29.5.06

BANG & OLUFSEN


A marca BANG & OLUFSEN é um dos maiores ícones mundiais em design, tecnologia e qualidade no segmento de áudio e vídeo. Não se podem comparar os sofisticados – e caríssimos – produtos da BANG & OLUFSEN com uma marca qualquer. Possuir uma dessas jóias na parede ou na estante de casa é como ostentar uma obra de arte. Ao aliar alta qualidade com design diferenciado, a B&O entrou para a seleta lista das empresas que fabricam objetos de desejo. Para ter ideia de sua importância, dezoito itens projetados pela empresa fazem parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York (mais conhecido como MoMA). E tamanha fama conquistou clientes estrelados como Brad Pitt, Madonna, Steven Spielberg e Sting que não se importam em desembolsar mais de US$ 70 mil em um home theater.

A história
A empresa foi fundada pelos colegas de faculdade de engenharia Peter Bang e Svend Olufsen na Dinamarca em 1925 com a ajuda financeira de seus pais. A primeira invenção da dupla aconteceu no sótão de uma fazenda em Quistrup, uma pequena cidade dinamarquesa. A engenhoca era um eliminador de baterias que possibilitava a conexão de um receptor de bateria à rede elétrica, assegurando uma descarga de energia silenciosa para os ruidosos aparelhos de rádio da época. Dois anos mais tarde a empresa construiu sua primeira fábrica. A partir deste momento, a BANG & OLUFSEN mostrou a que veio.


Com soluções inovadoras, precisão sonora e design diferenciado, a marca se tornou referência mundial baseada em seu princípio básico: a tecnologia deve servir as pessoas e não vice-versa. E foi partir daí que a BANG & OLUFSEN seguiu criando soluções com qualidade e inovação, características que surpreendem e impressionam seus clientes, como quando introduziu em 1929 o “Five Lamper”, um rádio extremamente moderno e primeiro grande sucesso da marca; os alto-falantes “Type D” no final da década de 1920; o Beomaster 900, um rádio alongado e de fácil utilização introduzido no mercado em 1964; o BeoVision 5, um televisor de plasma de 42 polegadas com tecnologia digital, que pode ser pendurado na parede como as telas planas convencionais ou instalado no chão, num ângulo especialmente desenhado para garantir perfeita visibilidade, em 2003; e o BeoLab4, um sistema de colunas de som que comprova mais uma vez que a excelência de som é compatível com a originalidade e o design.


E as novidades tiveram prosseguimento com o BeoCenter 2, que une em um mesmo produto CD, DVD, rádio e leitor em formato MP3; o alto-falante BeoLab 5, dotado de um sensor capaz de calibrar o som de acordo com cada ambiente, que os engenheiros demoraram 20 anos para concluir; as caixas de som BeoLab 9, que usam tecnologia Acoustic Lens para criar um ambiente ideal para escutar música em qualquer ponto da sala; o BeoSound 2, um tocador portátil de música digital que funciona com cartão de memória SD; e o telefone BeoCom 2, com formato curvilíneo e feito em um único pedaço de alumínio, sem cortes, fazendo com que a curva adapte-se ao rosto e mãos da pessoa. O design de boa parte destas obras-primas está sob o comando do talentoso inglês David Lewis.


Depois de reinventar o design de aparelhos eletrônicos como o equipamento de som e televisores, a empresa quis fazer o mesmo com o som do carro. Em 2006, a BANG & OLUFSEN ingressou em um novo mercado ao anunciar o lançamento de um sistema de som exclusivo para os modelos A8 da marca alemã Audi. Batizado de Bang & Olufsen Advanced Sound System, esse foi o primeiro produto voltado para automóveis produzido pela marca dinamarquesa e vendido de forma opcional. E o sucesso foi tanto que atualmente a marca desenvolve e projeta sistemas de som para outros modelos da montadora alemã como o Audi Q7, R8 e A5, além de equipar outros modelos de luxo, como por exemplo, Aston Martin DBS, BMW 6 Series e Mercedes-Benz AMG. Além disso, nesse mesmo ano, a marca dinamarquesa, em parceria com a coreana Samsung, lançou seu primeiro aparelho celular, batizado de Serene. Finalmente, em fevereiro de 2009, começou a vender o Beo-Sound 5 Digital Audio System para automóveis nos Estados Unidos. O aparelho possui tela de LCD de 10.4 polegadas, se conecta a rádios na web e tem memória de 500 GB. Também nesse mesmo ano, a marca lançou um despertador com design revolucionário batizado de BeoTime.


Em 2010, a marca anunciou sua mais nova obra-prima: BeoVision 10, um televisor full HD com tela LCD, frequência de imagens de 200/240 Hz e iluminação por LED nas bordas. Além de diversas tecnologias para aprimorar a qualidade da imagem, como a VisionClear, o televisor também compensa a taxa de contraste e de movimentos rápidos de imagens com a taxa de fotogramas em frequências de 200 a 240 Hz (a taxa convencional é de 60 Hz), de modo a garantir a imagem mais natural possível em cenas de muito movimento, como de esportes ou filmes de ação. Além disso, uma tecnologia chamada Beolink facilita a conexão com demais aparelhos da marca. O preço, no Brasil, é de R$ 27.000.


Em janeiro de 2012 a empresa lançou a linha B&O Play, vocacionada para produtos autônomos com operações simples e claras, em detrimento de instalações domésticas integradas. A nova linha, que se tornou um sucesso instantâneo, é composta por produtos portáteis, de uso intuitivo, agradáveis para integrar no cotidiano e que oferecem excelentes experiências de alta qualidade. O primeiro produto da linha foi o Beolit 12, um sistema de som de alta fidelidade hi-fi para iPod, iPad ou iPhone, Mac ou PC, disponibilizando o melhor som com um design único. Com preços são mais acessíveis, a linha B&O Play engloba produtos projetados para representar o padrão de utilização diferente da geração digital, sempre com um design contemporâneo e divertido.


Belo design, soluções criativas, qualidade extraordinária e uma vontade incontrolável para perseguir a perfeição são os fatores essenciais para que a BANG & OLUFSEN alcance a excelência na criação dos potentes aparelhos de áudio e vídeo e sistemas de som. Uma das marcas mais fortes do mundo lapidada sobre mais de 85 anos de inovação dinamarquesa aliada a um processo artesanal de fabricação, tem uma incrível reputação baseada no desenvolvimento de tecnologias únicas. Todos os produtos da marca são batizados com o prefixo BEO, uma abreviação de como a BANG & OLUFSEN ficou conhecida: B&O.


O diferencial
O diferencial da marca começa na forma como a empresa pensa e desenvolve um produto. É a única do setor de eletroeletrônicos no mundo cuja engenharia está submetida ao departamento de criação. Ou seja, antes de definir os componentes eletrônicos, um departamento batizado de Idealand (algo como “terra das ideias”) determina o design ideal para um equipamento projetado visando um público específico. A marca é reconhecida por aliar tecnologia e visual na produção de equipamentos altamente diferenciados, que superam as expectativas de consumidores extremamente exigentes. As linhas geométricas e minimalistas dos equipamentos exibem não apenas uma elegância peculiar, como possuem uma funcionalidade e uma ergonomia notáveis. Comunicações sem fios, sistemas de comando digitais, sincronização, que agora são soluções tecnológicas comuns, já se encontram presentes há anos nos produtos B&O. Resumindo: ao montar uma sala, é a mobília que combina com eles. Não o contrário. E tem mais: uma característica verdadeiramente extraordinária nos produtos B&O é a sua capacidade de integração. Todos os equipamentos interagem entre si de uma forma transparente e natural. Mesmo os sistemas mais antigos podem ser integrados com outros recentes sem qualquer tipo de incompatibilidade ou perda de funções e qualidade. A maioria de seus produtos, na década de 70 e 80, foi projetada e desenvolvida pelo designer Jacob Jensen, um mito dentro da empresa dinamarquesa.


Lojas ou galerias?
As primeiras lojas da marca foram inauguradas na década de 90 para vender seus produtos diretamente aos consumidores. Rapidamente centenas de unidades foram abertas por vários países europeus. Mas não seria justo expor os produtos da marca dinamarquesa em lojas comuns. Por isso, a BANG & OLUFSEN criou espaços absolutamente conceituais para acomodar suas obras-primas. Recentemente estreou mundialmente o seu novo conceito de lojas chamado Blue Print Evolution, que mais parece uma moderna galeria de arte. Desenvolvido pelo arquiteto dinamarquês Erik Sorensen, o inovador projeto expõe os produtos como eles realmente são considerados por seus seletos consumidores: peças de colecionador. A ideia era fazer com que os “objetos”, apoiados nas paredes, pudessem ser apreciados sob vários ângulos, uma evolução em relação ao tradicional padrão home theater. Em 2013 a empresa anunciou que, devido a crise na Europa, irá fechar 125 lojas no continente, mas concentrará seus investimento e inaugurações de novas unidades em países como Brasil, Rússia, Índia e China.


