5.9.06

CHASE

A marca CHASE é considerada uma verdadeira grife do segmento financeiro americano. Secular, forte e influente, seus serviços financeiros sempre foram desenvolvidos para clientes da classe média alta que exigem, acima de tudo, um atendimento diferenciado e a certeza de que seu dinheiro estará sendo bem investido.
-
A história
A origem de uma das marcas mais tradicionais do segmento financeiro começou exatamente no dia 1 de setembro de 1799 quando o político Aaron Burr fundou a empresa The Manhattan Company na casa de número 40 em Wall Street, centro de Nova York. Inicialmente a empresa era uma portadora de água potável, fazendo o transporte do Rio Bronx para a cidade, em uma época onde a epidemia da Febre Amarela causava pânico às autoridades sanitárias, matando 45 pessoas diariamente em virtude da água contaminada. Mas, uma rivalidade com o proprietário do Bank of New York, Alexander Hamilton, um fervoroso federalista e que mantinha o monopólio do segmento bancário na cidade, levou o senhor Burr, conduzido por fatores políticos, a mudar os rumos da empresa e transformá-la em um banco, republicano como sua ideologia política, que ficou conhecido como Bank of the Manhattan Company. Os bancos então, se utilizavam de todos os artifícios, incluindo a decomposição do crédito, para conquistar clientes.
-
-
Essa rivalidade não se restringiu aos negócios. No dia 11 de julho de 1804 Alexander Hamilton foi morto por Aaron Burr, que tinha enorme fama de bom tirador, em um típico duelo de faroeste. Nas décadas seguintes o Senhor Burr transformou o Bank of Manhattan em uma verdadeira pedra sólida do segmento financeiro nos Estados Unidos. Em 1955 quando o Bank of Manhattan comprou o Chase National Bank, fundado em 1877 por John Thompson e nomeado assim em homenagem ao ex-secretário do tesouro americano Salmon P. Chase, que nunca possuiu qualquer ligação com a instituição; o nome escolhido para o novo banco foi THE CHASE MANHATTAN BANK.
-
-
Liderado pelo magnata americano David Rockefeller, já que sua família exercia forte influência no Chase National Bank, durante as décadas de 70 e 80, o banco se tornou um dos maiores e mais prestigiosos do mundo. O slogan “The right relationship is the thing” tornou a marca ainda mais conhecida no mercado. Mas, apesar da tradição secular, o CHASE MANHATTAN, se se viu afetado nos anos 90 pelo colapso imobiliário ocorrido no mercado americano e acabou sendo adquirido pelo Chemical Bank em 1996. Como a marca CHASE MANHATTAN era extremamente forte e confiável no mercado financeiro, ela foi mantida nos bancos de varejo.
-
-
Em uma nova crise, no ano 2000, através de uma transação de troca de ações avaliada em US$ 36 bilhões, o tradicional banco de investimento J.P. Morgan, que há mais de um século abriu os cofres para salvar a bolsa de valores americana de um colapso e o Tesouro Nacional da falência, foi comprado pelo CHASE MANHATTAN BANK, passando a se chamar oficialmente JP Morgan Chase & Co. Graças à essa operação, o novo conglomerado financeiro, que tinha ativos de US$ 660 bilhões, se tornou um verdadeiro gigante do segmento no mercado financeiro. A marca CHASE, que a partir deste momento não utilizaria mais a palavra Manhattan, passou a ser utilizada como braço do grupo nos serviços financeiros de varejo em território americano, como agências bancárias, cartões de crédito, seguros e financiamentos.
-
-
Em 2004, com a aquisição do Bank One, o CHASE se tornou o maior emissor de cartão de crédito dos Estados Unidos. Nos anos seguintes o CHASE continuou sua forte tradição de oferecer serviços de alta qualidade e rentabilidade a clientes exigentes. Umas das mais recentes novidades da marca foi o lançamento em 2009 do Chase SapphireSM, um exclusivo cartão de crédito para clientes do banco que combinava Rewards (onde a pontuação bônus nunca expira), benefícios e serviços Premium.
-
-
A evolução visual
O logotipo da marca foi passando por diversas reformulações, principalmente devido as constantes fusões e aquisições ocorridas ao longo dos anos. O tradicional símbolo da marca, uma espécie de círculo com cantos arredondados, surgiu em 1955 com a constituição do THE CHASE MANHATTAN BANK. A última modificação ocorreu no ano de 2000, quando a marca passou a ser conhecida somente pela palavra CHASE, e abandonou definitivamente as características cores azul e vermelha.
-
-
Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 1 de setembro de 1799
● Fundador: Aaron Burr
● Sede mundial: Chicago, Illinois
● Proprietário da marca:
JPMorgan Chase & Co.
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● Chairman: Crandall C. Bowles
● CEO: James Dimon
● Presidente:
Philip F. Bleser
● Faturamento:
Não divulgado
● Lucro: Não divulgado
● Agências bancárias: 5.100
● Presença global: 2 países
● Presença no Brasil:
Não
● Funcionários: 15.000
● Segmento: Financeiro
● Principais produtos:
Banco comercial, cartões de crédito e seguros
● Slogan:
Your choice. Your Chase.
● Website:
www.chase.com
-
A marca no mundo
Atualmente o CHASE, que atua como banco de varejo e comercial do grupo JPMorgan Chase & Co., possui mais de 5.100 agências bancárias e 15.000 caixas automáticos espalhados por mais de 23 estados americanos. O CHASE possui mais de 146 milhões de cartões de crédito no mercado americano e canadense, e oferece ainda serviços financeiros como seguros, planos de aposentadoria, financiamento e crédito pessoal para milhões de clientes americanos, incluindo pequenos negócios.
-
-
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).
-
Última atualização em 21/7/2010

Nenhum comentário: