4.5.06

PLAYSTATION


O convencional seria enxergar o videogame como um brinquedo, logo voltado para crianças e adolescentes. Porém a marca PlayStation representa muito mais do que um videogame com tecnologia avançada, é “puro entretenimento interativo”, sendo um dos principais responsáveis por mudar o futuro de como as pessoas se divertem.

A história
A história do console PlayStation da Sony é a própria história, muito conturbada, da afirmação do CD-ROM no entretenimento doméstico. No começo a desconfiança era grande, pouca gente tinha e os preços eram extremamente altos. Tudo começou há tempo atrás, nos anos de ouro do Super Nintendo. Em 1988, a Sony firmou um contrato com a Nintendo para criar um leitor de CDs para o novo videogame de 16 bits. Chamado na época de Super Disc, o console rodaria cartuchos de Super Nintendo e CDs de multimídia da Sony, além dos jogos criados pela Nintendo em CD. Mas o futuro reservava surpresa para as duas empresas japonesas. A Sony conseguiu o direito de ser a única distribuidora mundial oficial da plataforma, criada pelo engenheiro Ken Kutaragi, além de ter todos os direitos sobre os kits de desenvolvimento. A Nintendo, famosa por querer controlar toda a produção, não gostou da notícia. Um dia depois do anúncio da Sony sobre o PlayStation (o novo nome do Super Disc), a Nintendo veio à público para fazer seu próprio anúncio. Só que ao invés de confirmar o acordo com a Sony, comunicou que estava criando um leitor de CD para o seu videogame em parceria com a Philips.


Chegara a vez da Sony se enfurecer. Como o projeto já se encontrava em avançado estágio de desenvolvimento, não foi difícil para o seu engenheiro chefe, Ken Kutaragi, convencer a Sony a terminá-lo e lançá-lo no mercado como um videogame independente. Então, após uma história tumultuada com a Nintendo, a empresa esperou até 1993 para anunciar o seu PlayStation-X (o que explica a sigla PSX), uma versão atualizada do videogame de CD, agora com capacidades gráficas 3D e nenhuma ligação com a Nintendo. O design do videogame era simples, porém extremamente poderoso e elegante. Mas como a Atari e a 3DO provaram, hardware não salva uma plataforma, e a Sony precisava de software de qualidade, entenda-se jogos, para o PSX. E começou a corrida para seduzir os produtores de jogos. Após comprar a Psygnosis, uma empresa inglesa de software, e o suporte de mais de 250 empresas japonesas, a Sony se preparava para produzir em larga escala o aparelho. Uma parceria com a Namco resultou no Ridge Racer, um jogo de fliperama baseado na placa do PSX que seria posteriormente utilizado como game-propaganda para o lançamento do console.


Finalmente no dia 3 de dezembro de 1994, o PlayStation foi lançado no Japão, custando 37 mil ienes, aproximadamente R$ 700 reais na época. O aparelho desaparecia rapidamente das lojas, sendo considerado um dos produtos mais importantes da Sony desde o lançamento do Walkman. Em 1995, o PlayStation foi apresentado na badalada feira E3 (Electronics Entertainment Expo) e roubou a cena, seduzindo a imprensa e o público americano com suas promessas inovadoras. E com uma centena de produtores ocidentais, tudo parecia perfeito para o lançamento em solo americano. E assim, no dia 9 de setembro a Sony levou às lojas seu novo console ao preço de US$ 299. O primeiro PlayStation possuía um estilo típico para sua época, uma “caixa” cinza composta de uma unidade leitora de CD-ROM, ranhuras para memory cards (cartões de memória que armazenam informações dos jogos, permitindo salvar dados dos jogos e continuá-lo no mesmo ponto em que se parou) e entradas para controles joysticks. Depois disso, a história de sucesso da marca estava traçada.


