12.5.06

HARD ROCK CAFÉ


Antes de ser o primeiro e mais famoso restaurante temático e centro de entretenimento do mundo, o HARD ROCK CAFE é uma verdadeira instituição do Rock’n Roll. De Chicago a Dublin, de Nova York a Estocolmo, de Curitiba a Londres, cada restaurante da rede é um deleite para os aficionados e amantes do melhor e mais puro Rock’n Roll e apreciadores de uma comida tipicamente americana. 

A história 
O primeiro HARD ROCK CAFE abriu suas portas ao público exatamente no dia 14 de junho de 1971 em Londres na Inglaterra. Fundado por Isaac Tigrett e Peter Morton, dois empreendedores americanos amantes da música, que decidiram abrir um espaço onde, além de comer deliciosos hambúrgueres americanos, pudessem expor relíquias do rock, hobby que os aproximou, se tornou um enorme sucesso rapidamente, atraindo clientes que além de amantes do mais puro Rock’n Roll, procuravam um ambiente descontraído, com preços acessíveis, boa comida e cheio de pessoas bonitas. O local escolhido ficava na área londrina de Piccadilly, próximo ao Parque Hyde (mais especificamente, uma parte do parque conhecida como Hyde Park Corner). O imóvel era amplo, pois fora uma concessionária Rolls-Royce anteriormente, e os proprietários começaram a decorar as paredes com itens relacionados ao rock.


Se hoje em dia, shows ao vivo são constantes nas unidades da rede, nos primeiros dois anos do negócio o restaurante era tragicamente desprovido de amplificadores. Isso mudou em 1973, quando Paul McCartney & Wings se prontificaram a fazer o primeiro concerto do restaurante como aquecimento para uma turnê pelo Reino Unido. Já as famosas camisetas com o logotipo do HARD ROCK CAFE surgiram por acaso. Foi em 1974 quando o restaurante de Londres resolveu patrocinar uma equipe local de futebol, cuja camiseta continha apenas o logotipo do HARD ROCK CAFE. As camisetas extras foram devolvidas para o restaurante, que depois as dava de presente aos clientes assíduos. Tornaram-se um enorme sucesso e cada vez mais pessoas apareciam no café para comprar uma camiseta mais do que para sentar e comer alguma coisa. Os sócios rapidamente perceberam a oportunidade que tinham em mãos, especialmente para quem dispunha de poucos recursos para a compra de espaço na mídia e ações de marketing. Começaram então a vender as camisetas e não demorou muito inaugurarem uma pequena loja, do lado de fora do restaurante, para atender a demanda pelas camisetas. Os jovens vestiram a camisa do HARD ROCK CAFE, que viraram uma febre na época, e o restaurante começou posteriormente a vender outros artigos de lembrança, como por exemplo, os tradicionais pins (conhecidos como broches), uma mania entre viajantes jovens. Daí para casacos, canecas e uma infinidade de outros produtos que estampavam a marca, foi uma conseqüência natural.


Não demorou muito até que o restaurante em Londres começasse a ser frequentado por músicos consagrados, incluindo Carole King. Ela chegou a canalizar seu amor pelo lugar na faixa “Hard Rock Cafe”, lançada em seu álbum Simple Things, de 1977. Embora fosse decorado inicialmente com poucos produtos relacionados ao Rock’n Roll americano, foi rapidamente sendo incorporado na decoração pertences do rock mundial na medida em que foi crescendo e seus fundadores passaram a receber ofertas de pertences de lendas do rock inglês e de outras partes do mundo. A coleção teve início quando, em 1979, uma guitarra autografada doada por Eric Clapton, que era frequentador assíduo do restaurante, foi pendurada casualmente na parede do primeiro HARD ROCK CAFE, perto de sua mesa favorita para “marcar seu lugar”. A notícia correu e algumas semanas depois, uma guitarra foi enviada por Pete Towsend, da banda The Who, com a seguinte nota: “A minha é melhor! Com Amor, Pete” (Mine’s better! Love, Pete). O lugar se tornou um legítimo museu quando os administradores fizeram a limpa no leilão da Sotheby’s nos anos de 1980. O lote de preciosidades trazia o vestido de casamento de “Like a Virgin” de Madonna, os óculos de John Lennon, a guitarra Flying V de Jimi Hendrix e a jaqueta vermelha que Michael Jackson usou em “Beat It”. A coleção conta atualmente com mais de 80.000 itens catalogados (entre guitarras, instrumentos musicais, roupas usadas em turnês mundiais, fotografias autografadas), que foram adquiridos em leilões, doados ou comprados dos próprios artistas. Mais que um restaurante, onde as relíquias do rock ocupavam as paredes, o HARD ROCK CAFE acabou por se transformar em um verdadeiro templo de adoração deste estilo de música.


O HARD ROCK CAFE começou sua expansão global em 1982, quando Tigrett e Morton concordaram em desenvolver suas próprias unidades em várias partes do mundo. Morton abriu restaurantes em Los Angeles (a primeira em solo americano, inaugurada no dia 24 de outubro de 1982 e fechada em 2006), San Francisco, Chicago e Houston. Já Tigrett inaugurou unidades nas cidades de Nova York (inaugurada em 1984 e realocada para a Times Square em 2005), Dallas, Boston, Washington, Orlando, Paris e Berlim. Em 1990, o Rank Group adquiriu o HARD ROCK CAFE e acelerou sua expansão mundial, tornando-se um das marcas mais conhecidas do mundo do entretenimento. Também levou a marca e o estilo do HARD ROCK CAFE para outros segmentos inaugurando arenas para shows (como o HARD ROCK LIVE em 1994 na Cidade do México) e o HARD ROCK HOTEL & CASINO (cuja primeira unidade foi instalada na cidade de Las Vegas em 1995). Nos anos seguintes outras unidades de hotéis e cassinos foram inauguradas em várias localidades exóticas do mundo como Bali (onde um espetacular hotel foi inaugurado em 1998), Pattaya, Orlando, Hollywood (Flórida), Chicago e Tampa.


No dia 7 de dezembro de 2006, a tribo dos índios Seminoles, originária do estado da Flórida, ganhou destaque no noticiário econômico mundial ao anunciar a aquisição por US$ 965 milhões da rede de restaurantes, hotéis e cassinos HARD ROCK. Os índios ficaram com os 124 restaurantes, quatro hotéis, dois hotéis-cassino, duas casas de shows e participações em mais três outros hotéis. A tribo dos Seminoles já operava um hotel e um cassino da rede HARD ROCK nas cidades de Tampa e Hollywood (ambas no estado da Flórida). A venda não incluiu o hotel da rede em Las Vegas, vendido em maio para o grupo Morgans Hotel, de Nova York, por US$ 770 milhões, nem as lojas controladas pelo co-fundador da rede Peter Morton. Já em 2010, a rede anunciou uma grande novidade: a inauguração de seu primeiro hotel all-inclusive (com todas as despesas incluídas no preço do pacote) em Punta Cana na República Dominicana. Pouco depois, em 2013, inaugurou seu primeiro hotel (com 493 quartos) em solo europeu, localizado na badalada Ibiza, na Espanha.


O HARD ROCK CAFE é icônico por proporcionar muitas sensações inspiradas na música e em sabores vibrantes. Desfrute da culinária americana em pratos clássicos, como por exemplo, o Original Legendary® Burger (hambúrguer de 220g com bacon, queijo cheddar, onion ring, alface americana e tomate), e de sabores tipicamente locais na versão personalizada do sanduíche mais rocker do mundo, o Local Legendary Burger (é único em cada unidade da rede ao redor do mundo). Várias unidades da rede realizam durante dois meses o festival World Burger Tour, que oferece diversos hambúrgueres especiais com sabores típicos em criações exclusivas de outros países.


Evolução global 
Acompanhe ano a ano a abertura das unidades do HARD ROCK CAFE (ainda em funcionamento), nas principais cidades do mundo. 
1971: Londres (Inglaterra) 
1978: Toronto (Canadá) 
1983: Tóquio (Roppongi, Japão) 
1984: San Francisco (Estados Unidos) 
1985: Estocolmo (Suécia) 
1986: Chicago (Estados Unidos) e Houston (Estados Unidos) 
1987: Honolulu (Estados Unidos) 
1990: Washington D.C. (Estados Unidos), Orlando (Universal Studios), Singapore, Las Vegas (at Hard Rock Hotel) e Maui (Estados Unidos) 
1991: Paris (França), Kuala Lumpur (Malásia) e Bangkok (Tailândia) 
1992: Osaka (Japão) e Atlanta (Estados Unidos) 
1993: Bali (Indonésia) e Miami (Estados Unidos) 
1994: Hong Kong, Madri (Espanha) e Nashville (Estados Unidos) 
1995: Buenos Aires (Argentina), Copenhagen (Dinamarca), Makati (Filipinas), Myrtle Beach (Estados Unidos), Phoenix (Estados Unidos) e San Antonio (Estados Unidos) 
1996: Surfers Paradise (Austrália), Niagara Falls (Canadá), Atlantic City (Estados Unidos), Hollywood (Estados Unidos), Key West (Estados Unidos) e Niagara Falls (Estados Unidos) 
1997: Manama (Bahrain), Yokohama (Japão), Barcelona (Espanha), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Baltimore (Estados Unidos) e Memphis (Estados Unidos) 
1998: Sharm El Sheikh (Egito), Roma (Itália), Edimburgo (Escócia), Guam, Cleveland (Estados Unidos), Denver (Estados Unidos), St. Louis (Estados Unidos), Lake Tahoe (Estados Unidos), Philadelphia (Estados Unidos), San Diego (Estados Unidos) e Saipin (Ilhas Mariana) 
1999: Amsterdã (Holanda) e Indianápolis (Estados Unidos) 
2000: Manchester (Inglaterra), Fukuoka (Japão) e Malta 
2001: Bogotá (Colômbia), Osaka (Universal Studios, Japão) e Pattaya (Indonésia) 
2002: Munique (Alemanha), Tóquio (Uyeno-Eki, Japão) e Pittsburgh (Estados Unidos) 
2003: Colônia (Alemanha), Detroit (Estados Unidos), Lisboa (Portugal) e Moscou (Rússia) 
2004: Hurghada (Egito), Atenas (Grécia), Dublin (Irlanda), Gotemburgo (Suécia), Foxwoods (Estados Unidos), Hollywood (Flórida, Estados Unidos) e Louisville (Estados Unidos) 
2005: Oslo (Noruega), Nova York (Estados Unidos) e Caracas (Venezuela) 
2006: Margarita (Venezuela) 
2007: Punta Cana (República Dominicana), Varsóvia (Polônia), Bengaluru (Índia), Ilhas Fiji, Cartagena (Colômbia), Biloxi (Estados Unidos) e Boston (Estados Unidos) 
2008: Mallorca (Espanha), Cingapura (Aeroporto), Aruba e Bucareste (Romênia) 
2009: Veneza (Itália), Praga (República Checa), Phuket (Tailândia), Pune (Índia), Nova Déli, (Índia) Hyderabad (Índia), Nova York (Yankee Stadium), Penang (Malásia), Marbella (Espanha), Ho Chi Minh City (Vietnã), Dallas (Estados Unidos) e Las Vegas (Estados Unidos) 
2010: Berlim (Alemanha), Cracóvia (Polônia), Medellín (Colômbia), Sentosa Island (Cingapura), St. Maarten, Hollywood (Estados Unidos), Tampa (Estados Unidos) e Seattle (Estados Unidos) 
2011: Hamburgo (Alemanha), Sydney (Austrália), Budapeste (Hungria) e Florença (Itália) 
2012: Four Winds (Estados Unidos), Santiago (Chile), Lima (Peru), Macau, Bruxelas (Bélgica), Helsinque (Finlândia), Kota Kinabalu (Malásia) e New Orleans (Estados Unidos) 
2013: San José (Costa Rica), Tenerife (Espanha), Ibiza (Espanha), Glasgow (Escócia), Nice (França), Nabq (Egito), Melaka (Malásia), Mumbai (Índia), Northfield Park (Estados Unidos), Johannesburgo (África do Sul), Jacarta (Indonésia), Istambul (Turquia) e Cidade da Guatemala 
2014: Anchorage (Alasca), Bloomington (Estados Unidos), Viena (Áustria), Marselha (França), Gdansk (Polônia), Nassau (Bahamas), Ilhas Cayman, Santo Domingo (República Dominicana), Santa Cruz (Bolívia), Seul (Coréia do Sul), Angkor (Cambodia), Almaty (Cazaquistão), Assunção (Paraguai) e Cozumel (México) 
2015: Guanacaste (Costa Rica), Busan (Coréia do Sul), Lagos (Nigéria), Bali (aeroporto, Indonésia) e Curitiba (Brasil) 
2016: Cancún (México), Porto (Portugal), Tbilisi (Geórgia), Port El Kantaoui (Tunísia), Sevilha (Espanha), Koh Samui (Tailândia), Podgorica (Montenegro), Vientiane (Laos) e Ayia Napa (Chipre)


O parque que não deu certo 
O HARD ROCK PARK, inaugurado oficialmente no dia 15 de abril de 2008, em Myrtle Beach, na ensolarada Carolina do Sul, com um mega show da banda Eagles, tinha aproximadamente 140 acres, com montanhas-russas, shows com fogos de artifícios, parquinhos para crianças, restaurantes, cafés e lojas, além de um anfiteatro multimídia, e, claro, um sistema de som extremamente moderno projetado especificamente para o local. O investimento do grupo HARD ROCK passou dos US$ 400 milhões. As atrações do parque estavam divididas em seis áreas distintas. Os criadores do HARD ROCK PARK realizaram uma “turnê promocional” por seis cidades americanas para divulgar a atração e coletar objetos para decorar o novo parque. A turnê, iniciada no dia 9 de abril, por Nova York, foi designada “The Hard Rock Park Road to Myrtle Beach Tour”, funcionou como uma exposição itinerante intitulada em referência ao Magical Mistery Tour Bus dos Beatles, que representava a primeira peça de lembrança doada ao parque pela Hard Rock International, empresa do grupo HARD ROCK, conhecido por seus restaurantes em todo o mundo. Mas, um ano após sua inauguração o parque foi fechado e vendido aos novos proprietários, que mudaram seu nome para Freestyle Music Park. Mas o parque foi fechado em definitivo pouco depois.


O marketing 
Os produtos HARD ROCK CAFE, maior ferramenta de marketing da marca, tiveram um início modesto em 1974, com as camisetas sendo vendidas, retiradas de uma caixa guardada debaixo da mesa do caixa. Em 1987, a confusão causada pelas pessoas querendo comprar as camisetas forçou a abertura de um quiosque com os produtos da marca na esquina da Old Park Lane com a Piccadily em Londres. Um ano depois, ainda mais espaço foi necessário para aumentar sua linha de produtos, o que levou à abertura de uma loja em 1988, no 18º aniversário do HARD ROCK CAFE. Atualmente, existem mais de 300 produtos da grife, como chaveiros, broches, camisetas, camisas jeans e pólo, jaquetas de couro e jeans, óculos, carteiras, sungas, biquínis, maiôs, relógios, copos, canecas, moletons, entre outros itens, todos com o característico logotipo da marca.


As relíquias 
Para manter o clima de peças originais em todos os restaurantes, o que é um atrativo também para turistas, a rede contou durante anos com o suporte de um verdadeiro caçador de relíquias. Don Bernstine, que morreu em abril de 2009, era o homem que visitava astros do rock e da música do passado e ia aos camarins fazendo oferta por tudo aquilo que pudesse dar vida e emprestar à rede o glamour do rock e de outros estilos musicais. Ele era figurinha conhecida nos leilões de casas tradicionais, como por exemplo, a Christies. E chegou a pagar US$ 24 mil por um casaco que Jimi Hendrix usou no palco e até US$ 13 mil por uma letra de música datilografada por Bob Dylan. Desde os primeiros astros da década de 1950, como Bill Haley e Elvis Presley, passando pelos destaques dos anos de 1960, como Beatles e Rolling Stones, até os heróis atuais, como Pearl Jam, Nirvana, Sheryl Crow e estrelas da música pop, todas as épocas estão representadas. Da mesma forma, desde as antigas e raras até as amassadas e inúteis, a coleção de guitarras é impressionante. Amigos e roqueiros de todo o mundo doaram seus discos e CDs de ouro e platina, fazendo da coleção do HARD ROCK CAFE a primeira, mundialmente, no gênero. São essas relíquias, além do preço sempre em conta de bebida e comida, que transformaram a marca HARD ROCK CAFE também em uma lenda do Rock’n Roll e um estilo vida.


