20.6.06

MANDIC


A MANDIC é muito mais que uma marca da internet que virou um case em Harvard. É uma grife brasileira da rede mundial de computadores que inicialmente oferecia serviço personalizado de e-mail, sempre com excelentes plataformas tecnológicas, e hoje é especialista nas melhores opções de infraestrutura para superar as expectativas de milhões de clientes corporativos com a entrega de soluções de alto desempenho na nuvem. 

A história 
A história da MANDIC começou em 1989, durante um processo de instalação de sistemas em uma fábrica de automóveis na região do ABC, na Grande São Paulo, quando Aleksandar Mandić (foto abaixo), então funcionário da Siemens, filho de pai sérvio e um dos precursores da internet no Brasil, vislumbrou a possibilidade de criar um mecanismo onde os usuários pudessem trocar informações à distância. Viu naquilo a única chance de um computador deixar de ser uma ilha e trocar conhecimento com outras pessoas. Para viabilizar seu projeto, e por que não dizer sonho, ele procurou a Embratel, que na época era proprietária de um sistema de tratamento de mensagens, chamado STM 400. Como não funcionava direito, ele montou no país seu próprio BBS (sigla para Bulletin Board System, um sistema de troca de informações via conexão telefônica). Na verdade esse serviço possibilitava que pessoas pudessem se conectar via telefone a um servidor, para participar de listas de discussão e trocar mensagens de correio eletrônico, entre outras atividades. No mês de outubro de 1990, mesmo ano em que o Brasil ingressava na era da internet, fazendo sua primeira conexão, ainda em âmbito acadêmico, ele fundou a MANDIC BBS, que possuía apenas 60 megabytes de capacidade (espaço que hoje mal armazena uma dúzia de músicas em MP3) e funcionava no quarto de hóspedes de sua casa, iniciando suas operações tendo como capital um micro-computador 286, uma linha telefônica e apenas um funcionário, o próprio Aleksandar. A MANDIC oferecia inicialmente serviço de e-mail diferenciado para aqueles que precisavam dessa ferramenta para trabalhar. Munido do sistema operacional MS-DOS e uma placa de modem capaz de trafegar apenas 300 bps, ele consegui atender sozinho quase 400 usuários no primeiro ano de vida da empresa.


Em 1993, a Intel lançava o processador Pentium, fazendo com que a MANDIC conseguisse manter pessoalmente mais de 400 usuários. Mas para crescer, ele precisou alugar, de seu padrasto, o andar de baixo da casa. Foi o momento certo para trocar o PC 286 por um servidor 486 conectado a uma rede Novell e estações 386. Foi então, que ele resolveu não tirar férias, nem sequer um domingo de folga, pois iria responder e atender pessoalmente à todos os seus clientes. A MANDIC nesta época era a única do mercado a oferecer suporte 24 horas. E o esforço de Aleksandar deu certo. Como a propaganda dependia do boca a boca, ele arriscou o próprio pescoço todos os dias e passou oferecer melhores serviços aos seus clientes.


No ano seguinte, em 1994, começava o uso comercial da internet, e com isso a MANDIC contratou um jovem programador para transformar todo o sistema BBS em internet, fazendo com que seus usuários pudessem trocar de plataforma automaticamente e com isso sair novamente na frente da concorrência. A MANDIC foi o primeiro provedor de acesso a oferecer internet para 10 mil usuários. Manteve a empresa caseira até 1995, quando os vizinhos começaram a reclamar das 80 linhas telefônicas instaladas em um edifício residencial. Resolveu então procurar um investidor. Em setembro de 1996 fechou um acordo financeiro com o grupo Garantia Participações. O resultado foi surpreendente: em 1997 a empresa já faturava US$ 10 milhões. Neste mesmo ano, quando o UOL ingressou fortemente no mercado distribuindo kits de acesso para seus 300 mil assinantes, a MANDIC resolveu fazer igual, mas oferecendo um atendimento melhor. Comprou o mesmo espaço publicitário que o UOL utilizou na Folha de S. Paulo e publicou no próprio jornal o anúncio dos kits de acesso da MANDIC. Foi um tremendo sucesso.


Em 1999, Aleksandar vendeu a empresa, então com 110 mil clientes, para o grupo argentino Impsat (controlador do provedor argentino O Site), deixou a MANDIC no ano seguinte e foi ser um dos fundadores do portal IG. Porém, no final de 2001, decidido a ter novamente seu próprio negócio, Aleksandar reabriu (isto porque ele só havia vendido as operações e não a marca) a MANDIC, em janeiro de 2002 com um novo posicionamento: mandic:mail, o melhor serviço de e-mail da internet. Bom, pago e para pessoas exigentes, que precisavam do e-mail para trabalhar. A nova empresa, apesar de ser uma provedora de internet, focava seus esforços no serviço de correio eletrônico.


O serviço, batizado de mandic:mail, foi desenvolvido com a mais avançada tecnologia e incluía todos os recursos necessários para o público, que precisava de um e-mail de alta confiabilidade. Nos anos seguintes, a MANDIC se destacou no mercado com inúmeras inovações: caixa postal que nunca lotava; duplo sistema anti-spam; monitoramento de mensagens em tempo real; envio de mensagens registradas, assim como uma carta registrada enviada pelo correio; Central de e-mail, um recurso que permitia ao usuário acessar suas outras contas a partir do mandic:mail; e a possibilidade de transformar o iPhone em um verdadeiro controle remoto do mandic:mail. Além disso, a MANDIC também introduziu novos serviços como soluções de hospedagem de sites, acesso discado e sem fio à internet e o mandic:mail.mkt, solução de gerenciamento de comunicação direta e eficiente com o seu público.


A história começou a mudar em 2012, depois que o empreendedor vendeu a empresa para o fundo de investimentos Riverwood Capital, por R$ 100 milhões. Pouco depois a MANDIC adquiriu a Tecla, uma operação que visava criar a empresa líder em soluções de software como serviço (SaaS) e infraestrutura como serviço (IaaS) de cloud computing do Brasil para o mercado corporativo e de pequenas e médias empresas. Nos próximos anos a empresa passou por uma enorme transformação, oferecendo um completo portfólio especializado de Soluções Cloud nos segmentos de IaaS (Infrastructure as a Service) e SaaS (Software as a Service) derivado em Cloud Servers, Backup Online, Storage, Mandic Mail além de todo o conjunto de soluções Microsoft. A MANDIC continua se destacando pela qualidade de suas soluções e pelo atendimento diferenciado que gera produtividade, redução de custos e flexibilidade para as empresas. Com mais de 25 anos de mercado focada em inovação, a MANDIC CLOUD SOLUTIONS atua fortemente como uma das principais empresas de computação em nuvem do Brasil. Foi uma das primeiras a se especializar na nuvem com o e-mail, revolucionando a internet no país. Esta experiência a colocou em evidência, atraindo importantes parceiros internacionais, como a Riverwood Capital e a Intel Capital, que fizeram aportes de capital expressivos na empresa.


A evolução visual 
Em 2013 a empresa remodelou completamente sua identidade visual. Antes verde e branco, o logotipo da marca, que passou a se chamar MANDIC CLOUD SOLUTIONS, ganhou um laranja vivo, com a letra “M” em uma fonte moderna, formada por três traços.


Os slogans 
Somos Especialistas em Cloud. 
A internet em pessoa. 
O melhor e-mail que a tecnologia é capaz de criar.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: Outubro de 1990 
● Fundador: Aleksandar Mandić 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Mandic S.A. 
● Capital aberto: Não 
● Presidente: Maurício Cascão 
● Faturamento: R$ 75 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Contas de e-mail: 1 milhão 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 300 
● Segmento: Tecnologia 
● Principais produtos: e-mail, gerenciamento de banco de dados e computação em nuvem 
● Concorrentes diretos: Oracle, IBM, SAP, Cisco Systems, Salesforce, HP, Totvs e Locaweb 
● Ícones: O serviço de e-mail 
● Slogan: Somos Especialistas em Cloud. 
● Website: www.mandic.com.br 

A marca no Brasil 
Atualmente a MANDIC, que oferece serviços que vão de segurança em e-mail a monitoramento de servidores, gerenciamento de banco de dados, soluções de e-mail marketing, serviços de segurança da informação e computação em nuvem, possui mais de 13.000 clientes corporativos (somando mais de 1 milhão de contas de e-mail) e 6.000 servidores. A MANDIC CLOUD SOLUTIONS dispõe de infraestrutura cloud com hardware Intel Xeon em São Paulo e no Rio de Janeiro, o que permite a configuração de soluções com redundância geográfica de mais de 300 km. 

Você sabia? 
Durante muitos anos a marca utilizou o popular e genial slogan “A internet em pessoa”, criado pelo publicitário Nizan Guanaes. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Veja, Exame e Época Negócios), jornais (Valor Econômico, Folha e Estadão), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 3/10/2016

Um comentário:

alberto disse...

A Nestle e realmente uma empresa fantastica .Em portugal esta a ser gerida por uma cambada de preguiçosos ,vaidosos e idiotas que nao valorizam o trabalho daqueles que se dedicam e deram o seu melhor durante varios anos pela empresa.Os cucos, como sabem sao aves que nao constroiem os seus ninhos,colocam os ovos no ninho das outras aves e por sua vez os filhotes dos cucos apos nascerem ,empurram os filhotes das outras aves de la para fora para que o alimento possa ser so para eles.Pois e ,ha muitos cucos na Nestle Portugal,que nada produzem e empurram aqueles que produzem de la para fora.E por isso,que os negocios estao cada vez mais fracos.Isto e um alerta de quem muito respeita e gosta da Nestle.

Alberto Marques