30.9.11

NOVARTIS

A missão da NOVARTIS é descobrir, desenvolver e comercializar produtos inovadores que curem doenças, amenizem o sofrimento e melhorem a qualidade de vida da população. Por isso, em pouco mais de uma década de existência a NOVARTIS já se consolidou como uma empresa líder em cuidados com a saúde, que tem o paciente no centro de suas ações, oferecendo a ele o melhor portfólio de produtos para atender suas necessidades.

A história
A história da NOVARTIS remete a três tradicionais e inovadoras companhias suíças do setor farmacêutico com uma rica e diversificada história no segmento:
SANDOZ: estabelecida como uma empresa química na Basiléia em 1886 pelos doutores Alfred Kern e Edouard Sandoz. Os primeiros corantes produzidos pela empresa foram o azul de alizarina e a auramina. Dentre os grandes feitos em sua história, é importante citar à produção da primeira substância farmacêutica, antipirina, um agente controlador da febre (1895); início da fabricação de sacarina (1899), primeira diversificação da empresa para o ramo de adoçantes; lançamento do Calcium Sandoz, um produto inovador que se tornou o alicerce da terapia de cálcio moderna (1929); introdução no mercado do pesticida Copper Sandoz (1943); lançamento do medicamento neuroléptico Melleril, que marcou a história da farmacologia psicotrópica (1958); a produção em grande escala de antibióticos e substâncias desenvolvidas sob a base biotecnológica (1963) e o lançamento do antialérgico Zaditen.
CIBA: fundada por Alexander Clavel em 1859, quando este iniciou a produção de Fucsina em sua fábrica de tingimento, na cidade da Basiléia. Em 1884 a empresa foi transformada em uma sociedade por ações assumindo o nome de “Gesellschaft für Chemische Industrie Basel”. A abreviação “Ciba” se tornou tão popular que foi adotada como nome da empresa em 1945. Entre os principais feitos notáveis da empresa estão a produção das primeiras substâncias farmacêuticas, o Vioform (medicamento anti-séptico) e o Salen (agente anti-reumático), em 1900; sintetização da Coramina, medicamento para o tratamento da circulação (1924); lançamento da resina epóxi Araldite (1946); e lançamento do Desferal, um produto inovador para o tratamento do excesso de alumínio e ferro decorrente da talassemia, uma enfermidade do sangue (1963).
GEIGY: fundada em 1758 na cidade da Basiléia quando Johann Rudolf Geigy-Gemuseus começou a comercializar os mais diversos materiais, entre os quais produtos químicos, tinturas (corantes) e medicamentos. Ao longo dos anos a empresa se destacou por importantes acontecimentos, como o lançamento do anti-reumático Butazolidin (1949); lançamento do Tofranil, que obteve seus primeiros sucessos na área de medicamentos psicotrópicos (1958); lançamento do medicamento Hygrotone, primeiro diurético de longa duração para o tratamento da hipertensão (1959); e o lançamento do Tregretol, um medicamento para o tratamento da epilepsia (1963).


Em 1970 ocorreu a fusão da Ciba e da Geigy, formando assim a Ciba-Geigy, uma nova empresa com mais de 250 anos de tradição neste segmento. Pouco depois, em 1973, a nova empresa lançou no mercado o antirreumático Voltaren, um dos medicamentos de maior sucesso na história do setor. Finalmente, no dia 20 de dezembro de 1996, a Sandoz Laboratories e a Ciba-Geigy se fundem para formar a NOVARTIS, em uma das maiores transações na história do setor. O nome da nova empresa deriva do latin “novae artes” e quer dizer “novas habilidades", refletindo assim seu compromisso de concentrar-se na pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores para a população. Para comandar a nova empresa foi escolhido o doutor Daniel Vasella, que não demorou muito para se transformar em uma sensação no mundo dos negócios. Com seu jeito calmo, o médico promoveu uma verdadeira revolução americana dentro da suíça NOVARTIS.


As mudanças que o executivo implantou na empresa começaram com a venda da divisão de agronegócios. Sob a batuta dele, a NOVARTIS passou a investir pesado em pesquisa e desenvolvimento. Sua obsessão em desenvolver novas drogas foi tamanha que ele criou um grande laboratório em Cambridge nos Estados Unidos, ao lado do MIT, um dos locais que mais produzem gênios por metro quadrado no mundo. Unificou, em 2004, seus negócios de medicamentos genéricos sob a marca SANDOZ, que se tornou uma divisão dentro da empresa. Outro salto protagonizado pela empresa foi o lançamento em 2008 de uma pequena pílula laranja: o Gleevec. O medicamento foi considerado uma revolução no combate ao câncer. Inicialmente criado para o tratamento de leucemia, o medicamento, que rende a empresa mais de US$ 3.1 bilhões em vendas todos os anos, vem sendo testado para outras formas de tumor, como o de próstata.


Recentemente em 2010, a NOVARTIS comprou por US$ 12.9 bilhões junto a Nestlé a parte restante do controle da Alcon, reconhecida como líder mundial em cirurgia oftálmica e cujos últimos avanços nessa plataforma foram as lentes intraoculares para correção simultânea da presbiopia, que afeta todos os pacientes com catarata, e o astigmatismo, que afeta aproximadamente um terço desses pacientes. Juntas, a NOVARTIS e a Alcon passaram a ocupar posições competitivas em áreas de produtos altamente complementares, criando uma líder global ainda mais forte no dinâmico setor de cuidados com os olhos. Hoje em dia a NOVARTIS é líder mundial em medicamentos para tratar e prevenir doenças, aliviar o sofrimento e melhorar a qualidade de vida. Utiliza os mais recentes avanços na pesquisa biomédica e na tecnologia para desenvolver os produtos de suas diversas áreas de atuação.


Medicamentos de sucesso
A NOVARTIS oferece medicamentos inovadores protegidos por patentes, medicamentos genéricos e biosimilares de alta qualidade e preços acessíveis, medicamentos isentos de prescrição, vacinas para o combate a mais de 20 doenças virais e bacterianas imunopreveníveis, e também em equipamentos de última geração para a realização de testes sorológicos em sangue doado que detectam infecções. Entre os medicamentos de maior sucesso da empresa estão:
● CATAFLAM (anti-inflamatório)
● COMTAN (doença de Parkinson)
● DIOVAN (tratamento de hipertensão e insuficiência cardíaca)
● EXOLAN (tratamento de Alzheimer’s)
● FEMARA (tratamento de câncer de mama)
● GLEEVEC (tratamento de leucemia)
● TEGRETOL (epilepsia)
● TERMALGIN (tratamento de febre e dores leves)
● TOBRAMYCIN (fibrose cística)
● TOFRANIL (antidepressivo)
● TRILEPTAL (epilepsia)
● VOLTAREN (anti-inflamatório)
● XOLAIR (tratamento de asma)
● ZELMAC (tratamento de síndrome do intestino irritável)
● ZOMETA (câncer)


Além desses medicamentos, a NOVARTIS oferece produtos consagrados sem a necessidade de prescrição médica, como por exemplo, BENEFIBER (fibra alimentar), CIBALENA (para o alívio da dor de cabeça, dor de dente e dores de ferimento), BUFFERIN (para o alívio de cefaleia, odontalgia, dor de garganta, dismenorréia, mialgia ou artralgia, lombalgia e dor artrítica de pequena intensidade), CALCIUM D3 (para o tratamento da osteoporose), CALCIUM SANDOZ (para o tratamento de deficiência de cálcio e vitamina C ou aumento da demanda), VENORUTON (para dores e edemas relacionados à insuficiência venosa), MAALOX (antiácido), PREVACID (antiácido), THERAFLU (infusões quentes para gripe e peito congestionado), NICOTINELL (adesivos a base de nicotina, para uso na terapia de redução de nicotina) e EXCEDRIN (indicado como analgésico para o alívio temporário de dores de cabeça, sinusites, resfriados, dores musculares, cólicas menstruais, dores de dente e dores artríticas de baixa intensidade).


Pesquisas que geram inovação
Para a NOVARTIS a inovação é o caminho para a descoberta de novos tratamentos, cada vez mais seguros e eficazes para atender às necessidades dos pacientes. Não importa se a doença a qual o medicamento tratará é rara ou se o mercado é pequeno. O importante é levar medicamentos seguros que atendam as necessidades dos pacientes. O processo de P&D (Pesquisa & desenvolvimento) envolve duas fases:
Exploratória: na qual o composto é descoberto e testado em um estudo de prova de conceito (proof of concept – PoC).
Confirmatória: na qual o medicamento entra em desenvolvimento completo e os estudos clínicos com pacientes são conduzidos em larga escala.


Ao mesmo tempo, a empresa vem mudando sua forma de fazer pesquisa e desenvolvimento, por meio do seu Instituto Novartis de Pesquisas Biomédicas (NIBR), fundado em 2002 com o objetivo de reduzir os insucessos durante o processo e levar aos pacientes tratamentos cada vez mais seguros e eficazes no menor tempo possível. Com aproximadamente 5 mil cientistas e médicos de todo o mundo, o NIBR direciona suas pesquisas para a descoberta de novos medicamentos que podem mudar a prática da medicina. Sediado em Cambridge, estado americano do Massachusetts, a rede de pesquisa do NIBR inclui um grande centro de pesquisa em Basileia (Suíça), além de centros em East Hanover, Nova Jersey, Emeryville, Califórnia (Estados Unidos); Horsham (Inglaterra) e Xangai (China). Além disso, em 2004, a empresa inaugurou em Cingapura o Instituto Novartis para Doenças Tropicais (NIDT), com foco na pesquisa biomédica da dengue, malária e tuberculose resistente a medicamentos. Em 2010, a empresa investiu aproximadamente US$ 7.5 bilhões em pesquisa e desenvolvimento para a descoberta de novos medicamentos, consolidando-se como a empresa farmacêutica com um dos melhores pipeline (portfólio de produtos em desenvolvimento) da indústria.


Dados corporativos
● Origem:
Suíça
● Fundação:
20 de dezembro de 1996
● Fundador:
Fusão da Ciba-Geigy e Sandoz Laboratories
● Sede mundial:
Basel, Suíça
● Proprietário da marca:
Novartis AG
● Capital aberto: Sim (2000)
● Chairman: Daniel Vasella
● CEO:
Joseph Jimenez
● Faturamento: US$ 51.56 bilhões (2010)
● Lucro: US$ 9.79 milhões (2010)
● Valor de mercado: US$ 153.3 bilhões (setembro/2011)
● Presença global: 140 países
● Presença no Brasil:
Sim
● Funcionários:
121.000
● Segmento:
Farmacêutico
● Principais produtos:
Medicamentos, vacinas e remédios veterinários
● Principais concorrentes:
Pfizer, Bayer, Merck, Lilly, GSK e Aventis
● Subsidiárias:
Ciba Vision, Sandoz e Alcon
● Slogan: Caring and Curing.
● Website: www.novartis.com

A marca no mundo
Sediada na cidade suíça da Basiléia, a NOVARTIS atua em mais de 140 países ao redor do mundo, emprega aproximadamente 121 mil pessoas e faturou no ano de 2010 mais de US$ 51 bilhões. A empresa está dividida em seis grandes divisões, Pharma, Consumer Health, Sandoz (voltada a comercializar medicamentos genéricos e biológicos), Saúde Animal (dedicada a salvar, prolongar e melhorar a vida dos animais, tanto domésticos como de produção), Ciba Vision (produtos ópticos inovadores da mais alta qualidade, incluindo lentes de contato para correção visual e coloridas, além de soluções para cuidado com as lentes) e Alcon (líder mundial em produtos oftalmológicos), além de ser a quinta maior fabricante de vacinas no mundo.

Você sabia?
Desde 2001, a parceria entre a NOVARTIS e a OMS (Organização Mundial da Saúde) já disponibilizou mais de 76 milhões de tratamentos para pacientes com malária nos países em desenvolvimento.
Em 2009, a NOVARTIS foi considerada a oitava empresa mais inovadora do mundo, segundo a revista FAST Company.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 30/9/2011

Nenhum comentário: