5.5.06

STELLA ARTOIS


Se existe no mundo uma marca cultuada e idolatrada por seus seguidores, ou melhor, fiéis consumidores, essa marca é a belga STELLA ARTOIS. A transformação do produto em objeto de desejo é extremamente incisiva. A cerveja vira um prazer incomensurável, um líquido sagrado que você não vende, não dá para ninguém e faz o impossível para conseguir somente um golinho. Ao consumi-la, o prazer vai muito além de degustar uma cerveja, ele está, sim, em poder beber uma STELLA ARTOIS. E quem bebe se orgulha disso e acha o máximo que sua cerveja seja pretensiosamente um objeto de desejo. Como dizia seu tradicional slogan “Reassuringly Expensive”

A história 
A premiada e cobiçada cerveja belga tem suas origens em uma tradicional cervejaria, chamada Den Hoorn, que data do longínquo ano de 1366, uma das mais antigas do mundo. A qualidade da cerveja produzida na pequena cervejaria, localizada na cidade de Leuven no interior da Bélgica, ganhou fama e se espalhou pelo país. A cidade cresceu em importância quando, em 1425, recebeu uma universidade, tornado-se ponto de encontro de célebres e estudantes, que acabou patrocinando a cervejaria. Logo os estudantes passaram a trabalhar em pesquisas para aprimorar a produção da tal cerveja. Até hoje os laboratórios da Universidade de Leuven são utilizados para garantir a qualidade de muitas cervejas belgas.


A cervejaria Den Hoorn, porém, só passou a se chamar Cervejaria Artois no início do século XVIII, após ser comprada pelo mestre cervejeiro Sebastian Artois em 1717. A marca STELLA ARTOIS surgiu somente no ano de 1926, quando para celebrar o natal e presentear a cidade de Leuven, a cervejaria decidiu lançar uma edição limitada e especial da cerveja Artois, mais clara que as demais, a qual foi dada o nome de Stella (estrela em latim), um dos principais símbolos natalinos. Por isso, em homenagem a essa ocasião especial, cada garrafa carregava uma estrela. Rapidamente a marca se tornou conhecida e sua cerveja, uma pilsner lager (de baixa fermentação), fez enorme sucesso, e de edição limitada passou a ser produzida regularmente durante o ano todo. O seu sabor marcante conquistou os paladares mais requintados e STELLA ARTOIS tornou-se a cerveja símbolo da Bélgica.


Na década de 1930 a cerveja começou a ser exportada para outros países europeus. Em 1960, 100 milhões de litros de STELLA ARTOIS estavam sendo produzidos anualmente, comprovando o enorme sucesso da cerveja. Ao longo do tempo a marca usou um marketing inteligente para se expandir pelo mundo, como por exemplo, em 1981 quando foi criado pela agência de publicidade Lowe de Londres o famoso e surreal slogan “Reassuringly expensive” (algo como “Felizmente Cara”) demonstrando que para se beber a cerveja não havia valor a ser pago. Na década de 1990, a produção da STELLA ARTOIS disparou, crescendo em uma velocidade incrível, fazendo com que a cerveja atingisse o posto de terceira mais vendida da Inglaterra, um tradicional mercado consumidor no mundo.


Em 2005, a cultuada cerveja finalmente desembarcou no Brasil com o slogan “Stella Artois, um valor inestimável”, salientando, como em outros países, que o preço mais elevado se justifica pela qualidade do produto. A cerveja, que passou a integrar o portfólio da Ambev após a fusão com a belga Interbrew, foi lançada primeiramente na versão chope em bares e restaurantes de São Paulo, e depois na versão de garrafa long neck. Para viabilizar a produção da cerveja no Brasil, um mestre-cervejeiro passou aproximadamente seis meses entre São Paulo e Leuven, na Bélgica, estudando sua receita, seu processo especial de fabricação, além de todo o ritual que envolve o prazer de degustar uma autêntica STELLA ARTOIS.


Em 2008, a tradicional marca, que para muitos cometeu uma heresia ao modificar sua fórmula, lançou no mercado uma nova versão mais fraca (apenas 4% de graduação alcoólica) chamada STELLA ARTOIS LÉGÈRE no Canadá e STELLA ARTOIS 4% na Inglaterra, onde a nova cerveja foi introduzida inicialmente. Em 2010, a marca apresentou como edição especial a STELLA ARTOIS BLACK, uma cerveja mais escura que a tradicional, que leva o lúpulo tcheco Saaz em sua composição. Seu teor alcoólico é de 4.9% e seu tempo de maturação é maior que o da STELLA ARTOIS tradicional.


Ainda em 2010, a marca lançou um aplicativo para iPhone denominado Le Bar Guide, um guia que permite aos usuários procurarem, pelo CEP ou país, o bar mais próximo que venda a cobiçada cerveja belga. Entre as funções oferecidas no aplicativo está o “Le Taxi”, que oferece telefones de pontos ou empresas de táxi. Além disso, o aplicativo permite que o usuário avalie o estabelecimento através de notas. Outra função é a ferramenta de realidade aumentada que levará o usuário ao bar mais próximo. Em abril de 2011 a STELLA ARTOIS estendeu sua marca para outra categoria de produto ao introduzir no Reino Unido a STELLA ARTOIS CIDRE, uma cidra forte de sabor refrescante de maçã. Hoje em dia a linha é composta também pelos sabores pêra, framboesa, pêssego e elderflower (sabugueiro). Mais recentemente, em 2014, a marca belga apresentou ao mercado a Perfect Draft, uma máquina doméstica de chope que funciona com um barrilete (keg) de seis litros, envolto por uma mini-geladeira cromada.


As embalagens 
As embalagens de STELLA ARTOIS podem ser encontradas, dependendo do mercado, em garrafas de 250 ml, 275 ml (a tradicional long neck), 284 ml, 330 ml (feita em alumínio), 660 ml, 750 ml (edição especial de final de ano em formato de garrafa de champanhe e fechada com rolha) e 975 ml (lançada em 2008 no Brasil); em latas de 568 ml (conhecida como “La Grande Biere”), 440 ml, 269 ml e 50 ml; em barril de 5 litros; além da versão chope.


O cálice sagrado 
O tradicional cálice (250 ml) é a “embalagem” ideal e um dos principais símbolos da marca belga. Faz parte de todo o ritual da STELLA ARTOIS. É importado da Bélgica para garantir todos os seus atributos de sofisticação. A base em estilo Luis XV tem em alto relevo uma rosa e uma adaga, símbolos que remetem às origens da cervejaria na época medieval. Na borda, o dourado dá o toque final de requinte no vidro. Seu formato permite melhor apreciação da espuma, da cor e do sabor da STELLA ARTOIS.


Com o lançamento de novas versões da STELLA ARTOIS foram criadas taças específicas para apreciar de forma correta e perfeita cada bebida.


O ritual 
Servir um chope STELLA ARTOIS exige muito mais que apenas habilidade. Exige seguir rigorosamente regras de um ritual sagrado de nove passos, que se transforma em uma linda dança entre o cálice e o mestre cervejeiro para oferecer o melhor sabor com uma elegância tentadora. Para isso foi criado um cálice especial, que visa garantir a qualidade de STELLA ARTOIS em todos os detalhes: sabor, cor, aroma e espuma. Representa o requinte e a tradição da marca em todo o mundo.


Os nove passos deste ritual sagrado são: 
A Purificação: limpe o cálice com detergente neutro e enxágue bem, deixando-o secar naturalmente antes de servir. O cálice deve estar livre de qualquer resíduo, inclusive de marca de dedos. Antes de receber o líquido, o cálice deve ser colocado em água gelada, para ficar na mesma temperatura do chope e manter o colarinho. 
O Sacrifício: o primeiro jato da chopeira não deve ser servido para garantir que STELLA ARTOIS esteja fresca para o consumidor desde a primeira gota. 
A Alquimia: coloque STELLA ARTOIS dentro do cálice, segurando-o em um ângulo de 45°. Quando o chope atinge o cálice e começa a circular é criada a proporção ideal entre a espuma e líquido. 
A Coroação: um chope de qualidade da STELLA ARTOIS merece muito mais que um colarinho. Merece uma coroa, que é formada com o retorno do cálice para a posição vertical, quando este estiver com a metade do seu volume preenchido. O colarinho evita que o líquido entre em contato com o ar, preservando seu sabor, aroma e temperatura. 
A Reverência: o chopeiro deve fechar rapidamente a torneira e retirar o cálice, sem deixar cair respingos. O líquido e o cálice jamais devem tocar a torneira. Isso garante o frescor da STELLA ARTOIS. 
A Guilhotina: nesta etapa, o chopeiro deve retirar o excesso de espuma. Para isto, deve usar espátula especial, inclinada em um ângulo á 45°, passando-a sobre o cálice bem apoiado no balcão para retirar as bolhas maiores e soltas. Isso garante que a espuma dure mais tempo. Depois a espátula deve ser colocada em outro copo, com água limpa. 
A Regra Inviolável: o colarinho é fundamental para garantir o sabor e o aroma de STELLA ARTOIS. Além disto, ajuda a manter a sua temperatura. A altura ideal é de 3 cm. Nem mais nem menos. 
A Limpeza: um mergulho final na água fria para um cálice brilhante e uma maravilhosa apresentação. 
A Premiação: vire a marca do cálice para o cliente, segurando pela base e com o logotipo voltado para o consumidor. Enquanto ele se delicia com a obra prima, deseje Saúde!


STELLA ARTOIS é o resultado de centenas de anos na experiência e arte de fabricar cerveja. Por isso, vale a pena alguns passos adicionais para garantir a melhor experiência de degustação possível para os conhecedores deste líquido sagrado. Antes de ser servido, sempre é recomendado que o chope tenha sido refrigerado entre 3-5°C e, claro, saborear STELLA ARTOIS em seu cálice exclusivo, cujo design foi projetado para melhorar seu sabor e aroma. Um sabor maltado com uma finalização fresca revela o sabor agradavelmente amargo que STELLA ARTOIS é conhecida e que a torna um acompanhamento ideal para uma variedade de culinárias de todo o mundo.


O campeonato 
Uma ação de marketing inovadora da STELLA ARTOIS é o World Draught Masters, um tradicional campeonato para tirar o chope perfeito promovido pela marca em diversos países. Realizado desde 1997, já conta inclusive com uma edição classificatória no Brasil. A competição conta com um júri de seis especialistas de diferentes países. O objetivo é escolher o tirador de chope que segue as nove etapas do ritual de maneira perfeita. O campeão da disputa ganha uma viagem para o destino que desejar, além de se tornar embaixador da marca por um ano, percorrendo o mundo para treinar outros profissionais a executar os nove passos do ritual do Chope Stella Artois. Para os segundo e terceiro lugares, o prêmio é uma viagem para qualquer lugar da Europa. A final do campeonato, que já aconteceu em cidades como Leuven, Nova York, Buenos Aires e Cannes, em 2015 foi realizada em Londres, tendo como vencedor o belga Jan Vanden Plas, um bartender do café Louvain Louvain, na cidade de Leuven. Esta foi a nona vez que um belga ganhou o campeonato.


Comunicação cultuada 
A valorização e o culto pela marca são os princípios das campanhas publicitárias da cerveja STELLA ARTOIS. É só dar uma olhada nos últimos comerciais da marca para perceber como eles trabalham de maneira primorosa com esse conceito. Os comerciais criados e produzidos para a STELLA ARTOIS são típicos: sempre épicos, de 120 segundos e tratando a cerveja como um líquido sagrado, do qual não se pode desperdiçar nada. A agência de publicidade britânica Lowe criou inúmeros comerciais fantásticos utilizando sempre o mesmo conceito: ao consumi-la, o prazer não é somente em degustar a cerveja, mas em poder beber a marca STELLA ARTOIS. É a valorização e o culto de uma marca.

   

São detalhes assim e uma comunicação fiel por vários anos que fazem dessa cerveja uma das mais cultuadas do mundo. A valorização da marca chega a tal ponto, que nem sequer o logotipo da cerveja é inserido em alguns anúncios. Essa pretensão é a grande mágica da coisa. É uma marca construída de forma tão integrada ao longo dos anos, que hoje eles podem ser pretensiosos e ainda sim permanecerem simpáticos com seu público alvo. Clique nos ícones abaixo para assistir à alguns comerciais da marca ou acesse nosso canal no Youtube para ver muitos outros clássicos da STELLA ARTOIS.


A evolução visual 
Ao longo dos anos o logotipo da cerveja STELLA ARTOIS passou por grandes modificações, como mostra a imagem abaixo.


Somente em 1988 a identidade visual atual foi adotada. Este logotipo é cheio de simbolismos: o número 1366 representa o ano de inauguração da cervejaria; a estrela representa o símbolo de natal, época em que a cerveja foi lançada; as medalhas atestam a qualidade da cerveja e os prêmios conquistados pelo mundo afora; e a tuba é uma referência à antiga cervejaria Den Hoorn. Mais recentemente a marca modificou seu logotipo e retirou as medalhas, além de passar a frase “Anno 1336” para dentro e adotar um novo design para a tradicional tuba. Com isso, sua identidade visual ficou mais limpa.


Os slogans 
A marca se transformou em puro objeto de desejo dos grandes publicitários mundiais em virtude da sua reconhecida criatividade na publicidade. Além disso, ao longo dos anos a marca criou slogans fortes e memoráveis como: 
Give Beautifully. (2014) 
She is a thing of Beauty. (2010) 
Pass on something good. (2007) 
Perfection has its price. 
Reassuringly expensive. (1981) 
Presentear é uma arte. (Brasil) 
Ela é perfeita. (Brasil) 
Stella Artois, um valor Inestimável. (Brasil)


Dados corporativos 
● Origem: Bélgica 
● Lançamento: 1926 
● Criador: Cervejaria Artois 
● Sede mundial: Leuven, Bélgica 
● Proprietário da marca: Anheuser-Busch InBev N.V. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Carlos Britto 
● Faturamento: US$ 1.3 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 85 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Cervejarias 
● Principais produtos: Cervejas e cidras 
● Concorrentes diretos: Heineken, Carlsberg, Beck’s, Grolsch, Paulaner, Estrella Galicia e Amstel 
● Ícones: O cálice e suas campanhas publicitárias 
● Slogan: Give Beautifully. 

A marca no mundo 
A STELLA ARTOIS, cerveja belga mais vendida e reconhecida no mundo, está presente em mais de 85 países, como Estados Unidos, Brasil, Canadá, Rússia, Japão, França, Itália, Espanha, Bélgica, Portugal, Luxemburgo, Holanda, Nova Zelândia e Austrália, vendendo mais de 8.800.000.000 de litros por ano. A cerveja é fabricada na Bélgica (nas plantas de Leuven e Jupille) e Reino Unido, bem como em outros países, incluindo Austrália, Brasil e Ucrânia. Estima-se que o faturamento anual da marca seja acima de US$ 1.3 bilhões. 

Você sabia? 
Para cada litro de STELLA ARTOIS são utilizados 8 litros de água cuidadosamente tratados. A cevada é importada e considerada a melhor do mundo. O lúpulo do tipo Saazner vem da República Tcheca, sendo o mais caro do mercado. Da Bélgica vem a levedura exclusiva de STELLA ARTOIS. 
A STELLA ARTOIS é uma das mais tradicionais patrocinadoras do Festival de Cinema de Cannes. 
A STELLA ARTOIS é conhecida atualmente como “A Cerveja da terra da cerveja”


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketinge Interbrand) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 24/11/2015

28 comentários:

Anônimo disse...

Espetacular esta apresentação !
Parabéns !Pena que não consigo adquirir o "cálice sagrado" , ou o copo ou barril .
Nota 10 para a pesquisa .
Cyro Gomides .

Cleiton disse...

nunca tomei longneck.
só de litro da argentina (Isso mtem de bom lá) sem palavras...

Olá Otamar! disse...

Sou um consumidor contumaz de Stella Artois, assim, eu influenciei alguns de meus amigos que acabaram provando-a, todos deram suas notas, e todas as notas foram acima da média.
Otamar Leal, São Luís, Maranhão.

Olá Otamar! disse...

Ontem eu conheci um cara belga, que é da Cidade de Leuven, onde está situada a fábrica da Stella Artois, isso foi o suficiente para o início de um bom papo, pois conversar sobre esta cerveja maravilhosa foi tão bom quanto estar degustando-a, mesmo que, no lugar onde estávamos não haver uma garrafa por perto.
Otamar Leal, São Luís, Maranhão.

Anônimo disse...

Eu trabalho na AmBev, e de todas as cervejas, realmente a Stella é a minha preferida. Tenho a maravilhosa taça, que é dificilima de se achar...e esculpida com a rosa e a adaga...que á a mais rára.. Grande orgulho. Abraço a todos

Rafael/MG disse...

consegue uma taça pra mim....
como seguidor nato dessa cerveja maravilhosa o que mais queria é uma taça original da stella artois....

obrigado...

Morgana disse...

Estou sorvendo uma agora....como sempre maravilhosa....
Hoje vi latinhas no mercado.

Angela disse...

... não tomo cerveja, tomo STELLA ARTOIS... com sabor indescritível e um dourado que encanta mais que ouro.
Stella Artois é tudo de bom!
Angela Augimeri

André disse...

Sem dúvida a melhor cerveja!
Parabéns ao blog bela bela apresentação.

wwww.projetodenada.blogspot.com

demichei disse...

Provei este final de semana, mto gostosa! Gostaria de saber onde consigo o "cálice sagrado" em Porto Alegre?
O comercial do trem ficou mto legal, parabéns!!!
At.
Ronaldo

carlos disse...

Maravilha essa stella artois,será que alguém pode me informar como consigo esse calice sagrado,ou algo que eu possa presentear um amigo que também é fã.??? manda sugestão p/ meu email:carlosdoisleoes@hotmail.com

Thalita disse...

Olá!
Parabéns pelo post!! Muito interessante e completo!!
Gostaria muito de comprar essas taças. Você sabe como posso consegui-las??
Obrigada!
thalitagaldeano@uol.com.br

Marcos disse...

Estive em Bruge (Bélgica) e tomei algumas taças dessa magnífica cerveja, sem saber que ela era tão boa. Elogiei tanto que o garçom deixou-me trazer uma taça de lembrança. Vou guardá-la para sempre.....

Jheison disse...

Parabéns pelo post, muito bom mesmo. Conheci a Stella a um tempo,e influencie e continuo influenciando muito de meus amigos a adquirirem o gosto por essa maravilhosa cerveja, e todos eles me agradecem a cada gole que bebem. Eu preciso muito saber aonde comprar o cálice sagrado, e aonde comprar o barril.

Abraço

Angela disse...

Essa semana tomei na casa de um amigo a Stella de litro, nem sabia que existia. Maravilhosa como sempre.
Náo sei se tem no Brasil essa garrafa, se alguém souber onde vende por favor me passem o endereço.
Obrigada
Beijo a todos
Angela

Anônimo disse...

visitei o paraguai alguns dias atras, ciudad del leste..
la tem um bar que serve diversos tipos de cerveja, onde a principal eh a Stella!
o bar possui alguns itens de decoracao da stella, conversei com o gerente (que eh gaucho de poa) e ele me vendeu 2 tacas, 1 balde dourado e 1 cerveja de litro por R$70,00.
beeelos itens de colecionador..fica a dica para quem for visitar a cidade!

Angela disse...

Obrigada pela dica.Tenho amigos que moram em Santa Helena e sempre que vou visitá-los dou uma esticadinha no Paraguai.
Meu bar só estará completo quando conseguir o balde e as taças da Stella Artois.
Abraços

Marco Fincatti disse...

É a melhor cerveja que já provei. Ganhei 3 long necks, experimentei e gostei tanto que resolvi pesquisar na internet para saber mais. Pelo que vi não estava enganado.

Ricardinho 171 disse...

eu ja tomei Stella artois agora tenho algo pra dizer aos meus netos hehehehehehehe

Mada disse...

Fui apresentada a uma cerveja Stella na casa de minha irmã, ela e uma outra irmã gostam muito, mas não dia não sei bem porque, acho q estava frio e eu preferia beber um vinho não liguei muito. Hoje comprei uma garrafa, estava quente e assim que cheguei em casa, estressada por um defeito no carro, abri a garrafinha e me deliciei com ela. Não abro mão mais desta delícia... rsrs

Alexandre Oliveira disse...

Tinha dois cálices de Stella..que ganhei, logo no lançamento da cerveja no Brasil...mas por azar..conseguiram quebra-lãs em casa...então..fui para Londres..e procurei por todos os lados o belo cálice..ate que num desespero..entrei em um pub e falei para o atendente..quero comprar 2 cálices de stella que vc tem Ai..o cara nao acreditou..me perguntou 3x "what?" depois de muito falar ele foi falar com o gerente que me vendeu essas jóias no tamanho de 1pint...te digo..trouxe esses cálices no colo no aviao...hoje..tenho um prazer em casa que nao tem preço! Ao tomar minha stella nesses copos..fica a dica..abs

Marco A. Taurisano disse...

Sras e Srs, este cálice está sendo vendido na página do Facebook da Stella Artois em perceria com a adega da loja Submarino. Já adquiri as minhas. Boa Sorte!!!!!

Anônimo disse...

sem duvida a melhor cerveja que tomei, o foda é que passei a beber bem mais, de quinta a domingo, mais vale a pena \o/

Ana Cristina disse...

Moro no Rio de Janeiro e não conheço a cerveja Stella.Mas terei o prazer de degustar

Sovaco da Cobra disse...

Cara é boa mesmo, gostei muito.

Ivan Sóstena disse...

Sempre bebi Brahma .Me arrependi de ter conhecido a Stelinha...agora virei um alcoolatra , bebo ela todo dia .Ela é show !!!!!!.

Anônimo disse...

Ainda não bebo cerveja mais gostaria de conhece-la Stella.

Rosemeire Carota Medina disse...

Comprei minhas taças no mercado Zona Sul aqui no Rio. É indescritível saborear a Stellinha em sua taça maravilhosa.