenerava no contato com a pele. As duas metades que a compunham eram colocadas no pulso dos clientes e trabalhadas para se ajustarem no momento da compra, adaptando-se instantaneamente a seus contornos com suavidade e conforto, oferecendo-lhe um bem-estar único e incomparável.


A magnífica caixa em forma de uma vigia de navio, com sua combinação de ouro polido e bruto, o mostrador preto minimalista e a pulseira única em borracha natural preta passaram a simbolizar os relógios da marca suíça. Membros de famílias reais mostraram imediatamente seu entusiasmo pelos relógios da HUBLOT e foram rapidamente seguidos por um grande número de celebridades e bilionários em todo o mundo. Carlo tinha assumido um risco, mas, em apenas alguns anos, os relógios HUBLOT juntaram-se à elite das marcas líderes na alta relojoaria de luxo. Em meados dos anos 90, a borracha se tornou o centro de interesse das melhores marcas de relojoeiros, validando assim a escolha que levaram à criação dos relógios HUBLOT.


Em maio de 2004, Jean-Claude Biver assumiu o cargo de diretor geral, tornando-se também membro do conselho e acionista minoritário da HUBLOT. Sob sua liderança foi relançado o conceito de “A Arte da Fusão”, ou seja, a fusão de materiais por vezes improváveis como o ouro e a cerâmica, o tântalo e o ouro vermelho, e até mesmo o magnésio e o titânio. Em menos de um ano, ele obteve sucesso no desafio que tinha pela frente, elaborando uma nova coleção que foi aclamada pelo público. O cronógrafo BIG BANG, apresentado oficialmente em 2005 foi uma perfeita ilustração do conceito desta fusão. Foi um sucesso imediato e as encomendas triplicaram. Alguns meses depois, as vendas triplicaram e o cronógrafo já era mundialmente aclamado e reconhecido através de uma série de prêmios internacionais.


Depois disto, vários modelos de BIG BANG foram desenvolvidos, com diversas complicações de relojoaria: Tourbillon, data grande, indicador de reserva de bateria e ponteiro Fly-back. O conceito de fusão foi levado ao extremo na procura de materiais inabituais e novas ligas. Em 2006, Jean-Claude lançou a TV HUBLOT, primeiro canal de televisão na Internet criado por uma marca de luxo, onde uma competente equipe produzia e difundia notícias sobre a marca suíça, em um claro exemplo bem-sucedido de branding.


Em 2007, um novo modelo para mergulho foi lançado no mercado: o BIG BANG KING recebeu uma caixa maior com 48 mm, mas notavelmente adaptada aos pequenos e aos grandes pulsos. Em fevereiro deste ano a HUBLOT abriu sua primeira loja própria em Paris, situada na badalada Rue Saint-Honoré. A segunda unidade foi aberta no verão seguinte, no Hotel Byblos na paradisíaca Saint-Tropez. O mês de outubro rimou inovação com independência: apresentou o primeiro relógio inteiramente produzido pela empresa, o MAG BANG, concebido e desenvolvido em uma nova liga leve constituída principalmente por alumínio e magnésio batizada de Hublonium.


Outra inovação da marca foi a WiseKey, um cartão que permite, através da ligação a um terminal de computador, verificar imediatamente se o relógio é um verdadeiro HUBLOT ou uma simples imitação. O início de 2008 foi marcado pelo lançamento do primeiro BIG BANG concebido exclusivamente para mulheres, com um diâmetro de 38 mm, adornado com brilhantes, mas sem cronógrafo. Ainda este ano, o conglomerado de luxo LVMH, que engloba diversas marcas famosas como a Louis Vuitton, anunciou a compra da relojoaria suíça, tendo forte intenção em expandi-la, em especial no continente asiático, em países como Japão, Índia e China. A marca suíça recentemente lançou seu mais novo produto: o HUBLOT FIFA WORLD CUP, um relógio de ouro, com pulseira de couro de crocodilo, que tem o desenho do troféu da Copa na parte de trás. Foram produzidas apenas 100 unidades. O preço? US$ 29.5 mil. Mas nem só de novos relógios vive a HUBLOT. Durante o ano, a marca também lança edições limitadas de objetos que não, necessariamente, marcam horas, minutos e segundos. É o caso dos esquis, trenós e da bicicleta All Black em fibra de carbono, resultado de parcerias com outras empresas para mostrar como seus materiais são versáteis e podem ser utilizados em outros objetos.


