3.5.16

WISE UP


É hora de estudar inglês. Mas ao invés dos livros grandes e decorar, você liga a TV e se diverte. Esse é apenas um dos jeitos que só a Wise Up tem para ensinar inglês. Ensinar com metodologia exclusiva, inteligente e veloz, contribuindo com a formação e crescimento pessoal e profissional de milhares de alunos. Por isso, a Wise Up é a escola de inglês ideal para quem quer um inglês rápido e eficiente em pouco tempo. 

A história 
Imagine abrir uma escola de idiomas sem saber falar inglês? Parece algo improvável. Mas foi exatamente o que fez o empreendedor Flávio Augusto da Silva. Em abril de 1995, aos 23 anos, usando R$ 20 mil de seu cheque especial, a um custo de 12% de juros ao mês, ele inaugurou a primeira unidade da Wise Up, no centro da cidade do Rio de Janeiro. Era um período em que o Brasil vivia o ápice da globalização, da abertura de fronteiras, das privatizações, e havia uma demanda enorme por pessoas que precisavam falar inglês rapidamente se quisessem se manter no emprego. A escola apresentou uma nova proposta no ensino de idiomas: qualificar adultos a falar e entender inglês em apenas 18 meses. E conseguiu matricular mil alunos em seu primeiro ano. Oito meses depois era inaugurada a segunda unidade, na Avenida Paulista, em São Paulo.


Em seu segundo ano de existência, a unidade paulistana passou a faturar R$ 500 mil por mês e acabou financiando a expansão da rede, que inaugurou mais 24 unidades próprias nos três anos seguintes. Com turmas reduzidas, que aproximavam professores e alunos, metodologia e materiais didáticos exclusivos, flexibilidade de horário e a possibilidade de assistir às aulas em qualquer unidade da rede, a Wise Up inaugurou novas escolas pelo país. E isto só foi possível, porque em 2000, a Wise Up ingressou em uma nova fase de crescimento por meio de franquias.


Em 2003, com mais de 40 escolas de inglês espalhadas pelo território brasileiro, a empresa decidiu expandir suas conquistas para o mar, criando assim a Wise Up Offshore, a primeira escola dedicada ao ensino de inglês para profissionais que trabalham nas plataformas de petróleo. Afinal, nestes ambientes, saber inglês é mais do que simplesmente dominar uma língua estrangeira. É uma questão de sobrevivência. Em 2009, enquanto a rede crescia e o Brasil passava a ocupar um lugar de destaque no cenário econômico mundial, a Wise Up inaugurou sua primeira escola de inglês fora do país, em Buenos Aires, na Argentina. Meses depois foi a vez da inauguração da primeira unidade nos Estados Unidos, em Orlando, na Flórida.


Em 2011, já consolidada como a escola de inglês líder no segmento adulto no mercado brasileiro, a Wise Up decidiu revolucionar o ensino de inglês para adolescentes, lançando a Wise Up Teens, escola desenvolvida e voltada para adolescentes entre 11 e 16 anos, que utilizava a infraestrutura das unidades da rede e um material didático rico, divertido, que falava a língua das músicas, dos filmes, dos games e da internet. Com isso, os adolescentes aprendem inglês em três anos e meio, tempo muito menor do que o dos outros cursos voltados para jovens. Além disso, a empresa resolveu estender a marca para outros segmentos de negócios com o lançamento do Wise Experience, um projeto de programas de intercâmbio estudantil para o aprimoramento do inglês por meio de uma oportunidade de vivência internacional. A sede de crescimento da rede não parou nos anos seguintes, quando a Wise Up, em uma atitude ousada, inaugurou a primeira unidade na China em 2012, na cidade de Pequim.


No mês de fevereiro de 2013, a Abril Educação adquiriu o Ometz Group, em um negócio avaliado em R$ 877 milhões, e consequentemente a Wise Up, que na época tinha 384 unidades e mais de 76 mil alunos. Com a isso a rede passou a fazer parte de um dos maiores grupos de educação do mundo. O que parecia ser um bom negócio para os novos proprietários, se tornou um grande problema. Em um curto período de tempo a rede de escolas de inglês teve dois novos controladores e três diferentes presidentes, fechou dezenas de unidades e viu o número de alunos despencar. Em 2015, dois anos após vender a rede de ensino de idiomas, o empresário Flávio Augusto da Silva recomprou a empresa que fundou por R$ 389 milhões.


E foi no ano de 2015, que a Wise Up reformulou sua marca e passou a oferecer uma experiência de ensino mais sofisticada, com o objetivo de aumentar a satisfação dos alunos, fortalecer as unidades e liderar o segmento de escolas de idiomas premium, voltadas para o ensino de inglês para negócios. Para tanto, as unidades passaram a investir em uma nova estrutura física, mais moderna e convidativa, com salas de aula que se assemelham a cenários cotidianos, como salas de reunião e cafeterias. A previsão é de que, em dois anos, todas as unidades tenham sido reformadas. O material didático também foi reformulado. O novo “Real Talk Series” é baseado na linguagem cotidiana e inclui um seriado em que os alunos aprendem inglês acompanhando a vida de seis habitantes de Nova York, cidade onde o material foi gravado. Os alunos podem escolher qual história acompanhar nas aulas. A identificação com os personagens é uma excelente maneira de estudar inglês e se divertir ao mesmo tempo.


A rede ainda disponibiliza o Wise Up Corporate, uma parceria com empresas para oferecer aos seus colaboradores e familiares condições especiais para estudar inglês; e o Wise Up Life, onde é possível aprender inglês trocando experiências com diferentes pessoas, de diferentes níveis no idioma, como na vida real. Os alunos contam ainda com acompanhamento pedagógico e com o Wise Up Online, uma plataforma digital que oferece ensino adaptativo – atividades e exercícios que se adéqua às necessidades de aprendizado de cada um – e gera relatórios de desempenho para os professores. O site possibilita ainda reposição de aulas online e até simulados.


Inglês divertido 
Somente na Wise Up Teens é possível contar com um seriado inédito para aprender inglês de uma forma muito mais legal e divertida. Batizado de In Our Own Family Way, as gravações do seriado tiveram um clima de superprodução e duraram quase 100 dias. Cenógrafos, figurinistas, maquiadores, diretores de arte e fotografia e dezenas de outros profissionais criaram um material que lembra os seriados jovens da TV americana. Nesse divertido seriado, cinco adolescentes moram na mesma casa, com seus pais, um militar e pai protetor e uma mãe atarefada em virtude da sua profissão. Cada personagem tem um perfil diferente. Assim o aluno observa cada comportamento e aprende o inglês necessário para se comunicar com as diferentes pessoas que fazem e vão fazer parte da sua vida. O seriado é mais um diferencial da Wise Up Teens para aprender inglês se divertindo. Bem diferente de ficar preso em uma sala de aula decorando apostilas.


O gênio por trás da marca 
Flávio Augusto da Silva nasceu na periferia da cidade do Rio de Janeiro no dia 7 de fevereiro de 1972. Estudou grande parte do tempo em uma escola pública em seu bairro, Jabour, que fica perto de Bangu, na zona oeste da cidade, e tinha o sonho de ser militar (oficial da Marinha). Cursou dois anos de Escola Naval do Rio de Janeiro, mas não seguiu carreira. Aos 19 anos começou a trabalhar no departamento comercial de uma escola de inglês, chamada Mnemo System, com a intenção de ter sua própria renda. Depois de algum tempo, trancou o curso de Ciências da Computação na Universidade Federal Fluminense e passou a dedicar-se 100% a sua carreira. Foi então que, sem enxergar mais perspectivas de crescimento na empresa em que trabalhava, em 1995, aos 23 anos de idade, ele fundou a escola de inglês Wise Up. Em 2009, o fundador da empresa foi morar com a família na cidade de Orlando, no estado da Flórida, e criou um modelo de gestão à distância. Em 2013 vendeu a Wise Up por R$ 877 milhões, fato que o levou à lista de bilionários brasileiros da revista Forbes, com patrimônio avaliado em R$ 1.04 bilhões, na época.


Ainda em 2013, Flávio comprou o clube de futebol profissional Orlando City Soccer Club (o investimento foi de US$ 110 milhões e incluía a construção de um estádio em parceria com a prefeitura local), que neste mesmo ano passaria a integrar a MLS - Major League Soccer - elite do futebol americano. Flávio é dono de 87% das ações, enquanto o restante está com o fundador, o inglês Phil Rawlins, que também continua a presidir o clube. Em julho de 2014, o meia brasileiro, Kaká foi contratado pelo clube. Depois, o empreendedor abriu mais uma empresa, o MeuSucesso.com, um site de cursos online sobre negócios. Em 38 dias no ar, a start-up já havia faturado o primeiro milhão de reais, vendendo assinaturas anuais de R$ 780. Em 2015, ele fez com que “a sua filha”, neste caso a rede de escola de inglês Wise Up, voltasse para casa, ao recomprar a empresa dois anos depois de vendê-la pela metade do preço. Seu canal na internet, o Geração de Valor, tem mais de 3 milhões de curtidas no Facebook. Casado e pai de três filhos, ele atualmente mora em uma belíssima casa em uma das áreas mais nobres de Lisboa. Líder mais admirado pelos jovens brasileiros, empreendedor de sucesso, autor de best-seller, investidor em série, proprietário de escolas de inglês e até dono de time de futebol nos Estados Unidos. Assim é Flávio Augusto da Silva.
 

A evolução visual 
Recentemente, em 2015, a marca remodelou suavemente sua identidade visual, que adotou uma nova tipografia de letra mais arredondada.


Os slogans 
Confie em você. (2016) 
Inglês inteligente. 
Falar inglês pode ser agora. Só depende de você. (2010) 
Wise Up Teens, a escola de inglês que fala a sua língua.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 1995 
● Fundador: Flávio Augusto da Silva 
● Sede mundial: Curitiba, Paraná, Brasil 
● Proprietário da marca: Ometz Group 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Flávio Augusto da Silva 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Escolas: 272 
● Presença global: 5 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 5.000 
● Segmento: Educação 
● Principais produtos: Cursos de inglês 
● Concorrentes diretos: Fisk, BerlitzCEL®LEP, Cultura Inglesa, Yázigi, CNA, Wizard e CCAA 
● Slogan: Confie em você. 
● Website: www.wiseup.com 

A marca no mundo 
Atualmente a Wise Up conta com mais de 270 escolas espalhadas por mais de 85 cidades em 19 estados brasileiros (mais o Distrito Federal) e unidades internacionais na Argentina, Colômbia, México e China. A rede de ensino de inglês também tem 36 unidades em plataformas de petróleo no Brasil. São mais de 66 mil alunos que aprendem inglês nas unidades da rede. A Wise Up faz parte do Ometz Group, holding de empresas dos setores de educação e comunicação, que engloba as escolas de inglês You Move e Go Getter, o programa de intercâmbio Wise Experience, a franqueadora Wise Up Franchising, a produtora Mindset Films e as editoras Skopos, Klinos, Omna e Tutor. 

Você sabia? 
Flávio Augusto da Silva só começou a estudar inglês quando a centésima unidade da Wise Up foi inaugurada. 
O grande diferencial da Wise Up sempre foi sua estratégia comercial, pela qual cada aluno deve indicar aproximadamente 20 colegas em troca de descontos na mensalidade ou no preço do material didático. 
A ousadia sempre fez parte da construção da marca Wise Up. Um exemplo disso ocorreu em 2014, quando a rede lançou um curso de inglês online grátis, que visava ensinar ao brasileiro como ser um bom anfitrião na Copa do Mundo de Futebol. A Wise Up era a escola de inglês oficial do mundial e primeira marca de educação da história a patrocinar o evento. 
Entre 2009 e 2013 o ator Rodrigo Santoro foi garoto-propaganda da marca. O ator foi fundamental no lançamento e na consolidação da marca Wise Up. Em 2015, ele voltou a atuar como garoto-propaganda da Wise Up. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Exame, Isto é Dinheiro e Época Negócios), jornais (Valor Econômico, O Globo, Meio Mensagem e Estadão), sites gerais (UOL), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 3/5/2016

Um comentário:

Wellington disse...

Sugestão para próximos tópicos: Piraquê