1.3.18

CLARKS


De habilidosos designers a técnicas e tecnologias de produção pioneiras, a tradicional britânica CLARKS, que já calçou músicos como Nick Cave, Bob Dylan ou Robbie Williams, é especializada em calçados anatômicos para o conforto dos pés para todas as ocasiões. Para uma marca com quase 200 anos de uma rica história, todos merecem calçar um bom sapato. Por isso, os amantes de calçados que aliam conforto e estilo conhecem bem a marca CLARKS. 

A história
Tudo começou com Cyrus Clark, filho de fazendeiros, que abriu uma pequena oficina de tapetes feitos com lã de ovelha e pele de carneiro na modesta vila de Street, em Somerset, na Inglaterra. Em 1825, juntamente com a ajuda de seu irmão John, e para aproveitar os restos de lã e pele dos tapetes eles produziram os primeiros pares de calçados (na verdade uma espécie de pantufa feita com pele de ovelha) para serem utilizados dentro de casa, sendo maleável e incrivelmente agradável de calçar. Somente pouco depois, em 1830, esses calçados começaram a serem produzidos em grande quantidade e lançados com o nome de Brown Peter. Esses calçados foram um sucesso e permaneceram em produção por mais de 100 anos. Em 1833, com seu irmão definitivamente como sócio, a empresa passou a se chamar C&J Clark. Até então, as pantufas representavam mais de um terço do faturamento da empresa. Na próxima década, as vendas desses calçados cresceram, totalizando 12 mil pares por ano no início de 1840. A empresa também aproveitou outro subproduto da pele de ovelha, adicionando em sua linha de produto meias de lã. O crescimento da empresa foi auxiliado também pelas crenças Quaker da família. Como membros da Sociedade de Amigos, a família conseguiu aproveitar as conexões pessoais e comerciais em todo o Reino Unido e o Império Britânico, e a marca CLARKS rapidamente se tornou um nome proeminente no segmento de calçados no Reino Unido.


O negócio, no entanto, sofreu dificuldades nos anos seguintes, especialmente quando a demanda pelas pantufas despencou e quase levou a empresa à falência. Por isso, em 1863, a decisão tomada foi entregar o comando para William Stephens Clark, filho de James. O jovem tornou-se a força motriz para o crescimento da empresa no próximo século. Sob a nova geração da família, a empresa começou a recorrer a técnicas mais industrializadas, incluindo a adição de máquinas de costura Singer, que permitiram o aumento dos níveis de produção e também que a CLARKS começasse a experimentar novos projetos de calçados. Estes foram inicialmente vendidos sob um novo nome, Torbrand. No início da década de 1890, os experimentos de design levaram ao desenvolvimento de sapatos que seguiram mais de perto as linhas do pé. A CLARKS lançou então no ano de 1893 sua nova linha de sapatos, batizada de “Hygienic” e que se baseava na anatomia natural dos pés. O sucesso desse estilo de calçado levou a empresa a se especializar nos chamados sapatos de “conforto”.


A próxima geração da família se juntou ao negócio no início do século 20 e adotou processos de fabricação mais modernos, técnicas de produção em massa e incorporou novos materiais e novas tecnologias, incluindo técnicas para fabricar solas e palmilhas para melhorar o conforto dos sapatos. Em 1920, a empresa abandonou o nome Torbrand e colocou seu próprio nome em seus calçados, que passaram a se chamar CLARKS. Durante esta década, a marca respondeu às mudanças da moda no setor, particularmente no segmento feminino, e lançou novos sapatos e botas. Na década seguinte, a empresa começou a se expandir além da fabricação e controle de seu mercado de distribuição, o que resultou na aquisição de uma rede de lojas de calçados, rebatizada como Peter Lord, em 1937. A rede cresceu a nível nacional operando aproximadamente 180 lojas.


Após a Segunda Guerra Mundial, a CLARKS teve ainda mais sucesso, já que começou a exportar seus produtos. Um fator importante no sucesso da marca durante esse período veio com o lançamento da Desert Boot (foto abaixo), uma criação de Nathan Clark (bisneto de James), que se tornou parte da próxima geração a assumir a direção da empresa. Como ele havia servido no Exército Britânico na Índia durante a Segunda Guerra Mundial, se inspirou em botas trazidas do Egito por vários oficiais. Foi então que Nathan trouxe o design inicial, que apresentava uma parte superior de camurça em uma sola de borracha crepe, para a empresa. A primeira bota de cano curto Desert Boot foi produzida em 1946, mas foi somente em 1950 que a CLARKS lançou o modelo no mercado, que se tornou um sucesso imediato. A Desert Boot, com seu aspecto que remetia às areias do deserto, também expandiu a base de consumidores da marca, tradicionalmente direcionada para um cliente mais velho. A marca alcançou um novo sucesso em 1965 com o lançamento de outro design de calçado popular: o Wallabee, um sapato baseado no estilo do mocassim (de camurça e com uma sola única feita a partir de borracha crepe) que se tornou um clássico no segmento de calçados de conforto.


Enquanto isso, ainda na década de 1960, a CLARKS também começou a construir uma reputação mundial no segmento de calçados infantis, tornando-se um dos primeiros fabricantes a fornecer sapatos que levavam em consideração as particularidades dos pés das crianças. A empresa já investia há muito tempo no desenvolvimento de novas tecnologias, como por exemplo, um processo para a vulcanização de solas de borracha diretamente sobre as partes superiores do couro, isto ainda na década de 1950. Já na década de 1970, começou a trabalhar com o recém-desenvolvido material poliuretano, que sendo leve e resistente foi incorporado aos novos projetos de sola. No final desta década, a empresa deu continuidade ao processo de expansão internacional. Especialmente em 1978, quando a CLARKS voltou-se para o mercado americano através da fabricante Hanover. Um ano depois, realizou outra aquisição significativa, ao comprar a varejista Bostonian, fundada em 1899 e extremamente forte nos Estados Unidos. As duas aquisições deram à CLARKS uma base de fabricação com produção de aproximadamente 1.5 milhões de sapatos por ano e uma operação de varejo com mais de 500 lojas em todo Estados Unidos.


Nos anos de 1980, a CLARKS começou a perder mercado no Reino Unido e Estados Unidos, principalmente pelo enorme aumento da concorrência em seu setor. Depois de analisar suas operações a empresa passou por um programa de reestruturação completo em 1986, que incluiu encorajar uma série de executivos antigos a se aposentar antecipadamente para substituí-los por funcionários mais jovens. Com isso a empresa contratou Lawrence Tindale para ocupar o cargo de presidente, sendo primeira vez que alguém de fora da família Clark assumiu a liderança dos negócios. Foi então que a empresa começou a reposicionar sua operação de varejo, lançando um novo conceito de loja, a CLARKS SHOP, em uma tentativa de recuperar mercado. No final desta década, a empresa, devido aos altos custos de produção, foi forçada a começar a transferir suas unidades de produção para o exterior, o que foi acelerado na década seguinte. Além disso, a CLARKS também começou a fortalecer o design de seus calçados em um esforço para recuperar sua posição de mercado, particularmente no segmento feminino. E ainda nesta década a marca lançou o clássico Nature, um calçado inovador cujo estilo variava entre o esportivo e casual.


Nos anos seguintes, a CLARKS começou a adotar modelos de sapato mais modernos, ao mesmo tempo em que renovava seus formatos de lojas de varejo. Além disso, iniciou novos esforços de marketing para ampliar o apelo da marca, o que resultou no lançamento da campanha “Act your shoe size, not your age”, que ajudou também a renovar o interesse na botas Desert Boot, que foi adotada por uma nova geração de estrelas pop britânicas. E também criou uma linha de acessórios compostas por cintos, bolsas e carteiras. No início do novo milênio a CLARKS novamente voltou seu foco para expansão internacional, especialmente na Alemanha. A partir de 2010 a marca voltou seus esforços para a expansão na Índia e no enorme mercado chinês com a abertura de centenas de lojas. Mais recentemente a marca lançou a Trigenic Flex, uma linha de calçados inspirada nas mais avançadas tecnologias esportivas, mas projetada para um estilo de vida casual, que combina a inovação com artesanato especializado. Além disso, a marca vem constantemente fechando parcerias com renomados designers para lançar edições limitadas de seus maiores ícones.


Desde o início a CLARKS sempre pensou de forma diferente. E também faz as coisas diferentes. Do primeiro calçado criado pelos irmãos Clark em 1825 para o primeiro sapato em forma de pé do mundo, ou passando pelas coleções infantis disponíveis em diversos tamanhos e várias opções de largura, a marca britânica sempre quis democratizar a utilização de calçados de alta qualidade e conforto para o maior número de pessoas.


Os slogans 
Shoemakers since 1825. 
British shoe makers since 1825. (2011) 
Enjoy every step. (2008) 
Clarks. Shoes designed for living. (2006) 
Be your own label. (2005) 
Clarks. Shoes to live in. (2004) 
For all the places you’ll go.


Dados corporativos 
● Origem: Inglaterra 
● Fundação: 1825 
● Fundador: Cyrus e James Clark 
● Sede mundial: Street, Somerset, Inglaterra 
● Proprietário da marca: C. & J. Clark International Ltd. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Mike Shearwood 
● Faturamento: £1.65 bilhões (2016/2017) 
● Lucro: £19.9 milhões (2016/2017) 
● Lojas: 1.000 
● Presença global: 75 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Funcionários: 15.350 
● Segmento: Calçados 
● Principais produtos: Sapatos, botas, sandálias, tênis e acessórios 
● Concorrentes diretos: Geox, Hush Puppies, Camper, Timberland, Ecco, Aldo e Woodland 
● Ícones: As botas Desert Boot 
● Slogan: Shoemakers since 1825. 
● Website: www.clarks.com 

A marca no mundo 
Atualmente a CLARKS, uma das maiores empresas produtoras de calçados do mundo, comercializa uma ampla linha de sapatos, botas, tênis casuais e sandálias (para homem, mulher e criança), além de acessórios como cintos, meias, carteiras e bolsas, em mais de 75 países através de 1.000 lojas (incluindo franqueadas) e outros milhares de pontos de vendas em grandes varejistas. Com faturamento anual superior a £1.65 bilhões (dados de 2016/2017) a marca vende 55 milhões de pares de calçados todos os anos. A cada 1 minuto a CLARKS vende 105 pares de calçados no mundo inteiro. 

Você sabia? 
Os históricos arquivos da empresa contem mais de 22 mil modelos de calçados, alguns deles revolucionários e icônicos, e outros tantos que marcaram diversas gerações. 
Atualmente descendentes da família Clark detém 80% da tradicional empresa. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 1/3/2018

2 comentários:

Anônimo disse...

Boa tarde, poderiam postar a história da Duas rodas industrial, não a muitas informações sobre ela na internet. Obrigado. Fsn

gabriel mauricio lopes da cruz disse...

Como é possível não ter clark wallabee aqui no Brasil há mais de três anos que eu procuro ,nada!!!