21.8.09

FLEISCHMANN


Bastante reconhecida pela qualidade de seus produtos, especialmente seus fermentos, a FLEISCHMANN cada vez mais trabalha para desenvolver produtos que atendam às necessidades dos consumidores modernos, oferecendo-lhes variedade e praticidade, que facilitam o trabalho na cozinha quando o assunto é panificação e confeitaria. Afinal, a principal missão da marca é descomplicar a rotina na cozinha mantendo a qualidade e o sabor das receitas caseiras. 

A história 
A trajetória começou em 1865 quando o austríaco Charles (Carl) Louis Fleischmann foi aos Estados Unidos participar do casamento de sua irmã. Impressionado com a baixa qualidade do pão norte-americano, na época feito com bebidas fermentadas caseiras e leveduras, ele fundou, três anos depois, juntamente com seu irmão Maximilian, além de James Graff, a primeira fábrica de fermento manufaturado do país na cidade de Cincinnati, estado americano de Ohio. A pasta de fermento comprimida FLEISCHMANN’S (escrita assim mesmo) revolucionou a indústria de panificação nos Estados Unidos, oferecendo um produto de alta qualidade para fazer pães e bolos muito mais saborosos, macios e consistentes.


Em 1876, os irmãos utilizaram uma importante exposição na Filadélfia para apresentar seu produto a um público ainda maior através de uma forma criativa, que batizaram de “Padaria Vienna”. Com o delicioso aroma dos pães assados flutuando no ar para quase 10 milhões de visitantes, essas pessoas ficavam imaginando o sabor do pão fresco Vienna, assado no local e servido com café, sorvete e chocolate. Poucos resistiam a um pão fresquinho e saboroso feito com o fermento FLEISCHMANN. Dedicado a manufaturar o melhor fermento e ajudar panificadores a aumentarem seus produtos, os irmãos resolveram fundar um laboratório de pesquisas em Nova York no ano de 1900. Depois de um enorme crescimento nas décadas seguintes, em 1929 a empresa foi adquirida pela Standard Brands.


Pouco depois, em 1931, o presidente Getúlio Vargas autorizou a instalação da empresa no Brasil. Nos anos seguintes, a indústria de panificação iniciou um processo de evolução motivado pela inauguração da fábrica de fermento biológico fresco da FLEISCHMANN em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, em 1932. Durante a Segunda Guerra Mundial, os laboratórios FLEISCHMANN nos Estados Unidos desenvolveram e manufaturaram o fermento seco ativo e com isso as forças armadas podiam saborear um pão sempre fresco. Este fermento não necessitava de refrigeração (diferentemente do fermento fresco, em pasta) e era ativado apenas com água morna. Em 1945, o fermento seco finalmente tornou-se disponível comercialmente nos Estados Unidos. Novamente a FLEISCHMANN havia revolucionado a história da panificação. Já no Brasil, outra unidade fabril foi inaugurada em 1954, desta vez em Jundiaí, no interior de São Paulo, para suprir as necessidades do mercado, que passou a conhecer as vantagens da utilização de fermentos selecionados. Paralela às suas atividades, a empresa também investiu na área educacional. Especialistas na fabricação de fermentos visitaram o Brasil com certa freqüência para ensinar os segredos da panificação. Surgiu assim, no ano de 1948, a Escola Fleischmann de Panificação. Com isso, a marca assumiu um papel importante na formação de profissionais e na abertura de novos estabelecimentos da área de panificação em território brasileiro.


Porém, foi somente em 1961 que a marca lançou no mercado brasileiro o famoso fermento biológico fresco para o consumidor final. No final desta década surgiria também o fermento biológico seco, em 1968. A principal novidade na década de 1990 foi o lançamento, em 1995, do fermento biológico instantâneo, além da modernização da linha de aditivos e misturas pré-preparadas. A FLEISCHMANN trocou de mãos algumas vezes na última década. Em 2002, a australiana Burns Philp adquiriu a marca da americana Kraft Foods. Pouco depois, em 2004, a Associated British Foods (ABF), uma das maiores empresas de alimentos da Europa, comprou a Burns Philp e ficou com a marca FLEISCHMANN. Começava então uma nova fase para a tradicional marca americana.