Mesmo com a chegada de concorrentes mais poderosos como o N64, lançado em 1996 e o Dreamcast, lançado em 1998, o PlayStation continuava sendo o mais vendido, com uma extensa biblioteca de jogos e um mercado já estabelecido com grande sucesso. Nos anos seguintes, os sucessores do primeiro PlayStation provaram ser tão ou mais poderoso quanto o original, tornando-se o videogame de maior sucesso da história com milhões de unidades comercializadas e outros milhões de fãs arrebatados nos quatro cantos do mundo. Além disso, a marca também investiu no segmento de console portáteis e acessórios que davam maior dinamismo e realismo aos jogadores. Outro fator de sucesso do PlayStation é o enorme número de jogos criados e desenvolvidos ao longo desses anos. Muitos deles se tornaram verdadeiros ícones do segmento. Até hoje, aproximadamente 8.300 jogos foram lançados para os consoles PlayStation desde seu surgimento.


A linha do tempo
1996
Lançamento de um novo controle joystick que viria a se tornar padrão: o DualShock, que introduzia duas pequenas alavancas analógicas além de um sistema onde o controle vibrava de acordo com as ações que ocorriam na tela do jogo.
2000
Lançamento no dia 7 de julho do PSOne, uma reestilização do console original, menor e com linhas arredondadas. O console vendeu mais de 28 milhões de unidades.
2001
Lançamento do PlayStation 2, também conhecido pela sigla PS2, que chegou com a promessa de revolucionar o ambiente doméstico, pois possuía a capacidade de reproduzir filmes em DVD e competir com os modernos jogos de computador 3D. Até hoje foram disponibilizados mais de 1.800 jogos para essa versão. O modelo vendeu mais de 154 milhões de consoles desde seu lançamento, se transformando no videogame de maior sucesso na indústria.
2004
Lançamento do PlayStation 2 Slim, segunda versão do PlayStation 2, que passou por uma reestilização radical ficando 60% menor.
2005
Lançamento do PlayStation Portable, também conhecido pela sigla PSP, a versão portátil do videogame voltada ao público adulto, podendo reproduzir filmes, visualizar imagens de câmeras digitais, tocar músicas no formato MP3, acessar a Internet, além, é claro, rodar jogos de alta qualidade em qualquer lugar com ajuda de uma bateria recarregável. Outro atrativo era sua tela widescreen com alta definição e luminosidade. O console já vendeu mais de 73 milhões de unidades em todas as versões.


2006
Lançamento do PlayStation 3, console de videogame da sétima geração da Sony. O novo videogame estreou no dia 11 de novembro no Japão e no dia 17 nos Estados Unidos, Canadá, Hong Kong e Taiwan. Estava disponível em duas configurações iniciais, o modelo Basic de 20 GB e o Premium de 60 GB. Juntamente com a nova geração do console, foram lançados inicialmente 14 jogos. Em 7 de janeiro de 2007, a Sony confirmou que atingiu seu objetivo de vender mais de 1 milhão de unidades na América do Norte. Somente uma semana depois, em 16 de janeiro, confirmou a venda de mais 1 milhão de unidades no Japão, elevando o total de vendas mundiais para 2.5 milhões. Desde seu lançamento o videogame já vendeu mais de 64 milhões de unidade. Até hoje mais de 2.300 jogos foram disponibilizados para o PS3, incluindo 108 títulos em 3D estereoscópico. O resultado dessa farta biblioteca foi mais de 350 milhões de jogos vendidos.
2009
Lançamento da versão slim do PlayStation 3, sendo 33% menor, 36% mais leve e consumindo 34% menos energia que o modelo anterior.
Lançamento do PSP Go, nova versão do PlayStation Portable, que inclui características como Bluetooth, conectividade sem fio, além de ser 15% mais leve e 43% menor do que o original. Mas a grande diferença desta versão está no formato, que agora possui uma tela deslizante que esconde os botões quando fechada.
2010
Lançamento de duas novas versões do PlayStation 3: 160 GB e 350 GB.
Lançamento do PlayStation Plus, serviço pago da rede online PlayStation Network. O novo serviço de assinatura oferece aos seus membros uma seleção de jogos gratuitos, descontos, itens exclusivos e degustação de jogos completos do PlayStation 3.
Lançamento do PlayStation Move, um novo controle, similar ao sistema utilizado pelo Nintendo Wii, que permite a captura de movimentos dos usuários durante os jogos. O PlayStation Move é um controle sensível ao movimento que possibilita aos jogadores interagir de forma mais dinâmica em títulos específicos a serem lançados para o console. Porém, diferente do sistema utilizado pelo Wii, neste controle os movimentos dos jogadores serão captados pela PlayStation Eye Camera. Um giroscópio situado na ponta do controle permite ao jogador realizar qualquer tipo de movimento: gestos lentos, rápidos, longos e curtos podem, assim, ser diferenciados apenas com a intensidade de movimento do braço do usuário.
2011
Lançamento em dezembro do PlayStation Vita, novo console portátil da marca, sucessor do PSP. O novo produto foi criado para mudar a forma como os jogadores veem os consoles móveis, pois conta com gráficos de primeira qualidade, todas as funcionalidades dos controles e muito mais, como por exemplo, a mistura de botões com tela sensível ao toque. O PS Vita conta com dois controles analógicos, sensores de movimento, câmeras traseira e dianteira e a conectividade como um de seus principais destaques, ao permitir que o usuário interaja com jogos em PS3 e baixe aplicativos de redes sociais. Em pouco tempo o novo console já vendeu mais de 2 milhões de unidades.


Jogos incríveis
O PlayStation foi responsável por dezenas de excelentes jogos na indústria de videogames, lançando várias franquias que ainda hoje fazem muito sucesso e conquistam milhões de jogadores em todo o mundo. Até os dias de hoje, mais de 8.300 títulos foram sido lançados para o console, com mais de 1 bilhão de jogos vendidos. Números bastante impressionantes e que não deixam dúvidas nenhuma sobre o sucesso do PS. Mas afinal qual são os jogos mais populares do PlayStation? São muitos, mas certamente alguns se destacam: Gran Turismo (rendeu uma franquia com mais de 10 títulos entre sequências e spin-offs, todas de grande sucesso), Final Fantasy, Tomb Raider, Metal Gear, Crash Bandicoot, Resident Evil, Call of Duty, Mortal Kombat, Street Fighter, Winning Eleven, Grand Theft Auto, God of War, Dragon Quest, Uncharted e Assassins Creed.


Fenômeno online
Exatamente no dia 11 de novembro de 2006 foi lançada a PlayStation Network, geralmente conhecida pela sigla PSN, um serviço exclusivo online para proprietários do PlayStation 3, PSP e PS Vita, onde é possível, além de baixar jogos, ter acesso a vídeos, suplementos e manuais de instrução, além de disputar partidas em tempo real com outros jogadores. O registro pode ser feito através do próprio console. Além disso, esse serviço oferece acesso a uma completa loja virtual (PlayStation Store) onde é possível comprar downloads de jogos, filmes e shows de televisão, entre outros produtos. Desde seu lançamento já foram vendidos mais de 650 milhões de downloads de jogos. Em menos de seis anos o serviço registrou aproximadamente 77 milhões de usuários cadastrados, estando disponível nos Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Austrália, Canadá, Brasil e Europa, englobando um total de 56 países.


A loja conceito
No mês de novembro de 2010 a empresa inaugurou o PlayStation Lounge, uma moderna loja conceito especialmente dedicada ao mundo do PlayStation. Em plena Madison Avenue, uma das principais avenidas de Nova York, a loja localizada do prédio da Sony é parada obrigatória a todos os maníacos por PlayStation. Com decoração inspirada no universo do famoso videogame, todos os detalhes, desde a iluminação do local até a decoração da parede, transpiram a marca. A loja possui vários ambientes temáticos de suas principais franquias de jogos. Lá é possível testar tudo o que há de mais recente no universo da marca, desde jogos à acessórios, em modernas televisões de alta definição, da Sony é claro.


Os símbolos
O controle do PlayStation é caracterizado pelos tradicionais símbolos (círculo, quadrado, triângulo e X) que acabaram se transformando em um grande ícone da marca. A ideia de criar esses símbolos foi do engenheiro Teiyu Goto, que trabalha no design do PlayStation e de seus controles e acessórios há mais de 17 anos. Esses símbolos representam e significam:
Triângulo (cor verde): significa o ponto de visão. Representa uma linha ou direção.
Quadrado (cor rosa): significa um pedaço de papel. Representa os menus e documentos.
Círculo e o X (cor vermelha e azul respectivamente): significam as decisões.
Representam sim ou não. Esses quatro símbolos são amplamente utilizados em suas campanhas publicitárias e fazem parte da comunicação e personalidade da marca.


Campanhas que fizeram história
Talvez, nenhuma outra marca se comunique tão bem com seus consumidores alvos como a PlayStation. A linha de comunicação de suas campanhas é marcada pela atitude e forte personalidade, sempre com algo esteticamente e conceitualmente diferente do que o mercado pratica. Esse conceito de “Disruption” é o responsável por tornar a marca o que ela é hoje, fazendo com que os consumidores potenciais do produto criem uma identificação quase surreal com PlayStation. O público alvo é atingido em cheio através de mensagens ardilosas. Suas campanhas não são para ser óbvia, afinal, a mensagem não está explícita. E esse é o grande mérito das campanhas: desafiar quem é atingido por ela.


O conceito utilizado nas peças impressas foi utilizado para a gravação do comercial intitulado “Mountain”. A TBWA de Londres mostrou mais uma vez que seu conceito de “Disruption” funciona, e muito. É um daqueles comerciais que despertam as mentes sonolentas dos espectadores. No filme vemos, que para representar a paixão pelo game dos usuários do PlayStation 2, uma multidão se aglomera, formando uma montanha maior do que qualquer edifício da cidade, com cada pessoa lutando para estar no lugar mais alto, para ser o vencedor. Uma variedade enorme de pessoas desfruta um momento de diversão até que alguém tome seu lugar e aproveite o mesmo momento. Então entra o título: “Fun anyone?”. O conceito do filme faz uma analogia com a tradicional brincadeira infantil “O Rei da Montanha”, mostrando ao mesmo tempo, que qualquer um pode se divertir e chegar ao topo mesmo que seja pelo menos por pouco tempo. A música do filme, “Get on Board Little Children” de Shirley Temple, se encaixa perfeitamente na mensagem, dizendo que qualquer um pode estar lá, sejam ricos ou pobres, todos podem estar a bordo. O filme chama a atenção do espectador mesmo que ele não esteja interessado no produto. O diretor Frank Budgen contou com uma equipe de 300 pessoas e cerca de 1.500 figurantes para a gravação do comercial, feita aqui no Brasil e pós-produzido pela renomada Gorgeous Enterprises, com seus maravilhosos efeitos especiais, custando cerca de £300 mil. Além do Grand Prix em Cannes, o comercial ainda ganhou Ouro em diversos importantes festivais publicitários.

 

Uma das campanhas mais polêmicas da marca, denominada “Life on the PlayStation”, foi criada também pela agência TBWA de Londres e conquistou o Leão de Ouro no Festival de Cannes de 2005. Por falar em Festival de Cannes, vale ressaltar que a marca PlayStation já conquistou mais de 26 estatuetas desde 1994, tornando-se uma das maiores vencedoras no festival. A campanha, composta por quatro comerciais de televisão, tinha como principal objetivo passar a mensagem de como a vida poderia ser diferente se o PlayStation fizesse parte da vida real. Os anúncios ilustravam de forma surreal a vida sob a perspectiva de um jogador do PlayStation, como golfistas atravessando um rio e sendo atacados por estrelas pornôs, inseridas como predadoras em uma clara alusão aos documentários da vida selvagem onde só os fortes e espertos sobrevivem. A mensagem implícita: “Sobreviver em um PlayStation é um momento a ser saboreado”. Os comerciais foram gravados em uma reserva natural próxima a cidade de Johanesburgo na África do Sul e finalizados pela competente Framestore CFC. Clique no link abaixo para assistir á um filme da campanha. Acesse nosso canal no Youtube (clique aqui) e confira dezenas de comerciais fantásticos da marca.

 

A evolução visual
Apesar do logotipo da marca PlayStation ser caracterizado pelo tradicional P colorido, cada versão do console lançada ao longo dos anos ganhou uma identidade visual própria e marcante.


A última versão do videogame, PlayStation 3, teve seu logotipo modificado em 2009, quando a identidade visual passou a ser mais fina e moderna.


Os slogans
Long Live Play. (2011)
Never Stop Playing. (PS Vita, 2011)
Step Your Game Up. (PSP)
It Only Does Everything. (PlayStation 3, 2009)
This is Living. (PS3, Europa, 2006)
PLAY B3YOUND. (O número 3 substitui a letra E na palavra “BEYOND”, relembrando o slogan de lançamento do PlayStation original: “u r not e”)
WELCOME CHANG3. (PlayStation 3)
Live In Your World. Play In Ours. (PlayStation 2)
PLAYSTATION 2. THE THIRD PLACE. (PlayStation 2)
Fun Anyone? (2003, PlayStation 2)
Wherever, Whenever, Forever. (PSOne)
Do Not Underestimate The Power Of The PlayStation. (PlayStation)


Dados corporativos
● Origem: Japão
● Lançamento: 3 de dezembro de 1994
● Desenvolvedor: Sony Computer Entertainment
● Sede mundial: Tóquio, Japão
● Proprietário da marca: Sony Corporation
● Capital aberto: Não
● Chairman: Howard Stringer
● Presidente & CEO: Andrew House (Sony Computer Entertainment)
● Faturamento: US$ 4.5 bilhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Jogos: + 8.300
● Presença global: + 120 países
● Presença no Brasil: Sim
● Maiores mercados: Estados Unidos e Japão
● Segmento: Brinquedos eletrônicos
● Principais produtos: Console e jogos para videogame
● Concorrentes diretos: Nintendo e Xbox
● Ícones: Os botões do controle
● Slogan: Long Live Play.
● Website: www.playstation.com

A marca no mundo
Os consoles e jogos da PlayStation são comercializados em mais de 120 países nos cinco continentes, sendo líder de mercado em parte deles, com forte presença no Japão, Estados Unidos e Europa. Em 2011, somente o modelo PS3 gerou vendas superiores a US$ 2.5 bilhões, com 14.1 milhões de unidades vendidas.

Você sabia?
Desde seu lançamento em 1995, a marca PlayStation já vendeu mais de 450 milhões de videogames (em todas as versões), sendo 10 milhões apenas nos dois primeiros anos.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 23/5/2012

2 comentários:

THIMI ALLEGRO disse...

ADOREI O CONTEÚDO SERÁ MUITO ÚTIL EM MEU TCC DE PUBLICIDADE.
ESTAVA PRECISANDO DE UM DADO IMPORTANTE QUE NÃO ENCONTREI EM LUGAR ALGUM.
ALGUEM SABERIA QUANTO É VERBA ARRECADADA PARA PUBLICIDADE
QUEM TIVER ESSA RESPOSTA ME ADD NO MSN C FOR O CASO
THIAGO_MICHEL@HOTMAIL.COM

Anônimo disse...

Ótimo conteúdo, neste site!
Coloquem da Continental Eletrodomésticos.