A fábrica
As obras-primas, verdadeiras esculturas que emitem som e imagem, saem em sua grande maioria da unidade fabril localizada em Struer, cidade dinamarquesa de apenas 17 mil habitantes. A fábrica, aliás, é um capítulo à parte. Instalada no meio de uma fazenda, com ovelhas pastando ao redor, ela tem uma fachada modernista, feita em vidro, de um lado e, do outro, uma arquitetura tradicional. Isso foi resultado do bombardeio que sofreu do exército alemão, durante a Segunda Guerra Mundial, quando a BANG & OLUFSEN cortou o fornecimento de aparelhos para a Alemanha. Os donos reconstruíram o prédio em 1948, mas mantiveram as ruínas resultantes dos bombardeios. Ainda hoje os aparelhos que saem de lá são feitos de maneira quase artesanal. Um exemplo disso são os aclamados televisores da marca, que podem demorar até 9 horas para ficarem prontos, enquanto alguns gigantes do setor produzem um aparelho em menos de 3 minutos, em média. Isso explica por que a marca lança apenas dois ou três novos modelos por ano, que são aguardados com ansiedade pelos ávidos fãs da marca. A expectativa de uso dos produtos também é diferenciada. Para garantir essa durabilidade, a fábrica continua produzindo as peças de um equipamento que sai de linha por mais oito anos. Já foram identificados clientes que utilizam seus produtos há mais de 30 anos. No final de 2006, uma nova fábrica foi inaugurada na República Checa para suprir a demanda mundial por seus produtos.


O museu
Inaugurado no dia 25 de maio de 2008, o museu da B&O está situado em um anexo do prédio mais antigo da pitoresca cidade de Struer. O fantástico espaço de 2.320m² mostra muito mais do que a trajetória e as peças históricas da marca dinamarquesa, sendo um lugar ideal para os apreciadores da alta tecnologia e designs inovadores em aparelhos de áudio e vídeo. Através de tecnologias multimídia e interativas de última geração, a história da B&O é apresentada em sequência cronológica, conduzindo os visitantes através de uma fantástica viagem na trajetória evolutiva do som, da imagem e das mídias eletrônicas, mostrando a influência do desenvolvimento da tecnologia no cotidiano das pessoas. Apresentando um portfólio impressionante de produtos históricos da marca, o museu também apresenta projeções, em telas e paredes, de gravações históricas assim como raridades e materiais da B&O, como por exemplo, panfletos, pôsteres, brochuras, catálogos, fotos e filmes.


A evolução visual
Ao longo de sua história a marca BANG & OLUFSEN modificou significativamente seu logotipo, utilizando sempre as iniciais B&O.


Dados corporativos
● Origem: Dinamarca
● Fundação: 17 de novembro de 1925
● Fundador: Peter Bang e Svend Olufsen
● Sede mundial: Struer, Dinamarca
● Proprietário da marca: Bang & Olufsen Holding A/S
● Capital aberto: Sim
● Chairman: Ole Andersen
● Presidente & CEO: Tue Mantoni
● Faturamento: US$ 537.2 milhões (2012)
● Lucro: US$ 13.1 milhões (2012)
● Valor de mercado: US$ 2.6 bilhões (janeiro/2013)
● Lojas: 900
● Fábricas: 2
● Presença global: 100 países
● Presença no Brasil: Sim
● Maiores mercados: Dinamarca, Alemanha e Estados Unidos
● Funcionários: 2.142
● Segmento: Equipamentos de áudio e vídeo
● Principais produtos: Televisores LCD/LED, sistemas de som, telefones, alto-falantes e caixas acústicas
● Concorrentes diretos: Bowers and Wilkins, Bose e Harman
● Ícones: O designer moderno e arrojado dos produtos
● Slogan: Bang & Olufsen, for those who discuss design and quality before price.
● Website: www.bang-olufsen.com

A marca no mundo
Cerca de 900 lojas (das quais aproximadamente 300 são show rooms dentro de outras lojas) da BANG & OLUFSEN estão espalhadas por quase 100 países, oferecendo produtos de altíssima qualidade. No Brasil a marca desembarcou em 1999 com a inauguração de sua primeira loja, hoje já conta com três unidades. Na Dinamarca, a marca é lembrada por 98% dos consumidores e detém 20% do mercado, com faturamento global superior a US$ 537 milhões (89% provenientes de vendas fora da Dinamarca).

Você sabia?
O famoso slogan “Bang & Olufsen, for those who discuss design and quality before price” (algo como “Bang & Olufsen, para aqueles que discutem design e qualidade antes do preço”), foi lançado em 1968 e pouco mudou desde então.
A BANG & OLUFSEN foi a primeira fabricante de caixas acústicas no mundo a abolir o uso da madeira e passar a utilizar o alumínio. O metal é comprado bruto pela empresa, que o trata de maneira artesanal na própria fábrica.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), Jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 23/1/2013

4 comentários:

casrdoso@yahoo.com.br disse...

Objetivamente...qualidade de vida.
É assim que há de ser a vida. Prabéns!

João Carlos disse...

Eu estava ávido de informações sobre esta marca, estava há 1 mês tentando decobrir algo na Net. Se Blog me esclareceu tudo o que Eu queria! Obrigado! "for those who discuss design d quality before price”

José Manuel Coutinho disse...

Agradecia que informassem onde existem estas lojas em Portugal

Anônimo disse...

Em Portugal, as que eu conheço são no Cascais Shopping e no Atrium Solum Coimbra, mas há muitas mais.