10.6.10

US AIRWAYS

A US AIRWAYS, talvez seja a menos conhecida das grandes companhias aéreas americanas. Mas, nem por isso deixa de ser um gigante dos ares, contando com uma rica história, extensa frota de modernos aviões que ligam seus passageiros à mais de 200 destinos no mundo, sem contar a fama de possuir os melhores pilotos da aviação americana.
-
A história
O início modesto do que seria uma das mais importantes companhias aéreas americanas começou em 1939 quando os irmãos Richard C. e Alexis Felix du Pont fundaram na cidade de Pittsburgh a All-American Aviation, uma pequena empresa que fazia entrega de correio aéreo na Pensilvânia ocidental e no vale do Ohio. Em 1949 a companhia mudou a sua designação para All American Airways e passou a realizar o transporte de passageiros, ainda que em pequena escala, utilizando uma aeronave DC-3. Em 1953 mudou novamente o seu nome para Allegheny Airlines. A partir deste momento a empresa cresceu muito rapidamente, aumentando suas rotas e adicionando em sua frota no ano de 1966 o famoso avião McDonnell Douglas DC-9, aumentando assim sua capacidade de transporte. Pouco depois, em 1968, adquiriu a Lake Central Airlines, expandindo suas rotas para as cidades de Dayton, Columbus e Cincinnati, estado do Ohio; Indianápolis, Indiana; e St. Louis, Missouri.
-
-
No início da década seguinte, em 1972, comprou a Mohawk Airlines, convertendo-se em uma das maiores companhias aéreas do noroeste dos Estados Unidos. A Allegheny Airlines voltou a mudar de nome em 1979 para USAir após a aprovação em congresso da lei de desregulamentação aérea, um ano antes. Isto permitiu que a companhia expandisse as suas operações para o sul do país em estados como Arizona, Texas, Colorado, Flórida, e pouco depois, Califórnia. Com a mudança de nome, houve também uma mudança de sede, da cidade de Pittsburgh para a capital Washington, D.C.
-
-
No início dos anos 80, suas rotas para o noroeste do país passaram a ser operadas pela Ransome Airlines, entre outras pequenas companhias. Pouco depois, no dia 28 de novembro de 1984, a companhia aérea foi a primeira a incorporar em sua frota o novo Boeing 737, pois necessitava de um avião com maior capacidade para servir as suas rotas em grande crescimento na Flórida. Neste mesmo ano lançou no mercado seu programa de milhagem. Em 1987, a empresa experimentou um crescimento espectacular, depois de comprar a Pacific Southwest Airlines (PSA) e a Piedmont Airlines. Estas duas fusões tornaram o Aeroporto Internacional Baltimore-Washington e o Aeroporto Internacional Charlotte/Douglas nos principais hubs da companhia aérea, tornando assim possível vôos para a costa Oeste e vôos transatlânticos para Londres.
-
-
No início dos anos 90, a companhia aérea aumentou os seus serviços para a Europa, oferecendo vôos para Londres, Paris e Frankfurt. A empresa formou novas sociedades: comprou 40% da Trump Shuttle que passaria a operar com o nome de USAir Shuttle e aceitou fazer um acordo com a British Airways, do qual resultou o nascimento da maior aliança entre companhias aéreas. Somente no dia 27 de fevereiro de 1997, a USAir adotou oficialmente o nome US AIRWAYS. Rapidamente a empresa iniciou a modernização de sua frota com a aquisição de aviões mais modernos e eficientes, visando, em conjunto com a mudança de nome, a elevar o perfil da companhia aérea no mercado global. Em 2000, a US AIRWAYS expandiu ainda mais suas rotas internacionais incluindo oito novos destinos para o continente europeu.
-
-
Sendo a maior companhia aérea a operar no Aeroporto Washington-Reagan, a US AIRWAYS sofreu enormemente com os atentados de 11 de Setembro de 2001. O desastre financeiro teve conseqüências devastadoras para a empresa: encerrou as atividades da subsidiária MetroJet, abandonou o Aeroporto Internacional Baltimore-Washington como seu hub principal demitiu mais de 1.000 funcionários, pedindo concordata no dia 11 de agosto de 2002. Graças a um empréstimo da Air Transportation Stabilization Board (Junta de Estabilização dos Transportes Aéreos), a US AIRWAYS conseguiu sair da concordata e voltou a operar lucrativamente. A US AIRWAYS começou o desmantelamento das sua antiga estrutura, optando por dedicar-se a vôos diretos entre as maiores cidades da Costa Leste, como o Aeroporto de Washington-Reagan, o Aeroporto de LaGuardia em Nova York e o Aeroporto de Fort Lauderdale, entre outros. Esta opção por vôos mais diretos já tinha sido adotada por muitas outras companhias aéreas anteriormente, como forma de aproveitar as rotas mais lucrativas.
-
-
