29.6.10

LE PAIN QUOTIDIEN


Imagine uma padaria que sirva deliciosos waffles, baguetes crocantes, brioches saborosos, geleias fresquinhas, maravilhosos chocolates, pães e doces excepcionais em um sofisticado ambiente que lembra uma antiga fazenda. Tudo fresquinho e feito na hora. Café da manhã, almoço e lanche recheados de delícias capazes de enlouquecer o mais exigente dos paladares. É assim que a rede belga LE PAIN QUOTIDIEN está conquistando milhões de consumidores pelo mundo afora.

A história
Tudo começou no final dos anos 80 quando o chef belga Alain Coumont estava insatisfeito com os fornecedores de pães para seu restaurante em Bruxelas. O que ele queria era tão simples: pão quente e saudável, com fatia firme e boa casca. E resolveu literalmente colocar a mão na massa. Convencido de que havia encontrado sua vocação, afinal, durante sua infância, todo domingo ele assistia sua avó assar pães de pé em uma cadeira, fechou o restaurante e inaugurou no dia 26 de outubro de 1990 a primeira unidade da LE PAIN QUOTIDIEN (em português algo como “seu pão diário”) em um bairro descolado da cidade, ao lado da Bolsa de Valores, onde poderia transformar farinha, sal e água nos pães rústicos de sua infância.


O novo negócio do chef belga tinha um espírito acolhedor: um balcão onde eram vendidos deliciosos pâtisseries e pães; uma mesa gigante de madeira com lugar para até 30 pessoas, comprada em um mercado de pulgas e que permitia o aproveitamento de espaço e estimulava a socialização entre clientes; e prateleiras lotadas de produtos orgânicos, como temperos, chás, mel e café, que podiam ser comprados pelos clientes, o que elevava assim o faturamento. No cardápio, os clientes poderiam escolher entre deliciosos pães e doces, brownies, croissants, sanduíches, sopas, saladas e tartines.


O cuidado nos serviços prestados, a atenção dada aos clientes e o astral do lugar (ambiente estilo fazenda), aliados aos deliciosos itens panificados, rapidamente conquistaram amantes de pães e doces na capital belga. Em poucos meses, outras dez unidades foram abertas pela cidade. Depois de se estabelecer no mercado belga, a rede também se expandiu pela Europa, inaugurando unidades em cidades como Madrid, Londres, Paris, Munique, Zurique, Istambul e Genebra. A LE PAIN QUOTIDIEN inaugurou sua primeira unidade nos Estados Unidos em 1997, localizada em plena Madison Avenue na cidade de Nova York.


Numa cidade individualista como a metrópole americana, era difícil imaginar alguém dividindo, feliz da vida, uma mesa de restaurante com 30 desconhecidos. Mas o sucesso foi imediato entre os nova-iorquinos, que se apaixonaram por sanduíches refinados, abertos e decorados, que misturavam camarão com abacate, queijos e mostardas, servidos sobre tábuas e consumidos com garfo e faca. Além disso, até a louça era feita especialmente para a marca e vendida no restaurante caso o cliente desejasse. O café com leite era servido em taças sem alça, como manda o estilo francês. Os aclamados doces estavam sempre expostos na vitrine do balcão, dando água na boca de qualquer cliente. Com o enorme sucesso, a rede encontrou parceiros dispostos a investir em sua expansão, e nos anos seguintes, várias outras unidades foram inauguradas na cidade e também em Los Angeles.


Com a expansão da rede, o cardápio também ganhou novas opções como deliciosas sobremesas, massas (em alguns países) e quiches e novas saladas. Os itens vendidos em suas prateleiras também foram diversificados para incluir azeites, tomates secos, alcaparras, chocolates e vários produtos orgânicos. A globalização exigiu criatividade e adaptação da rede que levou padeiros para a unidade inaugurada no Kuwait, importa azeite extra-virgem artesanal da Tunísia desde 1993 e traz café orgânico do Peru. Em 2009, novas unidades foram inauguradas no Oriente Médio, Estados Unidos, Europa e Rússia.


A identidade da LE PAIN QUOTIDIEN está assentada em três pilares: mesas coletivas, que estimulam a socialização entre os comensais e maximizam o aproveitamento do espaço; padronização da charmosa arquitetura de seus estabelecimentos; e, em diferentes países, os franqueados podem adaptar o cardápio à cultura local, desde que não comprometam a proposta original da marca (por exemplo, o croissant nos Estados Unidos é 50% maior do que na Europa; enquanto o waffle é uma das iguarias mais disputadas em Nova York, nas unidades da Bélgica ele nem é servido).


O pão é feito hoje exatamente como no início: apenas com farinha orgânica, sal e água, amassado e moldado à mão e assado em forno de pedra sob o olhar atento de padeiros artesãos. A rede elabora com muito cuidado seus deliciosos doces, porque entende a magia de um croissant crocante e amanteigado e de um brownie rico em chocolate. Assa suas sobremesas todos os dias para que possa oferecer aos clientes a magia sempre que precisar. Assim como toda sua mobília, a mesa comunitária é feita de madeira reciclada, o que significa que nenhuma árvore foi sacrificada para se sentar e relaxar. Finalmente no mês de julho de 2012, como anunciado, a rede belga desembarcou no Brasil com a inauguração quase simultânea de 3 unidades na cidade de São Paulo (Vila Madalena, Itaim e Shopping Cidade Jardim). O cardápio da rede conta com alguns itens locais, como por exemplo, o famoso pão de queijo, açaí e receitas de saladas com temperos tipicamente brasileiros.


Dados corporativos
● Origem: Bélgica
● Fundação: 26 de outubro de 1990
● Fundador: Alain Coumont
● Sede mundial: Bruxelas, Bélgica
● Proprietário da marca: PQ Licensing S.A.
● Capital aberto: Não
● Chairman: Alain Coumont
● CEO: Vincent Herbert
● Faturamento: US$ 120 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Lojas: 170
● Presença global: 19 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 1.200 (incluindo os franqueados)
● Segmento: Alimentação rápida
● Principais produtos: Pães, sanduíches, sopas e doces
● Concorrentes diretos: Panera Bread, Au Bon Pain e padarias (Brasil)
● Ícones: A enorme mesa de madeira comunitária
● Slogan: Keep it simple.

A marca no mundo
Hoje em dia a LE PAIN QUOTIDIEN, considerada a rede de padaria bistrô mais charmosa do mundo, possui mais de 170 unidades localizadas em 30 cidades de 19 países, incluindo Estados Unidos, França, Alemanha, Holanda, México, Espanha, Turquia, Suíça, Inglaterra, Brasil e até Emirados Árabes Unidos, alcançando um faturamento superior a US$ 120 milhões.

Você sabia?
A maioria das unidades da rede LE PAIN QUOTIDIEN, famosas por seus cafés da manhã, almoços e lanches da tarde, não abrem para o jantar (as lojas fecham geralmente às 6 da tarde), além de proibirem o fumo no ambiente.
O cardápio da rede, com muitas opções de alimentos orgânicos, lista as calorias de cada um dos pratos.
A pronúncia do nome da rede sim, é complicada. Soa como: luh paN koh-ti-dyaN.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 16/7/2012

Nenhum comentário: