5.6.06

CAFÉ DO PONTO


Para muitas pessoas, tomar café é um hábito. Para outras, é um prazer. Para o CAFÉ DO PONTO, é uma paixão. Quem consome seus produtos é um verdadeiro apaixonado por café, é alguém que sabe o que é um café de primeira qualidade, e por isso faz a escolha que os experts fazem. Por ser tão apaixonado, o CAFÉ DO PONTO desenvolveu a maior linha de produtos existente no mercado, e cuja busca pela xícara perfeita de café é uma verdadeira obsessão. 

A história 
O café é uma bebida única, tão brasileira, quanto o hino nacional. Ele faz parte da vida e da história do Brasil. Foi com esse respeito que um grupo de apaixonados cafeicultores da pequena Cafelânida, no interior de São Paulo, liderados pelos irmãos Hattori, criaram uma marca comprometida, antes de tudo, com a qualidade de seus produtos. Foi então, que no ano de 1950, esse grupo fundou uma pequena torrefação de café instalada no bairro de Pinheiros na cidade de São Paulo. Eles batizaram o novo negócio de CAFÉ DO PONTO, inspirado no mesmo local que os cafeicultores costumavam se reunir nas fazendas para bater papo e jogar conversa fora.


Os rumos da empresa começaram a mudar em 1957 quando Américo Sato, nome que adotou para facilitar os negócios, já que a pronúncia de Takamitsu, como foi registrado, dificultava o entendimento dos clientes, assumiu a diretoria comercial da pequena torrefadora em um momento em que o café vivia uma época de super-safras, armazéns lotados e concorrência baseada nos preços, sem diferenciação. Apesar do cenário pouco favorável e da falta de experiência como industrial, Américo conhecia os mecanismos da lavoura e soube apostar na qualidade para construir um negócio de sucesso, sempre tendo ao lado seu irmão mais velho, Kiyoshi Sato.


Durante os anos seguintes a empresa cresceu bastante e modernizou-se, despontando como uma das principais do mercado brasileiro em seu ramo de atividade, sendo uma das primeiras a apostar na venda de cafés em supermercados com a marca CAFÉ DO PONTO TRADICIONAL (introduzido em 1972) e a lançar o conceito de café exportação e a embalagem almofada, cuja principal característica é manter inalterados o sabor e o aroma do café. Em 1976 a empresa resolveu apostar em um segmento não explorado no país: inaugurou uma cafeteria em São Paulo, localizada no Shopping Ibirapuera, sendo a primeira loja exclusivamente especializada em cafés do país. No começo a loja servia o café espresso e também o tradicional, de coador. Mas o sucesso do café espresso fez a empresa abandonar o café de coador e apostar no que seria uma enorme fonte de renda.


Na década de 1980 a marca lançou de forma inovadora o café descafeínado, direcionado para um público que desejava degustar o verdadeiro café, mas com uma quantidade extremamente reduzida de cafeína. O sucesso da primeira loja levou a inauguração de outros pontos de venda e uma rápida expansão na década seguinte, transformando a marca em sinônimo de café para os paulistanos. Na década de 1990, o CAFÉ DO PONTO, mais uma vez de forma pioneira, introduziu os cafés aromatizados (produzido com grãos de alta qualidade que no processo industrial, recebem essências que lhes conferem sabor e aroma que são diferenciados, como notas de baunilha, creme irlandês e chocolate), variedades até então inéditas no Brasil; e as embalagens valvuladas; além do blend Cafeterie (uma rigorosa seleção de grãos 100% arábica especialmente desenvolvida para o preparo de cafés espressos), introduzido em 1991. No final desta década, em 1998, a empresa foi vendida para a multinacional americana Sara Lee, que recentemente aprovou a separação de seus negócios de cafés e chás em uma nova empresa batizada de D.E Master Blenders 1753, com sede na Holanda.


Em 2002 introduziu no mercado o CAFÉ DO PONTO ARALTO (para atender a demanda por cafés especiais no Brasil) e a nova Ideal Pack (embalagem a vácuo). Ainda neste ano, a rede, que chegou a ter 200 lojas licenciadas e a vender, somente na unidade do Shopping Ibirapuera, quase 2 mil xícaras de café em um dia, começou a sentir o peso da concorrência e decidiu que era chegada a hora de uma grande mudança. No mês de maio, as cafeterias do CAFÉ DO PONTO iniciaram um processo de reestruturação de layout. A primeira loja a implantar a mudança foi a do Shopping Morumbi, em São Paulo. O novo layout das lojas incluía chapas de alumínio de cor champanhe dourado, vidro preto e madeira ebanizada. Além disto, foi definida uma esquina, batizado de Sabor e Alma, que tinha como objetivo atender os consumidores gourmet, onde eram servidos drinques variados à base de café e oferecidos diversos tipos de grãos, além de acessórios especiais. A iluminação recebeu um cuidado muito especial.


Em 2006, a marca lançou o novo Sachê para café espresso, um produto voltado aos segmentos de escritórios, consultórios, bares, restaurantes, lojas e hotéis. Pouco depois, em 2008, reinaugurou a loja do Shopping Ibirapuera e retornou ao lugar onde foi instalada a primeira cafeteria da marca. O ambiente de 60 m² trazia em sua decoração os conceitos de sofisticação e modernidade do CAFÉ DO PONTO. Sofrendo forte concorrência, em 2013 a marca anunciou um reposicionamento e o lançamento de novos produtos, em uma clara estratégia de agregar mais valor à categoria de café. Reconhecida pelos seus cafés de alta qualidade, a marca trouxe muitas novidades este ano para o mercado: começou com o relançamento de seu portfólio de cafés no varejo com novas embalagens, novo design e novos blends; anunciou a expansão de sua rede de cafeterias; e lançou o Café do Ponto L’OR Espresso, cápsulas de café espresso compatíveis com as máquinas de Nespresso®, que oferecem seis opções de blends (Supremo, Decaffeinnato, Splendente, Sontuoso, Forza e Fortissimo).


As lojas 
Além de um dos melhores cafés do mercado, o CAFÉ DO PONTO possui uma rede de cafeteria moderna e aconchegante. São locais onde o cliente pode saborear um delicioso café, além de passar momentos extremamente agradáveis e relaxantes. O objetivo é transformar o hábito de tomar café em uma experiência rica e única, dentro de um ambiente envolvente e inovador, e é por isso que as lojas são especialmente pensadas para que o cliente aprecie todo o prazer de saborear um bom café. Nelas o consumidor encontra uma variedade de cafés produzidos para atender diferentes paladares, em mais de 40 apresentações: desde o tradicional café espresso (oferecido em 12 tipos diferentes) até drinques quentes e gelados à base de café. Nas lojas também são vendidos os cafés Brazilian Santos, o Cafeterie (especial para café espresso) e o solúvel liofilizado (extraído a vácuo em baixa temperatura).


As estrelas são, contudo, os sofisticados cafés gourmets, aromatizados nas versões menta, amêndoa, avelã, baunilha com nozes e chocolate com trufas, todos produzidos exclusivamente com grãos do tipo arábica, o mais saboroso e encorpado. Um cardápio de delícias a base café, como café vienense, cappuccino e os melhores acompanhamentos, completam esta história de paixão pelo café. O CAFÉ DO PONTO lançou também o primeiro self-service de café. Os consumidores escolhem, entre 16 tipos de blends, a composição mais agradável ao seu paladar.


Os slogans 
Paixão por café. 
O ponto alto em café.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1950 
● Fundador: Um grupo de cafeicultores 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: D.E Master Blenders 1753 N.V. 
● Capital aberto: Não (subsidiária) 
● Presidente: Juan Carlos Dalto 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 93 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 900 
● Segmento: Cafeterias e alimentos 
● Principais produtos: Cafés e derivados 
● Concorrentes diretos: Fran's Café, Starbucks, Grão Espresso, Melitta, Café 3 Corações e Nescafé 
● Ícones: Os cafés aromatizados 
● Slogan: Paixão por café. 
● Website: www.cafedoponto.com.br 

A marca no Brasil 
São mais de 90 lojas espalhadas por mais de 15 estados brasileiros (incluindo Pernambuco, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Goiás, além do Distrito Federal), servindo mais de dois milhões de consumidores por mês. A marca torra e mói diariamente aproximadamente 1.000 sacas, ou seja, 48 mil quilos de café, distribuídos a mais de 15 mil pontos de venda. Com uma completa linha de produtos - café tradicional, forte, exportação, descafeinado, solúvel, especial para café expresso, gourmet, aromatizados e regionais, além de filtros de papel e acessórios - o CAFÉ DO PONTO está sempre inovando e criando tendências, rapidamente absorvidas por seus consumidores fiéis. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Veja, Exame, Época Negócios e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados marketing (Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 19/9/2013

3 comentários:

Anônimo disse...

CAFÉ DO PONTO O PONTO MAIS ALTO EM CAFÉ,BOM DIA MEU NOME É SEBASTIÃO CARLOS CARDOSO,EU FUI FUNCIONARIO DO CAFE DO PONTO NO ANO DE 91 A 1993,E PRECISO SABER SE EXISTE ALGUM ESCRITÓRIO DESTA EMPRESA AQUI NA CAPITAL,POIS PRECISO BUSCAR UMA CÓPIA DA MINHA RECISÃO POR FAVOR ME AVISE PELO E - MAIL CARDOSOFPR2008@BOL.COM.BR PARA QUE EU POSSA BUSCAR ESTE DOCUMENTO,POR FAVOR É MUITO IMPORTANTE OBRIGADO QUE DEUS ABENÇOE A TODOS

Anna disse...

Olá: sou consumidora do "café solúvel descafeinado" e não tenho encontrado nos comércios de Pelotas. Como faço para conseguir adquirir já que minha mãe é cardíaca e só gosta deste café?
meu e-mail é anna.oppelt@gmail.com
Obrigada
Anna

Ricardo Rodrigues disse...

Sou jornalista e moro na cidade de Cafelândia. Cidade onde surgiu o Café do Ponto, Cafelândia tem esse nome devido a grande quantidade de Café presente nestas terras nas décads de 30, 40 e 50.

Vejo com muita tristeza o site do Café do Ponto, hoje, não mencionar em nenhum lugar a verdadeira origem da marca Café do Ponto - que é a cidade de Cafelândia SP.

Até meados da década de 90 saiam dos barracões da empresa aqui em Cafelândia milhares de quilos de Café torrados e embaladOs, e que provavelmente eram distribuídos para todas as regiões.

Os barracões do Café do Ponto em Cafelândia funcionam hoje apenas como depósitos para o grão.

Toda a estrutura está preservada, MENOS MAU.

CONTATO:
jornalistaricardo@hotmail.com

ABRAÇOS.