Presença no esporte
Nos últimos anos a HUBLOT tem investido milhões de dólares em parcerias esportivas para associar seu nome a eventos e equipes vencedoras. A HUBLOT investe em vários campos esportivos, que incluem a vela e o mundo náutico, através de parcerias com o prestigioso Yacht Club de Mónaco (YCM) e o Real Club Nautico de Palma. A marca também está associada à esportes de elite como golfe, pólo a cavalo, esqui, corridas de automóveis e tênis. Recentemente a marca assinou aquele que considera ser o contrato mais importante da sua história. A HUBLOT passou a estar oficialmente associada à FIFA e a ser a cronometrista dos Campeonatos Mundiais de Futebol (África do Sul/2010 e Brasil/2014). O papel reservado à HUBLOT como “Cronometrista Oficial” significa que a marca será visível nas placas de indicação de substituições da equipe de arbitragem. Apesar da importância do contrato, que fará a HUBLOT reconhecida mundialmente, a marca não é nenhuma estranha no que se refere a parcerias com o mundo do futebol. Em 2006 foi patrocinadora oficial da seleção Suíça, e em 2008 tornou-se parceira da Eurocopa. Tem ainda ligações privilegiadas com a Federação Mexicana de Futebol e com a seleção Espanhola, sendo também a marca relojoeira oficial do Bayern de Munique, Manchester United e Flamengo. Também estendeu essas parcerias garantindo a colaboração de um dos nomes mais destacados deste esporte, o argentino Diego Maradona, o que resultou no lançamento de um relógio em edição limitada que carregava o simbólico “10” e a assinatura de na esfera.


Em março de 2010, a HUBLOT novamente fez história ao ser “cronometrista” oficial da Formula 1. Este acordo proporciona acesso aos bastidores da famosa categoria automobilística, ganhando assim visibilidade junto aos seus clientes, onde quer que eles se encontrem. Além disso, é uma das parceiras oficiais da escuderia Ferrari. E finalmente em junho, a HUBLOT anunciou seu mais novo embaixador mundial: o jamaicano Usain Bolt, considerado o homem mais rápido de todos os tempos. Nada mais propício para uma marca que mede o tempo com tamanha precisão.


A marca utilizou um fato inusitado ocorrido em 2010 para lançar uma campanha publicitária de oportunidade. O chefão da F1 Bernie Ecclestone e sua namorada, a brasileira Fabiana Flosi, foram abordados por quatro ladrões ao sair do escritório da Formula One Holdings, no bairro de Knightsbridge, um dos mais sofisticados de Londres. Não satisfeitos em roubarem o equivalente a R$ 500 mil em joias e relógios (incluindo um HUBLOT F1 KING POWER, modelo básico de R$ 50 mil), eles espancaram o homem forte da F1. A HUBLOT aproveitou o fato e lançou uma campanha onde Bernie aparece com o olho roxo seguido da frase “Veja o que as pessoas fazem por um Hublot”. A ação virou um case de marketing, levando a marca de luxo, já sobejamente conhecida entre ricos e famosos do esporte, a ter uma surpreendente exposição espontânea na mídia e em redes sociais.


Dados corporativos
● Origem: Suíça
● Fundação: 1980
● Fundador: Carlo Crocco
● Sede mundial: Nyon, Suíça
● Proprietário da marca: LVHM
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● Chairman: Jean-Claude Biver
● CEO: Ricardo Guadalupe
● Faturamento: US$ 256 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Lojas: 42
● Presença global: 80 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 350
● Segmento: Relojoaria
● Principais produtos: Relógios de luxo
● Concorrentes diretos: Tag-Heuer, Omega, Bell & Ross e Breitling
● Ícones: A pulseira de borracha natural preta
● Slogan: The art of fusion.
● Website: www.hublot.com

A marca no mundo
Atualmente os luxuosos e cobiçados relógios da HUBLOT, presentes em aproximadamente 80 países do mundo, são comercializados em mais de 3.000 pontos de venda cuidadosamente selecionados. Além disso, a marca suíça possui mais de 40 lojas próprias localizadas em cidades importantes do mundo como Paris, Moscou, Praga, Genebra, Cannes, Miami, Berlim, Xangai, Beijing, Las Vegas, Nova York, Dubai, Londres e Hong Kong. Com produção anual superior a 40 mil peças, o faturamento estimado da marca anualmente ultrapassa US$ 256 milhões. Com mais de 20 variações de modelos, o BIG BANG é o carro-chefe da marca, cujos relógios mais baratos custam R$ 50 mil, com modelos que chegam a bater a cifra de US$ 3 milhões.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 7/7/2012

Nenhum comentário: