31.8.09

LUPO


Apesar da marca LUPO ter se tornado sinônimo de meias no Brasil, hoje em dia ela veste muito mais que milhões de pés no país e pelo mundo afora. Roupa íntima, tanto para mulheres como para homens e crianças, e também vestuário esportivo, já fazem parte de sua linha de produtos que continuam mantendo a preferência do consumidor brasileiro quando o quesito é conforto e design. 

A história 
A história teve início na cidade de Araraquara, interior do estado de São Paulo, quando Henrique Lupo, filho de um relojoeiro italiano e que havia seguido inicilamente o ofício do pai, procurava um novo empreendimento como uma alternativa mais rentável para sustentar seus dez filhos. Foi então, que no dia 21 de março de 1921, ele fundou a empresa, cujo nome fantasia era Fábrica de Meias Araraquara, instalando a improvisada linha de produção artesanal na própria casa da família, com duas máquinas de costura na sala e o processo de tingimento das meias sendo realizado nos banheiros. Inicialmente a pequena empresa fabricava apenas meias masculinas. Rolando, filho de Henrique, foi o baluarte da técnica para a fábrica, porque, apenas seis anos depois da inauguração da empresa, em 1927, foi enviado para a Europa, em plena revolução industrial. Das visitas à aproximadamente 30 indústrias europeias, Rolando trouxe novidades tecnológicas e a família Lupo passou a comprar fios importados para confecção das meias, fazendo com que seus produtos ganhassem mais qualidade.


Somente em 1937 a empresa adotou o nome de MEIAS LUPO. Uma década mais tarde, a LUPO já era a maior fabricante brasileira de meias masculinas, todas feitas em 100% algodão e com a mais alta qualidade. Este ano também foi marcado pelo recebimento das primeiras amostras do náilon, o fio sintético que viria a revolucionar o mercado de meias no mundo todo. Na década de 1960 foram adquiridas as primeiras máquinas para a fabricação de meias femininas. Com 474 agulhas essas máquinas produziam as mais finas e elegantes meias disponíveis no mercado. Nos anos seguintes a LUPO se especializou cada vez mais, diversificando sua linha de meia para vestir toda a família e para todas as ocasiões.


Em 1987, a empresa passou a se chamar apenas LUPO S.A., retirando assim a palavra “meias” do nome, mostrando desta forma a intenção de ingressar em outras categorias de produtos e mercados. No ano seguinte lançou a famosa MEIA DA LOBA amparada por uma brilhante campanha publicitária que aumentou significativamente a participação da LUPO no mercado de meias-calça. Mesmo sendo líder absoluta no setor de meias, a empresa entrou em crise no final desta década. Sem uma liderança definida, a LUPO ameaçava desmoronar até que Liliana Aufiero, neta do fundador, assumiu o negócio, em 1993. Para reerguer a empresa, que estava à beira da falência, de imediato ela cortou 20% dos funcionários e a produção dos modelos de meia com margens negativas. Depois, ela iniciou a expansão da linha de produtos, que já havia sido iniciada dois anos antes com o lançamento de uma confortável linha de cuecas. Na sequência, a empresa adquiriu equipamentos de ponta e lançou as peças sem costura.


A estratégia de expansão contou ainda com a inauguração de lojas próprias de varejo, com a primeira unidade sendo aberta em São Paulo no ano de 1994, reunindo em um mesmo espaço todos os produtos fabricados pela LUPO, pois grande parte dos consumidores não tinha acesso a toda linha da marca. A empresa também aumentou sua participação no mercado externo, tendo como principal consumidor países da América do Sul, como por exemplo, o Chile e a Argentina. Novas tecnologias originaram novos produtos nos anos seguintes: uma completa linha de lingeries (a primeira coleção foi lançada em 2001 e relançada em 2010) e pijamas. E foi justamente com a diversificação de produtos que a LUPO se tornou grande. A empresa aliou seu produto a marcas famosas fabricando cuecas para grifes como Zoomp, Alexandre Herchcovitch, Forum, Cavalera, TNG, e até mesmo para a tradicional Calvin Klein; meias para marcas esportivas internacionais como Reebok e Speedo; além de lingeries para a Rosa Chá. Atualmente esses licenciamentos representam 30% das receitas da empresa com moda íntima.


Dez anos depois da abertura de sua primeira loja, em 2004 foi inaugurada no luxuoso shopping Iguatemi, em São Paulo, sua centésima unidade. Pouco depois, em 2006, a empresa criou mais um canal de venda ao lançar sua loja virtual. Desde agosto de 2009, a LUPO passou a ser a fornecedora de materiais esportivos para equipes de futebol profissional, ingressando assim em um novo mercado. A primeira equipe foi o Náutico de Recife. Em 2010, adicionou ao seu portfólio o São Caetano, Guarani (Campinas) e outros quatro times profissionais de futebol, entre os quais Macaé, Ferroviária e Bangu. O futebol se tornou uma das maiores prioridades da empresa, que hoje patrocina equipes como Ferroviária, Figueirense e América Mineiro. Como havia sinal de demanda forte nos próximos anos, a LUPO inaugurou uma nova fábrica na sede em Araraquara (SP), apenas para a produção de linhas ligadas ao esporte. Ainda em 2010, a marca lançou uma nova coleção de produtos esportivos com a marca LUPO SPORT, compostas por bermudas, shorts, tops, camisetas, agasalhos, entre outros itens. A empresa também inaugurou sua primeira loja especializada em lingeries, onde aproximadamente 80% do mix de produtos eram voltados para o público feminino.


Outra grande novidade da marca foi o lançamento de uma linha revolucionária de produtos para reduzir a celulite, composta por duas bermudas e um modelo de body, confeccionados com fio Emana, uma microfibra de poliamida que contém cristais bioativos em seu DNA. E tem mais, sua linha de produtos foi ampliada com o lançamento de lenços, bonés, toalhas, mochilas, sacolas, bolsas e munhequeiras. A marca também apostou forte em publicidade ao contratar, em 2011, o jogador Neymar Jr. como novo garoto-propaganda da linha de meias sociais, cuecas e pijamas. Com sua superexposição o craque brasileiro ajudou também a expor cada vez mais a imagem da LUPO e principalmente sua linha de cuecas. Além disso, a LUPO remodelou totalmente seu comércio eletrônico.


Já em 2012, foi inaugurada a primeira loja LUPO SPORT, especializada em artigos esportivos. Pouco depois, iniciou a inauguração de lojas da LUPO SPORT dentro de academias de ginástica. Mais recentemente, começou a investir em mercados ainda pouco explorados pela empresa: regiões com menos de 60 mil habitantes. Para cortar caminho em direção à clientela, a estratégia foi criar o canal Tudo Lupo. Trata-se de parcerias com pequenas lojas multimarcas para vendas exclusivas de produtos ofertados pela LUPO.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por modificações radicais no decorrer dos anos. Em 2010, a LUPO apresentou oficialmente seu novo logotipo e comunicação visual. O novo logotipo foi completamente remodelado: ganhou nova fonte na escrita e um traço azul-claro junto com a letra “L”, agora arredondada e alusiva ao formato da meia sendo colocada no pé.


A divisão esportiva da empresa (LUPO SPORT) mantém o mesmo logotipo, porém adota a cor verde-clara nos detalhes. Já a LOBA by LUPO, linha de lingeries e meias-calça, adota a cor rosa. Todos os logotipos utilizam a arquitetura visual da marca principal.


Os slogans 
Lupo, só o melhor. 
Meia? Só se for Lupo. (2010) 
LUPO é tudo. 
Tá tudo LUPO. 
A meia da loba. 
Meia boa tem nome. Lupo. 
Loba by Lupo. Só o melhor. (2015) 
É começar. (linha esportiva)


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 21 de março de 1921 
● Fundador: Henrique Lupo 
● Sede mundial: Araraquara, São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Lupo S.A. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Liliana Aufiero 
● Faturamento: R$ 686 milhões (2015) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 312 
● Presença global: 21 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 5.000 
● Segmento: Moda íntima e esportiva 
● Principais produtos: Meias, calcinhas, sutiãs, pijamas, cuecas e roupas esportivas 
● Concorrentes diretos: Puket, Hering, Hanes, Zorba, Mash, Hope, Scala, Trifil e DeMillus 
● Ícones: As meias da loba 
● Slogan: Lupo, só o melhor. 
● Website: www.lupo.com.br 

A marca no mundo 
A LUPO, uma das marcas de meias (segmento onde é líder de mercado) e lingeries mais conhecidas do mercado brasileiro, atualmente comercializa sua ampla linha de 14.000 itens, que atendem a todos os segmentos e estilos de público, em todo território nacional através de 35.000 pontos de vendas. Além disso, a empresa possui mais de 300 lojas próprias (incluindo franquias) espalhadas por 23 estados brasileiros, exporta seus produtos para mais de 20 países (como Estados Unidos, Uruguai, Israel, Chile, Argentina, Angola e Portugal), emprega aproximadamente 5.000 funcionários e patrocina clubes de futebol e vôlei brasileiros. A LUPO mantém também acordos de licenciamento com marcas como Fórum, Everlast, Cavalera e Puma para fabricação de artigos de maior valor agregado, além de itens licenciados de forte apelo infantil, como personagens da Disney, entre outros. Com faturamento estimado de R$ 686 milhões em 2015, a empresa produz por ano mais de 120 milhões de peças (meias respondem por 55% desse montante). 

Você sabia? 
Para promover os lançamentos e divulgar suas linhas de produtos, a empresa conta com a revista Lupo Magazine. A publicação trimestral foi criada em 2005 e é distribuída gratuitamente em todas as suas lojas. Além dos lançamentos da marca para cada estação, é possível conferir dicas de moda, culinária e entrevistas com personalidades que fazem parte da história da LUPO. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e Exame), jornais (Valor Econômico, Folha e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 12/2/2016

4 comentários:

Clébio disse...

Agora a Lupo aumentou sua diversificação iniciando a fabricação de roupas esportivas. A fábrica começou equipando o time do Náutico, vamos ver se haverá sucesso na nova empreitada.

tati blue disse...

vendo assim parece tudo tão lindo e maravilhoso e fofo e formoso....
se soubessem metade do que os amigos passam lá dentro, ai ai.

em pensar que já estudei com o filho da proprietária e que frequentei durante anos um restaurante num hotel fazenda da cidade sem saber que eles são donos... vixi....

acho que aqui em araraquara a gente deveria NO MÍNIMO pagar mais em conta, afinal de contas... moramos na cidade da empresa e somos obrigados a entrar no shopping dos lupos para ter acesso a loja oficial da lupo na cidade.

acho um crime um par de meias simples custarem 5,60!!!

já foi o tempo que a lupo tinha tecidos de qualidade, onde vc conseguia "curtir" uma meia por mais de 1 ano antes dela rasgar ou furar.

mas eu ainda sou fã das estampas, dos mil modelos, da parte de moda íntima que é divertidíssima.

reclamo sim, pq acho que não deveria ser tão caro, mas amo e não troco por outra marca não.

=P

Rodrigo Arte disse...

Olá:

Legal este blog!
Realmente - uma marca renomada (e antiga) como a LUPO deve/merece ser homenageada...
São diversos produtos e que bom que tais estão sendo DIFERENCIADOS/RENOVADOS!
Fiquei até meio surpreso (chocado) com o comentário anterior; e pode até ser verdade (muitas fábricas/produtos passam por isso tb).
E pode-se comprar muitas das peças virtualmente.
Esperamos que tal marca dure por muito tempo ainda...

Valeu,
Rodrigo

Gustavo Chiavelli disse...

Gostaria de saber quais são os concorrestes diretos e indiretos da lupo?