19.5.06

SPEEDO


Seu ambiente é a água. Principalmente as piscinas de competição. É a preferida das grandes estrelas da natação mundial. Aliás, muito dos recordes mundiais foram conseguidos com trajes e tecnologias desenvolvidas pela marca que parece cheirar a cloro. A lendária marca SPEEDO tem uma importante e rica tradição no desenvolvimento de roupas e tecnologias que permitiram ao homem se tornar um verdadeiro tubarão dentro da água. 

A história 
A origem da SPEEDO remonta à chegada do imigrante escocês Alexander MacRae, então com apenas 22 anos, na famosa praia de Bondi Beach, próxima a cidade de Sydney, na Austrália, em 1910, quando este, vindo de uma pequena vila de pescadores de Loch Kishorn, começou a trabalhar como entregador de leite. Pouco depois, em 1914 ele montou uma pequena confecção para fabricar roupas íntimas, a MacRae and Company Hosiery. Durante a Primeira Guerra Mundial ele expandiu os negócios com a necessidade do exército australiano de produtos como meias. A partir da década de 1920, a maior procura por trajes de praia, devido a atitudes mais liberais em relação a lugares públicos mistos, à popularidade das praias da região e da aceitação da natação como um esporte, ele vislumbrou uma grande oportunidade de negócio. Foi então, que em 1927, lançou seus primeiros maiôs, inicialmente batizados de racer-back costume.


Com a aceitação de suas roupas para natação, MacRae achou que havia chegado o momento da empresa mudar de nome. Em 1928, foi promovida uma competição entre os funcionários para definir um novo nome para a empresa. Foi nessa época que o capitão Jim Parsons criou o slogan “Speed on your Speedos” (algo como “acelere em seus Speedos”), do qual resultou o novo nome para a empresa: SPEEDO KNITTING MILLS. A marca então começou a construir seu sucesso e imagem em torno da grande paixão do povo australiano pela natação e estilo de vida intimamente ligado aos esportes aquáticos. O revolucionário e também polêmico maiô, que deixava os ombros de fora e possuía uma abertura nas costas, o que proporcionava melhor movimentação e mais rapidez na água, foi rapidamente adotado por nadadores profissionais.


E marca alcançou um sucesso ainda maior, principalmente quando o nadador sueco Arne Borg, um campeão mundial no esporte, utilizou um racer-back da SPEEDO para quebrar o recorde mundial na piscina, iniciando a reputação da marca de ser líder mundial em roupas de alta performance para esportes aquáticos. Entre os anos de 1930 e 1940, a SPEEDO predominou no mundo da natação competitiva com um crescente número de atletas optando por utilizar seus produtos, como por exemplo, quando a jovem australiana Clare Dennis ganhou a medalha de ouro nos 200 metros Breaststroke nas Olimpíadas de Los Angeles em 1932. Durante a Segunda Guerra Mundial a empresa destinou 90% de sua produção para as forças armadas, fornecendo artigos vitais, incluindo até redes para mosquitos.


Logo após o término do conflito, a SPEEDO não demorou muito para se recuperar, inaugurando uma nova fábrica para suprir a crescente demanda. Trajes femininos de praia composto por duas peças (o conhecido biquíni) apareceram pela primeira vez, mas não eram considerados decentes para a época. Na verdade os biquínis da SPEEDO foram banidos das praias australianas por inspetores. Nos anos seguintes cada vez mais nadadores passaram a não somente utilizar os produtos da marca como também endossá-la. Os Jogos Olímpicos de 1956, disputados em Melbourne, foram fundamentais para a marca, que vestiu a equipe australiana de natação com seus produtos esportivos. Em uma semana de competição, a equipe australiana, liderada por John Devitt e Dawn Fraser, conquistou oito medalhas de ouro, alçando o nome SPEEDO ao topo do pódio e tornando a marca famosa em todo o mundo.


Em 1960 a empresa ingressou no mercado americano, nascendo assim a SPEEDO AMERICA, depois de um pedido de Bill Lee, executivo do Swin Club de Santa Clara, para patrocinar sua equipe de nadadores com maiôs da marca. O executivo desenvolveu estudos para entender como os nadadores poderiam se tornar mais velozes usando maiôs da empresa. Em 1963, 126 dos 137 competidores do National AAU Championship usavam trajes SPEEDO. Ainda nesta década, através de licença, os produtos da marca começaram a serem comercializados no Japão e países da América do Sul. Já na década de 1970, iniciou produção no Reino Unido, sendo também a primeira empresa a produzir trajes para natação e praia em náilon e lycra, tecidos que permanecem como os mais populares neste segmento até os dias de hoje. O crescimento da marca continuou e, enquanto a empresa mantinha sua tradição em roupas competitivas, conquistando cada vez mais medalhas em competições de destaque do que outras marcas concorrentes, a SPEEDO lançou as linhas praia e lazer, ampliando a variedade de produtos e estabelecendo a marca além do ambiente da natação competitiva. A marca iniciou a venda de seus produtos no Brasil em 1978, inicialmente com uma linha completa de trajes para natação e praia.


Em 1991, a empresa teve sua sede transferida para a cidade de Londres e continuou a dominar o mundo da natação com o lançamento do primeiro tecido “rápido” para esportes aquáticos (utilizado no maiô S2000), que foi usado pela primeira vez nas Olimpíadas de Barcelona em 1992, quando mais da metade das medalhas foram conquistadas por atletas que usavam SPEEDO. No início do novo milênio, a SPEEDO se viu diante do seguinte dilema: o que fazer para se manter no topo e ainda evitar o avanço das rivais? Para continuar crescendo era preciso sair da água e a marca iniciou uma surpreendente ampliação de seu portfólio através de licenciamento: o tradicional logotipo em forma de bumerangue foi então estampado em centenas de itens como roupas para fitness, relógios, óculos de sol e de grau, calçados esportivos (como sandálias), mochilas, meias, cuecas, equipamentos básicos de mergulho, protetores solares, barras de cereais, suplementos alimentares, até bicicletas e tocadores de MP3 (á prova de água, é claro). Apesar dessa enorme diversificação, a marca nem por um momento sequer esqueceu seu DNA: a água. O grande momento de glória da marca aconteceu nas Olimpíadas de Pequim em 2008, quando 95% dos nadadores que ganharam medalha de ouro utilizaram a revolucionária roupa LZR. Somente o americano Michael Phelps conquistou 8 medalhas de ouro. Porém, a conquista da SPEEDO foi muito maior. Outra novidade lançada pela marca é a linha SEA SQUAD, composta por óculos, boias, coletes e pranchas para crianças que estão aprendendo a nadar.


Nos últimos anos a SPEEDO tem se dedicado a desenvolver trajes e tecnologias para triatletas profissionais. Um exemplo disso é o traje SPEEDO TS PROSUIT, que possui entre outros diferenciais, gola com design ideal que dificulta a entrada de água e diminui a fricção no pescoço, painéis estriados estrategicamente posicionados em braços e pernas para aumentar a eficiência das braçadas e pernadas e recorte especial no tornozelo para facilitar a remoção e agilizar a transição em provas. Hoje em dia, a marca que nasceu na Austrália, domina aproximadamente 75% do mercado mundial de produtos para a prática de esportes aquáticos, aparecendo braçadas à frente de potências como a americana Nike e a alemã Adidas.


A linha do tempo 
1955 
Introdução do náilon na confecção de roupas para natação. 
1992 
Lançamento da linha batizada de S2000, introduzida e apresentada ao público durante os Jogos Olímpicos de Barcelona. Na competição, 53% das medalhas conquistadas foram por atletas que vestiam trajes com essa tecnologia, que reduzia em até 15% a resistência da água. 
Inauguração da primeira loja própria da marca. 
1994 
Introdução do ENDURANCE®, primeiro tecido resistente ao cloro. 
1996 
Lançamento, nos Jogos Olímpicos de Atlanta, do AQUABLADE, uma revolucionária linha de produtos que proporcionava menor atrito com a água do que a pele humana, tornando o atleta mais rápido. O sucesso da nova roupa foi imediato: 76% das medalhas foram conquistadas vestindo o revolucionário traje. 
1999 
Estarreceu o mundo ao apresentar o famoso FAST-SKIN (conhecido no Brasil pelo nome de “pele de tubarão”), um maiô que começou a ser desenvolvido em 1996 (nos Estados Unidos, Austrália e Japão), baseado na pele do tubarão, que tinha como objetivo reduzir o arrasto e controlar a turbulência, tornando o atleta mais rápido dentro da água. O produto, que foi aprovado pela Federação Internacional de Natação, era fabricado com um tecido de máxima elasticidade e com costuras planas. Nas Olimpíadas de Sidney, em 2000, 13 dos 15 recordes mundiais foram quebrados por nadadores que utilizavam a nova tecnologia. 
2000 
Inauguração no Shopping Villa-Lobos, em São Paulo, da primeira loja própria no país que vendia exclusivamente produtos da marca. 
2004 
Lançamento do FASTSKIN FS II, que estreou nas Olimpíadas Atenas como um poderoso aliado dos atletas que disputavam medalhas. Para desenvolver esse traje a SPEEDO investiu pesadamente em pesquisas nos seus laboratórios e chegou à combinação de dois tecidos: o FastSkin e o FlexSkin. O primeiro imita a aspereza dos dentículos do tubarão para reduzir o arrasto ao longo das partes importantes do corpo. O segundo aperfeiçoa o traje auxiliando uma grande extensão de movimentos na parte superior do corpo, visto que sua superfície é mais lisa e, assim, permite uma grande flexibilidade enquanto diminui o arrasto. As pesquisas para a criação do revolucionário traje incluíram a utilização de técnicas de nanotecnologia, tecnologia aeroespacial e da indústria cinematográfica. 
2005 
Lançamento da nova linha fitness com tecidos tecnológicos que se adaptam perfeitamente as formas do corpo feminino. 
Lançamento no Brasil da linha Speedo by Rosa Chá composta por maiôs, biquínis e saídas de praia, desenhados pelo estilista Amir Slama. 
Inauguração da primeira loja conceito (SPEEDO CONCEPT STORE) na Rua Augusta em São Paulo. A loja tinha apelos sensoriais que remetiam a uma piscina, como cheiro de cloro, som de água e iluminação que simulava o reflexo da luz na piscina. 
2006 
Lançamento da linha de protetores solares. 
2007 
Lançamento do traje FASTSKIN FS PRO, usado na quebra de 21 recordes mundiais em menos de um ano. 
Lançamento, em parceria com a Grendene, da HIDROFAST, um modelo exclusivo de sandália esportiva. O solado possui o sistema Hidrofast, uma tecnologia desenvolvida pela Grendene exclusivamente para a SPEEDO, que proporciona baixíssima absorção de água, secagem extremamente rápida e anatomia que garante uma sandália mais leve e confortável. 
Lançamento da XD SKIN, linha desenvolvida especialmente para triatletas. Os produtos utilizam tecnologia que proporciona compressão e elasticidade adequadas, resistência ao cloro, sal, raios UV e a química de protetores solares e bronzeadores. 
2008 
Lançamento do traje de competição LZR RACER. O laboratório da SPEEDO em Londres, conhecido como Aqualab e responsável pelo produto, levou mais de três anos em testes e pesquisas para chegar ao novo traje. Segundo dados da empresa, foram escaneados corpos de mais de 400 nadadores da elite mundial e pesquisados produtos de mais de 100 fábricas, além de inúmeros testes em centros olímpicos. Pesquisas foram feitas na NASA Langley Research Center, no Australian Institute of Sport e na Otago University, localizada na Nova Zelândia. O resultado foi um traje desenvolvido na forma anatômica com um senso estabilizador. Menor retenção de água, menos peso e mais adaptado ao corpo do atleta. Em sua estreia nas piscinas três nadadores estabeleceram novos recordes mundiais. No dia 21 de março de 2008, durante o Campeonato Europeu de Natação, o francês Alain Bernard, quebrou o recorde mundial dos 100 metros livres. Ele vestia o LZR e completou a prova em 47.60s. Dois dias depois, o francês bateu novamente o recorde ao cravar 47.50s. Dos 14 recordes mundiais batidos no torneio, em 13 deles os atletas usavam o LZR. Tanto sucesso fez com que o traje fosse proibido por ser bom demais, possibilitando resultados injustos nas competições. 
Lançamento, em São Paulo, através de uma parceria com a Riclan, da SPEEDO ENERGY MIX LIGHT, a primeira barra de cereais batizada com uma marca esportiva e o primeiro produto alimentício da SPEEDO no mundo. As barras de cereais não têm gordura trans e estão disponíveis em cinco sabores: ameixa com fibras, banana com aveia e chocolate, banana com granola e mel, morango com chocolate e castanha com chocolate. 
2010 
Lançamento do VISION PRO, primeiro óculos de natação com grau. O novo produto oferece ao consumidor a oportunidade de escolher, além das lentes adequadas ao seu tipo de miopia, duas opções de tiras e opções de cores das lentes: cristal, azul ou fumê. A ventosa ao redor dos olhos é confeccionada em silicone, o que permite maior vedação durante a atividade física. 
Lançamento do SPEEDO SCULPTURE ShapeLine, um maiô feminino cujo tecido e design esculpia o corpo. 
2012 
Lançamento do FASTSKIN 3, nova geração de trajes para competição da marca que alcança a combinação perfeita entre desempenho e conforto. O tecido continua sendo material têxtil (permeável), mas com uma aderência maior ao corpo do nadador, o que fatalmente diminui o arrasto contra a água. Outra novidade desta linha está nos óculos que são futuristas, permitindo uma visão lateral muito maior, fator que auxilia na localização do atleta em relação aos outros competidores.


Uma equipe de campeões 
A SPEEDO incentiva ativamente o desenvolvimento dos esportes aquáticos no mundo através do patrocínio de técnicos, clubes, eventos esportivos, academias, equipes e federações (como por exemplo, dos Estados Unidos, Austrália e Canadá) e atletas. A marca que já patrocinou fenômenos como o americano Michael Phelps (que conquistou nada menos que 22 medalhas olímpicas), o lendário australiano Grant Hackett (campeão olímpico e que dominou os 1.500 metros livres até 2007), o recordista olímpico e mundial Kosuke Kitajima e a nadadora holandesa Inge de Bruijn (que conquistou quatro medalhas de ouro em Jogos Olímpicos), hoje aposta em nadadores talentosos como Bronte Barratt (Austrália), Alicia Coutts (Austrália), Natalie Coughlin (Estados Unidos), Katie Hoff (Estados Unidos), Ryan Lochte (Estados Unidos), Femke Heemskerk (Holanda), Brendan Hansen (Estados Unidos) e Florent Manaudou (França). Todos formam o temido SPEEDO TEAM. A marca é a atual fornecedora de material esportivo para a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).


A evolução visual 
O logotipo original da marca continha uma seta. Mas logo foi abandonado e substituído por um ícone: o bumerangue. O logotipo da SPEEDO, conhecido como Boomerang, adotado por ser um ícone do esporte australiano, passou por pequenas modificações durante os anos. Aplicado em duas posições (totalmente horizontal ou com o símbolo abaixo do nome da marca), na última alteração o logotipo ganhou uma nova tipografia de letra.


Dados corporativos 
● Origem: Austrália 
● Lançamento: 1928 
● Criador: Alexander MacRae 
● Sede mundial: Nottingham, Inglaterra 
● Proprietário da marca: Speedo International Ltd. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Andrew Rubin 
● Presidente: David Robinson 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: + 100 
● Presença global: 170 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Roupas e acessórios esportivos 
● Principais produtos: Roupas para natação e outros esportes aquáticos e equipamentos esportivos 
● Concorrentes diretos: Arena, Adidas e Nike 
● Ícones: O bumerangue de seu logotipo 
● Slogan: Speed on in your Speedos. 
● Website: www.speedo.com.br 

A marca no mundo 
A marca, líder em seu segmento e com presença em mais de 170 países, desenvolve seus produtos para competição a partir de seu estúdio de design em Milão, sua fábrica de engenharia na Suíça e laboratórios biomecânicos nos Estados Unidos, além de outras instalações ao redor do mundo, produzindo equipamentos de alta tecnologia e qualidade. Hoje em dia a marca, que pertence a empresa inglesa Pentland Group, produz e vende, além dos tradicionais equipamentos (óculos, toalhas, boias e sandálias) e trajes para esportes aquáticos, tênis para atividades físicas, relógios, mochilas, acessórios para vôlei de praia, mergulho e triatlon. O grande problema de mercado para a SPEEDO é a Europa, onde a concorrência é maior, já que tanto na América do Norte e Latina, além da Oceania, a marca tem domínio absoluto. A marca ainda opera mais de 100 lojas conceitos (SPEEDO CONCEPT STORE) no mundo. 

Você sabia? 
O capitão Jim Parsons, responsável por cunhar o nome SPEEDO durante uma competição interna na empresa, recebeu como prêmio £5. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Exame, Época Negócios e Isto é Dinheiro), jornais (Meio Mensagem e Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 25/2/2014

2 comentários:

Anônimo disse...

E agora também tem parceria com a Ballasox na produção de sapatilhas femininas em forro em elastano, material normalmente usado na confecção de boquinis.

by.RC de Fortal | CE disse...

Interessante.