18.5.06

NEW BALANCE


Seus tênis têm visuais despojados e simplórios. Mas utilizam as mais modernas tecnologias para práticas esportivas. Alguns de seus melhores modelos têm orgulho de ostentar na língua a inscrição “MADE IN U.S.A.”. Os preços facilmente passam da casa dos US$ 100. Eram vistos espontaneamente nos pés de Steve Jobs, fundador da Apple, que utilizava os clássicos modelos 991 e 992 como um quase uniforme de trabalho. A NEW BALANCE não utiliza celebridades para endossar seus produtos. Os atletas fazem essa função por si só. A NEW BALANCE é uma legítima “Anti-Nike”. 

A história 
A empresa foi fundada em 1906, na pequena cidade de Belmont, estado americano de Massachusetts, pelo imigrante inglês William J. Riley, na época um jovem garçom de apenas 33 anos, com o nome de NEW BALANCE ARCH SUPPORT COMPANY, para produzir palmilhas e arcos ortopédicos sob prescrição médica, utilizados para corrigir problemas e aliviar dores de pessoas que passavam o dia todo trabalhando em pé. O primeiro produto da nova empresa foi uma palmilha reforçada com três suportes, a fim de conferir ao calçado um maior conforto e equilíbrio. Segundo conta a lenda, Riley obteve a inspiração para criar esse tipo de palmilha após observar os pés de uma galinha e deduzir que aquelas três garras que a ave possui em seus pés lhe proporcionavam um equilíbrio perfeito (o que teria inspirado a criação do nome NEW BALANCE). Seu projeto tinha melhor ajuste e proporcionava uma sensação superior do que qualquer outro disponível no mercado, que já em 1909, Riley estava listado no catálogo comercial de Boston como “sapateiro”. Depois de conseguir com que suas palmilhas fossem reconhecidas pela qualidade e conforto e sobreviver à grande depressão econômica que assolou os Estados Unidos no início dos anos de 1930, William decidiu que era chegada à hora de diversificar seus negócios. Por isso, em 1934, ele firmou uma parceria com seu melhor revendedor, Arthur Hall, que começou a vender os produtos NEW BALANCE para outros segmentos, especialmente aqueles onde as pessoas ficavam muitas horas em pé, como por exemplo, policiais, bombeiros e garçons.


Porém com o passar do tempo, a empresa começou a receber encomendas de atletas para que confeccionasse tênis para atletismo que se moldassem aos pés. A NB então começou a criar e fabricar tênis sob medida, para todo tipo de pé, incrementando suas vendas consideravelmente. William novamente se inspirou nos pés das galinhas e no seu balanço perfeito para criar, em 1938, o primeiro tênis de corrida da marca para o clube de corrida de Boston, conhecido como Boston Brown Bag Harriers. O modelo de corrida com travas foi desenvolvido e feito à mão pela empresa primeiramente para o atleta Dan McBride. Mais tarde, em 1940, o atleta competiu com um par desses tênis feito de couro preto de canguru com solas de borracha na Corrida de Reddish Road, realizada em Jamaica Plain, nos arredores da cidade de Boston, no estado de Massachusetts.


O sucesso desse calçado espalhou-se rapidamente e, em 1941, a NEW BALANCE estava criando calçados personalizados para corrida, beisebol (especificamente para a equipe profissional do Boston Braves), basquete, tênis e boxe. Em 1954, Arthur Hall, que havia se tornado sócio da empresa vendeu o negócio para sua filha e seu genro, Eleanor e Paul Kidd. Os arcos de sustentação e indicação de calçados foram à base dos negócios da empresa até 1961 quando foi desenvolvido o Trackster, primeiro tênis de corrida feito com uma sola ondulada e disponível em diversas larguras, uma característica que iria se tornar o padrão para os produtos NEW BALANCE. O Trackster rapidamente se tornou o tênis mais escolhido por técnicos de corrida das faculdades americanas e dos diretores de atividades físicas da YMCA (conhecida aqui no Brasil como Associação Cristã de Moços), especialmente por ser o primeiro calçado de corrida feito para minimizar impactos e evitar lesões. A partir deste momento a empresa tomaria um novo rumo na fabricação de calçados esportivos. Durante esta década, a reputação da NEW BALANCE cresceu através da indicação de profissionais especializados e da propaganda em massa. Isso só foi possível em virtude da fabricação de calçados de alta performance e inovação com disponibilidade em diversas larguras. Em poucos anos, a produção de tênis esportivos se tornou o elemento básico para a NEW BALANCE se expandir, inclusive internacionalmente.


