13.6.06

JIM BEAM


O verdadeiro espírito nativo americano. Uma tradição com mais de dois séculos de existência. Uma verdadeira lenda. Sete gerações dentro de uma garrafa quadrada inconfundível. O Bourbon JIM BEAM é uma verdadeira instituição americana, o mais puro espírito do oeste. JIM BEAM é autêntico. 

A história 
Durante mais de 200 anos, a família Beam tem se dedicado à fabricação do Bourbon mais vendido do mundo. Tudo começou em 1788 quando Johannes “Jacob” Beam, filho de imigrantes alemães, decidiu ir para o oeste americano em busca de uma vida melhor. Ele carregou todos os seus pertences, amarrou seu alambique de cobre na parte traseira da sua carroça de segunda mão e viajou para o oeste, estabelecendo-se na região central do estado do Kentucky. Fazendeiro, mas também moleiro de profissão, Jacob construiu um moinho movido a água, onde moía o milho para moradores locais por um percentual da sua colheita.


Naquela época, o excedente de grãos era difícil de armazenar, e ainda mais complicada a sua comercialização. Ele sabia que o uísque representava a forma mais segura e econômica de usar o excedente de milho. Com isso, o milho não estava sujeito ao mofo, era fácil de transportar e considerado ainda mais valioso do que a instável moeda dos estados americanos. Usando seu próprio alambique, Jacob começou a produzir um uísque de cor âmbar e com sabor mais amadeirado que o do uísque tradicional, feito a partir de uma pasta fermentada de milho, centeio e malte. O produto - que usava mais milho do que qualquer outro ingrediente - foi chamado de Bourbon, em homenagem ao município de Bourbon, no estado do Kentucky. Jacob vendeu seu primeiro barril de Bourbon no ano de 1795 para poucos amigos. O uísque foi introduzido no mercado inicialmente com o nome de Old Jake Beam Sour Mash.


Ele transmitiu a seu filho de apenas 18 anos, David, em 1820, as tradições familiares para a fabricação do Bourbon. Durante a gestão de David como destilador mestre, o país estava ingressando na era industrial. A descoberta do ouro na Califórnia fez com que centenas de americanos rumassem para o oeste, e levas de novos imigrantes chegassem à América em busca de liberdade e riqueza. A abertura do Canal do Erie, em 1825, e a navegação no rio Mississippi tornaram o transporte de mercadorias, como o Bourbon, mais fácil e acessível do que nunca. Com isso, as vendas aumentaram consideravelmente. David M. Beam, filho de David, assumiu a destilaria e os segredos da família para a fabricação do tradicional Bourbon em 1850, alguns anos antes do início da Guerra Civil Americana.


Logo após a morte do seu pai, em 1854, David mudou a destilaria para o município de Nelson, também no Kentucky, mais próxima à primeira ferrovia do estado, facilitando assim o transporte das mercadorias. Ele chamou a sua nova casa de “Destilaria Clear Spring”, em alusão à água clara da nascente encontrada em um rio das proximidades. Em 1880 o Bourbon da família Beam, então chamado Old Tub, se tornou nacionalmente conhecido graças às ferrovias e a perseverança da família. O filho de David, o lendário James “Jim” Beauregard Beam, começou a ajudar o pai nos negócios quando tinha apenas 16 anos de idade. David ensinou-lhe as mesmas técnicas e conhecimentos para a fabricação de Bourbon que seu pai havia lhe transmitido.


Jim assumiu a destilaria da família em 1894, aos 30 anos de idade, e durante os 52 anos seguintes continuou supervisionando o processo de destilação. A empresa de Jim Beam continuou a crescer e prosperar durante os primeiros anos da década de 1900, até que foi obrigada a fechar devido à implantação da Lei Seca, em 1919. Durante os 14 anos da lei, Beam vendeu todos os seus negócios relacionados a bebidas alcoólicas para dedicar-se ao cultivo de frutas cítricas no estado da Flórida e, depois, à exploração de minas de carvão e uma pedreira de calcário.


Com a revogação da Lei Seca em 1933, Jim Beam, então com 69 anos de idade, reativou a destilaria (ele mesmo, com a Judá de seu filho, reconstruiu tudo em apenas 120 dias) e incorporou a The James B. Beam Distilling Co., em Clermont, no Kentucky, no dia 14 de agosto de 1934. Foi a partir deste momento que o Bourbon adotou oficialmente o nome JIM BEAM. Doze anos mais tarde, em 1946, seu filho T. Jeremiah Beam se tornou presidente e tesoureiro da empresa. E foi ele o responsável por internacionalizar a marca enviando caixas de JIM BEAM para as tropas americanas estacionadas ao redor do mundo. Jim Beam faleceu um ano depois, aos 83 anos de idade. Jeremiah observou que o filho de sua irmã, F. Booker Noe, Jr., tinha a paixão e o talento da família pela fabricação de Bourbon. Foi então que ele trouxe o sobrinho para trabalhar na destilaria da família quando ele tinha 21 anos de idade. Ao lado de Jeremiah, ele aprendeu as tradições e segredos familiares para a preparação do Bourbon.


Sob o olhar cuidadoso de Booker, a destilaria JIM BEAM ainda usa a mesma variedade clássica de levedura criada por Jim Beam em 1934. Uma segunda destilaria foi inaugurada em 1954, próxima a cidade de Boston no Kentucky. Pouco mais de uma década depois, em 1967, a empresa foi adquirida pela American Brands. Em 1987, ele lançou no mercado um Bourbon com sua própria assinatura, o Booker’s Bourbon, com 65.05% de graduação alcoólica. Criado inicialmente como um presente de natal para amigos especiais, esse uísque é engarrafado diretamente do barril, inteiro e sem ser filtrado. Em 1992, mais três Bourbons artesanais, Knob Creek Bourbon (50% de graduação alcoólica), Basil Hayden’s Bourbon (40% de graduação alcoólica) e Baker’s Bourbon (53.55% de graduação alcoólica), foram acrescentados a essa linha (conhecida hoje como SIGNATURE CRAFT) para criar uma coleção super premium produzida em pequenos lotes.


A partir de 2004 a empresa começou a licenciar a marca JIM BEAM para ser utilizada em comidas, como por exemplo, carne defumada embebida no mais puro Kentucky Bourbon, além de molhos e temperos que levam doses de JIM BEAM. Além disso, o licenciamento foi estendido para outras categorias de produtos ligadas a marca, como uma completa linha de acessórios para churrascos incluindo pincéis, termômetros, ferro de marcar carne, marinador, injetor de temperos, amaciador, facas, espetos e espátulas. Em 2005 a destilaria alcançou um momento histórico quando Frederick Booker Noe III (popularmente conhecido como Fred Noe), bisneto do lendário Jim Beam e 7ª geração da família à frente da empresa, encheu o barril de número 10 milhões na história da marca. Foi também neste ano que a marca lançou a primeira campanha televisiva em toda sua história.


Em 2013, apoiada em sua rica tradição e raízes familiares, a destilaria lançou no mercado o JIM BEAM JACOB’S GHOST, um novo uísque branco envelhecido apenas por um ano em tonéis de carvalho branco e versátil o suficiente para ser apreciado em uma variedade de coquetéis. Nos anos seguintes a marca inovou ao lançar uma linha de Bourbon com infusão de sabores naturais, como por exemplo, mel ou canela. No início de 2014, a Suntory, a mais poderosa e conceituada produtora de uísque do Japão, comprou a JIM BEAM por US$ 16 bilhões.


As preciosidades 
A destilaria produz atualmente sete variedades de Bourbons em sua linha original: 
Jim Beam White (rótulo branco): envelhecido 4 anos com 40% de graduação alcoólica. Vendido na Austrália com 37.5% de álcool. É o uísque carro-chefe da marca. 
Jim Beam Seven Year (rótulo branco com a inscrição “Premium Aged 7 Years Old”): envelhecido 7 anos com 40% de graduação alcoólica. Vendido especialmente no estado do Kentucky. 
Jim Beam Choice (rótulo verde): envelhecido 5 anos com 40% de graduação alcoólica e destilado pelo método Charcoal. 
Jim Beam Black (rótulo preto): introduzido em 1978, é um Bourbon envelhecido 8 anos com 43% de graduação alcoólica, cujo sabor é mais marcante e suave. Recentemente sua garrafa foi completamente redesenhada para se diferenciar dos outros Bourbons da marca, adquirindo um formato mais esguio e sofisticado. 
Jim Beam Rye (rótulo bege): produzido pela primeira vez em 1938, é envelhecido 4 anos com 40% de graduação alcoólica. É considerado um Rye Whiskey (com no mínimo 51% de centeio em sua composição). 
Red Stag by Jim Beam: lançado em 2009, é uma linha de Bourbon que sofre a infusão de sabores como cerejas pretas, canela e cidra, responsável pelo seu sabor adocicado. Seu nome foi inspirado nos bandos de veados que vagueiam no estado do Kentucky, em especial os veados vermelhos (Red Stag). 
Jim Beam Devil’s Cut: lançado em 2011, é destilado por 6 anos e com 45% de graduação alcoólica, o que resulta em um Bourbon robusto, com cor profunda, aroma amadeirado e caráter forte. O nome tem haver com o processo de fabricação: como o líquido que evapora do barril é chamado de Angel’s Share, ao buscar o que fica preso no fundo do barril depois de esvaziado se deu o apelido de Devil’s Cut (o corte do diabo). E é justamente esse líquido, depois de tratado, que é misturado com Bourbon envelhecido.


A marca também possui uma linha de Bourbons especiais, geralmente misturados com sabores naturais: 
Jim Beam Honey: lançado em 2012, é um Bourbon que sofre a infusão de mel real dourado, o que proporciona um sabor final mais doce. 
Jim Beam Maple: lançado em 2013, é um Bourbon que sofre a infusão natural de maple, o que proporciona um sabor final caramelizado. 
 ● Jim Beam Kentucky Fire: lançado em 2014, é um Bourbon que sofre a infusão de canela, o que proporciona um sabor final picante.


Além disso, a marca produz bebidas prontas para o consumo (comercializadas em alguns mercados mundiais em latas) que levam o mais puro JIM BEAM misturados á outros ingredientes: 
Jim Beam Red Stag Ginger & Lime: bebida que contém Bourbon com infusão de cerejas pretas envelhecido 4 anos com gengibre e limão (com apenas 5% de graduação alcoólica). 
Jim Beam and Cola: bebida que contém Bourbon envelhecido 4 anos e refrigerante de cola (com apenas 5% de graduação alcoólica). 
Jim Beam Lime Splash: bebida que contém Bourbon envelhecido 4 anos e suco de limão (com apenas 5% de graduação alcoólica). 
Jim Beam Honey & Ginger Ale: bebida que contém Bourbon envelhecido 4 anos com infusão de mel e gengibre (com apenas 5% de graduação alcoólica).


O Bourbon 
O Bourbon representa o puro espírito americano e, ao contrário do que muitos pensam, pode ser produzido em qualquer estado americano. Mesmo assim o estado do Kentucky, não só é o maior produtor, como o berço do Bourbon. Em 4 de maio de 1964, o Congresso americano reconheceu o Bourbon como “um distintivo produto dos Estados Unidos”. Mas Afinal, porque o JIM BEAM é um autêntico Bourbon? Porque segue, pela lei americana, todas as normas para ser considerado: 
● Contém pelo menos 51% de milho em sua composição. 
● É destilado pelo menos a 160º. 
● É armazenado em barris a 125º. 
● É envelhecido por, no mínimo, dois anos em barris novos de carvalho “tostados” por dentro (esse é o segredo da cor e do sabor). 
● Não são adicionados sabores ou corantes que alterem o Bourbon.


A mítica destilaria 
A principal destilaria, que também funciona como sede da empresa está localizada na pitoresca cidade de Clermont, situada aproximadamente 25 milhas ao sul de Louisville no estado do Kentucky. Na destilaria os caminhões e as chaminés convivem lado a lado com gramados verdes onde fica a histórica casa da família Beam, hoje um ponto de visitação. Os visitantes, através de um tour guiado podem ter acesso ao mais puro espírito nativo americano e conhecer a história e saga da família na destilação do verdadeiro Kentucky Bourbon.


Em um galpão (chamado The American Outpost) especialmente preparado para receber os visitantes, funcionários bem preparados falam do Bourbon que é feito pela família desde que Jacob Beam vendeu seu primeiro barril, no distante ano de 1795. A história também pode ser conferida através de um maravilhoso filme e uma grande exposição de artefatos históricos da empresa. O local também possui uma loja que comercializa além dos tradicionais Bourbons JIM BEAM, uma infinidade de produtos de merchandising da marca. A casa histórica da família onde viveram três gerações dos Beam, chamada The T. Jeremiah Beam House, é um local convidativo para experimentar todos os tipos de Bourbons produzidos pela destilaria. Tendo sorte o visitante ainda pode presenciar caminhões da destilaria sendo carregados com barris do mais puro Bourbon, além é claro de sentir no ar o famoso e inconfundível aroma de JIM BEAM. Na destilaria existem 21 Rockhouses (local onde os barris descansam por no mínimo 4 anos). A admissão para a visita guiada é gratuita.



Os slogans 
Make History. (2014) 
Bold Choice. (2011) 
Here’s to The Stuff Inside. (2008) 
1 family. Original recipe. Since 1795. (2006) 
The Stuff Inside Matters Most. (2004) 
Real friends. Real Bourbon. (1999) 
Today belongs to Jim Beam. (1987) 
8 years changes everything. (2010, JIM BEAM BLACK) 
It’s time for a better bourbon. (2002, JIM BEAM BLACK)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1795 
● Fundador: Jacob Beam 
● Sede mundial: Clermont, Kentucky, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: James B. Beam Distilling Co. 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Beam Suntory, Inc.) 
● Presidente & CEO: Matthew John Shattock 
● Master Distiller: Frederick Booker Noe III 
● Faturamento: US$ 1 bilhão (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Destilarias: 2 
● Presença global: 130 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 900 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Uísques tipo Bourbon 
● Concorrentes diretos: Wild Turkey, Marker’s Mark, Heaven Hill, Four Roses e Jack Daniel’s Tennessee Whiskey 
● Ícones: A destilaria em Clermont 
● Slogan: Make History. 
● Website: www.jimbeam.com 

A marca no mundo 
Disponível em mais de 130 países, JIM BEAM não é apenas o Bourbon mais vendido do mundo, é o uísque americano mais vendido na Europa oriental, o uísque número um de todos os tipos na Alemanha e a bebida alcoólica destilada número um na Austrália, segundo maior mercado mundial de Bourbon. Atualmente a empresa possui duas destilarias localizadas nas cidades de Clermont e Boston, ambas localizadas no estado do Kentucky. Os Bourbons são comercializados em vários tamanhos de garrafa (50ml, 200ml, 375ml, 750ml, 1 litro, 1.5 litros e 1.75 litros). Somente em 2014 a marca vendeu mais de 7 milhões de caixas (12 garrafas) de seus Bourbons no mundo inteiro. 

Você sabia? 
No rótulo de JIM BEAM é possível ler a famosa frase “None Genuine Without my Signature” (em tradução livre “Não genuíno sem a minha assinatura”) seguida da tradicional rubrica de James B. Beam. 
O Master Distiller Jerry Dalton (1998-2007) foi o primeiro homem a não pertencer a família Beam a ocupar esse importante cargo na destilaria. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 3/2/2015

3 comentários:

JEFERSON M. ALMEIDA disse...

HISTORIA MUITO INTERESSANTE.
E O WISK MELHOR AINDA .
PARABÉNS !!!

Bruno disse...

Muito bom o blog e a história do Jim Beam, além de ser um baita whiskey...Parabéns!

Anônimo disse...

Ler isso me dá vontade de beber.
Delícia de whiskey!