23.10.11

LOWE'S


A rede americana LOWE’S é um verdadeiro paraíso para quem precisar reformar, equipar e até mesmo decorar a casa com estilo e eficiência. Com suas lojas amplas e sempre muito bem sinalizadas, que vendem desde ferramentas básicas até eletrodomésticos, a rede se tornou um exemplo bem sucedido dentro do competitivo mercado varejista americano.

A história
Tudo começou com H. Carl Buchan, sócio de uma pequena loja de ferramentas e ferragens chamada Lowe’s North Wilkesboro Hardware, fundada em 1921 pelo seu sogro, Lucius S. Lowe. Logo após a Segunda Guerra Mundial, em 1946, com a enorme demanda por construções e reformas de casas nos Estados Unidos, ele resolveu transformar a pequena loja localizada na pacata cidade de North Wilkesboro, estado da Carolina do Norte, que com a ajuda de seu cunhado James Lowe como sócio, passou a vender materiais para construção e reformas em geral. Negociando diretamente com os fabricantes, e assim eliminando os intermediários, eles podiam oferecer sempre preços mais baixos.
  
A segunda loja foi inaugurada em 1949 na cidade de Sparta, também localizada no estado da Carolina do Norte. Em 1952, por divergências em relação ao plano de expansão da pequena rede, Carl Buchan acabou comprando a parte de seu cunhado e se tornou o único proprietário do negócio. E rapidamente começou a expandir a empresa, inaugurando em 1955 outras lojas em cidade do estado, como por exemplo, Asheville, Charlotte e Durham. Em 1960, quando Carl Buchan morreu repentinamente aos 44 anos vítima de um ataque cardíaco fulminante, seu time de executivos, liderados por Robert Strickland e Leonard Herring, assumiu o comando dos negócios, abriu o capital da empresa, que já em 1962 contava com 21 lojas e faturava US$ 32 milhões.
  
Nos anos seguintes a rede continuou a se expandir pela região sudeste do país. Durante este período, os consumidores demonstraram enorme preferência por seus produtos e uma grande lealdade pela marca, fazendo com que as vendas crescessem assustadoramente. Além disso, a rede desenvolveu estreito relacionamento com construtores e empreiteiros, que se tornaram clientes extremamente importantes. A década de 80 foi marcada por momentos difíceis para a LOWE’S, especialmente pela feroz concorrência de gigantes do setor, como a The Home Depot, que adotou o formato de grandes lojas (Mega Stores). Por outro lado, a LOWE’S resistia em adotar esse formato, acreditando que como suas lojas estavam localizadas em pequenas e médias cidades as grandes unidades se tornariam inviáveis financeiramente. Porém a partir de 1994, a LOWE’S antecipando-se as necessidades de seus consumidores, e focando seus negócios no consumidor doméstico ávido por realizar pequenas reformas, começou a melhorar o ambiente de suas lojas com a adoção do formato Mega Store e oferecer uma ampla e variada seleção de produtos, incluindo uma completa linha de eletrodomésticos, móveis para jardim e piscina, objetos de decoração e louças sanitárias. Nos anos seguintes a rede inaugurou lojas em inúmeros estados americanos a um ritmo frenético, fincando presença em grandes e médias cidades.
  
A partir da virada do novo milênio, a marca ganhou popularidade devido aos milhões de dólares investidos em patrocínios na NASCAR, categoria mais popular do automobilismo americano. A expansão internacional da rede começou no final de 2007 com a inauguração de uma loja na cidade canadense de Hamilton, localizada na província de Ontário. Não demorou muito para outras unidades serem inauguradas em solo canadense. No mês de fevereiro de 2010, a rede deu continuidade ao seu agressivo plano de expansão internacional com a inauguração de duas lojas no México, oferecendo assim uma nova opção no segmento de construção e decoração.
  
As lojas
Ao longo dos anos, não somente o formato de suas lojas sofreram modificações, como também as fachadas (acompanhe a evolução na imagem abaixo). Hoje em dia, cada loja da LOWE’S oferece em média mais de 40.000 produtos, possuí 2.5 mil metros quadrados de área de venda, divididos em 20 seções, que vendem desde ferramentas básicas, tintas, materiais para carpintaria até eletrodomésticos, sendo que este setor é cada vez mais responsável pelo crescimento da empresa. A LOWE’S, como toda grande varejista americana, oferece mais de uma dúzia de marcas próprias que englobam tintas, lâmpadas, ferramentas, produtos para banheiro, materiais elétricos e móveis para jardim.
  
A evolução visual
A identidade visual da marca passou por pequenas alterações ao longo dos anos, assumindo uma imagem mais simples e limpa.


Os slogans
Never Stop Improving. (2011)
Let’s Build Something Together. (2006)
Improving Home Improvement.
Lowe’s Knows.


Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 1946
● Fundador: H.Carl Buchan
● Sede mundial: Mooresville, North Carolina
● Proprietário da marca: Lowe’s Companies, Inc.
● Capital aberto: Sim (1961)
● Chairman & CEO: Robert Niblock
● Faturamento: US$ 50.2 bilhões (2011)
● Lucro: US$ 1.82 bilhões (2011)
● Valor de mercado: US$ 34.2 bilhões (setembro/2012)
● Lojas: 1.748
● Presença global: 3 países
● Presença no Brasil: Não
● Funcionários: 161.000
● Segmento: Varejo
● Principais produtos: Ferramentas, eletrodomésticos e material de construção
● Concorrentes diretos: The Home Depot e Menards
● Slogan: Never Stop Improving.
● Website: www.lowes.com

A marca no mundo
Hoje em dia a LOWE’S, segunda maior rede americana no segmento de materiais para reforma, construção e decoração, possui aproximadamente 1.750 lojas nos Estados Unidos, Canadá e México, atendendo semanalmente 15 milhões de consumidores. Atualmente a LOWE’S é a segunda maior rede americana na venda de eletroeletrônicos, perdendo apenas para a Sears. O site da empresa recebe mais de 7 milhões de visitas todos os meses. A LOWE’S ocupa a posição de número 54 no ranking feito pela revista Fortune das 500 maiores empresas americanas (em faturamento) de 2012.

Você sabia?
A LOWE’S é bastante conhecida internacionalmente pelo estreito relacionamento com seus fornecedores, que inclusive, participam de 41% dos plano-gramas - produção de mapas de layout das lojas - realizados pela rede varejista. Desde que a empresa começou a mudar a sinalização de suas lojas e a rever o sortimento de produtos, as vendas cresceram em média 18%.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 26/9/2012

2 comentários:

Anônimo disse...

Corrija lá no tópico "As Lojas", ao Longo do anos, em vez de ao logo....

No mais o site é perfeito, é o meu preferido, visito sempre para ver as novidades. Até.

Victor disse...

Belíssimo blog.