21.7.14

P.F. CHANG´S


Um chinês descolado. Ou pretensiosamente um bistrô chinês. Assim pode ser definido qualquer restaurante da rede P.F. CHANG’S, que traz a milenar cultura asiática e seus sabores diversos, por meio de uma experiência agradável de um jantar casual que une, em ambiente sofisticado e contemporâneo, cozinha de qualidade e serviço primoroso a preços acessíveis. 

A história 
Tudo começou com Philip Chiang, que nasceu em Xangai e cresceu em Tóquio, antes de se mudar para San Francisco, na Califórnia, instalando-se no tradicional bairro de Chinatown. Na década de 1960 sua mãe, Cecilia Chiang, inaugurou o The Mandarin, um dos primeiros restaurantes do país a servir comida chinesa de várias regiões. Após graduar-se na conceituada Art Center College of Design em Los Angeles, ele comandou o The Mandarin por muitos anos antes de abrir um restaurante de conceito distinto chamado The Mandarette na badalada Hollywood. Menor e mais acessível, o restaurante servia comida asiática tradicional com um toque moderno e se tornou um sucesso atraindo a atenção do cliente e empresário Paul Fleming, que também atuava no segmento de alimentação. Finalmente em 1992, Chiang aceitou um trabalho de consultoria no restaurante chinês que Fleming tinha recém adquirido na cidade de Scottsdale, estado do Arizona. Um ano depois, exatamente no dia 20 de julho de 1993, a dupla inaugurou o primeiro P.F. CHANG’S CHINA BISTRO em um popular centro de compras da cidade. As iniciais P.F. eram de Paul Fleming e Chang’s uma forma modificada do sobrenome de Philip. O restaurante, com capacidade para 175 clientes, vivia lotado e com enormes filas.


O P.F. CHANG’S apresentava uma mistura de cozinha de alta qualidade, com inspiração asiática e hospitalidade americana em um ambiente sofisticado e contemporâneo. O restaurante oferecia um cardápio inovador preparado na hora e uma abordagem atenta a qualidade de serviço. O novo restaurante oferecia em seu cardápio pratos inspirados na vibrante culinária asiática contemporânea, com grande inspiração chinesa e nas variáveis das cozinhas de outras regiões, preparados com o uso da técnica milenar da wok, utilizando sempre ingredientes frescos e uma combinação de sabores diferentes. Como Chang era formado em artes, havia uma grande preocupação com a apresentação visual de cada prato, que se tornou uma das marcas registradas do restaurante. Em geral os pratos possuíam um equilíbrio entre sabor, textura, cor e aroma, para proporcionar uma ótima experiência gastronômica aos consumidores. E como é comum na tradição chinesa, muitos dos pratos eram formulados para irem ao centro da mesa e compartilhados.


Rapidamente o P.F. CHANG’S conquistou fiéis consumidores, incluindo várias celebridades e, até 1996, mais três unidades foram inauguradas nos estado da Califórnia. O enorme sucesso da rede podia ser creditado, em parte, a pratos como o Famous Chicken Lettuce Wraps (uma combinação de frango com cogumelos, cebolinha e castanha-de-água servida com alface fresca, cujo cliente preparava manualmente o próprio wrap), o Mongolian Beef (receita típica da Mongólia que trazia fatias de carne caramelizadas com molho à base de shoyu, alho e cebolinha), o Orange Peel Shrimp (camarões preparados com molho levemente picante e servidos com gomos de laranja e brotos), o Moo Goo Gai Pan (camarões e lâminas de frango cozidos em caldo de vegetais servidos com cogumelos, acelga japonesa e cenoura) e a sopa Chang’s Chicken Noodle Soup (cuja versão desenvolvida por Philip Chiang para esta clássica receita asiática trazia cogumelos shitake frescos, tomates-uva, macarrão tailandês e folhas de coentro em delicioso caldo de frango).


A rede também se tornou popular pelos fortes elementos da cultura chinesa, como por exemplo, os enormes cavalos de terracota com 3 metros de altura instalados na entrada das unidades, um símbolo de proteção que remete à antiga cidade de Xi’an (os originais foram desenterrados da tumba do imperador Qin em 3. a.C.) e os guerreiros, também de terracota, que decoravam o interior dos restaurantes e representavam um símbolo de força e longevidade. Hoje em dia esses dois elementos são encontrados em todas as unidades da rede espalhadas pelo mundo.


Depois de se estabelecer durante a década de 1990 no mercado americano com unidades instaladas em várias importantes cidades do país como Las Vegas, Houston, Denver, New Orleans, Nova York, Chicago e Atlanta, em 2009 a rede iniciou sua expansão internacional com a inauguração de um restaurante na Cidade do México. Nos dois anos seguintes inaugurou restaurantes no Canadá, Kuwait, Emirados Árabes Unidos e, em 2011, desembarcou na América do Sul, ingressando em mercados como Chile, Colômbia e Argentina. Além disso, em 2010, a rede resolveu estender sua marca para produtos de varejo com o lançamento, inicialmente sob licença da Unilever, da linha “P.F. Chang’s Home Menu”, composta por comidas e aperitivos congelados de alguns itens do seu cardápio.


Sucesso há mais de duas décadas nos Estados Unidos, a rede P.F. CHANG’S desembarcou no Rio de Janeiro em julho de 2014 com a inauguração de um restaurante na Barra da Tijuca com capacidade para atender 320 clientes. A unidade carioca segue o padrão internacional da rede para decoração, combinando um ambiente cenográfico (as tradicionais réplicas em terracota de cavalos e guerreiros de Xian, mural panorâmico chinês pintado à mão e o simpático Gato da Sorte, conhecido como Manekineko), atendimento, valorização dos ingredientes e modo de preparo de cada receita. O cardápio é vasto: são 70 pratos, boa parte quente, preparados nos tradicionais woks, com muitas opções sem glúten e vegetarianas. Pouco depois, outra unidade foi inaugurada em São Paulo, instalada na Av. Pres. Juscelino Kubitschek.


Hoje em dia tanto o cardápio como os ingredientes utilizados pela rede se mantém muito fiéis aos padrões internacionais. As adaptações são feitas em cada país mais aplicadas aos temperos, para se adequar ao paladar local. Dependendo do país, o cardápio sofre algumas mudanças para oferecer itens diferentes e respeitar alguns hábitos culturais. Por exemplo, no Oriente Médio a rede não vende carne suína ou bebidas alcóolicas. Em Porto Rico, oferece um corte de carne local com toque asiático e no Brasil o cardápio inclui chope, caipirinhas e um prato que não consta no menu original: o Asian Marinated New York Steak, que apesar do nome, trata-se de um corte premium de contrafilé.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas modificações ao longo dos anos, apesar de sempre manter a mesma tipografia de letra. Mais recentemente a marca começou a utilizar um logotipo mais limpo e abreviado, apenas com o nome P.F. CHANG’S.


Os slogans 
Acknowledge The Craving. 
Ignite The Night. (2011, linha Home Menu) 
Chinese cuisine and American hospitality. 
We are really glad you are here and we will do everything we can to make you come back.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 20 de julho de 1993 
● Fundador: Philip Chiang e Paul Fleming 
● Sede mundial: Scottsdale, Arizona 
● Proprietário da marca: P.F. Chang’s China Bistro, Inc. 
● Capital aberto: Não 
● CEO & Presidente: Richard Federico 
● Faturamento: US$ 1.5 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Restaurantes: 256 
● Presença global: 15 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 26.000 
● Segmento: Restaurantes casuais 
● Principais produtos: Comida asiática (chinesa) 
● Concorrentes diretos: Benihana, Kona Grill, Pick Up Stix e Panda Express 
● Ícones: Os enormes cavalos de terracota na porta dos restaurantes 
● Slogan: Acknowledge The Craving. 
● Website: www.pfchangs.com.br 

A marca no mundo 
Hoje em dia a rede, que em julho de 2012 foi adquirida pela Centerbridge Partners, possui aproximadamente 260 restaurantes espelhados por 15 países como Estados Unidos, México, Argentina, Chile, Colômbia, Panamá, Costa Rica e Brasil. A P.F. CHANG’S é a maior rede de restaurantes causais de comida asiática do mercado americano. 

Você sabia? 
Na rede P.F. CHANG’S, os ingredientes são especialmente selecionados e chegam frescos diariamente aos restaurantes. 
Atualmente Chiang é consultor culinário, assegurando que o P.F. CHANG’S permaneça fiel à sua visão original de criar uma comida saborosa, que os clientes não podem obter em nenhum outro lugar. Ele também supervisiona o desenvolvimento de novos pratos e é responsável pelo cardápio atual. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Exame e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 21/7/2014

14.7.14

TELHANORTE


A rede TELHANORTE tem um profundo e especializado conhecimento em produtos para construção, proporcionando ao consumidor tudo o que ele precisa para construir, reformar ou decorar, com alta qualidade e a verdadeira garantia de preço baixo. Por isso, a rede se transformou na melhor solução no que se refere a produtos e serviços em todo ciclo da obra, desde a reforma, até o acabamento e a manutenção. 

A história 
A história começou em 1976 com o talento e espírito empreendedor de dois amigos, que na verdade também eram cunhados. Rinaldo Grecco, então com 25 anos e pouca experiência no varejo, e Lázaro Rosa, 27 anos, professor de física, resolveram ingressar no ramo da construção civil, que parecia bastante promissor na época. Eles fundaram a TELHANORTE como uma pequena distribuidora de madeiras e telhas no bairro do Jaçanã, zona norte da cidade de São Paulo. Aos poucos, o modesto negócio foi crescendo e conquistando seu espaço no mercado. A empresa se mudou para a Vila Galvão, onde ganhou um depósito maior e sua primeira loja, com 400 m², inaugurada no dia 20 de agosto de 1978.


Em 1980, apesar da economia brasileira viver a crise da inflação, a TELHANORTE consolidava cada vez mais sua marca no mercado incorporando ao seu negócio a distribuição de revestimento, o que garantiu novo impulso ao seu desenvolvimento. Aos poucos a rede passou a oferecer uma infinidade de produtos para construção e reforma. Em 1986 a rede já contava com três lojas em São Paulo: Fernão Dias, Vila Galvão e Marginal Tietê. Já em 1990, o mercado presenciou o amadurecimento e a evolução da rede que inaugurou cinco novas lojas. Na mesma época, a empresa iniciou o processo de centralização de logística, na cidade de Jundiaí, interior paulista.


Os rumos da empresa começaram a mudar em meados de 2000 quando o grupo Saint-Gobain, um dos dez maiores conglomerados industriais franceses, fundado em 1665 por ordem do rei Luís XIV, especialmente para a fabricação de vidros e espelhos para o Palácio de Versalhes, comprou a TELHANORTE. Em 2003 a rede investiu em um novo formato de loja e, de forma inovadora, inaugurou a PRO TELHANORTE, uma unidade especificamente voltada para o profissional da construção civil, que oferecia uma gama enorme de produtos especializados em um mesmo local. Esse formato ainda oferece serviços diferenciados, como por exemplo, o aluguel de ferramentas, assistência técnica, entrega 24 horas, corte de fios e cursos de aprimoramento profissional e cartão fidelidade. A expansão da rede para fora do estado de São Paulo começou em 2005 com a aquisição da Bordignon, rede líder no segmento de varejo da construção na região norte do estado do Paraná. Pouco depois, em 2006, a rede inaugurou sua primeira loja no estado de Minas Gerais, localizada na cidade de Belo Horizonte. A estratégia da TELHANORTE de investir em marcas próprias começou em 2007, com o lançamento da Prosteel, de ferramentas elétricas, seguida pela Coisas & Coisinhas, de utensílios domésticos, no ano seguinte.


Entre 2008 e 2009, a rede chegou a inaugurar 15 lojas: cinco próprias e dez resultantes da aquisição da Center Líder. O rápido crescimento gerou altos custos e uma piora acentuada nos resultados financeiros. Com um novo executivo no comando, a empresa tratou de melhorar a logística. Ampliou a área dos centros de distribuição, que passou de 60.000 m² para 100.000 m². Foram aplicados R$ 43 milhões para ampliar a armazenagem de produtos. Além disso, o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) foi completamente reformulado e o escopo de produtos diminuídos, deixando de lado, principalmente, o segmento da decoração, jardinagem, eletrodomésticos e utensílios. Isto porque, a TELHANORTE sempre foi reconhecida por trabalhar mais fortemente em reforma, acabamentos e manutenção.


Em 2011 a rede inaugurou um novo formato: TELHANORTE CONCEITO, uma loja cujo objetivo era responder às necessidades de consumidores, arquitetos e decoradores que buscam marcas e produtos exclusivos para acabamento com um atendimento exclusivo, em um ambiente sofisticado. Pouco depois, em 2013, após três anos reorganizando a empresa, a TELHANORTE, retomou seu processo de expansão. A empresa inaugurou o sexto centro de distribuição na região metropolitana de Belo Horizonte (MG) e estreou no comércio eletrônico, oferecendo cerca de 20 mil itens, entre materiais de acabamento, ferramentas e tintas, entre outros. Para 2014, a rede planeja inaugurar três lojas, localizada em Santos, Guarulhos e Raposo Tavares.


Ainda em 2013, alinhada às tendências de transformar lojas em ambientes de experiência para os consumidores, a rede lançou um projeto inovador no varejo da construção: o TELHANORTE EXPERIENCE, cuja proposta é levar entretenimento, conhecimento técnico e, sobretudo, uma experiência mais rica de compras para toda a família. Para o projeto foram desenvolvidos jogos customizados, como mosaico, argolas, gênius, memória, para fornecedores que entraram como parceiros na iniciativa. Com isso, o consumidor absorve conhecimento técnico sobre o produto ou a marca, além de ganhar brindes por sua participação. Ainda nesse ano a rede lançou o seguro Turma do Conserto, que conta com três tipos de planos que oferecem serviços de inspeção domiciliar, como revisão de instalação elétrica, troca de lâmpadas, tomadas e interruptores, verificação de possíveis vazamentos, instalação de olho mágico, limpeza de caixa d’água, entre outros.


A empresa atua fortemente na comunicação de massa para manter a marca viva na cabeça dos consumidores, através de campanhas publicitárias na TV, rádio e jornal. Além disso, patrocinou o quadro Lar Doce Lar, do Caldeirão do Huck, da Rede Globo, por quatro anos (2010-2013). Mais recentemente, em 2012, lançou a revista Telhanorte, uma publicação bimestral com tiragem de 200 mil exemplares, que traz ideias e informações para os clientes, tornando-se assim um novo canal de divulgação da marca, além de uma nova forma de relacionamento com seus consumidores. A rede também realiza, nos meses de outubro e novembro, época em que as pessoas preparam suas casas para o final do ano, a Gran Feira, cujo foco principal é acabamento. E também conta com o programa Obra Prima, que premia engenheiros, arquitetos e decoradores por seus projetos através do sistema de pontos. O profissional que se abastece de materiais comprados nas lojas da rede recebe uma parte em pontos equivalentes, para troca posterior por novos materiais.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por uma acentuada reformulação em 2008. Foi então que o logotipo da marca ganhou ícones coloridos que lembram uma casa, além de uma nova tipografia de letra.


Os slogans 
Você feliz é o nosso forte. (2012) 
Prazer em construir e reformar. (2009) 
Telhanorte, preço baixo é nosso forte.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1976 
● Fundador: Rinaldo Grecco e Lázaro Rosa 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Saint-Gobain Distribuição Brasil 
● Capital aberto: Não 
● Diretor geral: Manuel Corrêa 
● Faturamento: R$ 1.8 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 37 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 4.000 
● Segmento: Varejo (construção e reforma) 
● Principais produtos: Pisos, azulejos, materiais elétricos e materiais de construção em geral 
● Concorrentes diretos: C&C, Leroy Merlin e Dicico 
● Slogan: Você feliz é o nosso forte. 
● Website: www.telhanorte.com.br 

A marca no Brasil 
Atualmente a rede TELHANORTE possui 37 lojas localizadas nos estados de São Paulo (onde estão 30 unidades), Minas Gerais e Paraná, que oferecem um mix de produtos de 50 mil itens. A empresa conta também com um televendas de atendimento exclusivo para pessoa jurídica, com duas lojas PRO TELHANORTE, destinadas aos profissionais da construção, e com a loja TELHANORTE CONCEITO, destinada aos arquitetos, designers e decoradores. E claro, sete Centros de Distribuição. Dos 20 milhões de potenciais clientes que circulam por suas lojas anualmente, mais de 500 mil acabam comprando na rede varejista. 

Você sabia? 
É a única rede no país que oferece um home center com funcionamento 24 horas, a TELHANORTE MARGINAL, na cidade de São Paulo. 
A rede é a maior vendedora de pisos cerâmicos do mercado brasileiro. Por isso, a TELHANORTE possui um estoque de 3 milhões de metros quadrados de pisos e revestimentos. 
Aproximadamente 50% das vendas da rede são de entrega em domicílio, o que resulta em 40.000 a 45.000 entregas por mês. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e Exame), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 14/7/2014

7.7.14

CHANDON


Os espumantes (como são chamados os champanhes fora da França) CHANDON refletem fielmente a filosofia de elaboração, baseada há mais de 260 anos em aprimorar a produção de uvas e estimular a dedicação, paixão e criatividade de enólogos da Maison Moët & Chandon. Convidados indispensáveis em festas e celebrações, os espumantes CHANDON criam uma maravilhosa experiência com a chancela de uma das marcas mais tradicionais no mundo quando o assunto é vinho cheio de borbulhas. 

A história 
Tudo começou em meados da década de 1950 quando a Maison Moët & Chandon, tradicional produtora de champanhes desde 1743, aventou a possibilidade de instalar, pela primeira vez em sua história, adegas e vinhedos fora da França. Renaud Poirier, o então experiente enólogo da empresa, percorreu diferentes partes da América do Sul em busca de solo e condições climáticas ideais para a produção de vinhos espumantes. O local escolhido foi a Argentina. Finalmente em 1959 foi determinado que o local mais adequado para este projeto seria a província de Mendoza, na cidade de Agrelo, encravada no meio da Cordilheira dos Andes. Uma das razões para a escolha foi o clima seco e ensolarado, além das terras de boa qualidade, ideal para essa cultura. Era o surgimento da BODEGAS CHANDON, que desde o início teve total assessoria dos técnicos da Moët & Chandon, na França. No ano seguinte a empresa, que já iniciou suas atividades com produção superior a 100.000 garrafas por ano, lançou o espumante M. CHANDON no mercado argentino, que logo depois adotaria apenas o nome CHANDON.


Em 1973, a Maison Moët & Chandon decidiu apostar no potencial vitivinícola brasileiro e instalar a segunda unidade da CHANDON na pequena cidade de Garibaldi, no Rio Grande do Sul. Afinal, a cidade da Serra Gaúcha tem um microclima temperado e de noites frescas, o que possibilita a lenta maturação e desenvolvimento de bons níveis de açúcar e de acidez da uva. Estas são características que, mais tarde, darão origem à fineza aromática e ao frescor do espumante. A empresa plantou vinhedos e construiu uma funcional vinícola, cujo objetivo era produzir vinhos espumantes naturais com a mesma filosofia da renomeada marca francesa: cultivar uvas com a máxima qualidade possível e incentivar de forma constante o aprimoramento técnico de seus enólogos. Os primeiros espumantes foram lançados no mercado brasileiro em 1978. A qualidade dos espumantes foi logo reconhecida, o que provocou uma revolução positiva na região da Serra Gaúcha, pois os espumantes CHANDON se tornaram referência para as demais vinícolas brasileiras interessadas em elaborar o vinho das borbulhas.


Foi ainda em 1978 que a CHANDON lançou dois vinhos maduros, um branco e um tinto, que por muitos anos conseguiram manter o sabor e a qualidade inalterados graças ao processo de assemblage (definido como sendo a mescla dos diferentes vinhos utilizados na produção do vinho-base). Porém, os anos subsequentes provaram que todo o vinho que a CHANDON produzia saía melhor se fosse elaborado para dar origem aos espumantes. Então, há mais de uma década, em 1998, os vinhos brancos e tintos não foram mais elaborados, e a CHANDON passou a ser a maior produtora de espumantes do mercado brasileiro. Foi também em 1998 que a marca lançou a reserva especial, EXCELLENCE CUVÉE PRESTIGE (considerado o melhor espumante natural das Américas, é elaborado com a combinação das uvas Chardonnay e Pinot Noir, selecionadas exclusivamente nas melhores quadras dos vinhedos, transformando-se no mais sofisticado dos vinhos) e o inovador CHANDON PASSION (suave e delicado, traz toda a expressão aromática de frutos tropicais das uvas Malvasia de Cândia e Moscato Canelli que, associadas à Pinot Noir, conferem à este sensual espumante sutis tons rosados).


Há poucos anos atrás, a empresa francesa resolveu investir pesado para transformar a CHANDON em uma marca de luxo no mercado brasileiro. Apresentou uma nova identidade visual, lançou campanhas publicitárias emocionais, elevou o preço dos produtos em 15%, escolheu pontos de venda mais selecionados (como por exemplo, Duty Free dos aeroportos) e bancou muitas festas regadas aos seus excepcionais espumantes. Lançou também, em 2004, uma série numerada de 1.973 garrafas da versão Excellence do espumante com preço três vezes maior do que o normal, sendo a número 1 entregue para o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Além disso, em 2007, ao consolidar a CHANDON como a grife do espumante no Brasil, introduziu no mercado o CHANDON BRUT ROSÉ (reluzente e sedutoramente cor-de-rosa, traz requintados aromas com toques de morango e cereja assim como um envolvente paladar fino e aveludado com muito equilíbrio entre as uvas Pinot Noir, Chardonnay e Riesling Itálico). Ainda faz parte do portfólio da marca o CHANDON RÉSERVE BRUT (resultado da harmonização das melhores uvas Chardonnay, Pinot Noir e Riesling Itálico, cujo resultado revela uma grande sutileza aromática lembrando frutas cítricas, maçã verde e frutas secas em um paladar perfeitamente equilibrado), CHANDON RICHE DEMI-SEC (levemente suave, harmoniza o frescor do Riesling Itálico com os aromas frutados do Chardonnay e cresce em complexidade e maciez com a típica estrutura do Pinot Noir), CHANDON EXCELLENCE ROSÉ (caracteriza-se por sua cor amarelo-dourada com reflexos verdes, espuma abundante e persistente com formação de um amplo colar no contorno da taça. As borbulhas são ativas, muito finas e numerosas) e CHANDON BABY DISCO (acompanha a agilidade e mobilidade dos novos tempos, em formato pronto para beber, dispensa formalidades e vai ao encontro do ritmo de seus consumidores. Foi lançada em 2010). Os espumantes CHANDON são oferecidos em várias tamanhos: Baby (187 ml), introduzida em 2000; Meia Garrafa (375 ml); Garrafa (750 ml); Magnum (1,5 litros) e Jeroboam (3 litros).


Foi também em 1973 que a CHANDON instalou sua terceira unidade. O local escolhido foi a bela região californiana de Napa Valley, localizada a cerca de 90 minutos de carro de San Francisco, e famosa por seus aromas e vinhos. A marca se tornou a primeira vinícola francesa a produzir espumantes nesta região da Califórnia. Em 1986 foi a vez das terras australianas serem escolhidas para abrigar a quarta unidade da CHANDON para produção de vinhos e espumantes. A região foi Yarra Valley, próxima a cidade de Melbourne. Há pouco tempo a CHANDON americana iniciou o lançamento de uma edição especial de verão de seus espumantes. Começou em 2012, com a edição batizada de American-Style, cuja garrafa era coberta por um rótulo termoencolhível branco, com listras azuis e vermelhas. Já a subsidiária argentina lançou mais recentemente um espumante para ser apreciado no verão: CHANDON DÉLICE, que pode ser degustado puro, apenas com gelo ou com gelo e folhas de manjericão, deixando-o mais fresco. Esse espumante é fabricado com cortes das uvas Chardonnay, Pinot Noir, Petit Manseng e Semillon colhido tardiamente.


A semana Chandon 
A marca, especialmente no Brasil, sempre investiu muito em marketing. E um dos resultados deste investimento é chamado CHANDON WEEK, um projeto que viaja cidades de norte a sul do Brasil divulgando as variedades de espumantes da marca por uma semana. Entre maio e novembro, nos restaurantes que participam do projeto, os consumidores têm uma excelente oportunidade para conhecer as características de cada espumante, acompanhando uma refeição ou mesmo em um happy hour. O projeto oferece uma experiência completa aos diferentes sabores e aromas de CHANDON.


A identidade visual 
Na Argentina e no Brasil a identidade visual da marca pode ser aplicada de duas formas diferente. Enquanto a primeira é mais utilizada no mercado brasileiro, a segunda é utilizada na Argentina.


Já nos Estados Unidos e Austrália, apesar de manter a “estrela”, a tipografia de letra utilizada é mais encorpada.


Os slogans 
A vida borbulha com Chandon. 
Life Needs Bubbles.


Dados corporativos 
● Origem: França 
● Lançamento: 1959 
● Criador: Maison Moët & Chandon 
● Sede mundial: Épernay, França 
● Proprietário da marca: LVMH Moët Hennessy • Louis Vuitton S.A. 
● Capital aberto: Não 
● CEO & Presidente: Jean-Guillaume Prats 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 30 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 800 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Espumantes e vinhos 
● Concorrentes diretos: Salton, Aurora, Casa Valduga, Miolo, Vallontano, Freixenet e Codorníu 
● Ícones: A garrafa Baby 
● Slogan: A vida borbulha com Chandon. 
● Website: www.chandon.com.br 

A marca no mundo 
Hoje em dia a CHANDON, que pertence a Moët & Chandon, que por sua vez faz parte do conglomerado de luxo LVMH Moët Hennessy • Louis Vuitton, produz seus espumantes em quatro regiões, todas conhecidas pelos seus terroirs excepcionais: Argentina (Mendoza), Brasil (Garibaldi), Estados Unidos (Napa Valley) e Austrália (Yarra Valley). Seus espumantes são comercializados em mais de 30 países ao redor do mundo. Todos os anos a CHANDON vende, somente no Brasil, mais de 3.5 milhões de garrafas de seus espumantes. Já na Argentina e Uruguai a CHANDON detém mais de 50% de participação de mercado. A CHANDON de Mendoza abastece o mercado argentino e também exporta sua produção para outros países. Já a CHANDON do Brasil, abastece somente o mercado nacional. Os espumantes produzidos na Argentina não são enviados para o Brasil para não concorrer com a fábrica daqui e vice-versa. Na Austrália e nos Estados Unidos a CHANDON produz, além de espumantes, vinhos de excepcional qualidade. 

Você sabia? 
A Casa Chandon, localizada na cidade de Garibaldi, tem um moderno centro de visitas, onde é possível conhecer sua linha de produtos e desfrutar de uma vista privilegiada de seus vinhedos. Em seguida, os visitantes são convidados pelos enólogos da adega a descobrir a arte de elaborar espumantes naturais de excelência e, participando de degustações orientadas, a despertar e a compartilhar a paixão pelas borbulhas. 
Você sabe a diferença entre champanhe e espumante? O primeiro é uma denominação de origem imposta pela União Europeia, ou seja, só os vinhos produzidos na região de Champagne (na França) podem ter esse nome. Isso acontece também com os vinhos Asti (Itália) e os Cava (Espanha). Já espumante é o nome genérico da bebida. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (BusinessWeek, Isto é Dinheiro, Época Negócios e Prazeres da Mesa), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 6/7/2014

30.6.14

COSTCO WHOLESALE


Você pode até não conhecer a COSTCO WHOLESALE, mas saiba que a empresa americana é um verdadeiro colosso do varejo mundial. Em suas enormes lojas é possível encontrar de tudo, de alimentos e bebidas, a roupas, eletrônicos e até anéis de diamantes, vestidos de noivas e caixões. Atuando no conceito clube de compras, a COSTCO atrai milhões de consumidores por ano com uma proposta simples: preços baixos, competitivos e serviços excelentes. 

A história 
Tudo começou com James D. Sinegal e Jeffrey H. Brotman, dois homens que haviam adquirido vasta experiência no varejo nos anos de 1970. Eles resolveram se unir para inaugurar no dia 15 de setembro de 1983 na cidade de Seattle, estado de Washington, a primeira loja COSTCO. Atuando no conceito clube de compras, onde pequenas empresas pagavam uma anuidade para terem acesso a uma enorme variedade de produtos, inicialmente a loja oferecia a oportunidade para pequenos comerciantes, restaurantes e postos de gasolinas comprarem alimentos, eletrodomésticos, roupas, material de escritório e outros produtos em grandes quantidades por um preço 10% mais barato que em outras grandes varejistas da cidade. Ao final deste ano, a empresa já havia inaugurado mais duas lojas: na cidade de Portland, Oregon; e Spokane, Washington. Rapidamente a empresa passou a oferecer o benefício de membro também para o consumidor comum.


A COSTCO fechou o ano de 1984 com 9 lojas em cinco estados americanos e 200.000 membros. O ano de 1985 foi marcado por duas grandes novidades: além de instalar dentro de suas lojas os tradicionais carrinhos para a venda de cachorro-quente (que junto com um refrigerante custava US$ 1.50, preço mantido até os dias de hoje), oferecendo assim uma opção de alimentação aos consumidores que estavam fazendo compras, a empresa iniciou sua expansão internacional com a inauguração de uma loja na cidade canadense de Burnaby. Nos anos seguintes a COSTCO aumentou a oferta de produtos frescos com a introdução de carnes e produtos panificados. Além disso, passou a oferecer outros serviços dento das lojas com a inauguração de suas primeiras farmácias em 1986, óticas (1987) e revelação de fotos em uma hora (1989).


Após abrir em dezembro de 1992 sua centésima loja, no ano seguinte, percebendo o enorme interesse do Sam’s Club na concorrente Price Club, empresa pioneira no conceito “clube de compras” fundada em 1976 em um antigo hangar na cidade de San Diego e onde James Sinegal havia trabalhado como alto executivo, a COSTCO agiu rápido e realizou uma fusão formando assim a PriceCostco, então com 206 lojas e US$ 16 bilhões de faturamento anual. Pouco depois da formação da nova empresa foi inaugurada sua primeira loja no Reino Unido. A expansão internacional continuaria em 1994 com a abertura de uma loja na cidade de Seul na Coréia do Sul. O ano de 1995 foi marcado pela instalação de seu primeiro posto de gasolina, anexo a loja de Tucson, no estado do Arizona, e do lançamento da Kirkland Signature, marca própria da empresa que oferecia produtos de alta qualidade em diversas categorias.


Finalmente em 1997, a empresa mudou oficialmente o nome de todas as suas lojas para COSTCO WHOLESALE. Ainda este ano deu continuidade ao seu plano de expansão no continente asiático ao inaugurar a primeira loja em Taiwan. Buscando expandir ainda mais suas operações lançou em 1998 o comércio eletrônico, trazendo seus preços baixos e serviços para a internet. No final desta década inaugurou sua primeira loja no Japão. O novo milênio começou com o incremento de seus serviços ao passar a oferecer pacotes turísticos através da COSTCO TRAVEL. No final de 2001, após inaugurar sua primeira loja em Porto Rico, a empresa consolidou sua presença em 36 estados americanos ao inaugurar unidades em Kansas e Indiana. Em 2002, a empresa tentou sem sucesso criar um novo modelo de clube de compras chamado COSTCO HOME, que vendia apenas móveis, utensílios domésticos e objetos de decoração. As únicas duas lojas funcionando nesse formato foram fechadas em 2009. Nos anos seguintes a empresa ampliou consideravelmente seu número de lojas, e recentemente, em 2014, inaugurou sua primeira unidade na Espanha.


Hoje em dia, para poder fazer compras na COSTCO é preciso pagar uma anuidade de US$ 55. Suas lojas oferecem em média 4.000 produtos entre eletrodomésticos, roupas, computadores, alimentos, móveis, bebidas, panelas, entre outros itens. E para competir neste segmento cuja concorrência é brutal, a COSTCO opera sob uma diretriz essencial e imutável ao longo de seus pouco mais de 30 anos de varejo: nenhum produto de marca de terceiros vendido na rede pode ter margem acima de 14%. Para produtos de marca própria, o limite é de 15%.


A empresa é uma atração para consumidores, lucros para fornecedores e uma escola aos concorrentes que tem dificuldades em entender o que é respeito ao consumidor. Isto porque, o sucesso da COSTCO, que recentemente rompeu pela primeira vez os US$ 100 bilhões em faturamento, não está somente nos preços extremamente baixos. Outro fator importante é a política simplista de retorno e atendimento impecável ao consumidor, uma grande estratégia de marketing adotada pela empresa para criar a sensação de tranquilidade quando se compra em uma de suas lojas. Um exemplo é o programa de fidelidade, que não permite apenas que o crédito seja usado para compras na própria loja, mas dá ao consumidor a oportunidade de recebê-lo 100% em dinheiro.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos. Somente em 1997 o atual logotipo foi adotado.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 15 de setembro de 1983 
● Fundador: James D. Sinegal e Jeffrey H. Brotman 
● Sede mundial: Issaquah, Washington 
● Proprietário da marca: Costco Wholesale Corporation 
● Capital aberto: Sim (1985) 
● Chairman: Jeffrey H. Brotman 
● CEO & Presidente: W. Craig Jelenik 
● Faturamento: US$ 105.1 bilhões (2012/2013) 
● Lucro: US$ 2 bilhões (2012/2013) 
● Valor de mercado: US$ 50.8 bilhões (junho/2014) 
● Lojas: 657 
● Membros: + 71 milhões 
● Presença global: 10 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Funcionários: 185.000 
● Segmento: Varejo (clube de compras) 
● Principais produtos: Alimentos, bebidas, eletrônicos, eletrodomésticos, roupas e móveis 
● Concorrentes diretos: Sam’s Club, BJ’s Wholesale Club, Makro, Tesco, Metro e Target 
● Website: www.costco.com 

A marca no mundo 
Atualmente a COSTCO, maior clube de compras do mercado americano e um dos maiores do mundo, conta com mais de 657 lojas, das quais aproximadamente 465 instaladas em 43 estados americanos e Porto Rico, e o restante espalhado por Canadá, México, Japão, Reino Unido, Coréia do Sul, Taiwan, Austrália e Espanha. Em 2013 a COSTCO, que possui mais de 71 milhões de membros, faturou mais de US$ 105 bilhões, além de ocupar a posição de número 19 no ranking da revista FORTUNE 500 de 2014 (empresas de maior faturamento no mercado americano). A COSTCO oferece três diferentes classes de membros: “Business”, “Gold Star” e “Executive” (este lançado em 1997). O primeiro é para empresas e pessoas que compraram produtos para revenda, o segundo é para quem não tem um negócio e o terceiro além de oferecer todos os benefícios ainda dá direito a outros serviços, como seguro de carro, empréstimos, seguro de vida e odontológico, entre outros. 

Você sabia? 
A rede oferece dentro da maioria de suas lojas serviços complementares como restaurantes, farmácias, perfumarias, estúdios fotográficos com revelação na hora, agências de viagens e até clínicas oftalmológicas com uma ótica anexa. Além disso, algumas unidades possuem, em uma área anexa, postos de gasolina que oferecem inclusive serviços de lavagem. 
A COSTCO desafia qualquer varejista a diminuir ou igualar seus preços, além de oferecer a melhor qualidade aos seus membros, ao mesmo tempo em que paga aos seus empregados salários acima da média do mercado. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 30/6/2014

23.6.14

MULTICOISAS


O que você procura. O que você precisa. E o que você nem imagina. Na MULTICOISAS tem. A rede é reconhecida por oferecer, de forma criativa, soluções para o dia a dia. A variedade de itens surpreende, afinal em pequenas lojas estão disponíveis desde acessórios hidráulicos e elétricos, utilidades para o lar, ferramentas, organização até produtos eletrônicos e de informática. Por isso, a rede se transformou em uma espécie de fast-food das utilidades domésticas. 

A história 
A história começou com uma ideia inusitada do empresário gaúcho Lindolfo Leopoldo Martin, que antes mesmo de inaugurar seu novo empreendimento já sabia o nome da empresa. Ele bolou o nome após assistir a um episódio do desenho animado “Os Impossíveis”, do estúdio Hanna-Barbera. Entre os personagens estava o Multi-homem, um super-herói capaz de criar cópias de si mesmo. Com essa ideia de multiplicação na cabeça, ele se mudou com sua mulher, Elza, de Maringá, no Paraná, onde trabalhava na fábrica de calçados da família, para Campo Grande, a capital de Mato Grosso do Sul, local escolhido para a inauguração em 1978 da Multicasa, uma pequena e modesta loja de materiais de construção.


Com o passar dos anos e a experiência adquirida no mercado de materiais elétricos, hidráulicos e ferragens para a construção civil em geral, o casal percebeu que muitos clientes procuravam ferramentas e produtos que os auxiliassem nos pequenos reparos domésticos, ideais para serviços que eles próprios pudessem realizar em suas casas. Visionário, ele percebeu a oportunidade de um novo negócio e, em 1984, inaugurou a primeira loja da MULTICOISAS, que oferecia uma grande variedade de produtos e soluções integradas ao atendimento especializados dos vendedores. A nova loja nasceu com o conceito de auto-serviço e a filosofia “faça você mesmo”, que permitia ao próprio cliente procurar os produtos expostos nas prateleiras, como nos supermercados. Outro diferencial da loja era uma bancada na qual os vendedores podiam ensinar os clientes a fazer os reparos, como trocar a resistência de um chuveiro.


Com o novo conceito testado e a boa receptividade por parte dos consumidores, o casal decidiu expandir a marca por todo Brasil. Para não perder o foco, já que as lojas seriam instaladas em várias localidades do país, em 1990, eles optaram pelo sistema de franquias e a empresa tornou-se uma das pioneiras no mercado brasileiro a adotar a expansão profissional e planejada, nos moldes das grandes redes americanas de franquias. E o crescimento foi coeso. Em 2006 a rede já contava com 52 unidades espalhadas por 26 cidades de 12 estados, algumas delas instaladas em endereços badalados como o Shopping Villa Lobos, localizado na zona oeste de São Paulo.


Em 2010 a MULTICOISAS alcançou a marca de 100 lojas em funcionamento. Recentemente o empresário decidiu profissionalizar a gestão. Após 30 anos à frente das operações, ele e sua mulher, Elza, resolveram contratar um CEO profissional. O escolhido foi o executivo paulista Sandro Benelli, recrutado na França, onde trabalhava para o grupo Casino, controlador do grupo Pão de Açúcar. E o caminho da varejista sul-mato-grossense ficou mais livre com o fechamento, no começo de 2014, de sua principal concorrente, a Peg&Faça, pioneira no setor de bricolagem no país. O plano de expansão da rede é ousado: tem como meta chegar a 500 lojas até 2021. A filosofia de trabalho com a valorização do ser humano ainda é preservada e aperfeiçoada na rede, que trabalha sobre o conceito: Conveniência (estar perto das necessidades); Bom atendimento (sorriso/clima de trabalho); Acessibilidade aos produtos (auto-serviço); Orientação técnica (ensina-se a fazer/usar); Dinâmico clima promocional (vitalidade comercial) e Garantida satisfação dos clientes (mesmo depois do produto estar pago e entregue).


Nos dias de hoje, em uma loja de aproximadamente 100 m², são disponibilizados ao consumidor aproximadamente 4.000 itens, distribuídos em 15 departamentos: Banheiro (armários e cortinas para box); Cozinha (abridor de latas, escorredor de louças, balança, canecas, carrinho de feira, garrafas térmicas, arara para roupas com rodas, capa para roupa, cinzeiros); Elétrica, Elétrico e Eletrônico (é possível encontrar tomadas, conectores, cabos, fios, fusíveis, adaptadores, telefones, microfones e cabos de vídeos); Ferragens e Ferramentas (alicates, chaves de fenda, furadeiras, brocas, escadas, espátulas, escovas de aço, paquímetros, trenas, tesouras, batentes de porta, dobradiças, fechaduras, arames, parafusos e pregos); Hidráulica & Jardim (chuveiros e torneiras); Iluminação (lâmpadas e luminárias); Informática (teclados, mouse, cabos conversores, capa para monitor e joystick); Lavanderia (mangueira para tanquinho, tábua de passar, varal de teto e chão e cestos); Organização (caixas, divisórias e cabides); Pilhas & Cia (pilhas, baterias); Químicos & Cia (colas, tintas, inseticidas, graxa, impermeabilizantes, limpa forno, silicones, entre outros itens) e Segurança & Lazer (chaveiros, cadeados, correntes, placas de identificação, travas, adega para vinho, canivetes, cantil e fone de ouvido). Enfim, tudo para proporcionar mais facilidade e praticidade à rotina das pessoas. Além da qualidade dos produtos e da comodidade de encontrar tudo em um só lugar, os clientes contam ainda com uma equipe treinada para oferecer soluções adequadas para cada caso.


A rede também incentiva e apoia constantemente a responsabilidade social e ambiental de seus clientes e parceiros. Desde 2006, todas as lojas da rede servem de postos para coleta de pilhas e baterias usadas. Com a implantação dessa ação, mais de seis toneladas desse material deixaram de ser descartados no meio ambiente. Desde 2008 a empresa também utiliza sacola plástica oxibiodegradável. Diferente das sacolas plásticas convencionais que demoram 100 anos para se decompor na natureza, o plástico oxibiodegradável se degrada em 18 meses, poluindo menos o meio ambiente.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas importantes alterações ao longo dos anos. Sempre mantendo as cores preta e amarela, primeiro o logotipo ganhou um símbolo (uma mão estendida com pequenas casas) e nova tipografia de letra. Em 2009, a identidade visual da marca passou por uma grande reformulação: além do nome da marca passar a ser escrito em letras minúsculas, adotou uma nova tipografia de letra e o telhado de uma casa acima da última sílaba. O atual logotipo pode ser aplicado em fundo branco ou amarelo (neste caso a palavra “coisas” adota a cor branca, assim como as janelas do telhado).


Os slogans 
Soluções para o seu dia a dia. 
Sua casa em boas mãos.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1984 
● Fundador: Lindolfo e Elza Martin 
● Sede mundial: Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil 
● Proprietário da marca: Multicoisas Franquias Ltda. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Sandro Benelli 
● Faturamento: R$ 330 milhões (2013) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 175 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 1.750 (incluindo franqueados) 
● Segmento: Varejo (utilidades) 
● Principais produtos: Utensílios e produtos para casa e ferramentas 
● Concorrentes diretos: Leroy Merlin, Dicico, C&C, Telhanorte e Center Castilho 
● Mascote: Multico 
● Slogan: Soluções para o seu dia a dia. 
● Website: www.multicoisas.com.br 

A marca no Brasil 
Atualmente a MULTICOISAS, maior rede de varejo atuando na área de utilidades no mercado brasileiro, possui 175 lojas (quatro delas próprias) localizadas em 20 estados do país (como por exemplo, Alagoas, Ceará, Goiânia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo), mais o Distrito Federal. Anualmente passam pelas lojas da rede mais de 750 mil pessoas, que em 2013 faturou R$ 330 milhões. A praticidade é outro trunfo da rede. Ao contrário dos chamados home centers, geralmente localizados em vias de grande fluxo, a MULTICOISAS aposta em lojas de ruas e shopping centers, facilitando o acesso e a conveniência. 

Você sabia? 
A empresa criou a Universidade Multicoisas, onde todos os franqueados têm à disposição diversos cursos e treinamentos sobre os mais variados assuntos do dia a dia do varejo. 
A estratégia da rede para se diferenciar da concorrência é fazer uma venda mais consultiva. Cada loja da rede, que em média possui 100 m², conta com pelo menos dez vendedores. Em um grande varejista, a média é de dois funcionários para cada 500 m². 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Exame, Época Negócios e Pequenas Empresas Grandes Negócios), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 23/6/2014

16.6.14

CATHO


Através de uma ferramenta moderna, a CATHO tem a principal missão de ajudar centenas de milhares de profissionais na conquista das melhores oportunidades de carreira no mercado brasileiro. E para isso, trata como clientes tantos as empresa que anunciam vagas como os profissionais que procuram realização ou melhor colocação no mercado. Mais do que um classificado online de empregos, a CATHO é uma empresa pioneira no segmento. São pessoas trabalhando para pessoas. 

