1.6.06

MELITTA


O melhor café feito no melhor filtro: aroma e sabor que o consumidor só consegue com os produtos MELITTA, uma marca especialista e referência no mercado mundial de café e sua preparação, tornando a vida mais saborosa e prática. Cafés da manhã, visitas, almoços ou jantares em família e outras ocasiões são sempre um bom motivo para saborear um delicioso e fresquinho café MELITTA. 

A história 
Das simples ideias surgem os grandes avanços da humanidade. Um desses momentos mágicos surgiu com uma solução que se perpetua na maioria dos lares pelo mundo afora. A senhora Amalie Auguste Melitta Bentz ocasionalmente recebia queixas de seu marido, Hugo, quanto ao sabor do café servido, que variava muito e às vezes tinha até gosto de mofo. Além disso, as borras no fundo da xícara também incomodavam a dona de casa. Analisando o problema, chegou à conclusão de que o causador deveria ser o coador de pano. Ele deixava passar partículas de pó que causavam uma desagradável sensação ao tomar o café, e por ser usado inúmeras vezes retinha resíduos dos cafés já feitos anteriormente, que se impregnavam no pano alterando o seu sabor. Com a visão lógica de uma dona de casa, a senhora Melitta partiu para uma solução brilhante. No fundo de um bule de latão fez vários furos e colocou sobre eles uma folha de mata-borrão, retirada do caderno de exercícios de seu filho mais velho. Pó de café, água fervente por cima e o resultado foi o surgimento do primeiro coador com papel filtrante, que permitia preparar um café mais saboroso, com sabor sempre igual e agradável.


Tudo isso aconteceu no ano de 1908, em Dresden, uma pequena cidade ao norte da Alemanha. O casal patenteou seu invento (porta-filtro e o respectivo coador de café descartável) no dia 8 de julho e registrou sua empresa no dia 15 de dezembro, instalada em uma pequena loja de artigos domésticos de apenas 8 m². A primeira grande venda foi concretizada na feira de Amostras de Leipzig: 1.250 coadores de alumínio com filtros de papel. O novo sistema estava apresentado aos alemães. Além de filtros de alumínio, em 1919 a empresa passou a oferecer também filtros de porcelana e de cerâmica fabricados por terceiros. Em 1923, o filho, Willy Bentz assumiu a gerência, iniciando o processo que transformaria o pequeno negócio em uma grande empresa, exportando para a República Checa e Suíça os primeiros filtros de papel; e registrando oficialmente, a empresa com o nome de Bentz & Sohn. Em 1925, tendo como objetivo se proteger das diversas imitações que surgiam no mercado a MELITTA começou a marcar seus pacotes de filtros de papel nas cores verde e vermelha, que identificam os produtos da marca até os dias de hoje.


Em 1926, outra estratégia importante foi a de promover o sistema de coar café da empresa através de demonstradores nas lojas de utensílios domésticos, instruindo assim como utilizar o revolucionário produto. Já em 1929 a empresa fazia sua transferência para novas instalações na cidade de Minden, onde está situada até hoje. Nesta cidade, a matriz da empresa ocupa uma área de 100 mil m² equipada com alta tecnologia, formando na Alemanha um parque industrial com 10 unidades de produção e mais de 3 mil empregados. Foi neste mesmo ano que a marca MELITTA foi oficialmente registrada pela primeira vez. Em 1932, ano em que foi inaugurada a primeira filial estrangeira na Suíça, a empresa apresentou os filtros de papel quadrados, em conjunção com o suporte cônico. Além disso, passou a produzir filtros para chá. Quatro anos mais tarde, o corpo dos filtros adquire a forma de “V”, com os coadores correspondentes. Assim, o aroma podia expandir-se, sem a liberação excessiva de substâncias amargas. E – argumento importantíssimo na época – assim se economizava o precioso pó marrom.


Os primeiros comerciais da marca foram introduzidos em 1938, e rapidamente começaram a aparecer nas telas de cinema na Alemanha. Era o início da fixação da marca MELITTA na cabeça do consumidor alemão. Durante a Segunda Guerra Mundial, a empresa teve sua produção direcionada por os esforços do conflito. Com o término da guerra, a empresa foi totalmente reestruturada e voltou a produzir e crescer. Nos anos seguintes, após se tornar referência no mercado mundial em filtros de papel e coadores, a MELITTA decidiu partir, na década de 1960, para a comercialização de café, sendo a primeira torrefadora na Alemanha a moer e embalar o café a vácuo. Nos anos seguintes a marca introduziu uma enorme variedade de novos acessórios como cafeteiras elétricas, jarras, xícaras e garrafas térmicas. Com estas novidades, a marca disponibilizava aos consumidores toda uma completa gama de produtos para a preparação do café.


Já nos anos de 1990 a MELITTA era uma importante produtora de café torrado, vendendo mais de 36 milhões de pacotes anualmente. Com a chegada do novo milênio a MELITTA diversificou ainda mais sua linha de cafés com a introdução de inúmeros tipos (blends e torras) e até da versão instantânea, descafeinada e cappuccino, além da versão orgânica e cafés aromatizados. Durante mais de um século a MELITTA sempre primou pela alta qualidade para você curtir ao máximo o prazer do seu café.


A linha do tempo  
1919 
Surgimento do coador redondo MELITTA feito em porcelana ou cerâmica. 
1932 
Lançamento do tradicional coador em formato cônico. Sua característica distintiva é uma base redonda e plana com furos para gotejamento. Fornecido juntamente com uma “prensa”, o papel filtrante quadrado e plano é empurrado ou pressionado no copo do coador. 
1954
Lançamento dos suportes para coadores coloridos, especialmente na cor marrom, que se tornaria extremamente popular. Para combinar, bules coloridos também foram adicionados à linha de produtos. 
Lançamento dos coadores e bules de cerâmica. 
1960 
Lançamento dos suportes para coadores feitos de plástico, inicialmente transparentes. 
1962 
Lançamento do pó de café embalado a vácuo no mercado alemão. 
1965 
Lançamento da cafeteira elétrica de filtro (batizada de MA 120), que substituía a filtragem manual do café. Na época, nenhuma outra máquina podia fazer oito xícaras de café em apenas seis minutos como a MELITTA. 
1979 
Lançamento da AROMABOY, uma cafeteira compacta para o preparo de duas xícaras de café. 
1984 
Lançamento da AROMA ART, uma cafeteira que com sua cor branco/creme e seu coador de preparo deslizante, ostentava um design singular e surpreendente. 
1987 
Lançamento da cafeteira AROMA COMFORT, que com sua placa aquecedora removível se tornou uma inovação no segmento. Outras características, como o sistema corta-pingos automático, indicador externo do nível de água e compartimento para guardar o fio, ainda não eram padrão na época e se tornaram grandes novidades. 
1989 
Lançamento dos filtros de coar naturalmente escuros (marrom), sem branqueamento. 
Lançamento da AROMA THERM PLUS, primeiro cafeteira com um bule isolado. Um pistão de vidro temperado a vácuo especial mantinha o café quente, eliminando assim a necessidade de transportar o café do bule para uma garrafa térmica. 
1993 
Lançamento dos coadores de papel fabricados utilizando oxigênio como branqueador ecológico. 
1997 
Lançamento do filtro de papel FLAVOR PORES™, com poros microfinos, que permitem preparar um café mais saboroso e aromático. 
1998 
Lançamento dos filtros de papel feitos de celulose de bambu. 
2001 
Lançamento da cafeteira MELITTA SINGLE 5, com capacidade para 5 xícaras de café. 
Lançamento do café instantâneo MELITTA CAPPUCCINO
2003 
O café MELITTA CAPPUCCINO ganha três novos sabores: Clássico, Choco (café e chocolate) e White (café e leite). 
2004 
Lançamento da linha de cafés aromáticos BELLACREMA, com grãos 100% arábicos e consistência cremosa. 
2008 
Lançamento, no Brasil, da linha de cafés MELITTA SABOR DA FAZENDA, que possui cheiro e sabor de café moído na hora. 
Lançamento do café MELITTA REGIÕES BRASILEIRAS, que traz os sabores e aromas característicos das regiões cafeeiras mais famosas do país: Mogiana, Sul de Minas e Cerrado. A linha privilegia grãos cultivados com práticas sustentáveis, que preservam o meio ambiente, respeitam a comunidade e valorizam o trabalho dos produtores locais. 
2009 
Lançamento no Brasil do AROMA MAX, um novo filtro de papel com tecnologia de microfuros. O produto proporciona aroma e sabor mais intensos ao café graças aos microfuros que fazem com que pó e água permaneçam em contato no tempo certo. 
Lançamento no Brasil da primeira linha de cafés solúveis totalmente embalados em sachês. As embalagens eram práticas, econômicas e garantiam a qualidade do produto. 
Lançamento da linha CAFÉ COLLECTION, composta por cafés gourmet em seis diferentes sabores, incluindo Crème Brulee com avelã ou aromatizado com baunilha. 
2012 
Lançamento no mercado brasileiro do MELITTA WAKE, que inaugurou uma nova categoria de produto: bebidas prontas, com sabores e um toque de café. Inicialmente o novo produto estava disponível em três versões: Toffee (sabor chocolate, caramelo e um toque de café), Chocoberry (sabor chocolate branco, morango e um toque de café) e Mooca (sabor chocolate e um toque de café). O novo produto estreou no mercado com o slogan “Tão diferente que não dá pra explicar. Tem que experimentar”. Pouco depois foram lançados mais dois sabores: French Vanilla (baunilha com mais café) e Mocca Nut (chocolate com avelã e mais café). 
2013 
Lançamento de cápsulas de café espresso para máquina da Keuring. 
2016 
Lançamento da embalagem pouch flexível, que preserva o aroma e o sabor do café graças à sua tecnologia de empacotamento, com filme estruturado 100% selado que não deixa o oxigênio entrar nem o aroma e o sabor saírem.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por remodelações ao longo dos anos. O primeiro logotipo da marca foi introduzido em 1932, contendo uma tipografia de letra que mais lembrava uma assinatura. Em 1937, o logotipo foi alterado pela primeira vez, ganhando a atual tipografia de letra utilizada pela marca. Desde então a identidade visual ganhou apenas uma caixa vermelha de fundo, que anos atrás ganhou um novo design, incluindo bordas amarelas.


Já a empresa Melitta Group adota uma identidade visual diferente, mas mantendo a mesma tipografia de letra da marca.


Os slogans 
Coffee Enjoyment. 
Melitta. Coffee Indulgence. 
When it’s time for ME, it’s time for MELITTA. (2004) 
The ultimate in Coffee Enjoyment. (1988) 
Everything for completed coffee benefit. (1988) 
The coffee, wich one recognizes by the smell. (1986) 
Melitta makes coffee the benefit. (1985) 
The ultimate in coffee perfection. (1985) 
Melitta ennobles the coffee. (1952) 
Fast it is to go, happen with love. (1950) 
O máximo do prazer do café. (atual, Brasil) 
Um café a cada momento. Uma sensação a cada café. (antigo, Brasil) 
Tudo por um bom café. (antigo, Brasil)


Dados corporativos 
● Origem: Alemanha 
● Fundação: 15 de dezembro de 1908 
● Fundador: Melitta Bentz 
● Sede mundial: Minden, Alemanha 
● Proprietário da marca: Melitta Group 
● Capital aberto: Não 
● Chairman: Stephan Bentz 
● CEO: Jero Bentz 
● Faturamento: €1.43 bilhões (2015) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 60 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 4.079 
● Segmento: Cafés 
● Principais produtos: Coadores, filtros, cafés, cafeteiras e garrafas térmicas 
● Concorrentes diretos: Nescafé, Douwe Egberts, Jacobs, Gevalia, Maxwell House, 3 Corações, Café do Ponto e Pilão 
● Ícones: O filtro de coar café 
● Slogan: O máximo do prazer do café. 
● Website: www.melitta.com.br 

A marca no Brasil 
A história da marca no Brasil começou em 1968, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. A MELITTA ingressava em um país onde tanto o cafezinho como o coador de pano já faziam parte da cultura nacional. O conhecido pioneirismo da empresa iniciava-se com a introdução do filtro de papel no mercado - com papel filtrante importado - junto com porta-filtro de plástico. Os hábitos começaram a mudar. Em 1972, foi lançada uma cafeteira manual, composta de uma jarra de vidro refratário, porta-filtro de plástico e uma caixa com 40 filtros de papel. O hábito de tomar um café mais saboroso, prático e econômico começou a tomar conta do Brasil. O grande sucesso desses produtos pioneiros levou a empresa a lançar, em 1978, a primeira cafeteira elétrica com sistema de filtro de papel. Uma evolução que trazia novos conceitos de praticidade e economia para o consumidor.


Depois de revolucionar o método de preparação e seguindo sua trajetória de inovação, a MELITTA também se mostrou preocupada com a qualidade do produto e passou a atuar no ramo da torrefação, moagem e empacotamento de café. Com isso, em 1980 foi inaugurada na cidade de Avaré (interior de São Paulo) a indústria Modelo de Torrefação e Moagem de Café Melitta, um moderno complexo industrial, todo controlado por computadores. Nessa fábrica, os grãos de café, antes de serem estocados em um dos 35 silos de alumínio, são submetidos a uma rigorosa seleção por um classificador-provador altamente especializado. É também nessa fábrica que está o torrador Probat, gigantesca máquina, onde se completa o blend, mistura de diferentes tipos de grãos, obtendo um padrão de qualidade previamente estabelecido. Por esse processo, o mais avançado do mundo, o grão é torrado em suspensão, sem contato com chapas quentes, o que permite um grau de torra absolutamente uniforme. Foi neste ano que a empresa lançou o primeiro café a vácuo.


Sempre pensando em fazer de tudo para o consumidor tomar o melhor café, a empresa lançou, em 1983, o café descafeinado torrado e moído. Um produto que atendia aos consumidores que desejavam uma bebida sem a presença de cafeína. Em 1988, foi lançado o Sistema Nº 2 e Nº 4 de fazer café. Em 1991, mais uma novidade, o Premium Class, o café clássico da MELITTA. O ano de 1994 contou com o lançamento do café MELITTA FORTE e, confirmando seu espírito pioneiro e inovador, a empresa foi a primeira a oferecer cinco tipos de café: um para cada paladar. Sempre buscando atender as necessidades dos consumidores, em 1995 foi lançado o PUCCINO (atualmente chamado de Cappuccino), o café tipo capuccino da marca alemã. Dando continuidade ao objetivo de satisfazer por completo seus consumidores, a marca lançou, no início de 1997, novas estrelas dessa constelação de sucesso: SPRESSO (café em grãos desenvolvido especialmente para máquinas de café espresso) e INSTANTÂNEO (primeiro café solúvel com o gostinho de café passado na hora). Com a chegada do novo milênio, a marca lançou o filtro de papel com exclusiva tecnologia de microfuros.


Nos últimos anos, o crescimento do consumo de café espresso nos lares, devido à popularização das máquinas domésticas, motivou o lançamento de uma grande novidade da marca: uma linha com versões tradicional e descafeinada de cafés em pods (cápsulas ou sachês). A empresa tem três parques fabris e cinco centros de distribuição no país, que atendem mais de 20 mil clientes. A MELITTA é hoje a única no Brasil que oferece para seus consumidores uma linha completa e acessórios para o preparo do café, com aproximadamente 20 itens, que incluem, além dos cafés embalados a vácuo, a linha Instantâneo (café solúvel), Cappuccino (linha em pó para cappuccino) e também a linha de Filtros de Papel e Acessórios - como porta filtros e garrafa térmica. A empresa é proprietária das marcas de café Bom Jesus e Barão. A subsidiária brasileira fatura mais de €250 milhões anualmente, mantendo a posição de 2º maior mercado para a empresa no mundo.


A marca no mundo 
A MELITTA é uma das cem maiores indústrias alemãs, com subsidiárias em mais de 60 países, fiel aos objetivos de sua criadora: uma empresa familiar, reconhecida internacionalmente, sempre dedicada a desenvolver e aprimorar produtos para que no mundo inteiro possa preparar e degustar o melhor café. Sob a marca MELITTA, fabrica e vende filtros de papel para coar café (segmento na qual é líder mundial), jarras, porta-filtros, máquinas de café e cafés (moído, grãos e sachês). Somente na Alemanha são produzidos mais de 18.5 bilhões de filtros por ano. O segmento de café representa aproximadamente 46% do faturamento da empresa, com mais de 130 mil toneladas comercializadas. A marca pertence ao Melitta Group, proprietário de marcas como Cilia (filtros para chá), Toppits (papel alumínio) e Glad (sacos para freezer e para embalar alimentos). 

Você sabia? 
A MELITTA por ser inovadora em seu segmento de atuação tem mais de 750 patentes no mundo. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 10/5/2017

4 comentários:

Rosemary disse...

Tenho amigos em Lisboa e me perguntaram se em Portugal existe essa marca de café, que eles acharam uma delícia.
Eu só uso Melitta, mesmo sendo o mais caro do mercado.

Anônimo disse...

SOU CONSSUMIDORA A ALGUNS ANOS JA TENTEI MUDAR DE MARCA POR CONTA DO PREÇO MAS NÃO DEU CERTO;MELITTA AINDA CONTINUA SENDO O MELHOR CAFE DO BRASIL.MAIS DEVERIA SER MAIS BARATO.

Viviane disse...

Sou consumidora a bastante tempo gostaria de saber o porque que não encontramos mais a melitta que tem a ponta que fica do lado de dentro do bules.Agora só encontramos aquele que é reto,mas não tão seguro quanto.Não se fabrica mais?

Fatima Fiorini disse...

Venho procurando no Youtube a propaganda que lançou o coador de papel no Brasil. Acho que anos 60. Não encontrei nada, infelizmente!
Me lembro nitidamente do comercial. Um desenho, em que uma velhinha coa o café no coador de pano, então, entra uma mocinha cantando uma musiquinha sobre o novo coador.
ALGUÉM SE LEMBRA DISSO?