3.9.12

CHAMEX


Apesar do mundo virtual em que vivemos hoje, muitos vaticinaram o fim do papel. E erraram feio, pois o papel continua sendo imensamente utilizado. E uma marca em especial, CHAMEX, acompanha há mais de quatro décadas a vida de milhões de brasileiros, quer seja no trabalho, na escola ou simplesmente na hora de aprender a escrever ou desenhar. Por isso, para concretizar ideias ou mesmo dar suporte para suas expressões exija sempre CHAMEX.

A história
Tudo começou no ano de 1970 quando a subsidiária americana da empresa de celulose Champion, instalada no país desde fevereiro de 1960, lançou uma grande novidade no mercado brasileiro: Cham-Ex, o primeiro papel cortado do mercado nacional. O nome do produto, escrito na época com hífen, unia as quatro primeiras letras da empresa e as duas primeiras da palavra “expediente”, reforçando a ideia de que se tratava de um produto a ser utilizado no cotidiano do escritório. Ele era vendido em pacotes de 500 folhas, envoltas em papel kraft pardo, com a marca Champion/Cham-Ex impressa em diagonal. Em 1972, Cham-Ex transformou-se em uma linha completa de papéis. Diferenciados pela embalagem, cada produto possuía um uso específico indicado por número: 100 (80 g/m²) para ser utilizado em duplicador à tinta; o 200 em mini-offset e serviços gerais de escritório; o 300 em mimeógrafo a álcool; o 400 para uso em copiadoras a toner pó do tipo Xerox; o 500 considerado um papel mais nobre e que tinha marca d’água; e o 600 para ser utilizado em cópias reprográficas a toner líquido.


O papel passou a se chamar CHAMEX, sem o hífen, somente em 1993. Essa decisão tornou o nome da marca mais sonoro e atrativo graficamente. Os rótulos do produto mantiveram as cores que diferenciavam as categorias, mas passaram por uma grande mudança gráfica. As embalagens se tornaram mais modernas e as informações sobre as suas características, muito mais claras e fáceis de ler. Em 1998, as embalagens da marca foram modificadas mais uma vez. Os números (de 100 a 600) foram substituídos pela finalidade a qual se destinavam, mas as cores características do produto foram mantidas. Em junho de 2000 a Champion mudou sua razão social para International Paper do Brasil, após ser adquirida pelo gigante americano do segmento. Neste mesmo ano foi introduzido no mercado o papel CHAMEX ALCALINO.


Ainda com o objetivo de manter um papel para cada tipo de uso, em 2005 foram lançados os novos nomes da linha de produtos CHAMEX: Office, indicado para a rotina do escritório, pois sua superfície resistente, seu corte perfeito e sua equilibrada absorção, permitem melhor deslizamento do papel na impressora evitando assim desperdício de tinta; Multi, para ser usado diariamente em todo tipo de atividade, como escrever, imprimir e reproduzir; Super, mais encorpado e resistente, é ideal para apresentações profissionais que exigem alta qualidade; Eco, produzido totalmente com fibras renováveis e recicladas, o que assegura aspecto visual diferenciado e excelentes resultados de impressão; e Colors, disponível em 5 cores diferentes (amarelo, azul, marfim, rosa e verde), é ideal para impressões que exijam organização, destaque e rápida visualização.


Em 2009, a marca lançou no mercado o papel CHAMEX SUPER A3 (297 × 420 mm), com foco nos profissionais que trabalham com projetos de arquitetura, engenharia, design, moda, propaganda e marketing. Mais recentemente, em 2011, a linha de produtos da marca apresentou novas embalagens, que traziam informações sobre sustentabilidade do papel de maneira clara e agradável, além do processo “abre fácil” com um novo sistema, chamado de Microdots, que consiste em micropontos de ar que auxiliam o processo de selagem da embalagem, facilitando a abertura da resma de papel. Além disso, as novas embalagens (Multi e Office) trazem o selo “99,99% livre de atolamento do papel” – resultado de testes realizados nos laboratórios da IP no Brasil e nos Estados Unidos, que reafirmam a alta performance tanto em impressoras de alto volume quanto em impressoras de uso doméstico.


Divertindo a criançada
O Chamequinho (simpático diminutivo de CHAMEX), marca do papel sulfite branco e em cores (amarela, marfim, azul, rosa e verde) muito usado por estudantes, foi lançado no mercado em 1979. Inicialmente era comercializado em embalagem de kraft pardo, com 500 folhas. Como as escolas solicitavam quantidades menores, foi criado em 1984 o Chamequinho com 100 folhas. Na divulgação do popular papel a animada mascote e a “Pasta do Professor” tornaram-se uma tradição. Ao longo dos anos, o personagem chamequinho foi evoluindo visualmente (recentemente ganhou formas mais arredondadas), sempre acompanhando de slogans divertidos como “Estudando, brincando e crescendo com você” e “É mais divertido com ele”. Hoje em dia essa linha de produtos é ideal para atividades do dia a dia em casa ou na escola, sempre presente no aprendizado e na diversão das crianças brasileiras.


A evolução visual
A identidade visual da marca passou por algumas alterações ao longo dos anos, adquirindo uma grafia mais moderna e atraente.


Os slogans
Expresse o seu melhor com Chamex. (2011)
Especialista em papel. (2007)
Mais arte em sua vida. (2000)


Dados corporativos
● Origem: Brasil
● Lançamento: 1970
● Criador: Champion Papel e Celulose
● Sede mundial: Mogi Guaçu, São Paulo, Brasil
● Proprietário da marca: International Paper do Brasil Ltda.
● Capital aberto: Não
● CEO: John Faraci
● Faturamento: Não divulgado
● Lucro: Não divulgado
● Fábricas: 3
● Presença global: 50 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 2.600 (IP)
● Segmento: Papelaria
● Principais produtos: Papéis
● Concorrentes diretos: Report, Copimax, Xerox e HP
● Ícones: Chamequinho
● Slogan: Expresse o seu melhor com Chamex.
● Website: www.chamex.com.br

A marca no mundo
A CHAMEX, marca líder no mercado brasileiro, também exporta sua completa linha de papéis para 50 países ao redor do mundo, sendo que na América Latina está presente em aproximadamente 85% dos países. Os papéis (disponíveis em gramaturas de 75 e 90 gramas, e tamanhos diversos, indo desde A4, Carta, Ofício até A3) são produzidos em três unidades fabris da empresa aqui no Brasil, com capacidade de fabricar 1 milhão de toneladas de papel ao ano.

Você sabia?
A linha de papéis CHAMEX é totalmente produzida a partir de florestas 100% plantadas e renováveis, certificadas pelo Cerflor (Sistema Brasileiro de Certificação Florestal), gerenciado pelo Inmetro e reconhecido internacionalmente pelo PEFC (Programme for the Endorsement of Forest Certification).


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e Exame), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas).

Última atualização em 3/9/2012

Um comentário:

Anônimo disse...

Bom dia, gostaria de saber um pouco sobre a empresa Huawei e também sobre a ZTE duas multinacionais chinesas.