10.10.06

RADIOSHACK


Em suas lojas é possível encontrar centenas e centenas de modelos de aparelhos de celulares; dezenas de televisores de LCD e LED; aparelhos de som; câmeras digitais de todos os tipos; computadores e notebooks com os mais variados recursos; impressoras; filmadoras; tocadores de música digitais; e outra infinidade de produtos eletrônicos, além de acessórios. A RADIOSHACK, uma das mais populares redes de lojas de produtos eletrônicos do mercado americano, é um verdadeiro paraíso para pessoas que não conseguem viver sem a modernidade dos dias de hoje. 

A história 
A história da marca começou no ano de 1921 quando dois irmãos, Theodore e Milton Deutschmann, resolveram abrir uma pequena loja que vendia componentes para rádios amadores, no centro da cidade de Boston, estado de Massachusetts. O nome escolhido para loja foi RADIO SHACK (na época, escrito separadamente), um termo utilizado para designar pequenos rádios de madeira. Em 1939 a marca introduziu no mercado seu primeiro catálogo de compra, fato que elevou consideravelmente suas vendas. O catálogo se tornaria, no decorrer dos anos, um dos principais ícones da empresa. No ano de 1947 a loja inaugurou o primeiro showroom de áudio, para que os consumidores pudessem apreciar e ouvir os equipamentos de som à venda no ambiente de sua loja. Em 1954, o primeiro amplificador real foi colocado à venda na loja. Neste mesmo ano passou a vender produtos de som com sua marca própria chamada Realistic.


O grande passo rumo ao progresso aconteceu no ano de 1962, quando a RADIOSHACK, que na época era uma pequena rede com apenas 9 lojas, foi comprada pela Tandy Corporation, uma empresa que tinha suas origens no ano de 1919, fundada pelos amigos Norton Hinckley e Dave L. Tandy. Foi a partir deste momento, sob o comando de Charles Tandy, que a pequena rede de lojas começou a se tornar um gigante, inaugurando novas unidades em um ritmo frenético. No ano de 1968 foi aberta a primeira loja estrangeira da rede no Canadá. No ano seguinte algumas lojas foram abertas com o nome de Tandy Stores por questões linguísticas na Austrália, Inglaterra, Bélgica, França, Alemanha e Holanda.


Na década de 1970 a empresa começou a aumentar a gama de produtos vendidos em suas lojas, como por exemplo, as primeiras calculadoras totalmente elétricas em 1972 e os computadores pessoais em 1977. Na década de 1980 a rede de lojas foi uma das pioneiras ao vender os primeiros aparelhos de telefonia celular e os primeiros sistemas de televisão por satélite no ano de 1986. Quase na virada do milênio, em 1999, a empresa lançou seu site na internet, estreando também seu comércio online. Nos anos seguintes a RADIOSHACK enfrentou enormes dificuldades devido a forte e agressiva concorrência de grande varejistas como o Walmart e Kmart, que passaram a comercializar produtos eletrônicos.


Em 2006, a empresa passou por uma enorme reestruturação que culminou com o fechamento de quase 500 lojas deficitárias, inúmeras demissões, fortalecimento de seus centros de distribuição, modernização de suas linhas de produtos e venda de boa parte de suas lojas localizadas no exterior. Mais recentemente, em 2010, a empresa fechou parceria com a varejista Target para operar, através de quiosques dentro das lojas, a venda de celulares, contando com um atendimento especializado e com foco na tecnologia móvel. Além de marcas consagradas no segmento de produtos eletrônicos, a RADIOSHACK comercializada várias marcas próprias como AntennaCraft (antenas externas e amplificadores), PointMobl (acessórios para comunicação móvel), Gigaware (computadores, GPS, câmeras digitais e tocadores de MP3), Auvio (TV LCD, microfones e cabos de áudio/vídeo) e Enercell (baterias e similares).


Hoje em dia, apesar de manter as pessoas conectadas em um mundo altamente móvel através da tecnologia inovadora de marcas líderes, a empresa sofre com a voraz concorrência de grandes varejistas, o que afeta drasticamente seus resultados financeiros, gerando muitas vezes enormes prejuízos. Mas a RADIOSHACK vem tentando se reinventar. Lançou uma nova identidade visual, introduziu novos produtos, especialmente de comunicação móvel, e iniciou a inauguração de lojas conceitos (Concept Stores), cujo ambiente, além de moderno e organizado, facilita a exposição dos produtos e proporciona maior interatividade com os consumidores.


A evolução visual 
Até o verão de 1995 as palavras “Radio” e “Shack” eram escritas de forma separadas no logotipo da marca. Porém, nesse ano, executivos da empresa decidiram que além de uma nova identidade visual contendo um R estilizado, as palavras passariam a serem escritas juntas. Em meados de 2000 a marca apresentou uma nova versão deste logotipo, que ganhou um visual mais limpo e moderno.


Em 2013 a RADIOSHACK apresentou sua nova identidade visual. Apesar de um novo visual, a principal mudança ocorreu em relação a nome da marca, agora escrito todo em letras minúsculas.


Os slogans 
Let’s Play. (2013) 
Do Stuff. (2007) 
You’ve got questions. We’ve got answers. (2004) 
Creating new standards. (1990)
In business for business. (1987) 
Make Radio Shack your telephone company. (1982) 
The biggest name in little computers. (1978)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1921 
● Fundador: Theodore e Milton Deutschmann 
● Sede mundial: Forth Worth, Texas 
● Proprietário da marca: Radio Shack Corporation 
● Capital aberto: Sim 
● Chairman: Daniel Feehan 
● CEO: Joseph Magnacca 
● Faturamento: US$ 4.25 bilhões (2013) 
● Lucro: - US$ 139.4 milhões (2013) 
● Valor de mercado: US$ 275.2 milhões (agosto/2013) 
● Lojas: 7.300 
● Presença global: 4 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Funcionários: 30.000 
● Segmento: Varejo 
● Principais produtos: Televisões, celulares, aparelhos de som, câmeras e computadores 
● Concorrentes diretos: Walmart, Kmart, Best Buy e Office Depot 
● Slogan: Let’s Play. 
● Website: www.radioshack.com 

A marca no mundo 
A RADIOSHACK, uma das maiores e mais reconhecidas rede de lojas especializada em produtos eletrônicos do mercado americano, possui 4 enormes centros de distribuição, mais de 4.395 unidades espalhadas pelos Estados Unidos, Porto Rico e Ilhas Virgens, 1.522 quiosques (especializados na venda de aparelhos celulares e localizados dentro das lojas Target e Sam’s Club), além de 270 unidades no México. A empresa possui também mais de 1.008 lojas no formato outlet, que comercializam produtos com desconto. 

Você sabia? 
A varejista ficou conhecida entre seus fiéis consumidores apenas como THE SHACK


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 10/8/2013

4 comentários:

VICAZ disse...

Parabéns pela pesquisa.
É uma pena que essa loja não tenha uma filial no Brasil. Seus produtos são engenhosos e de fino acabamento.

renato moura disse...

A RADIOSHACK É TUDO ISSO E MUITO MAIS... SOU PROFISSIONAL DA ÁREA DE ELETRÔNICA E APAIXONADO POR ELA HÁ QUASE 30 ANOS E TIVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER E COMPRAR NUMA LOJA DA RADIOSHACK NOS EUA. ESSA LOJA É UM ÍCONE AMERICANO... PARABÉNS PELO TRABALHO... RENATO MOURA

Anônimo disse...

Filias de São Paulo e Rio de Janeiro existiram, a paulista ficava no Shoping Morumbi e a do rio também ficava num shoping. durou uns 2 anos e fechou, primeiro a paulista secundada pela carioca.

Anônimo disse...

Sabia que a franquia já passou pelo Brasil no inicio dos anos 90? Para época era uma loja de elite, logo com a quebra da reserva de mercado e enxurrada de importados que invadia o país. No Rio de Janeiro tinha uma loja no Shopping RioSul e outra no Barra Shopping. Pena que a loja não durou muito. Não sobreviveu pra ver a chegada do plano Real.