A história 
Tudo começou em meados da década de 1970 com o americano Thomas Amos Case, formado em engenharia mecânica e com Ph.D em negócios internacionais pela Universidade de Michigan. Após ser demitido do cargo de presidente da multinacional Rejotec (fabricante de silos para armazenar cereais agrícolas), ele partiu em busca de soluções para superar o desemprego, e como havia decidido ficar no Brasil, começou a ler um livro sobre como procurar emprego (Executive Jobs Unlimited de Carl R. Boll), que aconselhava enviar muitas correspondências e currículos para as empresa. O executivo então seguiu todas as orientações do livro. Todos os dias, escrevia cartas e as assinava individualmente. Chegou a enviar 40 correspondências às empresas. Em menos de três meses, Case acabou como presidente da Motores Búfalo, em São Paulo.


Case aproveitou essa experiência para, nas horas vagas, pensar em um novo negócio. Em maio de 1977, juntamente com sua ex-exposa Carlinda, ele resolveu fundar a Catho Recolocação de Executivos, a primeira empresa a atuar nesse segmento no mercado brasileiro. O nome CATHO era composto pelas sílabas iniciais invertidas de seu nome e sobrenome. Logo após, foi criada a Case Consultores, que oferecia serviços de recrutamento e seleção. A história da empresa iria ganhar novos rumos em 1996, quando Thomas decidiu expandir suas atividades para a internet com o lançamento da CATHO ONLINE. A primeira versão do site continha currículos dos clientes da Catho Recolocação, além de oferecer testes online e programação de cursos presenciais. Logo depois, a CATHO passou a oferecer o serviço de anúncio de currículos e de vagas de emprego, iniciando um modelo de negócios adotado até hoje. A CATHO ONLINE apostou que o trabalhador estaria disposto a pagar para arranjar uma ocupação. Ao cobrar do profissional e não da empresa, o site subverteu o modelo de negócio perpetuado pelos classificados de jornais. E deu certo, pois o site se tornou extremamente popular nos anos seguintes.


Em março de 2006 Thomas Case vendeu a CATHO ONLINE por US$ 50 milhões para a empresa americana de gestão de investimentos Tiger Global Management. Dois anos depois, em novembro de 2008, a australiana SEEK, grupo líder mundial em recrutamento online por valorização de mercado, entrou no negócio buscando ampliar sua participação em regiões estratégicas e comprou 30% da CATHO. Em 2012, a empresa australiana aumentou sua participação para 51% das ações, se tornando a principal acionária da CATHO. No mesmo ano foram registrados mais de 1 milhão de assinantes no site, comprovando assim a total eficiência e sucesso da marca CATHO.


E as mudanças não pararam por aí. Após anunciar a chegada de um novo CEO, a empresa promoveu uma renovação no site, que incluía o sistema em que as vagas de emprego ficavam no ar por 52 dias e caso a vaga fosse fechada, seria removida da plataforma. Pouco depois contratou o ator Reynaldo Gianecchini para ser o novo garoto-propaganda da marca e lançou uma campanha publicitária com o mote “A Catho funciona”, cujo objetivo era humanizar a marca para seu público alvo.


Além disso, no início de 2013, anunciou o lançamento de novas ferramentas como a Dica de Anúncio (envia dicas para o recrutador sobre como realizar melhores buscas para encontrar o candidato ideal, através de formatação de melhores anúncios). Também ocorreram novas mudanças no site para facilitar o processo de atração e seleção de talentos, além do aperfeiçoamento do serviço Busca de Currículos. No final deste ano a empresa lançou a CATHO EMPRESAS, especificamente para o segmento B2B através de dois produtos: Atrações dos Melhores (inclui produtos gratuitos, como o anúncio de vagas) e o Recrutamento Perfeito (com ferramentas que são pagas, mas que facilitam o processo de busca de profissionais).


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos. Primeiro perdeu a palavra “online” e ganhou uma nova tipografia de letra, mais arredondada. Depois de mais alteração, mais recentemente apresentou uma identidade visual mais moderna e com mais detalhes.


Os slogans 
Pra quem busca mais. (2013) 
A Catho funciona. (2012) 
Seu sucesso é o nosso negócio. 
Recrutar é um talento. (Catho Empresas)


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Lançamento: 1996 
● Criador: Thomas Amos Case 
● Sede mundial: Barueri, São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Seek Corporation 
● Capital aberto: Não (subsidiária) 
● CEO: Claus Vieira 
● Faturamento: US$ 220 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 800 
● Segmento: Recursos humanos 
● Principais produtos: Classificados online de currículos e empregos 
● Concorrentes diretos: Gelre, Curriculum, 99jobs e LinkedIn 
● Slogan: Pra quem busca mais. 
● Website: www.catho.com.br 

A marca no Brasil 
A CATHO, que faz parte do grupo SEEK, líder mundial em recrutamento online por valorização de mercado, é o maior site de classificados de currículos e empregos da América do Sul e somente em 2013 contribuiu para mais de 184 mil contratações (das quais, 6.977 foram efetuadas durante a Promoção 7 Dias Grátis). A CATHO possui uma base com mais de 6.7 milhões de currículos, capacidade de captação diária de mais de 4 mil novos currículos e mais de 270 mil anúncios de vagas de emprego de 35.245 empresas. Além disso, mais de 74% dos assinantes avaliaram positivamente os serviços prestados e recomendam o site. A CATHO também oferece outros produtos direcionados aos profissionais e às empresas, como serviços de apoio à carreira (Análise e Elaboração de Currículo, Treinamento de Entrevista, Consultor Virtual, etc.), cursos online, testes online, pesquisa salarial, entre outros. 

Você sabia? 
A CATHO mantém uma equipe de Qualidade que monitora o atendimento das áreas responsáveis pela inserção de currículos e vagas de emprego no site. Também são verificadas todas as novas empresas, para garantir o padrão de qualidade das vagas anunciadas. 
A empresa também disponibiliza a CATHO EDUCAÇÃO, unidade de negócio voltada à capacitação profissional e que oferece serviço gratuito de orientação educacional à carreira. 
Hoje Thomas Case é proprietário da Thomas Case & Associados, uma empresa de Coaching e recolocação. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Exame e Época Negócios), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem) sites especializados em Marketing e Branding (Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 16/6/2014