No início da década de 1970, a empresa foi comprada por James “Jim” S. Davis, que atualmente é o único proprietário da NEW BALANCE, por irrisórios US$ 100 mil. Nesta época a empresa empregava um punhado de funcionários que produziam 30 pares de tênis diariamente em uma garagem na pequena cidade de Watertwon em Massachusetts. Deste momento em diante começou um dinâmico desenvolvimento da empresa, com a construção de uma rede de distribuição, e principalmente com o lançamento em 1976 do modelo 320, que logo se tornou campeão de vendas nos Estados Unidos e colocou a NEW BALANCE entre as melhores produtoras de calçados esportivos do mundo.


A marca ganhou enorme visibilidade quando o atleta Tom Fleming conquistou o primeiro lugar na tradicional maratona de Nova York competindo com um par de NEW BALANCE 320, o que rendeu ao modelo o título de melhor calçado no ranking mundial de corredores na época. Esse sucesso foi de extrema importância para que a empresa expandisse sua linha de calçados esportivos, com muitas opções de cores, estilos e tamanhos. Em 1978 a marca ampliou sua linha de produtos com o lançamento de shorts, tops e camisetas para corridas. Na década de 1980, época em que a marca iniciou a comercialização de seus produtos no Brasil, começou a desenvolver a série 990 de tênis para corrida, que revolucionou o mercado ao propiciar estabilidade, flexibilidade e suporte nunca visto antes em um calçado esportivo. Muitos modelos da série, como por exemplo, 996, 997, 998, 999, 1200, 1500 (tênis preferido do ex-presidente Bill Clinton em suas corridas matinais) e 1600, fizeram um sucesso enorme e se tornaram ícones no segmento, contribuindo e muito para construir a imagem de qualidade e superioridade da NEW BALANCE no mundo inteiro. Foi ainda na década de 1980 que a marca, devido aos altos custos de produção, transferiu parte de sua produção para países asiáticos, como China, Coréia do Sul e Vietnã.


Em meados dos anos de 1990 o faturamento da empresa já ultrapassava US$ 221 milhões. Ao final desta década, em 1998, ao adquirir a empresa Dunham Bootmakers, a NB ingressou no segmento de calçados “outdoor” (para prática de esportes ao ar livre), expandindo assim seu território de atuação. Nos anos seguintes a empresa cresceu principalmente no mercado internacional, aumentou consideravelmente sua linha de produtos, licenciou sua marca para outros segmentos e se transformou em uma das mais respeitadas marcas americanas. Em 2008, a empresa inaugurou o SPORTS RESEARCH LAB, um moderno laboratório focado no desenvolvimento e pesquisa de novas tecnologias e testes de novos produtos.


Em 2009 a NB lançou uma campanha, denominada “New Balance Creative Contest”, que pretendia retomar o seu estilo “young” e “cool” diante dos seus entusiastas. Nesta época a marca estava preparando o lançamento de dois novos modelos – 576 e 1700 – e para isso introduziu um concurso para as pessoas que estivessem interessadas na customização destes novos modelos, enviassem suas “propostas artísticas”. Para garantir a participação do maior número de interessados, a marca propôs colocar os melhores trabalhos no mercado, em lojas do mundo inteiro – ao todo, 600 pares de cada estilo. Pouco depois, a NEW BALANCE apresentou mais uma de suas revolucionárias tecnologias que utilizava nitrogênio no calcanhar do calçado garantindo assim uma eficiente absorção de impacto, além de maior leveza do tênis.


Ainda em 2009, a marca inaugurou sua primeira EXPERIENCE STORE no distrito de Qianmen Dajie, em Beijing, na China, como parte de um grande e agressivo plano de marketing de expansão de vendas e de reinvenção da presença da marca no varejo. A loja foi a primeira de uma série inspirada na própria trajetória da marca, oferecendo aos clientes um novo modelo de compra, desde o conhecimento até a experimentação dos produtos. Nos anos seguintes outras lojas nesse conceito foram inauguradas em grandes cidades mundiais como Xangai, Nova York, Boston e Barcelona. Já em 2013, a marca americana inaugurou sua primeira loja própria no Brasil, que apresentava um mix de produtos que inclui não somente os tênis – com as linhas “running”, que é focada em exercício físico, e a “lifestyle”, com tênis pro dia-a-dia – mas também uma parte de roupas esportivas, além dos calçados premium produzidos nos Estados Unidos e na Inglaterra que eram exclusivos na loja. Pouco depois, em 2015, a NEW BALANCE voltou com força total ao futebol através do patrocínio de material esportivo com as equipes do Liverpool (£300 milhões por um acordo de seis anos), da Inglaterra, do Porto, de Portugal, e do Sevilla, da Espanha. Todos eram patrocinados pela Warrior, empresa adquirida pela NB em 2004 que estava no futebol desde 2012 e voltou a se dedicar apenas ao hóquei no gelo e ao lacrosse. Pouco depois foi a vez do Celtic da Escócia assinar contrato com a marca americana.


Hoje em dia, a linha running (corrida) da NEW BALANCE é produzida com a tecnologia mais avançada que existe no segmento esportivo. Prova disso, foi sua eleição por três anos consecutivos como a número 1 em tênis para a prática de esporte no mercado americano, em pesquisa realizada pela Brand Keys, líder mundial em pesquisa de lealdade do consumidor. Afinal, a corrida está no coração e no DNA da NEW BALANCE. Além disso, a marca ampliou em muito sua linha de calçados e roupas lifestyle, conquistando ainda mais um público jovem e urbano.


A linha do tempo 
1961 
Lançamento do modelo TRACKSTER, primeiro tênis de corrida com solado de borracha ondulado para melhor tração e produzido em vários tamanhos e formas. 
1980 
Lançamento do modelo 620, primeiro tênis do mercado americano a custar US$ 50. Na época era o melhor e mais avançado tênis de corrida disponível. 
1982 
Lançamento do modelo 990, primeiro tênis do mercado a custar US$ 100, que utilizava revolucionárias tecnologias de absorção de impacto proporcionando um alto grau de conforto durante a prática esportiva. A divulgação do modelo fazia uma pergunta crucial: “At a suggested retail price of US$ 100, (was) the 990 too expensive, or too inexpensive?”
1984 
Lançamento do modelo 1300, com sua inconfundível entressola injetada de EVA, a parte superior em couro e malha e a sola de borracha sólida. 
1985 
Lançamento do M995, uma versão mais moderna do modelo 990, que utilizava tecnologia ENCAP®, para dissipação de impacto e estabilização do pé. 
1988 
Lançamento do M996, um modelo com revolucionárias tecnologias de absorção de impacto e primeiro a utilizar material refletivo para corridas e práticas esportivas noturnas. 
1989 
Lançamento do tradicional modelo 1500, primeiro tênis do mercado a custar US$ 150. O modelo se tornou um dos mais tradicionais e conhecidos da marca em toda sua história, amplamente utilizado por artistas e celebridades no mundo inteiro. 
Lançamento do modelo 577, outro tênis que se tornou um ícone da marca americana. 
1990 
Lançamento do W997, primeiro modelo especificamente desenvolvido para mulheres. 
Correndo com o modelo RC110 RACING COMP, o marroquino Khalid Khannouchi quebrou o recorde mundial de maratona com o tempo de 2:05:41s, na tradicional Maratona de Chicago. 
1993 
Lançamento do M998, um modelo que se tornaria ícone da marca. O modelo possuía tecnologia ABZORB de amortecimento e dissipação de impacto. O tradicional N contido no tênis era feito de material refletivo e brilhava a noite. 
1994 
Lançamento do modelo 1600, que se tornou um ícone do segmento e marcou uma geração de consumidores. O tênis tinha um visual inconfundível: borracha translúcida na sola exterior, tons degradê de cinza, formato arredondado e o logotipo N refletivo. 
1995 
Lançamento do MX 650, um tênis de corrida especificamente desenvolvido para suprir as necessidades do atleta que passava de uma modalidade à outra dentro do segmento de corrida. 
1997 
Lançamento do M999, uma evolução do modelo M998. 
Lançamento do modelo 840, primeiro tênis da marca desenvolvido especificamente para caminhadas técnicas. 
1999 
Lançamento do modelo M991, tênis que se tornou um clássico da marca. Em 2005 o modelo foi reeditado ganhando um visual mais moderno e novos detalhes. 
Lançamento do modelo 1700, outro tênis que se tornou um clássico da marca americana. 
2000 
Apresentação do modelo RC-1001 que utilizava o sistema N-ergy S.C., uma tecnologia de última geração na dissipação e absorção de impacto, fazendo com que o atleta gastasse menos energia nas atividades físicas. Atualmente o sistema está disponível em uma grande variedade de calçados de alta performance da marca. 
2006 
Lançamento em comemoração aos 100 anos da marca da linha CLASSICS, composta por antigos tênis de corrida NEW BALANCE da década de 1970, que foram reeditados com um visual descolado, e em cores modernas e arrojadas. Com apelo totalmente modal, os cinco tênis que compunham a nova linha eram produzidos dentro dos mais altos padrões de qualidade da marca, com materiais atuais, como couro (flor integral), camurça e malha sintética, seguindo as cores da moda. Os modelos ganharam status de vintage, causando uma mudança das pistas de corrida para a moda. Considerada um ícone da marca, esta linha é vendida com sucesso em alguns países da Europa, Ásia e Estados Unidos e aumentou em 70% as vendas da NEW BALANCE na França, Itália e Japão. 
2009 
Lançamento do modelo 1063, tênis top de linha da categoria de amortecimento, indicado para corredores de pisada neutra ou supinada. Este modelo foi desenvolvido dentro da metodologia Total Fit. Como consequência da aplicação dessa nova tecnologia esse modelo chegou ao mercado cheio de melhorias, entre as quais: forma totalmente redesenhada, principalmente na biqueira, proporcionando além de maior beleza, melhor aerodinâmica e calçabilidade; o calcanhar foi equipado com o ABZORB DTS 2.0, segunda geração da tecnologia de amortecimento premium da marca, conferindo ainda mais amortecimento de impacto, maciez e conforto na passada; alinhada com as questões ambientais, incorporou um tecido feito à base de casca de coco como forro interno do cabedal, que minimiza o aparecimento de bolhas e irritações por não ter costuras internas. 
2011 
Lançamento da linha NB MINIMUS, que proporciona ao corredor a sensação de estar descalço com a mesma proteção e resistência de um tênis de alta performance. Essa linha possui modelos extremamente leves (conta com tecnologia Reduces Seams para reduzir o peso do calçado e auxiliar na leveza dos movimentos) e minimalistas, que unem estilo e conforto para quem curte corridas naturais. Inicialmente essa linha oferecia três modelos, um para uso casual, um para “rua” (road) e outro para trilha. 
2012 
Lançamento do tênis 1080V2, que conta com o revolucionário sistema de amortecimento N2, com injeção de nitrogênio no calcanhar. Essa tecnologia garante absorção do impacto com maior leveza: o calçado pesa apenas 297 gramas. 
2013 
Lançamento da NEW BALANCE NUMERIC, uma linha de calçados para a prática do skate. 
2015 
Lançamento das chuteiras FURON (desenvolvida como um calçado leve e direcionada para jogadores velozes) e a VISARO (voltada para jogadores que mais criam jogadas do que as finalizam, sendo mais encorpada e oferecendo mais controle na batida na bola), marcando assim seu retorno ao esporte mais popular do planeta. Talvez você não saiba, mas entre os anos de 1980 e 1990 a marca produziu chuteiras e outros materiais para a prática do futebol.


