9.3.11

JAMESON IRISH WHISKEY


Se você acha que o licor Bailey’s, a cerveja Guinness, o leite de excepcional qualidade, o trevo de quatro folhas, o duende e São Patrício (St. Patrick’s, em inglês) são os símbolos culturais e históricos mais fortes da Irlanda, acertou. Mas, não totalmente. Acrescente a essa célebre lista o uísque JAMESON, que por sua suavidade e uma fusão dos sabores baunilha, madeira de carvalho e mel, com um toque picante, de caramelo e avelã, agrada paladares tanto de homens como de mulheres no mundo inteiro. 

A história 
Tudo começou em 1780 quando o escocês John Jameson adquiriu a pequena destilaria de Bow Street, localizada na cidade irlandesa de Dublin, e passou a fabricar seus próprios uísques seguindo o método irlandês de destilação. Sua preocupação em produzir um uísque de qualidade superior era tamanha que ele comprou os melhores equipamentos da época, só utilizava ingredientes selecionados (tradição que perdura até os dias de hoje) e uma única fonte de água (no caso o Rio Liffey, em Dublin), e selecionava pessoalmente a cevada e os barris de carvalho (John foi um dos primeiros a usar barris de xerez para maturar seus uísques), não importando quanto custariam. Além disso, enquanto os uísques escoceses eram destilados duas vezes, ele em sua incessante busca pela qualidade máxima submetia o JAMESON IRISH WHISKEY a um processo de tripla destilação. O resultado de tanto cuidado era um uísque extremamente suave e saboroso, muito agradável ao paladar.


Nesta década, os homens e mulheres que trabalhavam na destilaria tinham os melhores salários e condições de trabalho da cidade, assim como tempo com o próprio chefe. John acreditava que compartilhar seus lucros, tempo e espírito com cada trabalhador estimulava a sua lealdade e eles, por sua vez, devolviam a gentileza fabricando um uísque melhor. Na verdade, cada garrafa levava dois homens carregando barris e equilibrando o rótulo, como um tributo aos homens e mulheres que produziam o uísque. Em 1810, seu filho, John II, expandiu a destilaria John Jameson & Son, que se tornou uma das maiores e mais importantes da Irlanda.


John Jameson faleceu em 1823 e seus descendentes deram continuidade ao lema de família: “Sine Metu” (“Sem Medo”), frase presente no brasão estampado em cada rótulo da garrafa do uísque até os dias de hoje. Esse lema foi conferido à família Jameson, graças à bravura demonstrada ao combater os piratas em alto mar, no século 16. Nos anos seguintes, seu outro filho, John III, tratou de expandir a marca JAMESON pelos mercados internacionais, ampliou o negócio globalmente, tornando-se um dos maiores fabricantes de uísque do mundo. Quando John IV assumiu, no início dos anos de 1900, a John Jameson & Son Whiskey já era conhecida mundialmente. O uísque JAMESON fez grande sucesso até a guerra da independência da Irlanda, em 1919, quando o uísque irlandês sofreu o boicote do império britânico (a Commonwealth que incluía Austrália, Canadá, e Índia). As dificuldades aumentaram ainda mais quando começou a vigorar em 1920 a Lei Seca nos Estados Unidos (período no qual a fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas foram banidas nacionalmente), mercado que pelo grande número de imigrantes irlandeses era um dos mais importantes para marca. Somente com a revogação da lei em 1933 a marca voltou a crescer no mercado americano.


Passadas as dificuldades, nas décadas seguintes, seu sabor suave e harmonioso permitia uma variedade de combinações, desde drinques clássicos à inovadores, fazendo com que a popularidade e também a demanda pelo uísque crescesse no mundo inteiro. Uma dessas combinações, em virtude da versatilidade do uísque, foi à principal responsável por tornar o JAMESON tão popular: o irish coffee (café irlandês), fusão do café e do uísque irlandês coberto com uma camada de creme de leite fresco ou chantilly, que segundo a lenda surgiu em 1942, no bar do restaurante do aeroporto em Foynes, na Irlanda. Além disso, por ser um uísque menos marcante, se tornou comum o consumo em drinques, acompanhado, por exemplo, de suco de cranberry e gelo. Vivendo momentos atribulados na década de 1960, a JAMESON uniu forças com suas rivais Cork Distillers e John Powers para formar o Irish Distillers Group em 1966.


A marca irlandesa foi adquirida pelo grupo francês Pernod Ricard em 1988, e nos anos seguintes ganhou força internacional, aumentando sua distribuição e investindo em campanhas publicitárias para se tornar uma marca global. Além disso, ampliou sua linha de produtos com o lançamento de novos uísques. O resultado: em 1995, as vendas do uísque irlandês chegaram aos 10 milhões de garrafas, ajudando à JAMESON a ingressar no seleto grupo das 100 marcas de bebidas alcoólicas mais valiosas do mundo. Em 2004 a JAMESON foi eleita como a marca de uísque de mais rápido crescimento no mundo, com suas vendas atingindo, em 2006, 2 milhões de caixas. Além disso, foi o uísque que mais cresceu no mercado americano na última década; e recentemente apresenta grande crescimento em mercados importantes do segmento como Rússia, África do Sul e França. Além disso, a marca irlandesa iniciou o lançamento de edições com embalagens limitadas, algumas delas criadas por grandes designers e artistas.


A marca organiza uma das maiores festas do mundo no dia de São Patrício (Saint Patrick’s Day), batizada de Jameson Global Party, que acontece simultaneamente em 20 países, como Irlanda, África do Sul e Bulgária. Tudo isso com transmissão ao vivo pela internet, através das mais diferentes redes sociais. Além disso, patrocina o The Jameson Dublin International Film Festival, criado em 2003, e que já é considerado um evento internacional dos mais importantes no segmento, atraindo cinéfilos de todas as partes do mundo e vários artistas famosos. Nesse festival internacional de filmes, o cinema é visto como arte e recebe obras de vários países, apesar do foco ser filmes irlandeses. Hoje em dia, a JAMESON acredita que aperfeiçoou a arte de fabricar o suave uísque irlandês. Mas, no que diz respeito aos drinques, a marca busca constantemente barmens de todo o mundo para descobrir formas novas e instigantes de desfrutar o melhor dos uísques irlandeses.


O mais famoso uísque dos irlandeses 
Dificilmente os irlandeses aceitarão, sem demonstrar uma ponta de ofensa, a insinuação de que o uísque escocês possa ser melhor. Se você pensa que o uísque nasceu na Escócia, está redondamente enganado. Na verdade ele surgiu na vizinha Irlanda. E as diferenças são grandes. Nem a grafia é igual: “whiskey” (para irlandeses) e “whisky” (para escoceses). Aliás, o termo é proveniente justamente de uma palavra irlandesa (“uiske beatha”) que significa em gaélico “água da vida”. Mas as diferenças vão muito além de uma simples letra. O uísque irlandês é destilado três vezes, enquanto grande parte da bebida escocesa passa duas vezes pelo processo. Outra característica marcante do irlandês: o uísque mistura dois tipos de cevada, sendo que um deles germina na água, preservando aroma e sabor leves. Além disso, o uísque é descansado em barris onde já estiveram bebidas de bourbon, jerez e vinho do porto. Rivalidades, diferenças e polêmicas à parte, o JAMESON é o uísque irlandês mais vendido do mundo e um dos mais populares do segmento.


Atualmente a marca oferece uma ampla variedade de uísques: 
Jameson Original: é o carro-chefe da marca irlandesa, um uísque original envelhecido por no mínimo 5 anos e produzido desde 1780. 
Jameson 12 Year Old Special Reserve: uísque irlandês envelhecido por no mínimo 12 anos. 
Jameson 18 Year Old Limited Reserve: criado em 2002, este excepcional uísque envelhecido 18 anos é a mais pura tradução da alta qualidade da destilaria irlandesa. 
Jameson Select Reserve: os mestres destiladores selecionam cuidadosamente uma grande proporção de uísque irlandês de alambique com um raro uísque de grão em pequenos lotes, maturados em barris de bourbon carbonizados, fazendo com que o uísque adquira notas aromáticas de madeira carbonizada, especiarias profundas e frutas exóticas. 
Jameson Gold Reserve: uísque criado em 1996 e envelhecido em barris de carvalho americano virgem. 
Jameson Rarest Vintage Reserve: edição limitada e extremamente exclusiva dos melhores e mais raros uísques da destilaria. 
Jameson Signature Reserve: uísque que pode ser encontrado nos Duty Free dos principais aeroportos do mundo.


A destilaria 
A Old Jameson, a destilaria original da tradicional marca, está localizada no centro da cidade de Dublin, sendo um dos marcos culturais mais preservados pelos irlandeses. Apesar do uísque JAMESON ser somente misturado e engarrafado aqui, a destilaria é mais uma espécie de museu, bar e restaurante, que oferece visitas guiadas que abordam a história da marca explicando as características únicas do uísque irlandês (incluindo seu exclusivo método de fabricação), traçando comparativos com outros uísques famosos (escoceses e americanos) e até permitindo a degustação. O tour, batizado de Jameson Experience, começa com um vídeo e uma pequena apresentação que conta uma breve história do uísque JAMESON na Irlanda. Nos outros estágios da visita é possível ter informações detalhadas sobre a história e processo de fabricação do uísque, incluindo como os barris, que são selecionados de forma especial, transformam algumas das características dos diferentes uísques JAMESON. E por último a degustação do tradicional uísque, puro ou com outros ingredientes não alcoólicos.


A destilaria ainda oferece uma loja com produtos e lembranças da marca, um bar (chamado JJ) e um restaurante (3rd Still), localizado no mezanino. A destilaria também hospeda e promove eventos corporativos, coquetéis e lançamentos, além de promover o “Irish Nights”, que acontece de abril a outubro. É uma noite que inclui o tour da destilaria e depois um jantar (entrada, prato principal e sobremesa) acompanhados de música e dança típicas ao vivo.


A evolução visual 
A identidade visual da marca irlandesa passou por algumas atualizações ao longo dos anos.


Os slogans 
Taste above all else. (2012) 
Easygoing Irish. (2009) 
It could just be the taste. (2004) 
Jameson Irish Whiskey. What’s the Rush? 
The spirit of Ireland. 
Not a drop is sold till it’s seven years old.


Dados corporativos 
● Origem: Irlanda 
● Fundação: 1780 
● Fundador: John Jameson 
● Sede mundial: Dublin, Irlanda 
● Proprietário da marca: Irish Distillers Limited 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Pernod Ricard S.A.) 
● CEO: Anna Malmhake 
● Master Destilador: Brian Nation 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 120 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Maiores mercados: Estados Unidos, aeroportos, Rússia e Irlanda 
● Funcionários: 400 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Uísques irlandeses 
● Concorrentes diretos: Tullamore Dew, Bushmills, Kilbeggan, Jack Daniel’s e Jim Beam 
● Ícones: A tripla destilação 
● Slogan: Taste above all else. 

A marca no mundo 
Hoje em dia JAMESON, uísque irlandês mais famoso do mundo e líder absoluto em sua categoria (com aproximadamente 65% de participação de mercado no mundo), está presente em mais de 120 países, com vendas anuais superior a 4.7 milhões de caixas (com 9 garrafas). A cada segundo são consumidas 20 doses do uísque JAMESON no mundo; isto significa que a cada dia 6 mil garrafas do uísque “evaporam” de sua destilaria. Os maiores mercados da marca são Estados Unidos, “Travel Retail” (aeroportos), Rússia, Irlanda, África do Sul, França, Reino Unido, Austrália e Canadá. Atualmente o uísque é fabricado em uma única destilaria, a Midleton Distillery, na região de Cork, mas misturado e engarrafado na Old Jameson, destilaria original da marca localizada no centro da cidade de Dublin. 

Você sabia? 
Durante quatro anos consecutivos (2008-2011) o bar, na verdade um pub, que mais vendeu JAMESON no mundo estava localizado na cidade de Minneapolis, estado de Minnesota. Eram aproximadamente 22 garrafas do uísque irlandês todos os dias. 
Um proeminente membro da família Jameson foi Guglielmo Marconi, pioneiro do rádio. A mãe dele era irlandesa e neta do fundador da tradicional destilaria JAMESON. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 16/10/2015

3 comentários:

marcas e patentes disse...

Seu blog é ótimo com informações inovadoras e colocadas de uma forma gostosa de se ler, parabéns e sucesso!!!!

natalia disse...

parabéns pelo o seu blog!

JORGE RUSSO disse...

Excelente matéria sobre o Jameson. Sucesso com o blog!