7.9.19

ELO


A bandeira brasileira de cartões Elo se consolidou no mercado como uma marca confiável e acessível, se diferenciando pela sua modernidade, flexibilidade, proximidade e que todos possam ter. Sinônimo de brasilidade, Elo ousou desafiar grandes marcas mundiais, como Visa e Mastercard, em um segmento extremamente competitivo. Com o objetivo de ser uma marca robusta e abrangente, a Elo oferece uma ampla variedade de produtos e serviços destinados a todos os públicos. Tudo para você aproveitar o que a vida tem de melhor. 

A história 
O nome Elo foi utilizado pela primeira vez em 1968 quando o banco Bradesco foi o responsável pela emissão do primeiro cartão de crédito brasileiro, que funcionava apenas como representante para atender aos turistas estrangeiros portadores dos cartões BankAmericard (a futura Visa) que visitavam o país. Foi somente no dia 30 de março de 2011 que três grandes bancos brasileiros, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, resolveram formar uma parceria para apresentar ao mercado uma bandeira de cartão inovadora e 100% brasileira. A meta era ambiciosa: conquistar 15% do mercado brasileiro de cartões até 2015. A aceitação era nacional, com mais de 1 milhão de lojistas aptos a aceitar a nova bandeira, todos da rede da Cielo. A Caixa Econômica Federal era a responsável por emitir Elo inicialmente como cartão de débito.


Inicialmente o cartão Elo tinha como foco o público de baixa renda, incluindo aqueles que recebiam benefícios sociais do governo pela Caixa Econômica Federal, como o Bolsa Família. Os três bancos utilizaram uma estratégia diferente para vender a bandeira de cartões Elo. Além da tradicional rede de agências bancárias, o cartão foi oferecido ao público por meio de promotores de venda, casas lotéricas e telefone. Com essa estratégia, o objetivo era atrair principalmente pessoas sem acesso ao sistema bancário, estimadas em mais de 40 milhões de brasileiros na época. Pouco depois Elo lançou seu cartão de crédito. Já em agosto do mesmo ano ELO havia alcançado a marca de 1 milhão e meio de cartões emitidos. Em 2014 a empresa lançou um novo produto no mercado: o cartão Elo Mais. Usando o slogan “Novo Cartão Elo Mais. Usou, ganhou pontos a mais”, o novo cartão tinha como vantagem um acúmulo diferenciado de pontos nos programas de relacionamento dos bancos emissores, cujos clientes poderiam trocar por passagens de avião, smartphones, entre outros produtos e serviços. No final deste ano, Elo já tinha 64 milhões cartões em circulação no Brasil.


Pouco depois, em 2015, Elo lançou sua linha de produtos premium, com o Elo Grafite e o Elo Nanquim, cartões que tinham como foco o público de alta renda e que traziam benefícios exclusivos, como programa de pontos, wi-fi no Brasil e no mundo, acesso a salas vips, seguro viagem e muito mais. O ano de 2016 foi histórico para a marca Elo. Isto porque, no dia 26 de julho a compra de uma gravata no valor de US$ 195, em uma loja de departamento americana, por Eduardo Chedid, presidente da bandeira de cartões de pagamento, se tornou a primeira operação da bandeira Elo fora do país. A internacionalização da marca Elo foi possível por meio de uma pareceria com a Discover Financial Services, que atua ao mesmo tempo como banco e bandeira nos Estados Unidos. Graças a essa associação da Discover com outros emissores nacionais ao redor do mundo, Elo passou a ser aceito em mais de 185 países. E não se tratava apenas de atender a quem viaja. Metade das transações de brasileiros com cartão em moeda estrangeira é de pessoas que não estão usando passaporte: compram em sites fora do país para receber os produtos em casa. Com isso, Elo se transformou na bandeira de cartões para um mundo conectado, permitindo assim a emissão de milhões de cartões internacionais com a marca brasileira.


Em 2017, Elo apresentou crescimento: atingiu 115 milhões de cartões emitidos; o número de transações ultrapassou R$ 130 milhões; pontos-de-venda que aceitam os cartões atingiu 7.5 milhões de estabelecimentos; além de conquistar 12% de participação de mercado no Brasil. Um ganho e tanto para uma marca tão jovem em um mercado dominado por grandes players internacionais. Em 2018, reforçou seu portfólio de cartões corporativos e voltados à alta renda ampliando sua parceria com a americana Discover com o lançamento do Elo Diners Club. Mais recentemente, Elo ingressou em um novo segmento com o lançamento dos cartões pré-pago, que podem ser carregados pela internet. Em 2019, a Caixa Econômica Federal, em parceria com a bandeira Elo, lançou um novo cartão de crédito para aposentado ou pensionista do INSS, com menos de 75 anos, que quer curtir a vida com toda a segurança. A marca também atua fortemente no segmento corporativo, oferecendo cartões empresariais como o Elo Agro, com crédito exclusivo para o empresário de agronegócio, pois com ele o agricultor pode financiar máquinas agrícolas, insumos e matérias-prima para seus negócios, sem precisar ir ao banco e pegar um empréstimo.


A identidade visual 
A identidade visual da marca Elo também pode ser aplicada sobre fundos coloridos, como mostra a imagem abaixo.


Os slogans 
Vai na sua. Vai com Elo. (2019) 
Você é o que você quer ser. Aconteça. (2017) 
É o seu cartão.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Lançamento: 30 de março de 2011 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Elo Participações S/A 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Eduardo Chedid 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 190 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Financeiro 
● Principais produtos: Cartões de créditos e débito 
● Concorrentes diretos: Visa, Mastercard, American Express e Good Card 
● Slogan: Vai na sua. Vai com Elo. 
● Website: www.elo.com.br 

A marca no mundo 
Atualmente, com mais de 125 milhões de cartões emitidos em todo o Brasil, a Elo oferece produtos e serviços para consumidores e empresas, nas modalidades de crédito, débito, pré-pago e benefícios. Aceito em 7.5 milhões de estabelecimentos em todo o território nacional, Elo também é a primeira bandeira nacional com aceitação internacional. Por meio de parceria com a rede Discover, os cartões Elo podem ser usados para compras em 190 países e territórios em mais de 42 milhões de estabelecimentos, além de saques em 1.8 milhões de caixas eletrônicos em todo o mundo. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Veja, Época Negócios e Exame), jornais (Meio Mensagem, Estadão, Correio Braziliense, Folha e O Globo), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 7/9/2019

Nenhum comentário: