25.3.12

TRANSITIONS

A TRANSITIONS é uma empresa líder em tecnologia fotossensível que oferece soluções inovadoras que se adaptam ás diversas condições de luminosidade, ajudando a proteger os olhos dos raios solares, proporcionando assim maior conforto visual para milhões de pessoas ao redor do mundo.

A história
Tudo começou em 1990 quando a PPG, um gigante químico do setor mundial conhecido no meio ótico por ser o criador e deter a patente do CR-39 (resina para a produção das lentes plásticas oftálmicas), e a Essilor, tradicional fabricante de lentes, resolveram unir suas experiência para fundar na pequena cidade de Pinellas Park, na ensolarada Flórida, a TRANSITIONS OPTICAL. Contando inicialmente com apenas 50 funcionários, as primeiras lentes fotossensíveis de plástico do mundo foram lançadas no mercado. O nome “transitions” (“transição” em português), era a perfeita representação do que as lentes fotossensíveis eram capazes de fazer: mudar automaticamente de claras em ambientes internos para uma tonalidade de óculos de sol ao ar livre, adaptando-se continuamente às condições de luz – reduzindo a claridade, reduzindo o cansaço visual e oferecendo maior qualidade na visão e conforto visual durante todo dia e noite.


Em uma época em que esse mercado era dominado pelas lentes fotossensíveis em cristal (vidro), a TRANSITIONS apresentou ao mundo um novo conceito: lentes de desempenho fotossensível superior, com proteção UV total, e a inédita vantagem de ter tecnologia aplicável em uma variada gama de materiais orgânicos e desenhos diferentes. Já no ano seguinte a segunda geração de lentes, batizadas de TRANSITIONS PLUS, estreou no mercado com tecnologia aprimorada. Pouco depois, em 1994, a empresa iniciou sua expansão global com a inauguração de uma fábrica na Europa, seguida, pouco depois, por escritórios de vendas na região da Ásia/Pacífico e América do Sul. Além disso, as lentes ficaram disponíveis para um maior tipo de prescrição.


O ano de 1996 foi marcado por duas grandes novidades: lançamento de uma lente com ação ainda mais rápida; e a realização do primeiro Transitions Academy, evento anual criado para manter profissionais óticos atualizados sobre as tendências de saúde da visão e bem-estar. No ano seguinte a marca lançou no mercado a terceira geração de suas lentes que, pela primeira vez, foram disponibilizadas em material policarbonato resistente a impacto. Dando continuidade a sua expansão global, em 1998, a empresa iniciou suas operações com a instalação de uma fábrica e constituição de uma equipe de vendas no Brasil. No Brasil, o sucesso mundial se repetiu. Por aqui, a empresa tem crescido 20% ao ano, e a filial local assumiu recentemente a condição de segundo maior mercado da marca no mundo, atrás somente dos Estados Unidos. O novo milênio tem início com a expansão da disponibilidade das lentes para mais tipos de prescrição, compatíveis com quase todas as solicitações feitas originalmente para lentes claras.


Em 2002, uma nova geração de lentes, com Trivex (material extremamente resistente a impactos), foi lançada no mercado. Em 2005 introduziu uma tecnologia de lente ainda mais avançada, tornando-as tão claras quanto as lentes claras comuns em ambientes internos e tão escuras quanto óculos de sol ao ar livre. No ano de 2008, introduziu a mais avançada tecnologia fotossensível (Transitions VI) com lentes de ativação mais rápida, mais escuras e mais claras. Em 2009 a empresa lançou uma linha de lentes fotossensíveis para o sol, batizadas de TRANSITIONS SOLFX, desenhadas para melhorar o desempenho visual em atividades ao ar livre. Enquanto os óculos de sol tradicionais têm uma tonalidade fixa essas lentes ajustam o nível de escuridão e mudam de cor conforme a intensidade da luz solar. Nos Estados Unidos, surge a XTRActive, lente mais escura e confortável. Mais recentemente, em 2010, no Brasil, a empresa lançou as lentes na cor marrom. É possível aplicar a tecnologia TRANSITIONS nos principais materiais de lentes utilizados atualmente, como o acrílico, policarbonato, Trivex e os mais recentes, de 5ª geração, formulados para lentes com alto índice de refração.


Os slogans
Healthy sight in every light.
Right in any light.
Visão saudável em qualquer ambiente.



Dados corporativos
● Origem:
Estados Unidos
● Fundação: 1990
● Fundador:
PPG Industries e Essilor
● Sede mundial:
Pinellas Park, Flórida
● Proprietário da marca:
PPG Industries, Inc.
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● CEO:
Rick Elias
● Presidente:
Dave Cole
● Faturamento:
Não divulgado
● Lucro:
Não divulgado
● Fábricas:
5
● Presença global:
+ 75 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários:
1.200
● Segmento:
Ótico
● Principais produtos:
Tecnologia para lentes fotossensíveis
● Concorrentes diretos:
Varilux, Ciba Vision e BBGR
● Slogan:
Healthy sight in every light.
● Website: www.transitions.com.br

A marca no mundo
Atualmente a TRANSITIONS, que fabrica e desenvolve tecnologia para as lentes fotossensíveis mais recomendadas do mundo, está presente em mais de 75 países, vendendo a cada segundo um par de lentes. A empresa tem parceria com praticamente uma dúzia de fabricantes de lentes para oferecer mais de 100 opções de lentes aos consumidores. Além de Pinellas Park (Flórida), e da unidade em Sumaré (interior paulista), a empresa possui fábricas na Irlanda, Tailândia e nas Filipinas.

Você sabia?
A empresa detém 80 patentes registadas que protegem suas avançadas tecnologias fotossensíveis. Suas lentes foram as primeiras a receber do Conselho Mundial de Optometria (WCO) o Global Seal of Acceptance for Ultraviolet Absorbers and Blockers baseada no protocolo de testes científicos realizado pela instituição.
Desde 2009 a marca é parceira global da PGA TOUR (Associação Americana Profissional de Golfe). Dois dos melhores jogadores de golfe da PGA TOUR - Trevor Immelman e Kenny Perry - são embaixadores da TRANSITIONS para a visão saudável.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 25/3/2012

Nenhum comentário: