24.5.06

CHEETOS


CHEETOS é reconhecido pelo aroma de queijo inconfundível ao abrir a embalagem, pelo seu formato único, sua cor alaranjada e pelos dedos “sujos” alaranjados deixados depois de comê-lo, como se fosse uma prova irrefutável da gula. Um snack divertido e radical, uma combinação perfeita de queijo e milho, induzindo muitos consumidores a fazer loucuras para degustá-lo, assim como faz seu maior porta-voz, o dissimulado e irreverente Chester Cheetah. 

A história 
O Crunchy Chee-tos Cheese Flavored Snacks (inicialmente escrito com hífen), um salgadinho de milho crocante com sabor de queijo foi criado por Charles Elmer Doolin na cidade de San Antonio no estado do Texas depois de exaustivas pesquisas, e lançado nacionalmente no mercado americano em 1948 pela empresa The Frito Company, alcançando grande sucesso em apenas um mês. Com o passar do tempo a marca CHEETOS e o produto foram ganhando espaço no mercado americano e conquistando muitos consumidores por várias partes do país. O sucesso de CHEETOS foi tamanho que muitos apontam o produto como um dos responsáveis pela fusão das empresas The Frito Company e H.W. Lay & Company (então responsável pela distribuição do produto) em 1961, que depois viria a ser conhecida como Frito-Lay.


Por volta de 1965 CHEETOS era um sucesso de vendas, alcançando faturamento superior a US$ 127 milhões. Nesse mesmo ano, com a aquisição da empresa pela PepsiCo., os produtos CHEETOS foram gradativamente ganhando distribuição internacional. Em 1968 o primeiro comercial do produto foi ao ar nos Estados Unidos, gerando ainda mais reconhecimento para a marca. Pouco depois, em 1971, as campanhas publicitárias da marca ganharam um atrativo ao serem protagonizadas pelo personagem Mouse (o simpático ratinho, na imagem abaixo) que contava a história do salgadinho CHEETOS, seguido sempre pelo tradicional slogan “Hail Chee-sar”. Ainda neste ano foi introduzida a primeira variação do produto: CHEETOS PUFFS, um salgadinho com formato mais fino que o original.


No Brasil, CHEETOS foi lançado no ano de 1976 pela empresa Elma Chips, na versão Original, inaugurando assim a categoria de salgadinhos para crianças no país. Por ser perfeita para os momentos de descontração da turminha e carregar uma bagagem cheia de inovações de sucesso, a marca CHEETOS sempre esteve muito próxima do público infantil. Além disso, conquistou o público jovem sempre passando a percepção de ser uma marca moderna e atual devido às inovações que trouxe ao mercado, como por exemplo, as versões Lua (sabor parmesão), Onda (sabor requeijão), Cheetos X-Burger (salgadinho nos formatos de pão e hambúrguer, que podiam ser montados antes de consumidos) e Cheetos Batatinha e Catchup.


A partir da década de 1980 o salgadinho ganhou inúmeros formatos como bolinhas, palitinhos e espirais; diferentes tamanhos; edições limitadas; além de diversos sabores, como por exemplo, pizza, bacon, nacho e até uma linha picante. Foi também neste período que a marca iniciou um forte crescimento internacional, introduzido seus deliciosos snacks em muitos países ao redor do mundo. Além disso, em 1986 surgiria um verdadeiro ícone da marca: Chester Cheetah, a dissimulada mascote e porta-voz oficial de CHEETOS. Rapidamente o personagem caiu no gosto, especialmente do público adolescente, fazendo com que as vendas do produto aumentassem consideravelmente nos anos seguintes. Em 1994 CHEETOS foi a primeira marca americana de snack a ser distribuída na China. Em um passado mais recente o salgadinho ganhou versões mais saudáveis como a assada e com calorias reduzidas. Além disso, ingressou em novas categorias de produtos com o lançamento de pipocas para microondas e pipocas prontas para comer. E lançou novos produtos, como por exemplo, o CHEETOS FANTASTIX, uma mistura de salgadinho de milho e batata.


Atualmente existem mais de 50 sabores do tradicional salgadinho. Além dos sabores tradicionais, CHEETOS conta também com opções, no mínimo, exóticas ao redor do mundo. Um bom exemplo é o sabor Pepsi, vendido no Japão. Aliás, o Japão é o país campeão de sabores exóticos do salgadinho (alguns lançados em edições limitadas): chocolate, morango, shoyu, X-burger, maionese de ovas de peixe, salada de abacate, menta, entre outros. Isso, claro, sem contar o sabor ketchup, da Polônia; o de morango, na Rússia; o de manteiga de amendoim, na Europa Oriental; e o de bife japonês, na China.


A linha do tempo 
1980 
Lançamento do CHEETOS no formato de bolinhas (Puffed Balls), disponível no sabor Queijo & Bacon. 
1989 
Lançamento do CHEETOS no formato de caracol (Curls). 
1990 
Lançamento do CHEETOS PAWS, salgadinho com a forma da pegada do personagem Chester Cheetah. O produto foi retirado do mercado três anos depois, mas retornaria anos depois. 
1991 
Lançamento do CHEETOS FLAMIN’ HOT, versão original do salgadinho coberta com molho picante, que se tornou um dos produtos mais populares da marca. 
1996 
Lançamento do CRUNCHY NACHO CHEETOS
1999 
Lançamento do CHEETOS X’s & O’s, versão original do salgadinho com formatos de O e X. 
2000 
Lançamento do CHEETOS SALSA COM QUESO (queijo temperado com salsa). 
2002 
Lançamento do CHEETOS FLAMIN’ HOT CON LIMÓN, versão original do salgadinho coberta com molho picante e limão. 
Lançamento do CHEETOS TWISTS, salgadinhos no formato de espirais. 
2004 
Lançamento do BAKED CHEETOS, a versão assada do salgadinho. 
2005 
Lançamento do HOLIDAY CHEETOS TWISTS, salgadinho feito com milho orgânico que deixava os dedos verdes depois de pegá-los. 
Lançamento do CHEETOS CHEDDAR JALAPEÑO, versão com queijo cheddar e pimenta verde. 
Lançamento do CHEETOS PIZZA PUFFS
2006 
Lançamento do CHEETOS FLAMIN’ HOT BAKED, versão assada do salgadinho coberta com molho picante. 
2007 
Lançamento do CHEETOS ASTEROIDS, versão original do salgadinho em formato de pequenas bolinhas. Além da embalagem normal (saquinho), esta versão era comercializada em uma espécie de lata (plástica) extremamente moderna. 
2008 
Lançamento do CHEETOS XXTRA FLAMIN’ HOT, versão extremamente picante do salgadinho. 
2009 
Lançamento do GIANT CHEETOS, um snack em pedaços grandes disponível em duas versões (tradicional e picante) e comercializado na tradicional embalagem ou em uma versão snack (com 5 super CHEETOS), direcionado para um público mais adulto. 
2010 
Lançamento do CHEETOS MIGHTY ZINGERS, salgadinhos em pequenos pedaços (que cabem perfeitamente na boca), disponíveis em duas versões apimentadas. Cada saquinho do produto oferecia dois sabores misturados. 
Lançamento do CHEETOS WHITE CHEDDAR (queijo branco). 
2012 
Lançamento do sabor HONEY BBQ CHEETOS PUFFS (churrasco). 
2015 
Lançamento no Brasil do CHEETOS MIX, no qual os sabores Explosão Cheddar (no formato triangular), Fogo Nacho (na forma da pata da mascote da marca) e Lua Parmesão (lua) vinham em um único pacote, com a proposta de que o produto promovesse três formas, 3 sabores e, consequentemente, muito mais diversão. 
Lançamento no Brasil da pipoca para microondas sabor CHEETOS. 
2016 
Lançamento no Brasil das pipocas pronta para comer, em duas versões: doce (sabor caramelo) e salgada (sabor queijo).


Agradeça ao exército americano 
Para contar a história do popular salgadinho é preciso, antes, conhecer uma curiosidade: logo depois da Segunda Guerra Mundial, quando a economia ainda se recuperava, era importante aproveitar tudo, já que a escassez imperava. O salgadinho CHEETOS, então, foi uma ideia excelente para aproveitar o queijo que os soldados haviam levado para a guerra e que, devido ao armazenamento inadequado, eram processados para que se tornassem uma mistura ainda mais desidratada e compacta. Dessa maneira, o alimento ocuparia menos espaço. Após esse processamento, o queijo se tornava um pó. Com o fim da guerra, o exército americano tinha um estoque com milhões de toneladas de queijo em pó. Sem ter o que fazer com o alimento, revendeu a um preço muito baixo às empresas alimentícias, que e o utilizava para ressaltar o sabor de alguns alimentos. E foi justamente nesse momento que surgiu CHEETOS, utilizando esse queijo em pó para cobrir uma massa frita à base de milho. Esse fato foi descoberto graças ao livro “Combat-Ready Kitchen: How The U.S. Military Shapes The Way You Eat”, em tradução literal “Cozinha Pronta Para o Combate: Como o Exército Americano Moldou o Jeito que Você Come”, escrito por Anastacia Marx de Salcedo.


Ele é louco por Cheetos 
Em 1986 surgiu o dissimulado personagem CHESTER CHEETAH, um antropomórfico desenho de um guepardo (chamado em inglês de Cheetah) com óculos escuros e tênis, que era o porta-voz oficial do produto, ganhando grande notoriedade nos comerciais de televisão e anúncios impressos, que eram seguidos do tradicional slogan “It’s Not Easy Being Cheesy”. O dissimulado personagem aparecia em comerciais de televisão sempre fazendo loucuras para conseguir comer os salgadinhos CHEETOS. Nesse momento ele se tornava quase irracional, seus olhos saltavam, seu coração disparava, ele era capaz de atingir velocidades alucinantes, de passar por obstáculos intransponíveis para ter o prazer de saborear CHEETOS.


Em meados dos anos de 1990, dois jogos de videogames criados pela empresa Kaneko foram inspirados pelo personagem: Chester Cheetah: Too Cool to Fool e Chester Cheetah: Wild Wild Quest. Estes jogos foram o primeiro contato do personagem com o público brasileiro, que o desconhecia até então, pois o produto era divulgado pelos ratinhos da Queijolândia até 1994, quando os personagens foram substituídos pelo dissimulado guepardo, que passou a estampar as embalagens dos produtos. A mascote da marca atingiu seu ápice em 2009 quando estrelou um comercial durante o intervalo do Super Bowl (os 30 segundos mais caros da TV americana).


A aparência de CHESTER CHEETAH evoluiu muito ao longo dos anos. A partir do ano 2000 a mascote deixou de ser um desenho animado tradicional para ganhar uma versão feita em animação gráfica, adquirindo assim uma aparência muito mais realística e atrativa. Mais recentemente, em alguns países, a mascote ganhou uma imagem mais humanizada, onde utiliza roupas.


Uma ação ousada 
A linha de comunicação da marca sempre foi lúdica e ousada. Mas no ano de 2017 uma ação de marketing surpreendeu os fãs. Isto porque, entre os dias 15 e 17 de agosto, em plena Nova York, no badalado bairro de Tribeca, funcionou um restaurante temático e temporário com pratos gourmets que utilizavam CHEETOS como ingrediente. Como por exemplo, frango a milanesa empanado com farelos do salgadinho; almôndegas com CHEETOS; macarrão com queijo temperado com a versão de cheddar branco; ou um cheesecake onde o salgadinho aparecia como base. Batizado de THE SPOTTED CHEETAH, o cardápio era assinado pela chef Anne Burrell, apresentadora do programa “Procura-se um Cozinheiro”, do canal Food Network. Esta ideia ousada surgiu quando a marca viu diferentes receitas na internet postadas pelos amantes de CHEETOS, como sushi, bagels e pizzas, e decidiu trazer esse desejo à realidade.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas modificações ao longo dos anos, mas sempre manteve o caráter divertido e moderno. Até 1998 a palavra “Chee-tos” era escrita com hífen. Neste ano a marca apresentou uma nova identidade visual, sem o hífen, e com design extremamente moderno, adotando definitivamente a cor amarela e uma tipografia de letra extremamente ousada. A última modificação ocorreu em 2004, quando uma nova tipografia de letra foi adotada.


Os slogans 
Take a Cheetos break. (2011) 
Dangerously cheesy! (1996) 
It’s Not Easy Being Cheesy. (1986) 
The cheese that goes crunch! (1948)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Lançamento: 1948 
● Criador: Charles Elmer Doolin 
● Sede mundial: Plano, Texas, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Frito-Lay North America Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da PepsiCo Inc.) 
● Presidente: Vivek Sankaran 
● Faturamento: US$ 4 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 40 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Alimentação 
● Principais produtos: Salgadinhos 
● Concorrentes diretos: Tostitos, Ruffles, Pringles, Lay’s, Doritos e Uncle Chips 
● Mascote: Chester Cheetah 
● Slogan: Take a Cheetos break. 
● Website: www.cheetos.com 

A marca no mundo 
CHEETOS é uma marca global da Frito-Lay (maior fabricante de snacks do mundo, conhecida no Brasil como Elma Chips), sendo atualmente a segunda marca da empresa em volume de vendas com mais de 1.2 bilhões de saquinhos comercializados anualmente. Está presente em aproximadamente 40 países, incluindo nações tão diversas como Brasil, China, México, Inglaterra, Grécia, Espanha, Austrália, Indonésia, Tailândia, Estados Unidos, Japão e muitos outros. Somente nos Estados Unidos existem aproximadamente 20 diferentes tipos de CHEETOS no mercado. Suas vendas mundiais beiram os US$ 4 bilhões anualmente. 

Você sabia? 
Na Coréia do Sul e no Japão existe uma versão do salgadinho coberto com uma calda de morango chamada STRAWBERRY CHEETOS. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 25/7/2018

7 comentários:

Anônimo disse...

A Cheetos poderia voltar com aqueles adesivos de letra japonesa,borboleta,ets,entre muitos outros legais.

Jaqueline Paloma disse...

como o cheetos é uma marca muito conhecida e comprada pelo publico jovem deveria haver mais promoçoes que atingissem o público adulto!!!!!!

Anônimo disse...

valeu eu tava ferrado com um trabalho de geografia e vcs me ajudarão d+

Samuel Vitor disse...

E aquele Cheetos que era em formato de parafuso, que a embalagem era azul escuro, você sabe como ele se chama?

Anônimo disse...

putz tbm to atras desse cheetos samuel vitor

Anônimo disse...

Saudades dos brindes da Elma Chips, Metal Tazos...

Fabiano disse...

Eu amo Cheetos e adoraria experimentar todos os sabores existentes.