25.5.24

KAHLÚA®


Nascido na cidade portuária de Veracruz, o licor Kahlúa® tem a versatilidade como uma de suas características, além de seu aroma marcante e sabor único. Cor marrom intensa e sedutor aroma de grãos de café agridoces e castanhas torradas, o popular licor de café há quase nove décadas é ingrediente de destaque em vários drinques clássicos ao redor do mundo e perfeito para qualquer ocasião. 

A história 
Tudo começou na década de 1930 no México, quando o especialista em rum Señor Blanco, os Irmãos Alvarez - famosos produtores de café - e o químico Montalvo Lara resolveram seguir suas intuições para criar um novo produto, um licor de café. Blanco teve a excelente ideia, os irmãos entraram com os grãos de café arábica cultivados na área rural da cidade de Veracruz, enquanto Montalvo foi o químico responsável por transformar a ideia em realidade. Após diversas pesquisas e testes, em 1936 eles lançaram no mercado o licor de café Kahlúa®. Alguns dizem, que a escolha do nome tem origem em línguas árabes antigas onde a palavra “kahlúa” seria uma gíria para café. Já outros, acreditam que seja a variação de uma palavra indígena Náhuatl que significa “Casa do Povo Acolhua” - uma referência às populações indígenas astecas que foram os primeiros habitantes do leste do México. Feito com grãos de café 100% arábica e rum de alta qualidade, sua sedutora cor caramelo, sabor marcante e rico do verdadeiro café preto, Kahlúa® teve uma boa aceitação entre os mexicanos.
   

Em 1940, apenas quatro anos após seu lançamento, a empresa foi vendida para José Junco Blanco e Kahlúa® cruzou a fronteira sendo comercializado pela primeira vez no mercado americano, onde não demorou para que o licor se popularizasse. E isso se deveu a dois fatores: a paixão dos americanos por café e a qualidade única do produto que chegava aos bares do país. Ainda nesta década, em 1948, na cidade de Bruxelas, seria criado o primeiro drinque famoso utilizando o licor como ingrediente: Black Russian, uma mistura exótica de vodca e Kahlúa®, que ganhou espaço entre a aristocracia europeia. Na década de 1950, Jules Berman, que trabalhava na empresa, foi o responsável pela criação dos primeiros anúncios publicitários da marca, que ressaltavam a rica herança mexicana e incluía figuras peculiares, o que chamou a atenção do público para a marca Kahlúa®.
   

A popularidade de Kahlúa® começou a aumentar, especialmente em território americano, quando o licor de café passou a ser usado como ingrediente no preparo de drinques que se tornariam populares. Como por exemplo, em 1955 quando na cidade californiana de Oakland foi criado o drinque White Russian, uma mistura perfeita de licor de café, vodca e creme de leite fresco, proporcionando assim um visual atrativo e um sabor que seria reverenciado por muitas celebridades. A sua popularidade global foi inspirada pelas famosas “Kahlúa® Ladies”, uma revolucionária equipe de gestão formada apenas por mulheres - era liderada por Maria del Pilar Gutierrez Sesma - uma raridade na época (para não mencionar nos dias atuais), que na década de 1960 começou a espalhar a marca desta bebida de sabor rico e marcante nos Estados Unidos e em outros países.
   

O ano de 1977 seria marcado pela criação em Calgary, no Canadá, de um drinque que novamente impulsionaria a marca mexicana: o B-52, formado por uma parte de licor Kahlúa®, uma parte de Baileys (conheça essa outra história aqui) e uma parte de licor de laranja. Como consequência da crescente popularidade e o ingresso em diversos mercados mundiais nas décadas anteriores, Kahlúa® se tornou o licor de café mais vendido no mundo em 1980 . Nesta década também foi criado - em 1983 - o clássico Espresso Martini, pelo bartender inglês Dick Bradsell à pedido de uma futura supermodelo, outro drinque que catapultaria às alturas a popularidade e revitalizaria da marca.
  

A década de 1990 foi marcada pela presença do licor Kahlúa® em dezenas de filmes, séries e clipes, contribuindo para construir uma imagem ainda mais forte e marcante ao redor do mundo. Essa presença nas telas se deve muito ao coquetel White Russian, consagrado no clássico filme “O Grande Lebowski”. Em 2002 ocorreu o lançamento da primeira variação, inicialmente vendida somente em lojas de Duty Free nos Estados Unidos, Canadá e Austrália. Mais caro e sofisticado Kahlúa® Especial possuía teor alcoólico de 36%, baixa viscosidade, sabor de café mais intenso e era menos doce que a versão original. Pouco depois, em 2005, Kahlúa® passou a fazer parte do portfólio da Pernod Ricard (saiba mais aqui), empresa francesa de bebidas alcoólicas proprietária de outras marcas famosas como a vodca Absolut (conheça essa história aqui), o uísque Ballantine’s (saiba mais aqui) e o licor Malibu (conheça essa outra história aqui).
  

Nos últimos anos a marca Kahlúa® iniciou uma forte ampliação de seu portfólio com o lançamento de versões aromatizadas de seu tradicional licor de café, como por exemplo, Hazelnut (2008), com aroma de avelã torrada; Mocha (2009), com baunilha natural e chocolate amargo; Mint Mocha (2010), com um toque de chocolate e menta; Cinnamon Spice (2011), com acentuado sabor de canela; Midnight (2012), rum com licor de café e graduação alcoólica de 35%; Salted Caramel (2015), com um leve toque agridoce; Chili Chocolate (2016), com um leve toque de chocolate picante; Vanilla (2017), com um fascinante sabor de baunilha; Blonde Roast Style (2020), de corpo mais leve com delicadas notas cítricas; além de edições limitadas como Pumpkin Spice, com um toque de abóbora e especiarias; e Gingerbread, que combina gengibre fresco com o licor de café original.
  

A marca também resolveu explorar a tendência crescente de consumo de misturas de bebidas alcoólicas em latas pronta para o consumo. Com isso, em 2018 ingressou em um novo segmento de mercado com o lançamento do Kahlúa® Espresso Martini, a mistura do tradicional drinque (com 4,5% de álcool) para ser saboreada no conforto de casa, feita com ingredientes cuidadosamente selecionados para proporcionar a sensação do clássico drinque recém-batido. E isso somente foi possível graças à técnica de esferas de nitrogênio que são ativadas com a abertura da lata. O resultado é um Espresso Martini igualmente saboroso, mas com uma espuma um pouco diferente do convencional. Essa linha foi ampliada em 2020 com o Kahlúa® Nitro Cold Brew, feito com rum, licor de café e café frio 100% Arábica. Além disso, em 2022 se uniu à Nestlé Coffee Mate® (conheça essa história aqui), tradicional marca de creme (líquido) para aromatizar café, trazendo o sabor distinto de Kahlúa® ao produto, criando assim maneira ousada e doce de revigorar uma simples xícara de café.
   