A evolução visual 
A notoriedade do HARD ROCK CAFE pode ter tido início com seus hambúrgueres e relíquias do rock mundial, mas após mais de 40 anos de história, HARD ROCK CAFE é agora igualmente reconhecido pelo seu famoso logotipo. Desenhado por um renomado artista gráfico, Alan Aldridge, que foi também responsável pela capa do álbum “Illustrated Lyrics” dos Beatles, o logotipo do HARD ROCK CAFE, inspirado no ornamento de capô de um antigo Chevrolet, é visto desde Sydney até Nova York em suas luminosas fachadas e populares camisetas, uma das mais vendidas do mundo. Esse famoso logotipo passou apenas por pequenas remodelações ao longo dos anos, especialmente em relação à tipografia de letra original, mas sempre manteve sua arquitetura visual.


Os logotipos dos hotéis, cassinos e arenas também passaram por alterações ao longo dos anos.


Os slogans 
Love All, Serve All. 
All Is One. 
Take Time To Be Kind. 
Save the Planet.


Dados corporativos 
● Origem: Inglaterra 
● Fundação: 14 de junho de 1971 
● Fundador: Isaac Tigrett e Peter Morton 
● Sede mundial: Orlando, Flórida, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Hard Rock Cafe International, Inc. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Seminole Tribe of Florida, Inc.) 
● CEO & Presidente: Hamish Dodds 
● Faturamento: US$ 3.5 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Restaurantes: 164 
● Presença global: 69 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 9.000 
● Segmento: Restaurantes casuais 
● Principais produtos: Comidas americanas, drinques e suvenires 
● Concorrentes diretos: Planet Hollywood, House of Blues, Señor Frogs, Rainforest Café, T-Rex Café e Bubba Gump Shrimp Co. 
● Ícones: A decoração de seus restaurantes 
● Slogan: Love All, Serve All. 
● Website: www.hardrock.com 

A marca no mundo 
Com 164 unidades do HARD ROCK CAFE espalhadas por aproximadamente 70 países, transformou-se em um verdadeiro fenômeno global no segmento de restaurantes temáticos e entretenimento. A rede conta ainda com 23 unidades do HARD ROCK HOTEL e 11 cassinos, localizados em países como Estados Unidos, Indonésia e Tailândia; e cinco HARD ROCK LIVE, arenas para shows e apresentações esportivas, localizadas em Orlando, Biloxi, Las Vegas, Northfield Park e Hollywood (Flórida). Somente nos Estados Unidos estão localizadas aproximadamente 50 unidades da rede. O maior restaurante da rede está localizado na cidade de Orlando na Flórida. No Brasil, existe apenas um HARD ROCK CAFE, localizado na cidade de Curitiba. Mas o país já abrigou outras duas unidades em Belo Horizonte (inaugurada em 2005 e fechada em 2014) e Rio de Janeiro (inaugurada em 2000 e fechada em 2011). 

Você sabia? 
Ao longo destes anos, mais de 150 milhões de pessoas tiveram a oportunidade de viver excelentes momentos neste que se tornou um ícone do entretenimento universal. As filas para entrada no HARD ROCK CAFE já se tornaram famosas, até mesmo em Londres, décadas após sua inauguração. 
Anualmente seus estabelecimentos hospedam mais de 15.000 eventos e shows ao vivo de música. 
Desde que o HARD ROCK CAFE começou a vender em 1985 os tradicionais broches como lembranças, foram criados mais 80.000 diferentes tipos. 
A embaixadora global da marca é sua primeira garçonete: Rita Gilligan. Hoje em dia ela trabalha viajando o mundo como promotora e embaixadora da marca HARD ROCK CAFE. Uma irlandesa encantadora, ela é amiga até da Rainha da Inglaterra. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Valor Econômico e Folha), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 27/6/2016

Um comentário:

Carina Rezende disse...

gostaria de saber onde compro os produtos pela internet?/?
meu email, carinarezende30@hotmail.com