As tecnologias 
A NEW BALANCE sempre teve seus pilares centrados na inovação tecnológica de sistemas e tecnologias revolucionárias, além de matérias-primas exclusivas, que construíram uma reputação sólida entre atletas e técnicos profissionais. Entre as principais tecnologias criadas pela NB podemos destacar: 
Nlock - Sistema de amarração que abraça e envolve o pé aumentando a firmeza e o conforto e minimizando a movimentação interna. 
Lightning Dry - Tecido do colarinho que facilita a transferência do suor e da umidade. Os tecidos utilizam as mais finas microfibras de poliéster ou náilon disponíveis no mercado. Além disso, as microfibras mais finas proporcionam um toque macio aos tecidos, que possuem proteção contra a ação dos raios UVA e UVB. 
Air Mesh - Tecido leve, estruturado com trama aberta que facilita a transferência de calor. 
Ortholite Insert - Exclusiva palmilha de material flexível e construção ergonômica. 
Abzorb - Exclusiva tecnologia de amortecimento e dissipação de impacto. Elaborada com materiais celulares, possui propriedade de amortecimento de impacto. 
Abzorb FL - Exclusivo material da entressola que oferece muito mais amortecimento de impacto do que materiais convencionais. 
Dual Density - Espuma localizada na região do calcanhar com duas densidades, promovendo conforto extra e calçabilidade. 
Cocona Phantom Liner - Formação interna sem costura feita de tecido “Green” à base de casca de coco, que evita irritações da pele e o aparecimento de bolhas. 
TS2 - Material de múltipla densidade estrategicamente posicionado na parte interna do calçado. 
NDurance - Composto de borracha localizado no calcanhar, aumentado a durabilidade da sola. 
Acteva - Exclusivo material formulado com substâncias especiais como o DuPont Engaged, 12% mais leve que o EVA, oferecendo assim excelente e enorme durabilidade. 
Flex Grooves - Solado feito com um composto de borracha especial (Blown Rubber) e com sulcos projetados especialmente para garantir mais flexibilidade durante a corrida. 
REVlite - Lançada em 2010, é uma espuma ultra-leve, fazendo com que os tênis pesem 30% menos que os modelos de mesmo padrão. 
Flesh Foam - A biomecânica dos corredores, os padrões de força e as tendências mundiais ajudaram a equipe de design da marca a desenvolver um solado altamente macio, que garante total amortecimento e segurança ao atleta. Lançada em 2014, a tecnologia foi baseada no movimento de 3.000 corredores analisados no laboratório da empresa, entre profissionais e amadores.


Tecnologia aliada ao esporte 
A divisão New Balance Digital Sport, criada em 2016, se concentra em compreender, motivar e melhorar a vida dos atletas por meio de experiências digitais e implementação de tecnologias em seus produtos. O objetivo da nova divisão é desenvolver um “ecossistema digital” com foco no atleta com produtos de tecnologia inovadora projetados para melhorar o desempenho físico. A nova divisão se concentrará inicialmente em três categorias de produtos: equipamentos, incluindo o relógio inteligente; tecnologia wearable, como sensores inteligentes integrados a calçados e roupas; e de desempenho esportivo, incluindo produtos micro-fob, que detectam, analisam e fornecem feedback sobre o desempenho do atleta. O primeiro produto lançado por esta divisão foi um smartwatch (permite que os atletas pratiquem atividades físicas monitorados por seus smartphones).


Porque os números? 
Hoje, a NEW BALANCE mantém sua história através do sistema de numeração de seus modelos de tênis, que deve sua origem a um homem chamado Arthur Heckler. Em vez de dar nome aos diferentes modelos de calçados, Heckler escolheu dar números a eles porque queria dar ênfase à filosofia da NEW BALANCE, e não a um calçado em especial. Até hoje, essa filosofia é conservada à medida que os números dos modelos são aperfeiçoados para incorporar novas tecnologias e novos designs. Alguns dizem que inicialmente o sistema de numeração adotado se referia ao preço sugerido do modelo no mercado, como por exemplo, o TRACKER 320 que custava US$ 32 e o 990 que era vendido por US$ 99. Na verdade esses números servem para indicar a performance, tecnologia e versão do modelo. Quanto maiores os primeiros dígitos, maior é a tecnologia e a performance daquele modelo. Os números seguintes, por sua vez, se referem à versão do modelo. Um exemplo disso é o NB 996 que possui a sola com o maior suporte (99).


Made in U.S.A. 
Com boa parte da fabricação de calçados esportivos transferida para países asiáticos, a NEW BALANCE se orgulha de ser uma das pouquíssimas marcas de calçados esportivos com significativa produção ainda em solo americano. Aproximadamente 25% de seus tênis vendidos no mercado americano são produzidos em uma de suas cinco modernas fábricas, localizadas nos estados de Maine (Skowhegan, Norway e Norridgewock) e Massachusetts (Boston e Lawrence). Por isso a marca faz questão de bordar em letras garrafais nas línguas de seus tênis a inscrição Made in U.S.A.


A filosofia da marca 
Desde os dias em que vendia palmilhas ortopédicas a policiais e garçons, a NEW BALANCE se diz uma empresa preocupada em atender às necessidades do atleta do dia-a-dia. Foi perseguindo incansavelmente essa meta que a marca desenvolveu em 2008 a filosofia “Endorsed By No One” (algo como “Representado por ninguém”), que dita que um produto de qualidade superior venderá a si mesmo melhor do que qualquer super atleta ou celebridade poderia fazer. Para produzir calçados e vestuários esportivo de qualidade superior é preciso fabricá-los em todos os tamanhos e larguras, porque um melhor ajuste resulta em um desempenho superior. Para assegurar os calçados e o vestuário com o melhor ajuste e o melhor desempenho, a NB concentra-se em aprimorar a tecnologia e os métodos de produção constantemente.


A evolução visual 
O tradicional logotipo da marca com seu “NB riscado” passou por pequenas modificações ao longo dos anos. E foi justamente na diminuição da quantidade de riscos nas letras NB. A atual identidade visual da marca foi adotada em 2006 e pode ser aplicada somente com o tradicional NB (nas cores preta ou vermelha). Uma curiosidade: a letra N em seus tênis somente surgiu no ano de 1976 com o lançamento do modelo 320.


Os slogans 
Always in Beta. (2015) 
Let’s Make Excellent Happen. (2011) 
Love/hate. This is New Balance. (2009) 
Endorsed By No One. (2008) 
N is for fit. (2003) 
Achieve New Balance. (2000) 
A more intelligent choice. (1994) 
A more intelligent approach to building shoes. (1992) 
How to get fit. (1989) 
We don’t live by fashion. Then again, we don’t die by it either. (década de 1980) 
Fit for you, fit for your sport.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1906 
● Fundador: William J. Riley 
● Sede mundial: Boston, Massachusetts, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: New Balance Athletic, Inc. 
● Capital aberto: Não 
● Chairman: Jim Davis 
● CEO: Robert DeMartini 
● Faturamento: US$ 3.8 bilhões (2016) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 300 
● Presença global: + 120 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Maiores mercados: Estados Unidos e Europa 
● Funcionários: 5.000 
● Segmento: Material esportivo 
● Principais produtos: Tênis, vestuário e acessórios esportivos 
● Concorrentes diretos: Nike, Adidas, Puma, Fila, Under Armour, Newton Running, Asics, Saucony e Mizuno 
● Ícones: As letras NB de seu logotipo 
● Slogan: Always in Beta. 
● Website: www.newbalance.com.br 

A marca no mundo 
A NEW BALANCE, segunda marca de tênis de corrida mais vendida do mercado americano, produz parte de seus calçados em suas cinco fábricas nos Estados Unidos, além de uma fábrica no Reino Unido (que responde por 30% da produção comercializada na Europa e possui capacidade de fabricar mais de 30.000 pares por semana), e outras unidades localizadas na Ásia. A marca comercializa seus produtos em mais de 120 países através de mais de 300 lojas próprias (no Brasil são mais de 15 unidades), entre outros pontos de venda, obtendo faturamento anual acima de US$ 3.8 bilhões. Atualmente sua linha completa é composta por mais de 250 produtos, incluindo calçados, roupas esportivas e acessórios, como por exemplo, bonés, mochilas, cronômetros e monitores cardíacos. 

Você sabia? 
A NEW BALANCE, quarta maior produtora de calçados esportivos dos Estados Unidos, vende anualmente mais de 55 milhões de pares de tênis. 
Sempre fiel aos esportes e convicta de seus benefícios para a vida de qualquer pessoa, a NB ainda é proprietária de outras 5 marcas, além da que leva o nome da empresa. A Aravon, por exemplo, fabrica calçados femininos baseados no conforto. A Brine e a Warrior Sports são focadas em artigos de alta performance para esportes como hóquei, futebol e vôlei. As outras duas - Dunham e PF Flyers - desenvolvem tênis e sapatos para composição de um estilo casual. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 26/9/2017

12 comentários:

Anônimo disse...

bem que poderia lançar uma série vintage com o 999 1600 e 1700

Anônimo disse...

Também concordo em lançar uma série vintage com o 999, 1600 e 1700.

ju_fiochi disse...

Tenho um modelo 1600, e quase s/ uso, o solado esfarelou, gostaria q alguém me ajudasse a encontrar o solado ABZORB p/ substituir, obrigado.

Carlos disse...

Tenho um 1600 "Gold" Limited Edition
Made in U.S.A. de 94, esse é "o tennys"

tonny disse...

Os melhores tenis que ja tive ... deve voltar o 990 ,999 , 1600

Berto disse...

Sempre tive New Balance por serem os melhores... na minha opinião os modelos mais bonitos são 992 e 1700

Anônimo disse...

O melhor e mais bonito é o 373 tenho 8 pares

Anônimo disse...

o melhor de todos que tive foi a 446 ( 1989) azul com N refletivo...esse foi a porta de entrada no Brasil ...depois tive um classico 576 em vermelho/azul e branco...

Nicole disse...

Muitos calçados dessa marca seriam perfeitos, se não tivessem esse "N" enorme do lado.
Como eu tenho raiva da New Balance, morro de vontade de comprar vários tênis dela, mas sempre tem esse "N" horroroso do lado.

marcia disse...

Melhor tênis que existe no mercado atualmente, depois que comecei a usar virei fã da marca pela qualidade e conforto.

Adriana disse...

Disparado, o melhor. Fã incondicional da marca.

sancassa disse...

Sou fã do N há muito tempo!
Apesar de não encontrar o n° 34 muito facilmente.