Em setembro de 2005, a US AIRWAYS realizou uma fusão com a America West Airlines, fundada em 1983, para se tornar a quinta maior companhia aérea dos Estados Unidos. Combinando a sua notoriedade na Costa Leste e os pontos fortes da America West Airlines na Costa Oeste, a US AIRWAYS, que manteve seu nome, mas mudou sua sede para o estado do Arizona, passou a ter uma rede de 10 transportadoras aéreas regionais, incluindo duas subsidiárias em propriedade exclusiva, a US Airways Express e a US Airways Shuttle (encerrou suas operações recentemente), ganhando assim eficiência e podendo oferecer a seus clientes muito mais opções. Nos anos seguintes a companhia aérea continuou renovando sua frota, para se tornar mais eficiente e menos custosa, além de incrementar sua malha com novos destinos, tanto nos Estados Unidos como no exterior.
-
-
O grande herói
No dia 15 de janeiro de 2009, o vôo 1549 da US AIRWAYS, um Airbus A320 que decolou do aeroporto de La Guardia (Nova York) para Charlotte na Carolina do Norte, precisou fazer um pouso de emergência nas águas geladas do Rio Hudson cinco minutos depois. A aeronave ficou submersa nas águas rio até a altura das janelas. Após a queda, os passageiros concentraram-se sobre as asas do avião à espera de resgate. Graças a habilidade do piloto Chelsey Sullenberger, todas as 155 pessoas a bordo sobreviveram, sofrendo apenas pequenas escoriações. Estava comprovada mais uma vez a fama da companhia aérea em possuir os melhores pilotos americanos em atividade.
-
-
O marketing nos ares
Uma das principais ferramentas de marketing na indústria moderna da aviação é a pintura dos aviões, que podem ser considerados verdadeiros outdoors voadores. A US AIRWAYS se utiliza desta ferramenta em algumas aeronaves de sua frota para realizar pinturas especiais e temáticas. Quatro dessas aeronaves tem pinturas de equipes profissionais de futebol americano, que representam cidades importantes na história da constituição da US AIRWAYS: Pittsburgh (Steelers), Charlotte (Panthers), Filadélfia (Eagles) e Phoenix (Cardinals). Além disso, em homenagem ao estado do Arizona, onde a companhia aérea está sediada, a US AIRWAYS possui dois aviões com pinturas especiais.
-
-
A evolução visual
Quando assumiu o nome de US AIRWAYS em 1997, a companhia aérea apresentou sua nova identidade visual: uma bandeira americana estilizada (logotipo) e adotou as cores vermelha, branca, azul e cinza. Recentemente, após a fusão em 2005 com a American West Airlines, a identidade visual foi completamente reformulada: o logotipo foi apenas retocado e os aviões ganharam novas cores, com predominância para a branca, em substituição ao azul-marinho e cinza.
-
-
Os slogans
Fly with US. (2005)
Clear Skies Ahead. (2003)
Together We Fly. (2002)
Get On Board. (2001)
Where I Fly the Flag. (2000)
-
-
Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 1939
● Fundador:
Richard C. e Alexis Felix du Pont
● Sede mundial: Tempe, Arizona
● Proprietário da marca: US Airways Group Inc.
● Capital aberto:
Sim
● Chairman & CEO: Doug Parker
● Presidente: Scott Kirby
● Faturamento: US$ 10.4 bilhões (2009)
● Lucro: - US$ 205 milhões (2009)
● Valor de mercado: US$ 1.4 bilhões (junho/2010)
● Hubs principais:
Aeroportos Internacionais de Phoenix, Philadelphia e Charlotte
● Programa de Milhagem: Dividend Miles
● Passageiros transportados: 51 milhões (2009)
● Frota:
356
● Destinos: 206
● Presença global: + 30 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 31.400
● Segmento:
Aviação
● Principais produtos:
Aviação comercial
● Subsidiárias: US Airways Shuttle e US Airways Express
● Slogan:
Fly with us.
● Website:
www.usairways.com
-
A marca no mundo
Atualmente a US AIRWAYS, juntamente com suas subsidiárias, disponibiliza aproximadamente 3.200 partidas diárias para 206 destinos em mais de 31 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, México, Europa, Caribe, América do Sul e Oriente Médio. Tudo isso amparada por uma moderna frota de 356 aeronaves e uma equipa dedicada de aproximadamente 31.400 profissionais que dá anualmente as boas-vindas a 51 milhões de passageiros. Atualmente, para o Brasil a US AIRWAYS oferece um vôo diário e direto entre seu hub em Charlotte e o Rio de Janeiro, utilizando um equipamento Boeing 767 na rota. A subsidiária US EXPRESS conta ainda com uma frota de 295 aeronaves, incluindo jatos regionais e aviões de propulsão turbo.
-
Você sabia?
No dia 4 de maio de 2004 a US AIRWAYS se tornou o décimo-quarto membro da maior aliança de companhias aéreas do mundo, a Star Alliance.
-
-

As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).
-
Última atualização em 10/6/2010

Nenhum comentário: