9.11.09

PAYPAL


O PayPal revolucionou a transferência de dinheiro online ao utilizar um simples endereço de e-mail, permitindo assim que qualquer pessoa pague da forma que preferir, incluindo cartões de crédito, contas bancárias, crédito de comprador ou saldos de conta, sem compartilhar informações financeiras. Pagar ou receber nunca foi tão rápido e extremamente seguro. Se você ainda não tem uma conta PayPal, não perca tempo. Garanta tranquilidade na hora de pagar suas comprar na internet, no celular, no tablet ou onde você estiver. Afinal, com PayPal o consumidor tem sua carteira digital sempre à mão. 

A história 
Tudo começou em dezembro de 1998 na cidade californiana de Palo Alto, quando os empreendedores Max Levchin, Peter Thiel, Luke Nosek e Ken Howery, que tinham a visão idealista de formar uma empresa de negócios sem fronteiras, livre do controle governamental, fundaram a Confinity, que funcionava inicialmente no andar de cima de uma pequena confeitaria. Eles começaram a desenvolver um método que atendia a necessidade de alguns usuários que necessitavam efetuar pagamentos via Palm Pilot (daí a inspiração do nome PayPal). O produto foi lançado ao público em outubro de 1999, e consistia em um software que criptografava e permitia transferências financeiras entre aparelhos. Pouco depois, como resultado da fusão com a X.com, fundada por Elon Musk para prestar serviços financeiros de pagamento através de e-mail, o PayPal foi estendido para a internet, permitindo assim transferências financeiras entre computadores. Em pouco tempo o sistema se tornou a grande inovação no segmento de pagamentos on-line.


No início, PayPal oferecia US$ 10 aos novos usuários, mais um bônus a quem recomendasse um amigo. Com isso cresceu tão rapidamente que logo se tornou o serviço padrão de pagamento online, sendo amplamente utilizado para efetuar pagamentos em leilões, na compra de bens e serviços, e até para fazer doações. Compradores queriam usá-lo, pois muitos vendedores o aceitavam; vendedores o aceitavam, pois muitos compradores o utilizavam. Porém, o rápido sucesso também trouxe problemas, chamando a atenção de hackers e setores do crime organizado, que usaram o serviço para fraudes e lavagem de dinheiro. Depois de uma série de fraudes e problemas legais, o PayPal formulou um plano para prevenir que criminosos usassem programas de computador para abrir dezenas de contas fraudulentas com números de cartões de crédito roubados. Esse sistema, conhecido como teste “Gausebck-Levchin”, é agora largamente usado por milhares de centenas de sites da internet.


Apesar das fraudes, processos legais e fiscalização das leis governamentais, o sucesso do PayPal começou a chamar a atenção do eBay, um dos maiores sites de comércio online do mundo, que havia adquirido o sistema de processamento de pagamentos online Billpoint para fazer frente ao crescimento enorme do concorrente. Porém o número de usuários do PayPal era muito mais elevado: em fevereiro de 2000 o número de leilões diários no eBay que utilizavam o PayPal como forma de pagamento era de 200.000, enquanto o Billpoint era de apenas 4.000. Poucos meses depois, em abril, esse número já chegava à 1.000.000 de pessoas que utilizavam o PayPal, enquanto o Billpoint fazia testes e mais testes para tentar diminuir a sua falta de credibilidade. Enquanto o PayPal aumentava sua participação de mercado e espalhava-se pelo eBay, este corria e tentava lutar desesperadamente para barrar o avanço do concorrente, porém sem a mínima efetividade.


Finalmente no dia 3 de outubro de 2002, o PayPal foi comprado pelo eBay por US$ 1.5 bilhões. Com isso a tecnologia do Billpoint foi incorporada pelo PayPal. Ainda neste ano o PayPal começou a aceitar pagamentos e transferências em euro e libra esterlina. Nos anos seguintes, além de investimentos milionários em segurança, o sistema PayPal passou a estar disponível em centenas de países, além de moedas correntes diversas. Isto acarretou em um aumento enorme no número de usuários, e principalmente, no volume de transações. Recentemente o sistema foi expandido para mais países como Peru, Indonésia, Filipinas, Croácia, Ilhas Fiji, Vietnã e Jordânia. E finalmente em 2010 chegou ao Brasil. Mas teve que reconhecer que por aqui não há vendas sem parcelamento. Para tanto, começou a aceitar pagamentos parcelados (em até 12 vezes) via internet. Com a instalação do PayPal no país, qualquer consumidor pode utilizar o sistema de pagamento e transferências, tanto no Brasil quanto no exterior. Um tradutor, por exemplo, pode oferecer seus serviços em mais de 190 países e receberá via PayPal sacando os valores (convertidos para real) em sua agência bancária. A empresa utilizou o Brasil como base para sua expansão pela América Latina.


Mais recentemente, em 2012, para resgatar o aspecto inovador da empresa e afastar a concorrência cada vez mais crescente, ocorreu o bem sucedido lançamento mundial do PayPal Here™ (um aparelho leitor de cartões de crédito e débito, que ao ser conectado em smartphones e juntamente com um aplicativo, permite efetuar pagamentos), sendo a primeira solução móvel global que possibilita pequenas empresas e lojas aceitarem qualquer forma de pagamento; e a apresentação do PayPal Payments (suíte de produtos para negócios). Por todas essas inovações, PayPal revolucionou a forma como as pessoas pensam e utilizam o dinheiro ao redor do mundo.


Porque PayPal? 
Simples, por três motivos: basta selecionar o PayPal ao finalizar a compra em lojas on-line do mundo inteiro efetuando pagamentos com segurança clicando apenas um botão; pague com segurança utilizando o cartão de crédito (o destinatário não vê suas informações financeiras); e os vendedores ou destinatários podem retirar dinheiro da conta do PayPal para a conta bancária ou o cartão de crédito, ou podem simplesmente usar o dinheiro para pagar contas online.


A evolução visual 
O logotipo da PayPal passou por algumas pequena modificações ao longo dos anos. A primeira mudança ocorreu em 2007 quando a identidade visual ganhou dois tons de azul, uma nova tipografia de letra e um ícone (duas letras P sobrepostas). A última ocorreu em abril de 2014 e apresentou um logotipo mais vibrante e simples (com novas tonalidades de azul, um azul índigo vibrante para o “Pay” e outro azul vivo para o “Pal”), claramente desenvolvido para dispositivos móveis. A nova marca representa melhor o aumento das demandas do mundo real, assim como dos negócios online e móveis, que fazem uso do posicionamento do PayPal como uma empresa inovadora.


Um dos principais ícones de reconhecimento da marca, as duas letras P sobrepostas (que segundo a empresa ressaltam a conexão entre as pessoas que usam PayPal), foram adotas a partir de 2007. Em 2014 o ícone passou também por uma remodelação para acompanhar a nova identidade visual da marca.


O tradicional selo de verificação do PayPal também passou por algumas modificações ao longo dos anos.


Os slogans 
People Rule. (2014) 
Simples, conveniente, seguro. (Brasil) 
Sua carteira digital. (Brasil, antigo)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1998 
● Fundador: Max Levchin, Peter Thiel, Luke Nosek e Ken Howery 
● Sede mundial: San José, Califórnia 
● Proprietário da marca: eBay Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária) 
● Presidente: David Marcus 
● Faturamento: US$ 6.6 bilhões (2013) 
● Lucro: Não divulgado 
● Membros: 148 milhões 
● Presença global: 193 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 12.000 
● Segmento: Financeiro 
● Principais produtos: Sistema de pagamento eletrônico 
● Concorrentes diretos: Square, Alertpay, Stripe, Dwolla, Boku e PagSeguro (Brasil) 
● Slogan: Simples, conveniente, seguro. 
● Website: www.paypal.com.br 

A marca no mundo 
Atualmente o PayPal, uma subsidiária do eBay, está disponível em 193 países e em 26 moedas correntes (como dólar australiano, dólar canadense, dólar americano, euro, libra esterlina, iene, peso mexicano, franco suíço, real, entre outras), possuindo mais de 148 milhões de membros ativos. O PayPal realiza mais de 9 milhões de transações diariamente. Somente em 2013 mais de US$ 180 bilhões foram movimentados através do sistema de pagamento PayPal, o que representa aproximadamente 10% do mercado de comércio online global e 15% do mercado americano. 

Você sabia? 
O PayPal não se restringe apenas ao eBay. É aceito desde registros de domínios, comércios eletrônicos até pagamentos de serviços de hospedagem de sites. O serviço é tão importante que representa 41% do faturamento total do gigante eBay. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 5/5/2014

Um comentário:

Anônimo disse...

adorei as informações , pois tenho duvida em relação a segurança em relação ao cartão de credito obrigada