Até este momento, a FLEISCHMANN tinha sua imagem atrelada apenas aos fermentos entre os consumidores brasileiros. Foi a partir de então que a marca começou a se preparar para mudar essa situação. Isto começou ainda em 2004, quando a FLEISCHMANN decidiu ingressar para o segmento de consumo doméstico e passou a oferecer diversos itens para esse fim, priorizando a praticidade aliada ao sabor característico das receitas caseiras. Foram então lançadas no mercado as misturas para pão caseiro e pão integral, que bastava acrescentar fermento e água para facilitar o preparo, a farinha de trigo especial e os melhoradores de farinha. No ano seguinte a tradicional marca renovou suas embalagens, mudando totalmente o layout dos seus produtos mais tradicionais como o fermento biológico fresco, o fermento seco e o fermento instantâneo. Depois do grande sucesso do lançamento dos aromas (abacaxi, baunilha, coco e morango), misturas para bolos (nos sabores chocolate, coco, laranja e baunilha), novas misturas para pães (nos sabores milho e light) e pão de queijo em 2006, a marca estendeu, em 2007, sua linha de misturas para pães e bolos, além de ingressar na categoria de amido de milho visando ampliar sua linha de produtos para o mercado de consumo.


No ano seguinte, a FLEISCHMANN lançou novos produtos que revolucionaram a culinária brasileira, como por exemplo, duas novas misturas para bolos, em sabores exclusivos: Petit Gateau e Chocomousse. Os lançamentos complementam a linha que já contava com os sabores Chocomenta e Cappuccino. Além disso, introduziu a linha de sobremesas líquidas apresentada nas versões Pudim de Leite, Quindim e Pudim de Brigadeirão. Além de proporcionar sobremesas deliciosas, os produtos desta linha não requerem prática nem habilidade para o preparo. Basta abrir a embalagem, adicionar um único ingrediente (coco no caso do quindim e leite nos pudins), assar ou aquecer e pronto.


Com mais de 80 anos de atuação no mercado brasileiro, a marca continua mantendo seu alto padrão característico e facilitando cada vez mais a vida de panificadores, confeiteiros, chefs de cozinha e consumidores em geral. Além disso, os constantes investimentos em tecnologia e pesquisa se refletem na alta qualidade de seus produtos e em fábricas que estão entre as mais modernas do mundo. Delas saem produtos que são exportados para diversos outros países, e fazem da FLEISCHMANN líder do mercado brasileiro de fermento.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1868 
● Fundador: Carl e Maximilian Fleischmann e James Graff 
● Sede mundial: Londres, Inglaterra 
● Proprietário da marca: Associated British Foods plc (ABF) 
● Capital aberto: Não 
● CEO: George Weston 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 30 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Alimentos 
● Principais produtos: Fermentos e mistura para pães e bolos 
● Concorrentes diretos: Royal, Dr. Oetker, Betty Crocker e Maizena 
● Slogan: Cada vez mais com você. (Brasil) 
● Website: www.fleischmann.com.br 

A marca no mundo 
A marca comercializa sua linha de produtos em mais de 30 países ao redor do mundo, com forte presença nos Estados Unidos e Canadá. Atualmente no Brasil, os produtos de consumo com a marca FLEISCHMANN estão disponíveis em mais de 12 estados. No Brasil sua linha é composta por fermentos (instantâneo, seco e fresco), aromas, misturas para pães, misturas para bolos, melhoradores de farinha, amido de milho, chocolate em pó e até gelatinas. A marca atua nos segmentos de produtos para consumo doméstico, uso profissional e industrial. 

Você sabia? 
No restante do mundo a marca é conhecida como FLEISCHMANN’S e pela cor amarela de suas embalagens. 
Durante décadas a marca teve no Brasil uma mascote chamada Paderito, extremamente importante na comunicação com o consumidor. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 30/1/2015

4 comentários:

Anônimo disse...

Parabens pelo trabalho de vcs!!! Dentro do limitado blogger vcs e o blog artelharia.blogspot.com/
são meus preferidos, leitura diaria obrigatória!!!

Anônimo disse...

ficou muito interessante, parabens

Anônimo disse...

pela primeira vez tive o prazer de provar a mistura pra bolo chocomenta e adorei, é uma textura mais leve e muito saborosa! diferente das demais marcas,gostaria que nos mercados da minha cidade Olinda/PE, pudesse encontrar com mais facilidade, pois só descobri essa mistura no litoral sul do Estado em um fim de semana. Por favor, atendam mais essa região.
MR
Parabéns pela qualidade!

Miguel disse...

Oi,
esta marca não se consegue em Portugal? Tem tantas variedades e as coisas ficam deliciosas