6.11.12

BLUE MAN GROUP


Eles são enigmáticos, altos, calvos e sobem ao palco com roupas pretas e as cabeças e mãos pintadas de azul. Este é apenas o cartão de visitas do BLUE MAN GROUP, que oferece ao público de todas as idades um espetáculo envolvente e performático. O grupo é considerado uma das mais instigantes manifestações artísticas mundiais deste século e se tornou uma verdadeira máquina de ganhar dinheiro, sendo apontado como um dos mais bem-sucedidos exemplos de economia criativa no mundo.

A história
O início do BLUE MAN GROUP conta com uma história curiosa: Chris Wink e Matt Goldman se tornaram grandes amigos durante o ensino médio em Manhattan. Porém na universidade, eles seguiram caminhos diferentes: Wink foi para Universidade Wesleyan enquanto Goldman foi para a Universidade Clark. Após se formarem, em 1984, os dois voltaram a se encontrar em Nova York e mais tarde, em 1986, conheceram Phil Stanton, que recém havia se mudado da Geórgia. Foi então, que em 1987, eles resolveram fundar o BLUE MAN GROUP e criar seu próprio espetáculo de rua, baseado em um único personagem, o Blue Man (Homem Azul). O primeiro show, realizado em 1988 no Central Park, recebeu o título de “Funeral dos Anos 80” (“The Funeral for the 80s”): um manifesto questionando o crescimento da mentalidade individualista e incentivando o coletivo. No início de carreira, os três amigos dividiam todas as tarefas. Para conseguir dar conta da criação, produção e performance em diferentes pontos da cidade (eles faziam apresentações em boates, galerias e eventos), trabalhavam 14 horas por dia, todos os dias, sem descanso. Nos primeiros meses, os shows deram prejuízo, mas eles foram em frente assim mesmo.


A história desse performático trio começou a mudar quando Meryl Vladimer, então diretor artístico do CLUB La MaMa, assistiu ao trabalho dos seres azuis em um espetáculo de variedades apresentado por Tom Murrin. Encantado com a apresentação ele pediu para que o grupo criasse um espetáculo completo. O resultado foi o show TUBES, que conseguiu persuadir críticos de teatro a escreverem resenhas favoráveis. O show era realizado por três seres humanoides com roupas pretas que cobriam todo o corpo, exceto mãos e cabeças, que eram calvas e completamente pintadas de azul através de um tipo especial de maquiagem. A primeira apresentação ocorreu em 1991 no La MaMa, e pouco depois o espetáculo se instalou no Astor Place Theater (até hoje em cartaz e um dos mais aplaudidos e assistidos da cidade). Depois disto, o sucesso do grupo cresceu de forma astronômica e rendeu diversas premiações ao BLUE MAN GROUP.


Depois dos três amigos terem assinado um contrato com dois produtores, que detiveram os direitos sobre o grupo por três anos, em 1993, para recuperar o controle sobre as atividades, eles fundaram a BLUE MAN PRODUCTIONS. Afinal, cuidar dos negócios e das performances sozinhos seria impossível. Por isso, passaram a contratar atores para encarnar o BLUE MAN, e criaram um método de ensino para isso. Esse movimento deu escala ao grupo, que pode se apresentar em vários locais ao mesmo tempo, incluindo espetáculos fixos. Além disso, para manter tudo sob controle, nomearam diretores associados, encarregados de garantir a qualidade de todos os shows e aparições. Enquanto isso, os fundadores se concentraram em criar novos produtos e fazer o negócio crescer mundialmente. Com isso, o show estreou em Boston (1995) e Chicago (1997). Em 1999 o BLUE MAN GROUP lançou seu primeiro álbum (intitulado “Audio”), com músicas instrumentais que incluíam sons dos exóticos instrumentos desenvolvidos pela trupe. O disco foi indicado ao Grammy Awards.


No começo do novo milênio, o grupo estreou seu maior espetáculo fixo em Las Vegas (que ficou em cartaz até 2005), apresentado no Luxor Theater, com capacidade para 1.200 pessoas. Em 2003 foi lançado o segundo disco, chamado “The Complex”. De sonoridade mais rock, mas com a inventividade característica do grupo, o disco contava com vocais de convidados especiais, como por exemplo, Dave Mathews. Ainda este ano, eles realizaram sua primeira turnê mundial, “The Complex Rock Tour”, que foi totalmente registrada em DVD e lançada no ano seguinte. Em 2004 o grupo estreou espetáculos fixos em Toronto e Londres, que ficaram em cartaz por dois anos. Em 2006, o BLUE MAN GROUP estreou o espetáculo na cidade de Berlim na Alemanha, onde encontrou uma das comunidades mais ativas de fãs.


Além de levar o show para diferentes partes do planeta, os integrantes do grupo criaram novos produtos: idealizaram um show de rock para espaços maiores, lançaram CDs e DVDs, escreveram trilhas sonoras para filmes e programas de televisão, além de assinarem contratos de publicidade extremamente rentáveis, como por exemplo, com a Intel (onde os homens azuis estrearam como protagonistas de suas campanhas em 2001) e a TIM (da qual eles são garotos-propaganda desde 2008). A segunda turnê mundial, batizada de “How to Be a Megastar Tour 2.0”, estreou no dia 26 de setembro de 2006. No ano seguinte o BLUE MAN GROUP instalou um espetáculo fixo dentro do CityWalk, uma área de entretenimento localizada nos parques da Universal em Orlando. Além disso, dando continuidade a sua expansão internacional, o BLUE MAN GROUP instalou um espetáculo fixo em Tóquio (encerrado recentemente).


Desde 2010, o BLUE MAN GROUP apresenta todas as noites um espetáculo que combina música, teatro, comédia e multimídia, em uma forma única de entretenimento, a bordo do luxuoso transatlântico EPIC da Norwegian Cruise Lines. No dia 10 de outubro de 2012, o grupo estreou seu mais majestoso espetáculo fixo no luxuoso Monte Carlo Resort and Casino em Las Vegas. A partir de 2013, o BLUE MAN GROUP contará com mais um integrante e ele será brasileiro. Para ser um “Blue Man” o candidato deve ter entre 1,77 cm e 1,88 cm de altura, um bom porte físico, idade entre 25 e 35 anos e conhecimentos de música e artes cênicas.


Os espetáculos do BLUE MAN GROUP são reconhecidos internacionalmente por sua originalidade, execução, beleza musical e visual, e principalmente por poder ser apreciado por pessoas de todas as idades, de todos os idiomas e culturas. São conhecidos por interagirem com o público durante as apresentações inclusive distribuindo uma proteção plástica para quem senta na primeira fileira, uma forma de evitar espirros de substâncias utilizadas ao longo do show, porém sempre mantendo a característica do grupo, dos seres que não falam ou expressam sentimentos. No início de suas carreiras, os integrantes do grupo costumavam falar com as pessoas após o espetáculo, ainda maquiados de azul, respondendo perguntas e dando autógrafos. Mais tarde foi definido que eles não deveriam falar e sim permanecer como o personagem durante todo o período em que estiverem de maquiagem. Atualmente o autógrafo é somente um borrão de tinta azul e quando apresentados a uma nova forma de tecnologia (como um telefone celular ou tablet, por exemplo) eles simplesmente ficam estáticos observando o objeto.


Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 1987
● Fundador: Chris Wink, Matt Goldman e Phil Stanton
● Sede mundial: New York City, New York
● Proprietário da marca: Blue Man Productions, LLC
● Capital aberto: Não
● CEO & Presidente: Willy Burkhardt
● Faturamento: US$ 250 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Presença global: + 75 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 750
● Segmento: Entretenimento
● Principais produtos: Shows, produtos licenciados e músicas
● Concorrentes diretos: Cirque Du Soleil, The Blues Brothers e Stomp
● Ícones: Os homens azuis
● Website: www.blueman.com

A marca no mundo
Atualmente o BLUE MAN GROUP é uma organização criativa que produz espetáculos teatrais misturando comédia, música e elementos multimídias, em várias cidades do mundo, quer seja através de turnês mundiais ou espetáculos fixos (Boston, Chicago, Las Vegas, Nova York, Orlando, Berlin, além de um show no transatlântico Epic da Norwegian Cruise Lines). A empresa também realiza a produção de trilhas sonoras para cinema e televisão. O grupo, em parceria com o Boston Children’s Museum mantém uma área específica onde ocorre a apresentação (interativa) “Making Wave”. Hoje em dia existem aproximadamente 60 homens azuis e 50 músicos que participam de seus espetáculos pelo mundo. Seus shows são vistos por mais de 60 mil pessoas por semana, gerando uma receita de US$ 3.54 milhões. Até 2011, mais de 25 milhões de pessoas já tinham sido “testemunhas” das performáticas apresentações do grupo. A marca BLUE MAN GROUP está presente, incluindo, produtos licenciados, turnês mundiais e campanhas publicitárias, em mais de 75 países.

Você sabia?
Em 2007, foi inaugurada a BLUE SCHOOL, uma instituição de ensino para crianças do jardim de infância até a quarta série. A escola tem a ideia de transformar os alunos em participantes engajados, usando a criatividade e o aprendizado sócio-emocional como pontos centrais da experiência de ensino.
O BLUE MAN GROUP tem sua própria saudação, chamada de “Blue Man Salute”, que é feita levantando os braços no ar.
O grupo se apresentou no Brasil em 2007 e 2009, com o espetáculo “How to Be a Megastar Tour 2.0”, lotando casas de espetáculo no Rio de Janeiro e São Paulo.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Newsweek, BusinessWeek, Time e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 6/11/2012

Um comentário:

Arjuna Dojo disse...

Tinha procurado aqui nesse blog sobre o Blue Man Group há pouco tempo, e agora já tem um excelente post.
Fico constantemente surpreso com a qualidade desse blog, não sou o primeiro nem serei o último mas quero deixar meus parabéns pelo trabalho que tem sido feito aqui!