Elaborado sem pressa 
Dizem que as melhores coisas levam tempo. Com Kahlúa®, não seria diferente. O processo de produção de Kahlúa® é composto por sete longos anos e com diversas etapas que incluem: cultivo, colheita, secagem, descanso, destilação e mistura (quando o café perfeitamente torrado encontra o rum e eles descansam juntos por 4 semanas). Dos processos, o que demanda mais tempo é a obtenção dos grãos de café perfeitos, o que pode levar até seis anos. Cada grão de café 100% arábica usado para fazer Kahlúa® é cultivado em plantações à sombra de quatro comunidades agrícolas remotas na região costeira mexicana de Veracruz e colhido a dedo. Hoje, as 300 toneladas de café verde de qualidade premium utilizadas todos os anos para produzir Kahlúa® são de origem sustentável e têm preços justos. Kahlúa® também tem 100% de rastreabilidade de seu café ao longo de cada etapa da cadeia de abastecimento. Vale ressaltar que a marca trabalha em estreita colaboração com os agricultores de quatro comunidades locais em Veracruz (Ocotempa, Atempa, Oxtotitla e Coxititla) para ajudá-los a adotar métodos agrícolas mais sustentáveis e melhorar suas condições de vida.
    

A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas remodelações ao longo dos anos. Inicialmente na cor marrom, o logotipo iria adotar as tradicionais cores vermelha e amarela e novas tipografias de letra ao longo dos anos, mas sempre mantendo bordas arredondadas, proporções um tanto incompatíveis e as pernas das letra K e A estendidas. Isto até 2021, quando a marca reformulou radicalmente sua identidade visual que apresentou nova tipografia de letra, um tom de vermelho mais escuro, além da substituição do acento na letra U por um grão de café estilizado na cor marrom. Mas em outubro de 2023, a marca retomou as suas origens e remodelou novamente o logotipo, que apresentou uma nova tipografia de letra, tons mais vivos para as cores características e um novo design para o acento da letra U, abandonando assim o grão de café estilizado.
  

O popular e reconhecível logotipo da marca Kahlúa® também pode ser aplicado em um fundo amarelo, como mostra a imagem abaixo.
  

A tradicional garrafa de Kahlúa® também evoluiu ao longo dos anos, apesar de manter o design tradicional, mas com pequenas alterações, que evoca uma típica villa mexicana. Já os rótulos sempre mantiveram as clássicas cores vermelha e amarela como características centrais, mas evoluíram com símbolos e elementos maias e asteca que visam homenagear a herança mexicana da marca e exibir informações adicionais sobre o conteúdo do café. Após passar por uma remodelação em 2021, o atual design da garrafa de Kahlúa® foi apresentado no final de 2023.
  

Os slogans 
Kahlúa®. Stir Up. (2023) 
Stir Up Your Routine. (2021) 
Mixing things up since 1936. (2014) 
Explore your curiosity. (2008) 
Unleash it. (2002) 
Celebrate the moments of your life. (1994)
  

Dados corporativos 
● Origem: México 
● Lançamento: 1936 
● Criador: Señor Blanco, Montalvo Lara e os irmãos Alvarez 
● Sede mundial: Veracruz, México 
● Proprietário da marca: Pernod Ricard S.A. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Alexandre Ricard 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 80 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Licores de café 
● Concorrentes diretos: Tia Maria, Kamora, J. F. Haden’s, Baileys, Carolans, Sheridan’s, Mozart, Amarula, Gabriel Boudier, Lauterer Luft e Godiva Chocolate Cream 
● Slogan: Kahlúa®. Stir Up. 
● Website: www.kahlua.com 

A marca no mundo 
Kahlúa®, licor de café mais vendido no mundo, comercializa sua completa linha de produtos em mais de 80 países (foi lançado oficialmente no Brasil em 2019). Entre os principais mercados da marca estão Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Coréia do Sul, China e Austrália. O licor de café, fabricado pela Pernod Ricard, anualmente registra volume de vendas superior a 1.8 milhões de caixas (de 9 litros). Kahlúa® é a sexta marca de licor mais vendida no planeta. 


Você sabia? 
Desde 2004 o teor alcoólico de Kahlúa® é de 20%; enquanto versões anteriores tinham 26.5%. 
A marca e seus entusiastas comemoram no dia 27 de fevereiro o National Kahlúa® Day, que inclui diversas atividades como transmissões ao vivo de preparo de coquetéis, brindes e muito mais nas redes sociais. 
Kahlúa® é utilizado como ingrediente para preparar coquetéis ou pode ser consumido puro ou com gelo. Também é usado como ingrediente para sobremesas ou como cobertura para sorvetes, bolos e cheesecakes. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas).  


Última atualização em 25/5/2024 

O MDM também está no Instagram. www.instagram.com/mdm_branding/

16.5.24

AIR WICK®/BOM AR®


Há mais de 80 anos, Air Wick® (conhecido no Brasil como Bom Ar®) vem trazendo a milhões de lares uma sensação de frescor com a ajuda do que a natureza tem a oferecer. Com isso, proporciona à milhões de consumidores no mundo a oportunidade de contar uma história de suas casas ou ambientes por meio de fragrâncias autênticas inspiradas na natureza. 

A história 
Tudo começou com o advogado e inventor americano Guy Sherman Paschal, que no acanhado porão de sua casa no Bronx, em Nova York, realizou pesquisas e desenvolveu uma fórmula eficaz de um desodorizador, produto para eliminar maus odores. Com isso, em 1940, Paschal fundou a empresa AirKem para comercializar seu novo produto e utilizá-lo industrialmente. Mas foi somente no ano de 1943 que o produto foi lançado no mercado americano com o nome de Air Wick®. Inicialmente Air Wick® era um desodorizador líquido em uma variedade de fragrâncias, que funcionava por evaporação com a ajuda de um pavio. O novo produto alegava eliminar os odores, e não apenas mascará-los, usando clorofila em sua formulação. Como um dos primeiros desodorizadores para ambientes domésticos do mundo, Air Wick® rapidamente se tornou popular entre as donas de casa ao fornecer á milhares de lares americanos ar fresco e agradavelmente perfumado, eliminando odores indesejáveis como de fritura, cigarros ou de animais de estimação.
  

Depois de perfumar milhões de casas americanas, em 1953 Air Wick® foi lançado no Canadá, Austrália e em diversos mercados europeus. Já nessa época, Air Wick® também oferecia desodorizadores na versão spray (aerossol) com fragrâncias florais, facilitando assim a aplicação do produto. No final desta década Air Wick® já estava presente em mais de 60 países ao redor do mundo. Devido ao enorme sucesso da marca, em 1974, a Air Wick Company foi adquirida pela farmacêutica suíça Ciba-Geigy, atualmente conhecida como Novartis (conheça essa história aqui).
   

A década de 1970 também foi marcada pelo lançamento de novas fragrâncias e novas aplicações do produto, como por exemplo, Air Wick® Solid (que eliminava odores e perfumava constantemente o ambiente), Air Wick® Carpet Fresh (pó para ser despejado no tapete, que após passar o aspirador, eliminava odores e perfumava) e Air Wick® Stick Ups®, pequenos saches para serem afixados em paredes, especialmente na cozinha e no banheiro, para eliminar maus odores. Existia até uma versão para ser afixada na parte interna da geladeira para remover maus odores de alimentos.
   

Em dezembro de 1984, a Reckitt & Colman - conhecida atualmente como Reckitt e proprietária de produtos populares como o inseticida SBP (conheça essa história aqui), os limpadores multiuso Veja (saiba mais aqui) e o tira-mancha Vanish (conheça essa outra história aqui) - desembolsou US$ 200 milhões para assumir a marca Air Wick®. Sob nova gestão, nos anos seguintes a marca investiu no desenvolvimento de novas fragrâncias, melhoria na formulação - incluindo a eficaz remoção de odores e maior fixação dos aromas -, o lançamento de novos produtos (como velas aromáticas) e um aumento expressivo na verba de comunicação, além do ingresso em novos mercados mundiais. Entre os lançamentos de maior sucesso da marca está o Air Wick® Freshmatic® (2008), um difusor automático com temporizador, que permite exalar fragrâncias automaticamente em intervalos predefinidos.
   

Em 2015 surgiu Air Wick® Pure, lançado inicialmente na França como o primeiro desodorizador aerossol da marca sem adição de água, que proporcionava uma experiência de fragrância excepcional com menos resíduos úmidos. Pouco depois, em 2017, a marca lançou o Air Wick® V.I.Poo, spray para ser aplicado diretamente na água do vaso sanitário, antes da utilização, para bloquear os maus odores. Já em 2019, ocorreu o lançamento do Air Wick® Essential Mist, um difusor premium com design moderno que atende à demanda por uma fragrância doméstica menos artificial e mais natural, e cuja tecnologia exclusiva espalha silenciosamente uma fina névoa de óleo essencial no ambiente.
   

Outra inovação foi lançada em 2020 com a linha Botanica by Air Wick®, criada com ingredientes mais naturais e de origem responsável - cuja colheita é feita respeitando o nosso planeta - e embalagens mais sustentáveis. A nova linha - que oferece difusor, spray e até velas aromáticas - apresentou fragrâncias exclusivas que capturam a essência da beleza da natureza, entre as quais baunilha, magnólia do Himalaia, lavanda francesa, flor de mel, abacaxi tropical e alecrim tunisiano. Outra novidade é a linha Vibrant by Air Wick®, que oferece uma nova coleção de óleos perfumados, infundida com duas vezes mais óleos essenciais naturais.
  

Já no Brasil, o produto foi lançado por volta dos anos de 1990 pela Atlantis, uma então subsidiária da Reckitt Benckiser, com a marca Bom Ar®. Apesar de, em um passado recente, a divisão brasileira tentar alinhar com a identidade global da marca, quando inclusive passou a se chamar Bom Ar® Air Wick, a partir do final de 2020 a marca voltou a sua origem e passou novamente a se chamar somente Bom Ar®, trazendo mais protagonismo ao nome tão reconhecido pelos brasileiros por sua qualidade e tradição no mercado. Rapidamente a linha de aerossóis Bom Ar® conquistou os consumidores brasileiros ao eliminar os odores desagradáveis da casa e manter o ar fresco e perfumado em qualquer ambiente.
  

Nas décadas seguintes, Bom Ar® introduziu fórmulas cada vez mais avançadas para remover odores desagradáveis (de peixe, alho, urina de animais domésticos, umidade, cigarro, entre outros), além de fragrâncias calmantes e encantadoras que remetem à memórias e sensações, como por exemplo, Lavanda, Cheirinho de Limpeza, Flores de Jasmim, Frescor do Campo, Flor de Algodão, Jardim de Peônia, Chuva de Pétalas e até Cheirinho de Talco. A marca também ampliou sua linha de produtos com o lançamento das versões spray automático (elimina maus odores e mantém a casa automaticamente perfumada por até 70 dias), Click Spray (pequeno spray manual afixado nas paredes dos banheiros e lavabos), difusor elétrico (para ser colocado na tomada) e difusor de varetas (um item discreto para a decoração da casa, pois possui um design elegante que se encaixa em qualquer lugar perfumando qualquer ambiente). 
  

Como marca inovadora em perfumadores de ambientes, Bom Ar® sempre apresenta novas soluções e fragrâncias. É justamente por isso que o amplo portfólio inclui, entre outros, sprays automáticos, difusores elétricos, aerossóis, entre outros itens. Tudo para que milhões de consumidores tenham certeza de que suas casas estarão sempre fresca, convidativa e um reflexo de sua personalidade.
   

Especialista em Fragrâncias 
Air Wick®/Bom Ar® é a marca especialista em fragrâncias para o ambiente. É através de análises de tendências de mercado, estudos de ingredientes, e atenção ao consumidor que a marca consegue desenvolver fragrâncias capazes de criarem várias experiências sensoriais, já que são inspiradas na natureza. Durante o processo, todos os componentes são respeitados e manipulados com cuidado para que milhões de consumidores possam usufruir das fragrâncias da forma como desejar: seja para transmitir sua personalidade, criar um clima diferente para sua casa ou até resolver problemas com maus odores. Com dispositivos inovadores projetados para entregar aromas cuidadosamente misturados, consumidores podem aproveitar o melhor da natureza no conforto do seu lar através de uma ampla variedade de fragrâncias.
  

Sempre ligada à natureza 
Com o propósito de promover a conexão das pessoas com a natureza, a marca Bom Ar® aproxima a sociedade do meio ambiente não apenas através de suas fragrâncias, mas também com o apoio à proteção de ecossistemas brasileiros. Por isso, a marca firmou em outubro de 2021 uma parceria com o WWF-Brasil (conheça essa outra história aqui), para apoiar a proteção de dois importantes biomas brasileiros: o Cerrado e a Mata Atlântica. O projeto inclui ações de restauração de ecossistemas e mobilização de públicos diversos sobre a importância da natureza na vida de todas as pessoas. A parceria, também promove a Restaura Natureza - Olimpíada Brasileira de Restauração de Ecossistemas - que mostra de forma prática as razões para regenerar tanto a natureza quanto a conexão das pessoas com ela e, assim, restaurar o equilíbrio da vida humana no planeta. Até 2024 foram investidos R$2 milhões para fortalecer as iniciativas de restauração de atores locais, o plantio de 100 mil mudas em áreas degradadas, entre outras ações para promover conscientização e engajamento pela proteção da natureza brasileira.
  

E como parte desta parceria com a WWF, em 2022 foi lançado Bom Ar® Difusor Elétrico Frescor da Mata, inspirado na Mata Atlântica, sendo a natureza em sua forma mais pura traduzida em uma fragrância fresca de notas cítricas brilhantes, verdes e de águas transparentes que transmite o frescor da mata desde a primeira impressão.
   

A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos. O logotipo original de Air-Wick® (escrito assim) em vermelho foi criado pelo aclamado designer gráfico Paul Rand, responsável por outros logos icônicos de marcas como IBM (saiba mais aqui) e UPS (conheça essa história aqui). A primeira modificação aconteceu em 1961, quando ocorreu a eliminação do hífen e a adoção de uma nova tipografia de letra. Em 1971 o logotipo, além de voltar a ser vermelho, apresentou uma nova tipografia de letra. Esse logotipo seria modernizado em 1983 com a introdução de um símbolo e a adoção da cor preta. Após passar por remodelações radicais em 1992 e 1997, um novo logotipo foi adotado em 1999 e apresentou grandes mudanças: cor verde (que é tão associada à marca nos dias de hoje), nova tipografia e elementos. Esse logo passaria por modernizações em 2002 e 2005. A atual identidade visual foi adotada em 2010 e se tornou mais complexa (apesar de manter a tipografia de letra), incluindo o formato circular (com efeitos 3D) e diversas tonalidade de verde.
  

No Brasil, onde a marca é comercializada como Bom Ar®, o logotipo segue o padrão global, tendo como única diferença o nome.
   

Os slogans 
A Breath of Fresh Air Wick®. (2023) 
Fell Outside Inside. (2023) 
Let nature lift you. (2022) 
Connect to nature. (2020) 
Switch to Air Wick®. (2019) 
Scent move us. (2017) 
Home is in the air. (2014) 
The Craft of Fragrance. (2014) 
Something in the Air Wick®. (2011) 
It’s good to be home. (2006) 
Turn on the holiday spirit. (2004) 
Set it to the rhythm of your home. (2004) 
Fragrances that change your world. (2003) 
The world’s number one air-freshener. (1974) 
Like nature in a bottle. (1972) 
The beautiful way to keep the air beautiful. (1971) 
Keeps the air beautiful. (1970) 
Novos ares o tempo todo. (2023, Brasil) 
Deixe o poder da natureza transformar sua casa. (2021, Brasil) 
Fragrância que nos move. (2018, Brasil) 
Surpreenda-se com novos ares. (2013, Brasil)
  

Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Lançamento: 1943 
● Criador: Guy Sherman Paschal 
● Sede mundial: Slough, Inglaterra 
● Proprietário da marca: Reckitt Benckiser Group plc 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Kris Licht 
● Faturamento: US$ 800 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 80 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Higiene e limpeza 
● Principais produtos: Desodorizadores 
● Concorrentes diretos: Glade, Febreze, Renuzit, Oust, Great Scents, Citrus Magic, Airpure, Ambi Pur, Odonil, Lysol e Yankee Candle 
● Slogan: Novos ares o tempo todo. 

A marca no mundo 
Atualmente Air Wick®, marca vice-líder em desodorizadores de ambiente no mundo, comercializa sua completa linha de produtos - incluindo sprays (aerossóis), difusores automáticos, óleos perfumados, difusores de varetas e velas perfumadas - em mais de 80 países. A marca tem grande participação de mercado nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Brasil. Com faturamento anual estimado em US$ 800 milhões, Air Wick® é líder nas categorias líquidos elétricos e sprays automáticos em todo o mundo.

Você sabia? 
Assim como todos os grandes inventores, Guy Paschal também ajudou a instalar sistemas Air Wick® em hospitais militares, navios-hospital e trens no final da Segunda Guerra Mundial. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas).  


Última atualização em 15/5/2024 

O MDM também está no Instagram. www.instagram.com/mdm_branding/

4.5.24

COLEMAN®


A Coleman® acredita fielmente que o tempo passado ao ar livre reconecta as pessoas entre si e com o planeta, criando memórias inesquecíveis. À beira do lago, em uma pescaria, em um final de semana acampando, em um piquenique no parque ou em uma caminhada no meio de uma floresta, os equipamentos da Coleman® estão presentes em todos os lugares em que haja ar puro, natureza, amigos e aventuras. Então, pegue uma barraca, acenda a churrasqueira e puxe uma cadeira. Afinal, com a Coleman® o mundo ao ar livre espera por você. 

A história 
Durante uma viagem de negócios, o vendedor William Coffin Coleman (imagem abaixo) estava andando à noite pela calçada de uma cidade do Alabama quando ficou paralisado pelo brilho de uma lamparina a gasolina empoleirada na vitrine de uma drogaria. A luz branca e nítida permitiu que Coleman enxergasse claramente, apesar de sua visão fraca. O momento foi tão transformador que, no ano de 1900, na pequena cidade de Kingfisher, estado americano de Oklahoma, ele começou a comercializar lamparinas de pressão originalmente feitas para queimar gasolina. Como as vendas de lamparinas andavam decepcionantes, a empresa - chamada na época Hydro-Carbon Light Company - começou a fornecer um serviço de aluguel de iluminação para a população rural americana antes da eletrificação em massa. Ele oferecia contratos com a cláusula “No light, No pay” (em português “sem luz, sem pagamento”), conquistando assim muitos consumidores. O serviço acabou se expandindo para cidades no extremo oeste, como San Diego e Las Vegas. Em 1902, Coleman mudou a empresa para Wichita, estado do Kansas, já prevendo uma expansão para outros estados americanos.
   

Em 1903, William comprou os direitos da Efficient Lamp, melhorou seu design e começou a vendê-las como Coleman® Arc Lamp. No dia 6 de outubro de 1905, a pequena empresa ganhou destaque por fornecer essas lamparinas como demonstração para iluminar o primeiro jogo de futebol americano noturno a oeste do rio Mississippi, entre as universidades de Cooper (agora Sterling College) e Fairmount (Wichita State University). Em 1909 a empresa apresentou o primeiro modelo de lamparina de mesa portátil, uma espécie de abajur. Pouco depois, em 1912, devido ao sucesso de suas lamparinas, especialmente em áreas rurais, o Senhor Coleman mudou o nome da empresa para Coleman Lamp Company. Como o Senhor Coleman havia comprado a patente da tal lamparina, durante os anos ele foi aperfeiçoando o produto, e no ano de 1914, a empresa apresentaria a lamparina que a tornou famosa. Equivalente a 300 velas, a lamparina poderia iluminar os cantos mais distantes de um celeiro e fornecer boa luz em todas as direções por 100 metros, mesmo em condições climáticas adversas. Essa lamparina Coleman® estendeu o tempo de trabalho dos agricultores e pecuaristas, aumentando significativamente a produtividade. E mudou a vida na América rural.
   

Quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial, os países aliados solicitaram trigo e milho dos Estados Unidos para reabastecerem seus estoques. Percebendo a necessidade de uma luz confiável, brilhante e portátil para que os agricultores executassem as tarefas necessárias para a produção no campo, o governo americano declarou a lamparina Coleman® essencial para o esforços de guerra e forneceu a empresa dinheiro e materiais para produzi-las. Durante a Primeira Guerra Mundial, a empresa fabricou mais de um milhão de lamparinas para os agricultores americanos.
   

Com o fim da guerra, as pessoas tinham dinheiro e estavam prontas para se divertir. O automóvel não era mais uma novidade e os preços tornavam-os mais acessíveis para muitas famílias. E, com a mobilidade, surgiu o desejo de viajar e explorar, principalmente a vida ao ar livre. Apesar das estradas estarem melhores, não estavam repletas de acomodações (os motéis ainda não tinham sido criados), e acampar à beira da estrada ou em florestas se tornou popular. A Coleman percebeu isso e lançou em 1923 o fogão de acampamento dobrável de duas bocas, que rapidamente conquistou o público dos campings automotivos e foi parar nas varandas e pavilhões de caça, cabanas de férias e trailers. Junto com a lamparina, que de repente encontrou um novo mercado, o fogão de acampamento era o companheiro de viagem ideal para milhares de americanos. À medida que os mercados evaporavam devido à eletrificação rural generalizada, a Coleman® começou a diversificação de produtos e lançou fornos de piso a gás e aquecedores a óleo que lhe permitiriam sobreviver à Grande Depressão Americana na década de 1930. Sua capacidade de fabricação era agora considerável. Dizia-se que a Coleman® tinha o maior número de tornos de metal em funcionamento a oeste do Mississippi. Nessa década a Coleman® ultrapassaria seus concorrentes e dominaria o segmento de camping no mercado americano.
  

A Coleman® ganharia ainda mais relevância durante a Segunda Guerra Mundial quando criou a pedido do exército americano um fogão portátil que podia trabalhar de -51ºC a 65ºC e com todos os tipos de combustíveis, pesava aproximadamente 1,5 kg  e era menor que uma garrafa térmica de um litro. Eles foram transportados por todos os campos de batalha da Europa e do Pacífico. Apareceram em tendas, trincheiras e bombardeiros. Um artigo no Los Angeles Times afirmou na época: “Muitos soldados obtiveram calor para sobreviver e lutar mais um dia em um fogão Coleman®”. Ao todo, foram produzidos mais de um milhão desses fogões. Batizado de Coleman® GI Pocket Stove, tornou-se essencial na frente de batalha, descrito pelo famoso correspondente de guerra Ernie Pyle como uma das duas peças mais importantes de equipamento não-combate já desenvolvidos no esforço de guerra, sendo o outro o Jeep (conheça essa outra história aqui). Esse foi só o começo do sucesso e consolidação da marca mundialmente.
   

Após a guerra, a Coleman® resolveu explorar o crescente segmento de atividades ao ar livre e introduziu em 1954 uma caixa térmica de aço galvanizado, popularmente conhecido como cooler, permitindo assim conservar alimentos perecíveis ou gelar bebidas por um período longo em atividades ao ar livre. Com isso, a marca completaria o triunvirato de produtos (juntamente com a lamparina e o fogão portátil) que ainda hoje são sinônimos do seu nome. Apenas três anos mais tarde, a empresa revolucionou a indústria ao desenvolver um processo para fazer um revestimento plástico para coolers e garrafas térmicas. Nessa época os produtos Coleman® começaram a ser exportados para vários países ao redor do mundo.
  

Nas duas décadas seguintes, a Coleman® continuou ampliando sua linha de camping para incluir barracas, sacos de dormir, lanternas, utensílios de cozinha e aquecedores. A Coleman® obteve grande sucesso com seus equipamentos de camping - as vendas cresceram para US$ 134 milhões em 1970. No entanto, este crescimento não foi impulsionado apenas pelas mudanças nas exigências dos consumidores. A empresa evoluiu da produção de uma ampla gama de produtos para se concentrar principalmente no segmento de camping recreativo. Nesse processo, seu posicionamento de marca evoluiu para um fornecedor confiável de equipamentos resistentes e de alta qualidade. A Coleman® também conquistou os corações de canoístas e pescadores com uma linha específica de produtos, como a canoa RAM-X®, feita com uma formulação petroquímica revolucionária, quase indestrutível, que ao contrário de uma canoa com casco de alumínio, era extremamente silenciosa se batesse em uma pedra ou em um banco de areia.
  

A década de 1990 foi marcada por aquisições, quando a Coleman® adquiriu em 1994 a Eastpak (conheça essa história aqui), fabricante de mochilas; em 1995 a Sierra Corporation, fabricante de móveis dobráveis e portáteis para atividades ao ar livre; e em 1996, a empresa francesa Campingaz, reconhecida por seus fogões e churrasqueiras para atividades ao ar livre. Em 2008, a Coleman Company adicionou à sua família de marcas a qualidade dos coletes salva-vidas Stearns®. Em dezembro de 2015, a Newell Rubbermaid (atual Newell Brands) adquiriu por mais de US$ 15 bilhões a Jarden, proprietária de várias marcas e empresas, entre as quais a Coleman®.
  

Nos últimos anos a Coleman® acrescentou em seus principais produtos - reconhecidos pela durabilidade e resistência - inovações de design e tecnologia. Com isso, as barracas se tornaram ainda mais resistentes à entrada de água e a rajadas de vento de até 56km/h, além de contarem com sistema de proteção solar 50+. Modelos como a Weathermaster Elite 6P, possuem até sistema de iluminação LED incorporado. As caixas térmicas chegam a manter o gelo até 5 dias com temperatura de até 32ºC, além de contarem com revestimento antimicrobiano que resiste ao crescimento de bactérias causadoras de odores. As churrasqueiras são grandes e sofisticadas o suficiente para fazer o premiado chef Emeril Lagasse estremecer de alegria. Já os copos térmicos, fabricados em aço inoxidável com isolamento a vácuo, mantém a bebida gelada por até 15 horas. E as lamparinas ganharam lâmpadas LED.
  

Ao longo de sua história a Coleman® desenvolveu um padrão de excelência que foi base para o mercado de atividades ao ar livre, novas tecnologias e equipamentos voltados para o segmento de camping e recreativo. Por isso, ao longo desta rica jornada a Coleman® nunca perdeu de vista o que há de mais importante - conectar amigos e familiares com o que há de melhor no exterior.
  

A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas remodelações ao longo dos anos. O logotipo original surgiu somente em 1930 e apresentava, além da cor vermelha, que se tornaria tão associada à marca, o nome Coleman® e um sol (uma associação a luz ou luminosidade, afinal o principal produto da empresa na época era a lamparina). A primeira remodelação aconteceu em 1945 quando o logotipo foi simplificado, apenas o nome da marca com nova tipografia de letra em um fundo retangular vermelho. Finalmente em 1960, a marca resolveu acrescentar ao seu logotipo a imagem de seu produto mais icônico, a lamparina. Era o surgimento de um forte símbolo de associação da marca Coleman®. Em 1995 esse logotipo passou por uma modernização, adotou um tom de vermelho mais escuro, apresentou uma tipografia de letra ligeiramente modificada e deu mais destaque a lamparina.
   

Os slogans 
The Outside is Calling. Answer it. (2021)
The Outside is Calling. (2020) 
Light Up. (2018) 
Get out in it. (2013) 
Don’t Get Stuck Indoors. (2012) 
The outdoor company. (2008) 
Unbelievably Tough. (1993) 
We outfit your outdoors. (1983) 
The great outdoors is too good to miss. (1978) 
Greatest name in the great outdoors. (anos de 1960) 
More fun outdoors with Coleman®. (anos de 1950) 
A natureza está chamando. Responda ao chamado! (Brasil)
  

Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1900 
● Fundador: William Coffin Coleman 
● Sede mundial: Chicago, Illinois, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: The Coleman Company Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Newell Brands Inc.) 
● CEO: Nicolas Duran 
● Faturamento: US$ 900 milhões (2023) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 90 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 3.900  
● Segmento: Outdoor (recreação ao ar livre) 
● Principais produtos: Equipamentos para camping 
● Concorrentes diretos: The North Face, Marmot, Johnson Outdoors, Kelty, Nemo, Yeti, MSR, REI Co-op, Big Agnes, Zpacks, Black Diamond e Stanley 
● Ícones: A lamparina 
● Slogan: The Outside is Calling. Answer it. 

A marca no mundo 
Atualmente a Coleman®, uma das principais produtoras de equipamentos de camping e aventura em todo mundo, está presente em mais de 90 países comercializando uma completa linha de produtos, que inclui barracas, caixas térmicas, lamparinas, lanternas, sacos de dormir, colchões infláveis, fogões portáteis, grills e churrasqueiras, mochilas, cadeiras e mesas de camping, entre outros itens. Com mais de 3.900 funcionários, a Coleman® faturou estimados US$ 900 milhões em 2023. 


Você sabia? 
● Muitas produtos de marcas conhecidas fazem parte da linha Coleman®, como os flutuadores Sevylor®, os coletes salva-vidas Stearns® e as camas infláveis AeroBed®. 
A Coleman® Heating and Air Conditioning, empresa que vende unidades de aquecimento e ar condicionado residenciais, é propriedade da Johnson Controls e utiliza o nome e logotipo Coleman® sob licença. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas).  


Última atualização em 4/5/2024 

O MDM também está no Instagram. www.instagram.com/mdm_branding/

20.4.24

BIALETTI


Tradição, qualidade, alto nível de inovação e design, refletidos em uma ampla gama de produtos presente na vida de milhões de pessoas ao redor do mundo que amam um legítimo café italiano. Um legítimo ícone da tradição italiana na preparação do café. Assim é a italiana Bialetti, mais do que uma marca, um estilo de vida que valoriza o prazer e a paixão pelo café. 

A história 
Alfonso Bialetti nasceu no ano de 1888 em Montebuglio, um povoado do município de Casale Corte Cerro, na Itália. Emigrou para a França ainda muito jovem, onde se tornou um trabalhador em fundição de metais e se especializou na técnica de fundição de alumínio. Em 1918 ele regressou à sua terra natal onde em 1919, na pequena cidade de Crusinallo, localizada na província de Verbania, inaugurou a Alfonso Bialetti & C. Fonderia em Conchiglia, uma fundição especializada em produtos semiacabados de alumínio. Não demorou muito e a fundição evoluiu para uma oficina de criação de produtos acabados. Bialetti trabalharia na indústria de alumínio pelos próximos 10 anos, com a fabricação de utensílios domésticos de metal. Quando o ditador Benito Mussolini colocou um embargo ao aço inoxidável, a Itália, então rica em bauxita (base do minério de alumínio), começou a empregá-lo em outros objetos. Assim, o alumínio tornou-se o metal nacional da Itália e isso favoreceu a empresa de Alfonso.
  

Mas a história da empresa ganharia novos rumos em 1933 quando Alfonso patenteou sua ideia mais genial: a primeira cafeteira italiana, que tornaria o preparo do café muito simples e permitiria fazer um verdadeiro café italiano em casa. Inspirado pelas máquinas de espresso que usavam vapor de água para extrair o café, ele criou um dispositivo simples e eficiente, que consistia em três partes: um recipiente inferior (onde se coloca a água), um filtro (onde se coloca o café moído) e um recipiente superior (onde se recolhe o café pronto). A cafeteira - batizada de Bialetti Moka Express - funcionava de forma simples: bastava colocar a cafeteira no fogão e esperar que a água fervesse e subisse pelo filtro, passando pelo café e chegando ao recipiente superior, onde se formava uma espuma característica. O resultado era um café forte, saboroso e aromático, que iria conquistar os italianos e o mundo.
   

O slogan utilizado pela marca para divulgar a cafeteira na época era: “In casa un espresso come al bar” (em português algo como “Em casa, um espresso como na cafeteria”). Devido ao regime fascista, nos primeiros anos, as vendas da cafeteira Moka Express eram limitadas ao mercado local, em especial na região de Piemonte. Com produção artesanal, nos primeiros cinco anos foram vendidas apenas 70.000 cafeteiras. Com a alta do preço tanto do café quanto do alumínio, durante a Segunda Guerra Mundial a produção foi interrompida e retomada com o final do conflito.
   

Renato, filho de Alfonso, assumiu os negócios em 1946 e decidiu parar de fabricar potes e frigideiras e passou a produzir em escala industrial a partir de 1950 apenas as cafeteiras Bialetti Moka Express, que começaram a ser exportadas para diversos países. Apostando em estratégias ousadas de marketing e publicidade, ele fez com que as vendas da Moka Express crescesse a ponto de, em 1955, 65% das cafeteiras comercializadas no mundo todo fossem da marca Bialetti. Naquela época, no auge de sua produção, a Bialetti produzia 18 mil cafeteiras por dia, equivalente a 4 milhões de unidades por ano. Uma cafeteira para três xícaras custava 1.100 liras italianas, o que equivale a cerca de €15.45 nos dias de hoje. No final desta década, para divulgar a cafeteira, a marca criou um personagem que se tornou o símbolo da Bialetti: “L’omino coi baffi” ou “o Homenzinho de Bigode”.
  

Após um período de crise nas décadas de 1970 e 1980, muito em virtude do aumento da concorrência, a Bialetti arquitetou uma fusão com a Rondine (com foco no segmento de utensílios e acessórios de cozinha) em 1993. Por mais de 50 anos, a Moka Express foi o único produto fabricado pela empresa. Mas a partir dessa década, as mudanças no estilo de vida e nos padrões de consumo fizeram com que a marca investisse na produção de novos modelos, como a Brikka (cafeteira com uma válvula especial que aumenta a pressão e cria uma espuma mais cremosa, similar ao do café espresso), a Mukka Express (para preparar cappuccino e café com leite) e posteriormente a Mini Express (uma cafeteira que tem duas saídas que servem o café diretamente nas xícaras, sem precisar de recipiente superior). Vale ressaltar que a Mukka Express, recentemente ganhou uma edição especial que possui acabamento malhado, lembrando as vaquinhas, estampa que não é à toa. Isso se deve ao fato de que, além de produzir o clássico café italiano, é possível utilizar leite e fazer um delicioso latte ou cappuccino. Já a icônica Moka Express também ganhou novas roupagens e cores, mas sem perder o desenho e a qualidade característica deste verdadeiro ícone italiano.
  

Em 2006, para levar a qualidade, o estilo e o design da linha de produtos Bialetti diretamente aos consumidores foram inauguradas as primeiras lojas da marca em território italiano. Em 2010 a Bialetti ampliou sua linha de produtos com o lançamento de suas primeiras capsulas de café, proporcionando assim uma viagem sensorial pela excelência do café espresso italiano. Pouco depois, em 2013, ingressou em um novo segmento ao lançar a linha “Dolce Chef”, composta por formas de vários formatos e tamanhos para a preparação de bolos, pudim e tortas. Em 2014, a Bialetti revolucionou o segmento ao levar a clássica Moka Express aos fogões elétricos e de indução. Isto graças a uma combinação de materiais: a tampa de alumínio e o coletor de café são combinados com um recipiente de aquecimento e funil de aço inoxidável.
   

Em 2018 a Bialetti lançou oficialmente sua loja online no mercado brasileiro, onde é possível encontrar não só diversos modelos da cafeteira queridinha, mas também outros métodos de extração de café, como a prensa francesa e o pour over - um coador com fina malha de aço inoxidável que dispensa o filtro de papel. Além disso, a loja oferece acessórios como moedores, cremeiras, xícaras, copos e garrafas térmicas, café (moído e em grãos) e até panelas (incluindo também caçarolas e frigideiras), linha lançada há poucos anos atrás pela marca italiana.
  

O ano de 2019 não só marcou os 100 anos de sucesso da Bialetti, como assistiu ao lançamento dos cafés gourmet Napoli e Roma, nas versões em grãos e moído. Mais recentemente, em 2020, a marca italiana lançou Gioia, uma nova linha de máquinas de café espresso. Ultracompacta (menos de 34 cm de profundidade) e inteligente, a nova máquina trouxe o sabor do verdadeiro café espresso italiano para as cozinhas. E também sustentabilidade, já que as cápsulas são, de fato, em alumínio reciclável. Em 2021, inspirado por uma paixão genuína e um conhecimento profundo do produto, a marca introduziu no mercado o Perfetto Moka, criado para se tornar o café Bialetti para os amantes da cafeteira Moka Express. Isto porque o processo de moagem é projetado e calibrado para uso na cafeteira.
  

No início de 2023, sempre atenta à novas oportunidades, a inovadora Bialetti inaugurou no Brasil sua primeira cafeteria no mundo. A unidade, localizada no Shopping Iguatemi Campinas, no interior de São Paulo, oferece um cardápio composto por cafés com altas notas, cujos grãos são provenientes da Alta Mogiana, região no interior de São Paulo na divisa com Minas Gerais. E para atender uma variedade maior de paladares, são servidos diferentes tipos de extração, que vão do tradicional espresso aos métodos de prensa francesa. Além disso, também são servidos cafés coados e tudo executado por um time de baristas. O aconchegante espaço oferece também chás, deliciosas comidinhas, doces e sucos, além de vender acessórios da marca italiana.
  

A Bialetti é uma marca que se orgulha de sua tradição e de sua inovação. A marca mantém a qualidade e o design de seus produtos, que são feitos na Itália, com materiais resistentes e duráveis. Também investe em pesquisa e desenvolvimento, buscando sempre criar novas soluções e tendências para o mercado de café. Por tudo isso, a Bialetti é uma marca que faz parte da história e da cultura do café, e que é admirada e respeitada por milhões de consumidores em todo o mundo.
  

Ícone do design 
Ícone das utilidades domésticas que virou até item colecionável. Carinhosamente batizada de cafeteira italiana, a Moka Express revolucionou o modo de preparo do cafezinho doméstico. E, assim, se consolidou como um ícone do café. A Bialetti Moka Express também se tornou um ícone do design industrial italiano que está em exibição na coleção permanente do conceituado MoMa (Museu de Arte Moderna) em Nova York e até no renomado Science Museum em Londres. Outra característica que merece destaque na Moka Express é o material com o qual é produzida. Isso porque, por ser poroso, o alumínio retém e realça o sabor e o aroma do café com a frequência de uso. Já o nome Moka deriva de al-Mukha, cidade portuária do Iêmen, situada às margens do Mar Vermelho e famosa pela qualidade do café. É desta cidade que sai um café premiado chamado “di Moca”.
   

O modelo original, octogonal, feito em alumínio com alça de baquelite e com a cintura estreita como as mulheres da época, sofreu poucas modificações ao longo dos anos, mantendo-se praticamente inalterado até os dias de hoje. As modificações mais significativas foram realizadas em 2004 e promovidas no sentido de aprimorar os detalhes do produto, o que incluiu nova alça ergonômica, novo botão com corte de diamante, tampa com linhas mais suaves, novo acabamento brilhante e válvula de segurança que pode ser inspecionada. A imagem abaixo mostra a evolução deste ícone do design italiano.
  

Ao longo de seus mais de 90 anos, a Moka Express ganhou novos formatos, modelos, edições limitadas e cores, como a linha Rainbow, uma cafeteira colorida e divertida, que está disponível em várias cores, como vermelho, amarelo, verde, rosa e azul, e até uma versão elétrica (batizada de Moka Timer). Mais recentemente, em 2023, dois ícones do design e estilo Made in Italy, a Bialetti e a Dolce & Gabbana (conheça essa outra história aqui) se uniram para um lançamento ousado e super exclusivo - a MOKA Dolce & Gabbana. A célebre cafeteira italiana foi rejuvenescida e está mais atual do que nunca. A D&G foi buscar no “carretto siciliano” (carroça siciliana) a inspiração para a criação da estampa exclusiva, que confere personalidade a cafeteira. Símbolo do folclore e cultura da Sicília, o “carretto siciliano” também traz alguns dos valores do DNA da D&G, como a explosão de cores e a ousadia na composição dos desenhos. Cada uma das cafeteiras da coleção têm uma decoração única. Elas têm uma matriz em comum, como base para sua estampa. Mas, a aplicação dos desenhos não se repete de maneira uniforme.
   

Estima-se que 90% das famílias italianas tenham ao menos uma cafeteira Moka Express da Bialetti em casa e que, até os dias de hoje, mais de 300 milhões de unidades tenham sido vendidas no mundo inteiro. A cafeteira Moka Express tornou-se um dos itens básicos da cultura Italiana pelo mundo e atualmente existe em diferentes cores e tamanhos, que podem preparar entre 1 e 18 xícaras de 50 ml.
  

A mascote bigoduda 
O maior ícone de reconhecimento da marca italiana foi criado em 1958: “O Homenzinho de Bigode” (em italiano “L’omino con I baffi”), com o dedo indicador erguido como se pedisse um espresso em um bar italiano. A figura do simpático homenzinho, com um farto bigode, que foi parar até no logotipo da marca, era uma caricatura do filho de Alfonso, Renato Bialetti, e foi desenhada pelo ilustrador Paolo Campani. O simpático bigodudo logo se tornou a “cara” da Bialetti a partir de comerciais animados que eram exibidos nas emissoras italianas de TV e até com aparições memoráveis no popular programa de televisão italiano Carosello. O personagem ficou popular também por ser acompanhado pelo slogan “Oh, yes, yes... it seems easy... to make good coffee!” (em português “Ah, sim, sim... parece fácil... fazer um bom café!”). Gradualmente o personagem se infiltrou na cultura pop e consolidou a Bialetti como uma marca icônica. Hoje em dia, o bigodudo aparece em todas as cafeteiras da Bialetti, está presente na comunicação da marca e se tornou reconhecido em todo o mundo.
  

Os slogans 
The essence of Italian coffee culture. 
Good living. Italian style. (2012) 
Se amate il buon caffè, lo amarete di più con la Moka Express. 
In casa un espresso come al bar. (1933)
  

Dados corporativos 
● Origem: Itália 
● Fundação: 1919 
● Fundador: Alfonso Bialetti 
● Sede mundial: Coccaglio, Brescia, Itália 
● Proprietário da marca: Bialetti Industries S.p.A. 
● Capital aberto: Sim (2007) 
● Presidente: Egidio Cozzi 
● Faturamento: €152.9 milhões (2022/2023) 
● Lucro: - €4 milhões (2022/2023) 
● Valor de mercado: €35.7 milhões (abril/2024) 
● Lojas: 100 
● Presença global: 90 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Utensílios domésticos 
● Principais produtos: Cafeteiras, máquinas de café e xícaras 
● Concorrentes diretos: Illy, Lavazza, Primula, Caffè Vergnano, De’Longhi, Gaggia, Saeco, Nespresso, Tramontina e Imeltron 
● Ícones: O “Homenzinho de Bigode” 
● Slogan: The essence of Italian coffee culture. 

A marca no mundo 
Atualmente a Bialetti comercializa sua ampla gama de produtos - que inclui as tradicionais cafeteiras, máquinas de espresso, além de outros utensílios para o preparo e o consumo de café, como bules, xícaras, moedores e acessórios - em mais de 90 países ao redor do mundo. A Bialetti, que fatura anualmente mais de €150 milhões, possui ainda 100 lojas próprias na Itália e comércios eletrônicos em vários países, incluindo o Brasil. 


Você sabia? 
Renato Bialetti faleceu em 2016 e suas cinzas foram colocadas em uma réplica grande da cafeteira Bialetti Moka Express com o logotipo do “Homenzinho de Bigode”. 
Alguns dizem, que para criar a cafeteira Moka Express, Alfonso Bialetti se inspirou na forma que as mulheres em sua região lavavam roupas em um tanque, no qual a água quente e o sabão chegavam às roupas através de um tubo central para criar sua invenção. Assim, a água ficava em ebulição, fazia pressão e subia até os tanques. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).  


Última atualização em 20/4/2024 

O MDM também está no Instagram. www.instagram.com/mdm_branding/