30.4.07

MOSCHINO


A italiana MOSCHINO ficou extremamente famosa por sua classe e pela excentricidade e senso de humor, marcas registradas do estilista Franco Moschino. Inovadora, irreverente, irônica e autoindulgente. São essas as principais características da grife italiana que passou a ser cultuada por uma centena de celebridades mundo afora, como por exemplo, Nicole Kidman, Beyoncé, Jessica Alba, e claro, Madonna e Lady Gaga.

A história
Franco Moschino nasceu na terra da moda, Milão. Começou sua carreira de estilista no início dos anos 70. Estudou desenho em cursos noturnos da Academia de Belas Artes de Milão e foi contratado pelo estilista Gianni Versace, com quem trabalhou até 1977, criando inclusive as campanhas publicitárias da grife. Antes de lançar sua carreira solo, ele ainda colecionou passagens por grifes de moda renomadas como Davidoff e Max Mara, para aprender mais sobre a estrutura deste setor tão competitivo. A marca MOSCHINO foi lançada oficialmente em 1983 e no ano seguinte já era apresentada a primeira coleção feminina. Suas coleções eram explosões de cores, exagero e excentricidade, com referências que nitidamente, ou propositalmente, esculhambavam com o “fashion establishment”.


Ele chegou a ser processado pela Chanel, por conta de uma camiseta que brincava com o perfume mais famoso da tradicional maison francesa. O estilista buscava boa parte de sua inspiração na sua enorme paixão pelo teatro. Durante dez anos, MOSCHINO se firmou no cenário internacional de moda como um dos nomes mais ousados e inovadores, lançando sua coleção masculina em 1985, sua linha de jeans em 1986, e seu primeiro perfume feminino em 1987. Somente em 1989 abriu sua primeira loja no chique endereço da Via S.Adrea em Milão, que devido ao sucesso levou a inauguração de uma segunda loja, também em Milão, para sua linha de jeans e sua linha jovem.


No início da próxima década, em 1991, o perfume da grife italiana foi oficialmente lançado no mercado americano com um grande evento na sofisticada loja de departamento Saks Fifth Avenue em Nova York. Em 1993, o estilista produziu um grande desfile para comemorar uma década de sucesso. Na mesma época, inaugurou o Projeto Smile, para arrecadar fundos através de eventos de moda para crianças portadoras do vírus da AIDS. Tudo foi uma grande celebração, mas ele já estava doente - segundo a família, ele tinha um tumor maligno no abdome, mas o que se comentava é que ele estava com AIDS. O criador de uma moda assumidamente gay morreria precocemente aos 44 anos de idade um ano mais tarde, no dia 18 de setembro.


Após sua morte, a marca principal (MOSCHINO), sua linha mais jovem, batizada de MOSCHINO CHEAP AND CHIC, e MOSCHINO JEANS, passaram a ser comandadas por Rosella Jardini, sua ex-assistente, e fazer parte a partir de 1999 do grupo Aeffe (que também é proprietária das marcas Alberta Ferretti, Jean Paul Gaultier e Cacharel). Até 2001, foram inauguradas novas lojas próprias em cidades como Roma, Londres, Los Angeles, Capri, Nova York, Dubai e Moscou. Entre 2002 e 2006, a MOSCHINO inaugurou lojas âncoras (flagship Store) em Berlim, Paris, Milão e Mumbai, acelerando assim ainda mais a internacionalização da marca. Nesta época, a marca iniciou, através de parcerias, a distribuição de sua linha de produtos em badaladas lojas de departamentos no continente asiático.


Em 2008, a MOSCHINO foi responsável pela criação de parte do figurino da nova turnê da cantora Madonna, uma das fãs mais fervorosas da grife italiana. Hoje em dia, a marca continua conseguindo captar a essência do espírito jovem e rebelde e trazer às suas roupas, acessórios e perfumes, como uma forma de canalizar pensamentos e desejos desse público. Afinal, a MOSCHINO é a prova de que é absolutamente possível aliar humor e alta-costura e ser fashion sem pagar caro por tudo isso. Desde as suas roupas, aos acessórios e perfumes, os produtos MOSCHINO marcam pela diferença. Primando pela qualidade superior das matérias-primas nobres utilizadas, a marca é famosa pelas estampas exclusivas impressas em veludo e outros materiais originais, pelos ternos de cortes perfeitos e estruturas impecáveis, pelas aplicações e pormenores únicos, que tornam as suas coleções inconfundíveis, únicas e inimitáveis. Apesar do enorme sucesso da marca MOSCHINO, os perfumes (entre eles Oh! De Moschino e Uomo?) são responsáveis pela maior parte dos lucros da empresa.


A linha do tempo
1988
Lançamento da MOSCHINO CHEAP AND CHIC, uma marca mais irreverente e acessível direcionada para um público mais jovem. Se a MOSCHINO já esbanjava irreverência, a CHEAP AND CHIC é pura diversão fashion, com coleções lúdicas, criações alegres e contemporâneas, combinações imprevisíveis, cultura pop urbana, cores trendy e estampas. O conceito desta marca da grife italiana é o barato e chique (como diz seu nome), com qualidade acima de tudo.
1989
Lançamento da primeira coleção de calçados infantis da marca italiana.
1990
Lançamento do primeiro perfume masculino da marca (POUR HOMME).
1994
Lançamento da ECOUTURE, primeira coleção ecologicamente correta que utilizava tecidos que não agrediam o meio ambiente durante o processo de fabricação.
1995
Lançamento de sua primeira coleção de óculos para homens e mulheres.
1996
Lançamento dos perfumes CHEAP AND CHIC by MOSCHINO e Oh! De Moschino.
1997
Lançamento do perfume masculino UOMO?.
2001
Lançamento de sua linha de produtos voltada para crianças e adolescentes.
2003
Lançamento do perfume feminino COUTURE!, em comemoração aos 20 anos da marca italiana.
2007
Lançamento do perfume FUNNY.
2008
A MOSCHINO JEANS passa a se chamar LOVE MOSCHINO.
Lançamento dos perfumes HIPPY FIZZ e GLAMOUR.
Licenciamento de uma linha de jóias e relógios e coleções de guarda-chuvas.
2011
Lançamento do perfume masculino MOSCHINO FOREVER.
2012
Lançamento do perfume PINK BOUQUET.


O extravagante hotel 
No dia 25 de fevereiro de 2010 a grife italiana inaugurou o MAISON MOSCHINO, um hotel conceito situado na antiga estação ferroviária neoclássica de Viale Monte Grappa, em Milão, em um prédio de quatro andares que abriga 65 quartos temáticos e lúdicos (decorados com temas como Alice no País das Maravilhas e Bela Adormecida, ou com referências que lembram a infância, como almofadas em formato de grandes doces, nuvens suspensas e esculturas em forma de ovelhinhas e abelhas). Quem estiver disposto a desembolsar cerca de €400, pode usufruir inclusive de um descolado bar, um restaurante de nível internacional, uma galeria permanente de obras, uma moderna academia de ginástica e um SPA de última geração, no qual é possível ter acesso a uma gama completa de produtos de beleza fabricados a base das águas do mar da Bretanha e 18 tipos de tratamento, entre serviços de manicure e pedicure e massagens corporais e faciais. E ainda, se necessário, uma sala de conferências com capacidade para 10 pessoas.


O interior do hotel reflete o estilo distinto de MOSCHINO, onde o mundo comum é pintado com um pincel de surrealismo. Sua decoração é extravagante, como é de se esperar, começando pelo lobby enfeitado com lanternas de papel com formato de animais que flutuam no teto como nuvens. O descolado hotel ainda fica localizado próximo ao Corso Como, maior empório do design de Milão.


Dados corporativos
● Origem: Itália
● Fundação: 1983
● Fundador: Franco Moschino
● Sede mundial: Milão, Itália
● Proprietário da marca: Aeffe S.P.A.
● Capital aberto: Não
● CEO: Alessandro Varisco
● Diretora criativa: Rossella Jardini
● Faturamento: €200 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Lojas: 35
● Presença global: 60 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 300
● Segmento: Moda de luxo
● Principais produtos: Roupas, acessórios, perfumes e bolsas
● Concorrentes diretos: Roberto Cavalli, Missoni, Marc Jacobs e Stella McCartney 
● Ícones: A irreverência e a extravagância de sua moda
● Website: www.moschino.com

A marca no mundo
Atualmente a marca, que pertence ao grupo italiano Aeffe, conta com mais de 35 lojas exclusivas em cidades como Nova York, Roma, Berlin, Moscou, Londres, Riad, Osaka, Capri, Paris, Milão, Dubai, Cidade do Kuwait, Beijing e Hong Kong, além de comercializar sua ampla gama de produtos (roupas femininas, masculinas e infantis, perfumes, calçados, acessórios e bolsas) nas mais descoladas e badaladas lojas de departamento do mundo. Além disso, sua boutique on-line vende para aproximadamente 45 países. O maior mercado da marca é a Itália, seguido pela Europa.

Você sabia?
Em um dos seus mais recentes shows, a cantora Madonna usou em parte figurinos da marca italiana, como os famosos óculos em forma de coração.
Uma das mascotes ícones da marca italiana é o urso Gennarino, que ao lado do ganso Luisa fazem parte da comunicação da MOSCHINO estampando vários produtos.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), sites de moda (PureTrends), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 28/11/2012

Nenhum comentário: