18.7.06

NIKON


Câmeras fotográficas, lentes, flashes, filtros, binóculos, microscópios e instrumentos de medida. Quando o assunto é imagem e ótica, a japonesa NIKON é especialista em desenvolver produtos que proporcionem a máxima qualidade diante do olho humano, melhorando assim a experiência de imagem e auxiliando na obtenção dos mais incríveis resultados. A NIKON atingiu um nível de excelência ótica sem paralelo, com milhões de consumidores e clientes profissionais fiéis, conquistando status de marca de qualidade superior que continua sendo uma potência no segmento de equipamentos ótico e fotográfico. 

A história 
A história da NIKON começou exatamente no dia 25 de julho de 1917 na cidade de Tóquio quando três das maiores produtoras óticas japonesas resolveram se unir para formar a Nippon Kogahu Kōgyō Kabushikigaisha (algo como Corporação de Indústrias Óticas Japonesas), inicialmente para produzir vidro de precisão ótica. Na época, muitos técnicos alemães, sempre talentosos e competentes nessa área, foram contratados para desenvolver as áreas de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos. No ano seguinte teve início a produção de binóculos, além da realização de pesquisas nessa área. Em 1921 foi introduzido no mercado a prisma binocular pequena chamada de MIKRON 4x ou 6x. Quatro anos depois a empresa introduziu o microscópio JOICO, que possuía lentes objetivas intercambiáveis. O nome NIKKOR foi adotado como marca para as lentes fotográficas objetivas produzidas pela empresa em 1932. Depois vieram os telescópios e equipamentos de medidas.


Durante a Segunda Guerra Mundial a produção civil da empresa foi completamente paralisada (foi a principal fornecedora de equipamentos óticos para o exército japonês), voltando com suas atividades normais somente em 1945, quando já produzia câmeras fotográficas, microscópios, binóculos, lentes oftalmológicas, equipamentos de vigilância e instrumentos de precisão e medida. O nome NIKON foi adotado oficialmente no ano de 1946 para uma linha de pequenas câmeras de 35mm com lentes destacáveis e intercambiáveis produzidas pela empresa. O nome derivou da junção de Nippon Kōgaku (que significa “ótica japonesa”) e Ikon, as famosas lentes fotográficas produzidas pela alemã Zeiss. Em 1948 foi lançada no mercado a NIKON I, primeira câmera fotográfica a levar oficialmente a marca NIKON.


Em 1950 o tradicional jornal The New York Times fez uma reportagem mostrando a superioridade tecnológica das câmeras NIKON, apresentando definitivamente o produto para o público americano e fazendo com que a marca se tornasse sinônimo de excelência em seu segmento. Pouco depois, em 1952, a empresa criou o NIKKOR CLUB, cujo principal objetivo era promover e difundir a cultura fotográfica. No mês de abril de 1959 foi introduzida a NIKON F, primeira câmera da empresa com SLR (Single Lens Reflex, onde o foco é feito através da objetiva), que dominou o mercado por quase 15 anos e rapidamente se tornou a preferida de fotógrafos profissionais e amadores mais exigentes.


A NIKON deu seguimento ao sucesso da NIKON F com muitos outros produtos aclamados pela crítica, como as câmeras compactas, as câmeras subaquáticas NIKONOS (introduzidas no mercado em 1963) e as câmeras SLRs manuais e de focagem automática. Na década de 1960 e 1970, suas câmeras, principalmente as da série F, foram largamente adotadas por muitos profissionais da área de fotojornalismo, fazendo com que o nome NIKON se tornasse sinônimo de excelência e conquistasse sólida reputação. No início da década de 1980, em 1983, a empresa lançou a primeira câmera compacta com foco automático. O nome da empresa foi oficialmente mudado para NIKON CORPORATION em 1988.


A NIKONOS RS, primeira câmera a prova d’água com foco automático foi introduzida no mercado em 1992. Outra novidade foi o lançamento em 1997 da linha de câmeras digitais com preços acessíveis, batizada de COOLPIX 100. Durante esta década a empresa desenvolveu tecnologias de ponta, sendo apontada pelos grandes fotógrafos como uma das marcas preferidas na arte de fotografar. O universo das máquinas digitais SLR na história da NIKON começou com a D1, lançada oficialmente no dia 15 de junho de 1999, mas só com o aparecimento dos modelos mais acessíveis, como por exemplo, D50, D40 e D70, foi possível constatar uma massificação deste formato de máquina. Nos últimos anos, acompanhando a evolução das câmeras digitais, a NIKON não ficou parada e manteve a reconhecida qualidade dos seus produtos tanto no segmento de câmeras para uso doméstico como as voltadas para o mercado profissional com os modernos modelos SLR.


Os lançamentos mais recentes da marca seguem a receita do que ela aprendeu a fazer durante um século: boas lentes. Em 2017, ano em que comemorou 100 anos de existência, a marca anunciou três novas objetivas da faixa grande angular de encaixe F: a primeira olho de peixe zoom projetada para câmeras full frame; fixa atualizada com sistema de abertura eletromagnética da serie E; e uma projetada para sensores DX (APS-C) e até então inédita no portfólio da marca. A NIKON desembarcou oficialmente no Brasil em 2011, atraída pela crescente demanda local. Com um investimento de US$ 10 milhões, à época, o país se tornou o primeiro da América do Sul a ter uma subsidiária da empresa japonesa. Mas devido a uma reestrutura global, a empresa encerrou suas atividades no país em 2018.


O marketing 
Desde 1969 a empresa é responsável pela organização do NIKON PHOTO CONTEST, concurso que reúne fotógrafos de todo o mundo (profissionais e amadores) promovendo a expansão e enriquecimento da cultura fotográfica, assim como o posicionamento e o conceito da marca japonesa. O concurso, que a cada ano tem um tema específico, atraiu em sua última edição mais de 410.000 fotógrafos de 102 países diferentes, gerando uma média de 1.62 milhões de fotografias.


Em 2010, a marca japonesa lançou uma enorme campanha de marketing denominada “I AM NIKON”, que tinha como objetivo melhorar o posicionamento no segmento de câmeras compactas, especialmente no continente europeu. Isto porque, a marca NIKON sempre foi frequentemente associada com fotografia profissional e câmeras de alto desempenho. Para transmitir uma imagem mais acessível de suas câmeras compactas digitais, a NIKON buscou mostrar esse posicionamento através da perspectiva de seus consumidores. Com uma série de filmes geniais, a campanha surgiu para dar um novo posicionamento para a marca, de que os momentos de todas as descobertas devem ser documentados em fotos, reforçando assim o conceito “At the heart of the image” utilizado pela NIKON. Seja nos primeiros passos de um bebê ou na primeira vez que experimentamos uma pimenta forte, os vídeos brincavam com frases que começavam com “I am…”. O conceito da campanha era totalmente centrado no registro dos momentos importantes ou casuais e memórias capturadas e eternizadas em uma fotografia. Graças ao enorme sucesso da campanha, que contou com a participação do ator Robbie Williams, a marca ganhou reconhecimento em 12 países europeu, aumentando assim as vendas e se tornando mais próxima e acessível ao consumidor comum. No Brasil a campanha foi lançada com o slogan “EU SOU NIKON”.


A evolução visual 
A marca alterou sua identidade visual algumas vezes ao longo dos anos. O primeiro logotipo a conter a palavra NIKON foi adotado em 1953. Somente em 1965 a identidade visual adotou as cores amarela e preta. Depois de adotar uma nova tipografia de letra (e voltar a utilizar somente a cor preta) em 1979, no ano de 1988 a marca apresentou um novo logotipo, que continha as cores preta, amarela e azul. A atual identidade visual da marca NIKON foi introduzida em 2003. A tradicional cor amarela e a tipografia da letra foram mantidas, mas o logotipo ganhou traços brancos.


Os slogans 
At the heart of the image. (2003) 
If the picture matters, the camera matters. 
The trusted name in Optics. 
Nikon always succeeds. (2002) 
The future of photography. (2002) 
You’ll remember a great image for the rest of your life. (2000) 
Now you know why we take the world’s greatest pictures. (1990) 
No one takes care of all your photographic needs like Nikon. (1985) 
Trust Nikon to capture your world. (1982) 
Nobody worries more about your image than Nikon. (1979)


Dados corporativos 
● Origem: Japão 
● Fundação: 25 de julho de 1917 
● Fundador: Três das maiores produtoras óticas japonesas 
● Sede mundial: Tóquio, Japão 
● Proprietário da marca: Nikon Corporation 
● Capital aberto: Sim 
● Chairman: Makoto Kimura 
● Presidente: Kazuo Ushida 
● Faturamento: US$ 6.5 bilhões (2017/2018) 
● Lucro: US$ 312.9 milhões (2017/2018) 
● Valor de mercado: US$ 6.39 bilhões (novembro/2018) 
● Presença global: 100 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 21.000 
● Segmento: Fotografia e Imagem 
● Principais produtos: Máquinas fotográficas, acessórios, lentes e binóculos 
● Concorrentes diretos: Leica, Canon, Pentax, Fujifilm, Konica Minolta, Sony, Olympus, Panasonic e Zeiss 
● Slogan: At the heart of the image. 
● Website: www.nikon.com 

A marca no mundo 
A NIKON comercializa sua ampla linha de produtos em mais de 100 países ao redor do mundo, emprega mais de 21 mil pessoas e faturou US$ 6.5 bilhões no ano fiscal de 2017/2018. A empresa ficou conhecida pelos seus produtos voltados para área de imagem, que correspondem a mais de 50% de suas vendas, tendo em seu portfólio também equipamentos de medida, precisão e metrologia (para várias aplicações, desde peças eletrônicas a aeronaves de grande porte) e produtos médicos (microscópios e itens oftalmológicos). Além disso, a NIKON é a única empresa produtora de microscópios a fabricar suas próprias lentes, assegurando assim a garantia da mais alta qualidade durante o processo. 

Você sabia? 
A marca é pronunciada de várias maneiras diferentes no mundo, enquanto no Japão se fala “nikon”, nos Estados Unidos se diz “naɪkɒn”. 
O Museu Nikon foi inaugurado no dia 17 de outubro de 2015 em Tóquio, para o 100º aniversário de fundação da empresa, que seria comemorado em 2017. O museu apresenta exposições sobre a história, os produtos e as tecnologias dos vários negócios da NIKON. É possível observar aproximadamente 500 itens, entre câmeras e lentes intercambiáveis. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 23/11/2018

5 comentários:

Douglas Oliveira disse...

A grande sacada de ter uma Nikon é que você pode usar lentes de uma Nikon da década de 60 numa câmera atual... A maioria dos demais fabricantes mudou o encaixe das lentes pelo menos uma vez durante sua história, o que não aconteceu com a Nikon.

Antonio Tadeu Guimaraes Guimaraes disse...

Exatamente porisso sou nikomaniaco ha cerca de 50 anos , sou fiel a marca como ela tem consideracao pelos seus usuarios , minha Nikon Df usa as mesmas lentes da minha Nikon F sem nenhuma adaptacao . Esse compromisso de respeito da Nikon com seus usuarios e que me faz ser fiel a marca ha cerca de 50 anos , alem de uma qualidade excelente em tudo que faz .

Anônimo disse...

A câmera Nikon não é a única a produzir as próprias lentes. Pesquise por favor, quem produz as lentes da Leica. Obrigado.

Julimar Gomes disse...

Tá em duvida na escolha de marcas, escolha Nikon.

Raimundo Nascimento disse...

Eu sou nikonzeiro